Último Passeio por Reus

A cidade de Reus me impressionou por seu excepcional conjunto de edifícios modernistas, como também por sua animada vida social e deliciosa gastronomia. De vez em quando parava para comer umas tapas no centro histórico, numa rua repleta de bares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAReus, a cidade natal de Gaudí, não chegou a ser congratulada com nenhum edifício realizado pelo famoso arquiteto, mas manteve contato com seu filho ilustre ao longo de sua vida através de seus amigos de infância. Gaudí viveu seus primeiros 16 anos na cidade, e depois foi para Barcelona estudar arquitetura. A paisagem destes anos, entre a montanha e o mar, foi decisiva como elemento inspirador de sua obra. Além da Rota Modernista que recomendo conhecer, em Reus são abundantes os belos edifícios que embelezam seu centro histórico, muitos deles com uma fachada de esmerada decoração.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm alguns dos edifícios da cidade vemos representada a Rosa, que faz parte de seu escudo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAManifestações em favor da independência da Catalunha são atualmente muito habituais nas cidades da comunidade. Em Reus não é diferente, e em muitos edifícios vemos a bandeira da Catalunha Independente, chamada de “La Estelada“, no idioma catalão, pela presença de uma estrela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta bandeira é utilizada pelos cidadãos que professam a ideologia de uma Catalunha separada da Espanha. Foi criada no começo do século XX por um ativista da causa, Vicenç Albert Ballester, quando viajou a Cuba e se impressionou pela luta deste país por alcançar a independência da Espanha. A visita o inspirou para a criação da bandeira, uma fusão da bandeira oficial da Catalunha (composta por listras horizontais vermelhas e amarelas) com o triângulo e uma estrela que aparecem nas bandeiras de Cuba e Porto Rico, outro país inspirador. Sua primeira aparição data de 1918, num documento escrito em inglês em favor da independência da Catalunha.  Outro símbolo que aparece nos edifícios da cidade é o laço amarelo, presente em várias épocas da história e em diversos países, normalmente como um símbolo de protesto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo caso da Catalunha, tornou-se a partir de outubro de 2017 um símbolo da reivindicação da liberação de presos políticos da comunidade…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Carrer Monterols é uma das mais movimentadas da cidade por sua atividade comercial. Bem criativa foi a forma de seus habitantes de colocar seu nome…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAReus, como grande parte das cidades do mundo, não ficou alheia à explosão da Street Art, ou Arte Urbana, com vários exemplos de trabalhos realizados por artistas da cidade. Finalizo a matéria sobre Reus com algumas fotos destas interessantes iniciativas que através de seu colorido e estilos únicos colaboram para o enriquecimento artístico da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Centro Gaudí – Reus (Parte 2)

“A Beleza é o resplendor da verdade, e o resplendor seduz a todo mundo. Por isso a arte é universal.” Esta frase de Antoni Gaudí sobre o valor estético da arte traduz de forma inequívoca a importância de suas próprias obras. No Centro Gaudí de Reus podemos contemplar muitas de suas principais contribuições à história da arquitetura através de maquetes muito bem realizadas, que reproduzem alguns de seus edifícios mais conhecidos, todos eles situados em Barcelona. A seguir vemos uma maquete que reproduz a Casa Batlló, localizada no Paseo de Gracia da capital catalana.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa mesma rua em Barcelona situa-se outra de suas obras mais conhecidas, a Casa Milà. Para sua construção, Gaudí elaborou uma maquete feita de gesso a escala 1/10, cortada em pedaços. O arquiteto mostrava a maquete aos trabalhadores que esculpiam a pedra, ordenando que aumentassem de tamanho cada bloco de pedra 10 vezes. Com a pedra colocada em seu devido lugar, eram esculpidas “in situ”, processo dirigido pelo próprio Gaudí. Na época da construção, os habitantes da cidade ao verem os trabalhadores pendurados na fachada, apelidaram o edifício como “La Pedrera“. Nele domina a forte ondulação da fachada, sendo o mar seu elemento natural inspirador.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a maquete que reproduz um dos pináculos das chaminés que decoram a parte superior da Casa Milà, concebido como um monumento simbólico à Virgem do Rosário, padroeira do proprietário do edifício, Roser Segimon Milà. Na segunda foto, vemos a localização do pináculo no próprio edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro local de visita obrigatória em Barcelona é o Park Güell, onde Gaudí projetou colunas inclinadas com a finalidade de diminuir a resistência das forças horizontais, coma menor quantidade de material possível.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, a maquete que reproduz o Park Güell

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Sagrada Família constitui um monumento à originalidade e beleza criado pela fértil imaginação de Gaudí. Se espera que sua complexa construção finalize em 2026, ano em que se celebrará o centenário do falecimento do grande arquiteto. Abaixo, vemos a maquete do templo no Centro Gaudí de Reus

OLYMPUS DIGITAL CAMERAGaudí trabalhou mais de 40 anos na construção da Sagrada Família, de 1883 a 1926. Abaixo, vemos a maquete do pináculo de um campanário, o último projetado pelo arquiteto antes de seu trágico falecimento, ao ser atropelado por um bonde.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa foto a seguir, vemos o esquema geométrico da coluna da nave da Sagrada Família, onde podemos constatar a presença de vários elementos geométricos, que começa num círculo, depois o dodecaedro, o quadrado e, a partir deste, a volta ao círculo que percorre o caminho inverso.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFrequentemente Gaudí usava modelos para as representaçoes escultóricas, normalmente vizinhos do bairro onde estava sendo realizada a obra, ou mesmo seus mais fiéis colaboradores, que se adaptavam às características físicas que buscava o arquiteto. Um destes modelos representou a Virgem Maria e a Pôncio Pilatos. Os modelos eram devidamente fotografados pelo desenhista Ricard Opisso, que também foi representado na decoração escultórica do templo, como um anjo. Os modelos eram fotografados rodeados de espelhos, para que se pudesse observar todos os ângulos e pontos de vista. Depois se procedia à realização de um molde de gesso em tamanho natural e posteriormente colocado em seu devido lugar na obra, onde era esculpido em pedra.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAGaudí representava elementos como flores, plantas e árvores do próprio entorno natural do lugar onde se realizavam as obras. Pequenos animais, como a lagartixa, por exemplo, transformavam-se em esculturas feitas de pedra. Abaixo, vemos uma maquete que reproduz uma espiga.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo vemos a reprodução da mesa e da cadeira projetadas por Gaudí durante a construção da Sagrada Família, com materiais procedentes da própria obra.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos arquitetos atuais de renome expressaram sua admiração pela obra do genial arquiteto catalão, com frases que foram colocadas nas salas do Centro Gaudí. Norman Foster, por exemplo, disse: “Gaudí foi capaz de estabelecer uma linguagem espacial e lírica, baseada na estrutura. Seus métodos, um século depois, continuam sendo revolucionários.” Finalizo a matéria comentando que no andar térreo do Centro Gaudí funciona a Oficina de Turismo de Reus

Centro Gaudí – Reus

Antoni Gaudí é, indiscutivelmente, um dos arquitetos mais geniais da história. Quem pôde comprovar alguma vez a originalidade de suas obras em Barcelona é testemunha desta afirmação. Nasceu em Reus no dia 25 de junho de 1852, e faleceu em Barcelona (durante a construção da Sagrada Família) em 1926. Curiosamente, na cidade que lhe viu nascer, o arquiteto não deixou nenhuma grande obra para a posteridade. No entanto, Reus preserva sua memória em algumas de suas principais atrações turísticas. Sua casa natal se conserva, como vemos abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAGaudí nasceu neste edifício, propriedade de seus pais (Francesc Gaudí i Serra e Antònia Cornet Bertran). Seu pai possuía no andar térreo uma oficina de calderero, um ofício relacionado às soldaduras e o trabalho com estruturas metálicas, tubos, cisternas, etc. Este tipo de trabalho sempre foi mencionado por Gaudí em repetidas ocasiões, dizendo que era filho, neto e bisneto de caldereros. Bem próxima à casa natal de Gaudí, foi colocada uma escultura que representa o arquiteto em sua infância na cidade de Reus. Foi realizada pelo artista Artur Aldomà em 2002, com o motivo do 150 aniversário de seu nascimento. O adolescente Gaudí olha atônito as perfeições geométricas de umas bolas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa Plaza del Mercadal, um dos principais lugares da cidade, podemos visitar um excelente centro de interpretação, relacionado com a vida e obra do famoso arquiteto, o Centro Gaudí.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANeste moderno edifício temático, o visitante poderá compreender de forma didática os segredos de seus maravilhosos edifícios. Com 1200 metros quadrados de superfície e mediante as últimas tecnologias audiovisuais, além de inúmeros outros recursos (maquetes, documentos e objetos pessoais), o visitante penetra no universo gaudiano e se deslumbra com sua criatividade e genialidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm audiovisual, intitulado “Gaudí Universal“, nos introduz em sua origens na cidade e a natureza local como elemento inspirador de sua obra.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos as formas da natureza que tanto inspiraram a Gaudí na realização dos variados projetos que criou…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir, vemos uma planta com o denominado crescimento helicoidal de suas folhas, cujas formas foram usadas por Gaudí em vários elementos arquitetônicos, e uma maquete que elaborou sobre o estudo do crescimento das plantas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos conceitos incorporados por Gaudí em suas obras, o Conóide, apesar do nome, é de fácil visualização, pois está presente em inumeráveis expressões naturais, como a ondulação das folhas. Gaudí se converte no arquiteto da natureza, aplicando a arquitetura às suas formas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa realização de seus projetos, Gaudí calculava minuciosamente todas as forças envolvidas, criando sistemas complexos como a chamada esterofunícula, uma estrutura tridimensional capaz de materializar seu potencial criativo, de acordo com as leis naturais. Trata-se da representação física das formas da estrutura. Como podemos observar, sua fértil imaginação extrapolou os limites da mesa de projetos habitual.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAGaudí nao apenas limitou-se a imitar a natureza, e sua inspiração centrava-se numa apaixonada admiração e análise de suas leis, criadoras de todos os fenômenos naturais. Abaixo, vemos uma foto do arquiteto com 26 anos em 1878, quando tinha acabado o curso de arquitetura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANesta outra, de 1915 e com 63 anos, Gaudí explica o projeto da Sagrada Família ao Bispo de Barcelona e outras autoridades eclesiásticas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo Centro Gaudí podemos ver documentos originais pertencentes ao arquiteto, como a solicitação de matrícula para a Escola Pías de Reus, quando tinha 11 anos. Na outra imagem, vemos as notas tiradas por Gaudí relacionadas às disciplinas de Geometria (sobresaliente) e Aritmética (notável)…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, veremos a segunda parte da matéria sobre o Centro Gaudí de Reus

 

Um Passeio por Reus

O Centro Histórico de Reus oferece vários lugares de interesse para o visitante, e deve ser percorrido à pé, a melhor forma para conhecê-lo. De caminho ao centro constatei uma curiosa figura pendurada num edifício, e me aproximei para ver do que se tratava.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa realidade, esta figura é uma das esculturas mais famosas da cidade, denominada “O Judeu do Raval“. A mediados do século XVIII, o proprietário do edifício instalou uma estátua satírica com o dedo acusador apontando a uma casa, cujo residente era judeu e com o qual manteve uma disputa judicial. Em 1925, a escultura original de 1763 foi transferida ao Museu de Arte e História de Reus, e em 2012 se colocou uma réplica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem perto localiza-se a Carrer de Casals (original em catalão. Em espanhol, Calle de Casals), que foi o centro da comunidade judaica (juderia) de Reus. Aproveitei para tirar uma foto da rua…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA pouca distância da Plaza del Mercadal, que vimos no post anterior, vemos a Igreja de Sant Pere, a mais antiga da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPertencente a última fase do estilo gótico, o templo iniciou sua construção em 1512 e foi consagrado em 1569, recebendo a titularidade de São Pedro, padroeiro da cidade (Sant Pere, em catalão). Na fachada principal, vemos uma singela portada com a imagem do santo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte superior, podemos admirar a bela roseta da igreja. Abaixo, vemos sua parte externa e também desde o interior da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERACom 60m de altura e planta hexagonal , a Torre Campanário tornou-se famosa por sua escada interior de caracol, motivo de inspiraçao para o arquiteto Antoni Gaudí quando projetou a escada interior (também de caracol) para a Sagrada Família de Barcelona.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs 4 sinos que existiam na torre foram desmantelados durante a Guerra Civil Espanhola (1936/1939) para fabricar armamentos. Atualmente existem apenas 2 sinos, que foram colocados na década de 40.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Guerra Civil prejudicou igualmente o interior do templo, e tanto a decoração quanto os vitrais foram afetados. Por este motivo, os vitrais são modernos e substituíram os originais, depois do término do conflito.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs obras de reconstrução do interior foram realizadas pelo arquiteto de Reus César Martinelli. Abaixo, vemos uma foto geral do interior da igreja, destacando sua estrutura gótica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1941, depois que o retábulo maior do século XVI foi desmontado por seu péssimo estado, se construiu o baldaquino de pedra que vemos atualmente, obra do mencionado arquiteto. O grupo escultórico principal representa ao Príncipe dos Apóstolos com as chaves e a tiara papal, acompanhado pelos 4 Doutores da Igreja, além da representação do Espírito Santo. Embaixo, se colocou uma arca com o busto relicário de São Pedro, feito de prata no século XVII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Capela Batismal da igreja foram batizados os filhos ilustres que nasceram na cidade: O General Prim, o pintor Mariano Fortuny e Antoni Gaudí. Na Capela do Santíssimo se guarda o coração do pintor, nascido em Reus em 1838 e falecido em Roma, em 1874.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Reus – Província de Tarragona

Há tempos desejava conhecer a cidade de Reus, situada na Província de Tarragona, uma das quatro províncias que integram a Comunidade da Catalunha. Aproveitando que tive uma semana livre em agosto, decidi realizar uma pequena viagem pela região, incluindo este município, famoso principalmente por ser a cidade natal do genial arquiteto Antoni Gaudí. Reus possui um grande quantidade de edifícios modernistas, que veremos em matérias exclusivas. A cidade está localizada a apenas 14 km da capital provincial, Tarragona, e possui pouco mais de 100 mil habitantes. Neste post inicial, conheceremos um pouco da cidade através de suas praças, que foram e continuam sendo o centro social e comercial de Reus, e alguns de seus personagens ilustres. A Plaza de la Libertad foi reformada em 2003 e acolhe exposições e feiras sobre os produtos típicos da zona, como azeite, vinho e frutas secas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANesta praça situa-se o Museu de História e Arte de Reus, cuja sede encontra-se num edifício que impressiona por seu tamanho e imponência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANum dos cantos da praça vemos as denominadas Colunas Kursaal, que decoravam a entrada do Cine Kursaal, projetado por Pere Domènech i Roura, filho do famoso arquiteto Lluís Domènech i Montaner, que deixou obras maravilhosa tanto em Barcelona (Palácio da Música Catalana e Hospital de Sant Pau i Santa Creus, entre outros) como na própria cidade de Reus. Com instalações cômodas e elegantes, este cinema realizou sua última projeção em 1972, quando foi infelizmente derrubado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem próximo à Plaza de la Libertad, vemos outro espaço emblemático da cidade, a Plaza do Pintor Fortuny, assim chamada em homenagem a Mariano Fortuny y Marsal (Reus-1838/Roma-1874), considerado um dos pintores espanhóis mais importantes do século XIX, depois de Goya.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo centro da praça foi colocado um monumento em sua homenagem. Este artista realizou principalmente pinturas de caráter histórico, além de temática taurina. Seu virtuosismo técnico baseava-se  no traçado minucioso, no estudo exaustivo da luz e na importância do cromatismo. Na cidade se conserva o edifício onde nasceu, com uma placa indicativa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAConsiderada historicamente o centro social da cidade, a Plaza de Prim homenageia otro cidadão de grande relevância nascido na cidade, o General Juan Prim y Prats (Reus-1814/Madrid-1870).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos homens mais influentes da Espanha na segunda metade do século XIX, Juan Prim foi um militar e político liberal, que chegou a ser Presidente do Conselho de Ministros, sendo congratulado com o título de Conde de Reus. Morreu assassinado em Madrid, em 1870. No centro da praça ergue-se uma estátua equestre em sua homenagem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANesta praça se construiu o Teatro Fortuny em 1882, o principal de Reus, outra homenagem ao pintor Mariano Fortuny.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJusto embaixo do Teatro Fortuny, vemos uma das cafeterias mais conhecidas da cidade, a Viena. Seu interior é belíssimo, e tirei umas fotos do local, que inclui interessantes vitrais e uma decoração com azulejos que representam a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO local mais movimentado da cidade é a Plaza del Mercadal. Como o próprio nome indica, nela se realizava o mercado da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABelos edifícios modernistas embelezam a praça, como a Casa Navàs, de lluís Domènech i Montaner, além do Centro Gaudí, que veremos em breve no blog. Também é o lugar onde se situa o Edifício da Prefeitura de Reus.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa próxima matéria realizaremos um passeio por alguns de seus principais monumentos históricos, como a Igreja de Sant Pere, onde Gaudí foi batizado….

Espanha: Patrimônios da Humanidade (Parte 3)

A Catalunha é uma Comunidade Autônoma situada na região nordeste da Espanha. Faz fronteira ao norte com a França e está banhada pelo Mar Mediterrâneo. Possui 4 Províncias: Barcelona, Tarragona, Girona e Lérida. Em sua capital e maior cidade, Barcelona, o Estilo Modernista, que se desenvolveu a finais do século XIX e princípio do XX, constitui um de seus principais elementos identificadores e, sem sombra de dúvida, outorga à cidade um valor excepcional. Por este motivo, muitos de seus edifícios modernistas foram catalogados como Patrimônio da Humanidade pela Unesco e seus mais famosos arquitetos foram reconhecidos mundialmente. Por exemplo, o conjunto da obra de Antoni Gaudí, este genial arquiteto nascido na Catalunha, obteve este reconhecimento inicialmente em 1984, sendo posteriormente ampliado em 2005, de modo que muitos dos edifícios por ele projetados fazem parte da lista. Em um passeio por Barcelona, podemos visitar vários deles, como a Casa Milà, situado no elegante Paseo de Gracia.

DSC07367OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Modernismo revolucionou a paisagem urbana de Barcelona, ao ser considerado um estilo total, empregado tanto na arquitetura, quanto nas Artes Decorativas, aspecto que podemos apreciar nos edifícios construídos nesta época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém no Paseo de Gracia encontramos outra obra magistral de Gaudí, a Casa Batlló, cuja fachada é um verdadeiro mostruário de cores e formas inspiradas na natureza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMenos conhecida, mas igualmente genial é a Casa Vicens, o primeiro projeto de importância do renomado arquiteto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos principais mecenas de Gaudí foi o empresário Eusebi Guell, que encarregou o arquiteto para que realizasse o maravilhoso Park Guell.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADos edifícios realizados por Gaudí, um dos mais espetaculares e famosos, que evidentemente faz parte da lista que protege o conjunto de sua obra é a maravilhosa Sagrada Família…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro arquiteto modernista foi congratulado pela Unesco, e dois de seus edifícios foram incluídos na lista de Patrimônios da Humanidade da Espanha. Lluís Doménech i Montaner foi o responsável pelo projeto do Hospital de Santa Creu i Sant Pau , cuja filosofia enaltece o ambiente hospitalar para a recuperação dos pacientes.

20160908_160406OLYMPUS DIGITAL CAMERADoménech i Montaner projetou também outro local de visita obrigatória em Barcelona, o Palau de la Música Catalana, cuja beleza de sua fachada e seu estonteante interior comovem a qualquer um. Ambos foram declarados P.H. em 1997.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA cidade de Tarragona foi, durante a época romana, um dos principais enclaves da Hispania e seu excepcional conjunto arqueológico foi designado P.H. no ano de 2000. Entre suas principais atrações, destacam sua muralha romana e o anfiteatro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Província de Tarragona situa-se o Monastério de Poblet, considerado um dos mais importantes e conservados do denominado Estilo Cistercense em toda a Europa. É possível hospedar-se no próprio monastério, uma experiência que recomendo. Foi declarado P.H. em 1991.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

O Hemisférico de Valência

O denominado Hemisférico é outro dos edifícios que compõem o  complexo da Cidade das Artes e das Ciências de Valência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi o primeiro a ser inaugurado e aberto ao público, em 1998. Seu projeto também se deve ao famoso arquiteto Santiago Calatrava, que realizou um desenho inspirado no olho humano. Abaixo, vemos o Hemisférico, junto com o Palácio das Artes Reina Sofia

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta espetacular construção funciona como um planetário, uma enorme sala de projeções e também um Cine IMAX. Encontra-se situado sobre um lago artificial de cerca de 24 mil metros quadrados e sua cobertura possui mais de 100 m de comprimento.

20181004_121228Oferece projeções digitais com representações astronômicas e espetáculos de entretenimento, a maioria de índole científica e tecnológica.

20181004_120914Assitir aos espetáculos constitui uma incrível experiência, pois sua tela possui 900 metros quadrados…

20181004_12102320181004_121113Para poder conhecer o complexo da Cidade das Artes e das Ciências e todos seus edifícios é necessário reservar um dia inteiro, pois são inúmeras as atrações existentes (Hemisférico, Palácio das Artes, Pavilhão Príncipe Felipe e Museu Oceanográfico, entre outros…).

20181004_120927O Hemisférico conta também com uma cafeteria e um restaurante…

20181004_122153Finalizo a matéria com fotos da parte externa do complexo, decorado com os chamados Trencadís, técnica decorativa feita com cerâmicas e azulejos, que tornou-se conhecida através dos projetos realizados pelo arquiteto Antoni Gaudí

20181004_12475420181004_124844