Castelos e Fortalezas da Espanha – Parte 3

Neste post e no seguinte veremos alguns dos principais elementos que caracterizam os Castelos e Fortalezas da Espanha. Um dos principais é a Torre, uma estrutura intimamente ligada às fortificações. Até o final do século XII, os castelos possuíam poucas torres. A partir deste momento, sua estrutura se torna mais complexa com a incorporação de várias delas, incrementando seu poder defensivo. Na Espanha é comum a presença de torres isoladas na paisagem e também em várias cidades do país. Abaixo, vemos a Torre de Valdenoceda, situada numa área rural da Província de Burgos (Castilla y León), numa belíssima região denominada “Las Merindades“. Foi construída no final do século XIII com uma planta retangular com cerca de 20m de altura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir, a Torre de Pinto, um município situado próximo a Madrid

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe grande importância na estrutura dos castelos, a denominada Torre del Homenaje (Torre de Menagem, em português) ergue-se de forma robusta e imponente na maioria das fortalezas. É considerada a torre principal, albergando as dependências mais importantes, já que frequentemente constitui a residência do proprietário. Geralmente é a torre mais alta do conjunto, podendo chegar a ter 40m de altura. Por este motivo, é a torre mais protegida e o último reduto de defesa da fortificação. Na sequência vemos algumas delas, como a Torre del Homenaje do Castelo de la Mota, em Medina del Campo (Província de Valladolid, Comunidade de Castilla y León)…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo excepcional Alcázar de Segóvia (Comunidade de Castilla y león), a Torre del Homenaje destaca-se na silueta de seu maravilhoso castelo de contos de fada…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUma característica peculiar dos castelos muçulmanos na Península Ibérica foi a incorporação de torres isoladas chamadas Torres Albarranas, que formam parte do recinto defensivo da muralha a que está comunicada por um arco ou ponte. Um exemplo é  Torre de Espantaperros da Alcazaba de Badajoz (Comunidade de Extremadura), uma fortaleza de origem muçulmana do século XII. Possui um curioso formato octogonal.

20160516_183237OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro elemento característico dos castelos e fortalezas são as muralhas ou cercas que rodeiam a fortificação. Elemento defensivo por natureza, constituem-se por torres ou cubos situados ao longo de seu perímetro, que permitiam diversificar os ângulos de tiros para sua defesa. Um exemplo é a muralha da fortaleza de Trujillo (Província de Cáceres, Comunidade de Extremadura)…

20181209_123522Ou a muralha do Castelo de Oropesa (Província de Toledo, Comunidade de Castilla La Mancha)

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm elemento típico da arquitetura militar medieval, as Almenas são pequenas estruturas salientes e verticais de formato retangular, dispostos a intervalos regulares da muralha ou mesmo da estrutura do castelo, para que os defensores pudessem resguardar-se e possibilitar um contra-ataque defensivo. Abaixo, vemos as Almenas do Castelo de Cuéllar, um palácio fortificado construído no século XV  e situado na Província de Segóvia (Comunidade de Castilla y León).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos as almenas situadas na parte superior da torre do Castelo de Medina de Pomar, localizado na Província de Burgos (Comunidade de Castilla y León).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara que o corpo de guardas da fortificação pudesse deslocar-se ao longo da muralha protetora, em sua parte superior situava-se um caminho de ronda estreito chamado Adarve. Abaixo, vemos o Adarve da muralha pertencente ao Real Alcázar de Córdoba (Comunidade de Andalucía).

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém apreciamos um Adarve na Alcazaba de Antequera, situada na Província de Málaga (Comunidade de Andalucía).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA evolução na complexidade das fortalezas e castelos medievais se deve, em boa parte, ao advento das Cruzadas. Muitas delas foram construídas por Ordens Militares, algumas delas fundadas para proteger os lugares santos de Jerusalém, como a Ordem dos Templários, por exemplo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das fortalezas templárias mais famosas da Espanha é o Castelo de Ponferrada (Província de León, Comunidade de Castilla y León), situado em pleno Caminho de Santiago. O castelo pertenceu à Ordem Templária até sua dissolução no século XIV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

As Muralhas de Alcalá de Henares

A cidade de Alcalá de Henares que vemos atualmente possui uma origem medieval. Inicialmente Complutum, passou a ser um enclave árabe e no ano de 1118 o arcebispo de Toledo Bernardo de Sedirac reconquistou a cidade para os cristãos, retornando ao local onde a tradição dizia que haviam sido martirizados os Santos Justo e Pastor. Em 1129 o monarca Alfonso VII de Castilla doa Alcalá e suas terras ao Arcebispado de Toledo, tornando-se desta forma uma cidade eclesiástica. Alcalá de Henares conhece um período de prosperidade graças ao privilégio real na realização de feiras de gado. As necessidades defensivas próprias do período, além da inseguridade política, fazem com que o Arcebispo de Toledo Rodrigo Ximénez de Rada ordene a construção de uma muralha no século XIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA muralha estava composta por 7 portas de acesso, e durante a etapa governada pelo Arcebispo Pedro Tenorio se reedificaram amplas zonas do recinto defensivo, que passa a contar com 22 torres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XIV, o recinto amuralhado é novamente ampliado e em 1565 contabiliza 39 torres, das quais se conservam hoje em dia 16.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAs torres estão separadas entre si por um muro, e ambos possuem almenas, que são os  espaços retangulares necessários para o contra-ataque no caso de uma invasão inimiga. Tanto as torres quanto o muro foram edificados no estilo mudéjar. A maior parte das torres possuem um formato retangular, mas também existem as de planta circular.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém de sua evidente função defensiva, as muralhas também exerciam uma função de fiscalização de impostos. Atualmente, o perímetro preservado das muralhas de Alcalá de Henares é de 700m, rodeando o Palácio do Arcebispo, que em breve veremos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior do recinto se encontra a Horta do Bispo, originalmente um local de recreio para os habitantes do Palácio do Arcebispo, hoje em dia transformado num espaço para eventos culturais, como concertos, teatro, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o Arco de San Bernardo

OLYMPUS DIGITAL CAMERASe em Madrid existe a Porta de Alcalá, antiga saída para aqueles que se dirigiam ao caminho para Alcalá de Henares (atual Calle de Alcalá), na cidade vizinha vemos a Porta de Madrid, que foi reconstruída em 1778 durante o reinado de Carlos III. Possui um aspecto de arco triunfal e foi erigida no estilo neoclássico, estando composta por 3 corpos, sendo o central mais elevado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

A fortificaçao de Ciudad Rodrigo

Além da muralha medieval , Ciudad Rodrigo possui um sistema de fortificaçao excepcional, um dos melhores conservados do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConstruído entre os séculos XVII e XIX, o sistema de fortificaçao da cidade apresenta um formato de estrela, típico das construçoes militares modernas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEste sistema foi criado levando-se em conta o grande potencial de ataque da artilharia. As almenas,  elemento característico dos fortalezas medievais, deram lugar às canhoneiras.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO sistema defensivo conta com baluartes, torres de vigilância e um grande fosso, construídos no começo do séc. XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERAA parte superior, onde se realizava a ronda, foi alargada para facilitar a movimentaçao das tropas e dos canhoes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO sistema foi posto à prova em duas ocasioes, durante a Guerra de Sucessao, no começo do séc. XVIII, e na Guerra da Independência contra os franceses, no séc. XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a Guerra da Independência, Ciudad Rodrigo passou pelos momentos mais críticos de sua história, quando foi sitiada pelos franceses em 1810, e pelos ingleses, em 1812. Inicialmente ocupada pelas tropas de Napoleao, o inglês Lord Wellington recuperou a cidade para as tropas aliadas, sendo reconhecido com o título de Duque de Ciudad Rodrigo. Na chamada Praça de Herrasti (situada entre a muralha e a catedral), nome dado em homenagem ao General Pérez de Herrasti, governador e defensor da cidade durante a ocupaçao francesa, foi levantado um monumento em homenagem aos caídos durante a guerra, em 1836.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANum dos muros da muralha, o homenageado foi Julián Sánchez, guerrilheiro que se tornou um terror para os franceses. Esta parte da muralha ficou conhecida como La Brecha, por ser sua parte mais vulnerável, e por onde entraram os franceses, depois de 5 meses de assédio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO sistema defensivo compreendido pela muralha e a fortificaçao nao estaria completo sem a existência do Alcázar ou Castelo da cidade, que conheceremos no próximo post…

Estaçao Ferroviária de Toledo

A Estaçao Ferroviária de Toledo é uma verdadeira jóia do Neomudéjar, digna porta de entrada que introduz o visitante nos parâmetros estéticos do estilo artístico e arquitetônico predominante na cidade, o Mudéjar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA estaçao foi construída entre 1916/1920, substituindo uma anterior que datava da época em que os trilhos chegaram a Toledo, em 1858. Abaixo, vemos uma foto antiga, mostrando a inauguraçao da estaçao.

DSC09284Foi projetada pelo arquiteto Narciso Clavería, e nela participaram os melhores profissionais da cidade, que a embelezaram com elementos inspirados na arquitetura e decoraçao mudéjares.

DSC09397DSC09401Na época de sua inauguraçao, gerou polêmica pelo seu atrevido desenho, completamente distinto ao da estaçao anterior, sóbrio e funcional.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAToda sua estrutura está decorada com Arcos Polilobulados e Almenas Escalonadas em sua parte superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO corpo central da estaçao recorda o salao de um palácio mudéjar. Na foto abaixo, vemos uma panorâmica com a antiga bilheteria.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm pequeno detalhe da bilheteria antiga, que foi substiuída por outras mais modernas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAToda a cobertura do corpo central foi decorada com um artesanato de madeira que lembra os encontrados em igrejas e monastérios medievais da Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAcima, vemos também o maravilhoso trabalho de ferro decorativo nas luminárias. Toda a sala está ornamentada com belíssimos vitrais, que proporcionam um notável estilo ao conjunto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATodo o trabalho de adornos da estaçao foi realizado pelo mestre forjador Julio Pascual.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAté mesmo a entrada ao banheiro exterior da estaçao foi decorado com motivos da arquitetura islâmica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm uma de suas esquinas, contemplamos a torre do relógio, uma estrutura pouco habitual nas estaçoes ferroviárias, erguendo-se como se fosse um campanário de uma igreja mudéjar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 2005, a estaçao foi restaurada para receber a chegada do trem de alta velocidade (AVE). Hoje em dia, os cerca de 80km que separam Madrid de Toledo sao percorridos em menos de 30 min, com conforto e rapidez. Além do mais, a passagem nao custa cara, aproximadamente 12 Euros….

A Muralha de Segóvia – Parte 2

A Muralha de Segóvia foi construída mediante técnicas tradicionais, principalmente com alvenaria, e aproveitando-se a cal e a areia como argamassa. Para preencher os espaços entre as pedras, foram usados barro e restos de cerâmica. Os tipos principais de pedras utilizadas foram a calcárea e o granito, além do tijolo como material decorativo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA muralha possui um adarve, isto é, uma zona que pode ser percorrida sobre ela, cuja funçao era facilitar a ronda dos sentinelas e uma distribuiçao defensiva correta de seus membros. Atualmente, constituem excelentes mirantes da cidade, como o existente no chamado Jardim de los Poetas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra característica presente em sua estrutura sao as almenas, como sao denominados os remates superiores de uma construçao defensiva. A sucessao de almenas formam pequenos vaos chamados de cañoneras, onnde os canhoes eram introduzidos em caso de ataque.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADas 5 grandes portas que originalmente existiam, se conservam 3 delas. Além de permitir o trânsito dos habitantes, possuiam também  finalidades jurídica, policial e fiscal, neste caso para a entrada de mercadorias. A Porta de San Andrés é uma das mais importantes, estando franqueada por duas torres, uma quadrada ( feita de pedra calcárea e rematada com tijolos e arcos de meio ponto) e outra poligonal, mais robusta e construída com granito.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa torre de granito, podemos observar as chamadas Saetera, uma fina abertura usada para o lançamento de flechas (saetas), que constituiam uma excelente proteçao para o atirador.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta porta possui um claro aspecto militar-defensivo, de proporçoes monumentais. Mencionada já no ano de 1120, sofreu reformas importantes no séc. XV. Foi restaurada no final de séc. XX e em 2010. Dela, podemos realizar um percursso tanto pela parte externa (vista no post anterior), quanto por seu lado interno, que chega até o Alcázar de Segóvia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte intramuros da Porta de San Andrés, vemos a Plaza del Socorro, presidida pela imagem da Virgem de mesmo nome. Esta porta permite acesso ao bairro da comunidade judaica de Segóvia, cuja história conheceremos em breve.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra porta destacável é a de Santiago, cujo nome foi tomado de uma paroquia dedicada ao santo situada próxima a ela, e derrubada em 1836. Em sua origem, integrava uma das torres da muralha. No séc. XVII, transformou-se numa torre almenada de caráter defensivo, e posteriormente foi reformada dando-lhe um aspecto mais ornamental. Em 1887, foi adaptada como refúgio para pobres, funçao exercida até 1929.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1945, foi reformada para acolher a residência do pintor Santos Sanz. Em 2011 foi novamente restaurada e atualmente alberga uma coleçao visitável de fantoches. Ao corpo principal da Porta de Santiago se acede através de um arco de tijolo em forma de ferradura construído no séc. XIII. Já no interior da porta, dois arcos de meio ponto completam sua estrutura geral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém das portas principais, a Muralha de Segóvia está composta pelos Postigos, uma abertura de menor porte que se utilizavam somente para o trânsito de pessoas. Abaixo, vemos o Postigo del Consuelo, localizada no ponto em que a muralha se encontra com a parte elevada do aqueduto, que se introduz na cidade amuralhada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalmente, vemos os Postigos del Sol e de La Luna (Lua), que comunicavam a antiga juderia com a parte extramuros da cidade de Segóvia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Castelo de Peñaranda del Duero

No alto da vila de Peñaranda del Duero, se alça vigilante o Castelo do povoado. De muitos pontos da localidade, podemos ver sua presença onipotente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA fortificação foi construída no séc. X, durante o período de repovoação  destas terras. No séc. XV, foi reformado pela influente família Zúñiga-Avellaneda, dotando-o do aspecto que admiramos atualmente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA planta quadrada do castelo adapta-se perfeitamente ao rochedo escarpado sob o qual está assentado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo seu conjunto, destaca-se a sólida Torre da Homenagem, local onde habitavam os proprietários do castelo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO castelo está construído por altos muros que ligavam as torres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte superior, podemos ver as denominadas Almenas, estruturas que realçavam os mesmos. Geralmente, ditas estruturas mantém uma mesma distância entre si, deixando suficiente espaço para atirar objetos de defesa, como pedras, azeite fervendo, etc. Segundo a época de construção e estilo predominante, encontramos Almenas quadradas (em sua grande maioria), cortadas em agulhas, em formato piramidal, etc. O conjunto de Almenas da muralha denomina-se Parapeito.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAObservamos também as chamadas Cañoneras, aberturas na fortaleza cuja função era permitir o disparo de armas de fogo. As mais primitivas (como podemos ver na presente fortificação) tinham um formato circular em uma de suas extremidades. Com a evolução das peças de artilharia, tornaram-se mais largas, em forma de “caixas”. Em épocas posteriores, foram colocados os canhões.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADesde o  castelo, contemplamos a totalidade do povoado abaixo e, desde suas aberturas, vemos a Igreja de Santa Ana.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs belas vistas nos oferecem a possibilidade de admirar os campos de Castilla.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA