Muralha de Lugo: Patrimônio da Humanidade

No centro de Lugo, antiga Lucus Augusti, ergue-se imponente a famosa Muralha Romana da cidade, que rodeia a parte histórica num perímetro de mais de 2 km de comprimento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERALugo é considerada a cidade mais antiga de toda a Galícia, com mais de 2 mil anos de história. Cerca de 300 anos depois de sua fundação, se construiu esta espetacular estrutura defensiva, a única de todo o Império Romano que conserva íntegro seu traçado original.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASeu excelente grau de conservação e sua importância histórica foram reconhecidos com vários títulos como Monumento Nacional em 1921, Bem de Interesse Cultural em 1985 e Patrimônio da Humanidade, desde o ano 2000.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA  A Muralha Romana de Lugo foi construída no final do século III e princípio do século IV dC. Possui um formato quadrangular e as esquinas redondeadas. Sua altura varia de 8 a 12 m, e os cubos semicirculares que a compõem têm um diâmetro entre 10 e 13m.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA muralha é classificada dentro de um grupo denominado Estilo Legionário Hispânico, e foi projetada segundo os princípios do grande arquiteto Vitrubio para a arquitetura militar. Originalmente possuía 85 cubos ou torres, dos quais se conservam 72.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO esplendor de Lucus Augusti ocorreu justamente no momento em que a cidade foi fortificada. A construção deste excepcional sistema defensivo foi realizada em função dos conflitos internos existentes na época, mais que pelo temor das invasões bárbaras que já assolavam o Império Romano naquele momento. Seus principais materiais construtivos, a pedra de granito e a ardósia, se encontram nas imediações da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm sua parte inferior, fossos com mais de 20 metros de largura e 5 de profundidade dificultavam ainda mais a aproximação do inimigo. O acesso à parte superior das torres é possível através das escadas existentes ao longo da muralha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO caminho de ronda da parte superior da muralha, em espanhol denominado Adarve, constitui um tradicional passeio pela cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XVI se castigava com 30 dias de prisão e uma pesada multa a todos aqueles que se atrevessem a roubar materiais da muralha. No século seguinte, o rei responsabiliza o bispo de Lugo para qualquer reforma ou intervenção realizada em sua estrutura. Na segunda metade do século XVIII, esta responsabilidade passa a ser da prefeitura da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1972, foram derrubados 81 edifícios que se encontravam adossados à muralha em sua parte exterior, dentro do processo de sua restauração geral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara compreender sua importância e o processo histórico de sua dilatada existência, convém visitar o Centro de Interpretação da Muralha de Lugo, situado numa das Oficinas de Turismo da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o traçado geral da Muralha Romana de Lugo

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOriginalmente, cada torre estava composta por janelas em seus dois ou três níveis. Para sua defesa, eram necessários 4 arqueiros em cada torre, totalizando cerca de 350 arqueiros…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, publicarei a segunda parte da matéria sobre a grande Muralha Romana de Lugo

Berlanga Del Duero – Província de Sória

Este pequeno pueblo de aproximadamente mil habitantes situa-se ao sul da Província de Sória, na Comunidade de Castilla y León. Apesar de seu reduzido tamanho, possui um patrimônio histórico-artístico invejável. Sua antiguidade remonta à época romana, entao chamada Augusta Valerámica, em memória ao imperador Valério.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua importância histórica está relacionada à geografia, pois situa-se na denominada Linha do Duero, marco divisório entre as terras cristas e árabes durante toda a Idade Média, sendo saqueada e conquistada alternadamente por ambos os povos. O guerreiro árabe Almanzor conquista a cidade, e logo depois o rei Fernando I de Castilla-León a retoma para os cristaos. Em seguida, é novamente invadida e dominada pelos mouros, até que finalmente Alfonso VI reconquista definitivamente a vila, em 1080. O monarca cede as terras de Berlanga a El Cid, considerado o primeiro senhor da vila. No entanto, no período subsequente, entra em decadência, ficando praticamente abandonada. Somente em 1108, é colonizada pelo rei aragonês Alfonso I, em grande parte por judeus provenientes de Zaragoza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO templo religioso mais importante do pueblo é a Colegiata de Santa Maria del Mercado, construída em apenas 4 anos (1526/1530). Exemplo de arquitetura de transiçao do gótico ao renascimento, destaca por suas grandes dimensoes, dignas de capital do reino. No exterior, impoem-se seu aspecto maciço.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior, apreciamos o Retábulo Maior Barroco, esculpido no séc. XVIII, que contém uma imagem de Santa Maria del Mercado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos outras fotos do interior, como o trascoro e as belas bôvedas góticas do teto da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm detalhe que chama a atençao é um enorme jacaré, colocado em um dos muros da igreja. O réptil foi trazido do continente americano pelo Frade Tomás de Berlanga (1487/1551), o filho ilustre da cidade, que foi nomeado bispo no Panamá no séc. XVI, e a quem se atribui a descoberta das Ilhas Galápagos. Tomás de Berlanga está sepultado na colegiata.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos uma estátua do frade, situada em frente as ruínas do antigo Palácio dos Marqueses de Berlanga.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe longe, avista-se a inconfundível silueta de seu imponente castelo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA atual edificaçao pertence ao séc. XVI (1527), erguida sobre um anterior castelo cristao do séc. XII, que por sua vez, foi construído sobre uma primitiva fortaleza árabe do séc. X.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO castelo está cercado por muralhas românicas levantadas no séc. XII, durante a época de Alfonso I.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs árabes tinham uma especial estima pela vila, graças à posiçao estratégica de seu castelo. Desta época é o aqueduto situado ao lado da fortaleza, cujas ruínas vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO castelo possui uma planta retangular, composto por sólidos e grandes cubos em cada um de seus lados, simbolizando o caráter defensivo da fortaleza. A evoluçao da arquitetura militar dos castelos haviam transformado as torres retangulares do período alto-medieval em construçoes poliédricas que resistiam muito mais ao impacto da artilharía, até convertirem-se nas torres cilíndricas que compoem o castelo de Berlanga Del Duero.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA