Um Passeio por Lugo: Parte 2

Continuando meu passeio por Lugo, descobri que a cidade tornou-se capital provincial no século XIX, momento em que o crescimento da cidade acelerou-se, principalmente depois da chegada da ferrovia em 1875. Deste período é o Palácio de la Diputación, cuja construçao iniciou-se em 1866 como hospital provincial, assumindo sua função atual em 1874. O edifício ocupa toda a extensão da praça onde está localizado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERATambém no século XIX se formou a Praça Maior da cidade, onde encontramos a Casa Consistorial, que vimos na matéria anterior. Num dos costados da praça, me chamou a atenção um belo edifício, o Círculo de Belas Artes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos limites da Praça Maior foram colocados vários blocos de pedra com escritos de renomados escritores e poetas do idioma galego, como este poema do escritor Manuel Maria (1929/2004).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das principais escritoras da literatura espanhola do século XIX foi Rosalía de Castro (1837/1885). Escreveu tanto no idioma gallego quanto no castelhano, e o principal parque da cidade recebeu seu nome. Minha visita à Lugo coincidiu com as festas em honra a San Froilán, seu santo padroeiro. Quando perambulava pelo parque abarrotado de gente, vi que ele se havia transformado num grande parque de diversões, com curiosos brinquedos construídos à moda espanhola, como este de abaixo, em que as crianças sentam-se em touros que se movimentam para os lados…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das atividades que despertaram mais interesse foi o bingo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir vemos outros brinquedos deste curioso parque de entretenimento…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADepois de saborear a cozinha local, que se destaca pelo excelente pescado, frutos do mar, além de boas carnes, seguia caminhando pelo centro histórico, em busca de outros locais interessantes, como as antigas casas que ainda permanecem de pé…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Mercado de Abastos de Lugo é um exemplo da denominada Arquitetura Racionalista da primeira metade do século XX…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA  Bem próximo ao mercado vemos uma enorme coluna rematada por uma águia, símbolo dos dois mil anos de história da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMinha estadia na cidade ainda me reservou uma grande surpresa, a visita à velha prisão de Lugo, da qual saí deveras impressionado. Esta última matéria sobre Lugo será publicada no próximo post…

Anúncios

Casa de las Flores – Madrid

Na matéria de hoje vocês conhecerão um dos símbolos da Arquitetura Moderna Espanhola, a Casa de las Flores, situada na zona oeste de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa realidade, trata-se de um grande bloco residencial, projetado em 1931 pelo arquiteto Secundino Zuazo (1887/1971), que incorporou audazes critérios urbanísticos para a época, como vários pátios abertos entre cada um dos blocos. O edifício possui 5 andares feitos de tijolos, com uma série de arcadas elípticas situadas ao nível da rua, que acolhe lojas comerciais, além de servir de entrada para o mesmo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA construção ocupou o espaço onde antes existiu o primeiro campo de futebol construído em Madrid.Uma de suas grandes inovações ao urbanismo foi seu caráter higiênico, pois todos os apartamentos situam-se no exterior, com boa ventilação e iluminação natural. A Casa de las Flores ocupa um quarteirão inteiro, e foi considerada um monumento à racionalidade arquitetônica, valorizando o espaço coletivo através dos 3 pátios existentes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA construção acabou tornando-se um modelo para os estudantes de arquitetura das décadas de 50 e 60 em Madrid. Os balcões exteriores decorados com vasos de flores deram o nome ao conjunto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPossui 288 apartamentos distribuídos de forma racional entre os pátios. Nela viveram personalidades ilustres, como Severo Ochoa, bioquímico espanhol de fama internacional que recebeu o Prêmio Nobel de Fisiologia e Medicina em 1959.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro grande personagem que habitou o edifício foi o poeta chileno Pablo Neruda, que nele viveu entre 1934 e 1936, quando foi nomeado Cônsul do Chile em Madrid. O poeta escreveu inclusive um poema sobre a Casa de las Flores, e uma placa situada nos muros da construção homenageia o famoso escritor.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício foi também palco de reuniões entre as grandes personalidades republicanas, como Garcia Lorca, Miguel Hernández e Rafael Alberti. A Casa de las Flores foi impiadosamente bombardeada durante a Guerra Civil Espanhola, por estar localizada numa frente de batalha entre os nacionalistas e republicanos. Abaixo, vemos como ficou o edifício numa imagem da época…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguns moradores do edifício asseguram que  seus pátios interiores transformaram-se em campos de fuzilamento. A Casa de las Flores foi restaurada logo depois de finalizada a guerra, nos anos 40, respeitando-se sua forma original. Como uma das obras fundamentais da Arquitetura Racionalista residencial de Madrid, a Casa de las Flores foi declarada Monumento Nacional em 1981.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Art Déco e Arquitetura Racionalista – Parte 2

Neste segundo post sobre  Art Déco e Arquitetura Racionalista, veremos dois aspectos fundamentais no desenvolvimento de ambas, as vidreiras e a influência do cinema. Na capital espanhola existem muitas vidreiras artísticas que representam aspectos relacionados à evoluçao da Art Déco. Muitas delas foram fabricadas pela prestigiosa Maumejean, empresa fundada em 1860 por Jules Pierre Maumejean, e que ainda existe. Uma das mais famosas decora o edifício da Facudade de Letras e Filosofia da Universidade Complutense de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste enorme painel de vitrais adorna a entrada da faculdade. Destruída na Guerra Civil, quando no campus da universidade foi travada uma das batalhas mais sangrentas da guerra, foi reconstruída para celebrar o septuagésimo quinto aniversário da faculdade. Para tanto, utilizaram-se documentos gráficos existentes da época, e sua reconstruçao coube a vários vitralistas de renome da cidade de Segóvia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das artes mais associadas ao estilo Déco é o cinema. Nas décadas de 20 e 30 do séc. XX,  a sétima arte transforma-se num fenômeno de massas, principalmente depois da estréia do filme “O Cantor de Jazz”, quando se inauguram os filmes sonoros (1927). Alguns títulos produzidos na época refletem perfeitamente a atmosfera Art Déco, como a produçao alema “Metrópolis”, de Fritz Lang (também realizada em 1927). De fato, este filme expressionista tornou-se um paradigma da Art Déco, e seu ambiente futurista foi inspirado na Arquitetura de Chicago. As salas de cinema converteram-se no espaço perfeito para a difusao da nova arte e seus edifícios tornaram-se referências arquitetônicas. Em Madrid, embora alguns dos antigos edifícios que abrigavam salas de cinema foram totalmente reformados para usos completamente diferentes de sua concepçao original, ainda podemos contemplar algumas de suas características da época de sua construçao. Abaixo, por ex., vemos o antigo Cinema Europa.

DSC08411Connsiderado um dos expoentes do Racionalismo Madrilenho, o Cine Europa foi construído pelo arquiteto Luis Gutiérrez Soto, autor de inúmeras salas de cinemas pela cidade, em 1928. O edifício foi influenciado pelo expressionismo alemao, em particular pelas obras criadas por Erich Mendelsohn. Uma de suas principais características é a fachada aerodinâmica, rematada na esquina por um formato semicircular, a modo de uma quilha de barco.

DSC08414Outro aspecto desenvolvido a partir dos anos 30 na arquitetura racionalista foi o emprego de grandes janelas situadas na fachada e ao longo das escadas interiores, como vemos no Cine Europa.

DSC08415Também realizado por Luis Gutiérrez Soto, o Cine Barceló é considerado sua obra prima.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInaugurado em 1931, o Cine Barceló é justamente reconhecido como um dos melhores exemplos da Arquitetura Racionalista de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo exterior, observamos a horizontalidade de suas linhas combinadas com a curva, além de vários elementos derivados da arquitetura náutica, como as escotilhas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor último, vemos o antigo Cine Salamanca, que apresenta características simlilares aos anteriores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Cine Salamanca foi inaugurado em 1935, e projetado pelo arquiteto Francisco Alonso Martos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Art Déco e Arquitetura Racionalista

Nenhuma escola de arte teve uma influência tao profunda na história do desenho contemporâneo quanto a alema Bauhaus, contribuindo de forma decisiva para a evoluçao da Art Déco. A forma no desenho tinha que estar relacionada à sua funçao. Desta forma, o prático se impôs sobre os elementos estéticos. As décadas de 1920 e 1930 caracterizaram-se pelo otimimo e confiança exageradas em relaçao à tecnologia e o progresso, apesar da catástrofe que representou a crise econômica de 1929. Como resultado, a máquina passou a ser reverenciada. Este aspecto pode ser observado nos abundantes relevos presentes na Art Déco.

DSC08419DSC08421Estes verdadeiros painéis escultóricos  incorporam-se à arquitetura, e em muitos deles o progresso e a máquina sao exaltados. Sao inúmeros também aqueles que representam a figura humana, inspirados na cultura clássica. Um exemplo pode ser observado na Calle de Alcalá, no antigo Banco Vizcaya. Apesar de ser um digno representante da Art Déco, caracteriza-se também por sua monumentalidade clássica, própria de uma instituiçao financeira de grande importância.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA partir dos Anos 30, a Art Déco entra em sua segunda fase, com o aparecimento do denominado Desenho Aerodinâmico, inspirado na arquitetura naval dos grandes transatlânticos, tao em moda na época. Este período é conhecido como Streamline ou Modern Style, e na Espanha foi chamado de Racionalismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Arquitetura passa a ser futurista, enfatizando as formas curvas, a horizontalidade e a sobriedade decorativa. As linhas aparecem como uma abstraçao da velocidade, numa época obsessionada por ela, evocando imagens de leveza, funcionalidade e dinamismo. Em Madrid, muitos sao os edifícios que apresentam estas características. O Edifício Carrión, situado na Gran Vía, é considerado uma obra prima do racionalismo na cidade. Inspirado na arquitetura aerodinâmica, sobressai seu perfil curvo, parecido à proa de um barco. O edifício foi construído pelos arquitetos Luis Martínez Feduchi e Vicente Eced entre 1931 e 1934.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguns estabelecimentos municipais também foram construídos segundo esta tipologia, como o denominado Edifício Parque Sur, projetado pelos arquitetos José Azpiroz e Luis Ferrero em 1935.

DSC08451DSC08450Os edifícios residenciais também adotaram os princípios da Arquitetura Racionalista, como este que vemos abaixo, realizado entre 1930 e 1932 pelo arquiteto Fernando Arzadun y Ibarrarán, igualmente considerado um marco do Racionalismo Madrilenho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO impressionante jogo de volumes que ostenta, a textura de suas linhas e os elementos decorativos geométricos dotam o conjunto de uma grande força e expressividade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Os Comércios Históricos de Madrid – Segunda Parte

Além dos Comércios Históricos que vimos no post anterior, no Bairro de Chueca localiza-se uma verdadeira jóia que merece a pena ser conhecida. A confeitaria La Duquesita é uma das mais tradicionais de Madrid (Calle Fernando VI,2).

OLYMPUS DIGITAL CAMERASeu nome se deve a uma pequena boneca feita de alabastro em seu interior, fabricada na Itália. Apresenta alguns defeitos devido a uma “tentativa de homicídio” durante a Guerra Civil.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA decoração praticamente não sofreu alterações desde sua inauguração em 1914, seguindo a moda imperante na época, a base de espelhos, móveis feitos de madeira, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo princípio, La Duquesita confeccionava bombons para os cavalheiros que ingressavam nas Ordens Militares,e que presenteavam suas noivas com produtos decorados com a cruz da ordem correspondente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAClientes ilustres eram assíduos frequentadores do estabelecimento, como a Rainha Maria Cristina, os Duques de Medinaceli, etc. O nome destas personalidades habituais ainda se encontram disponíveis num livro de contas com os produtos adquiridos, sendo conservados como uma relíquia. Ainda hoje, sua fama permanece intacta, elaborando deliciosos doces artesanais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo Bairro de Chamberí (C. Alberto Aguilera,18), conhecido pela histórica estação de metro, que apesar de não ser mais utilizada, pode ser visitada (ver matéria publicada entre os dias 4 e 5/12/2012), situa-se um dos marcos da Arquitetura Moderna de todo o país, o Posto de Gasolina Gesa. Projetada pelo arquiteto Casto Fernández Shaw e construída em 1927, é considerado uma das primeiras obras racionalistas realizadas em Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de estar protegida, seus antigos proprietários a derrubaram em 1977, causando uma comoção em toda a sociedade. O escândalo foi tal que os donos do estabelecimento foram obrigados a reconstrui-la, com o auxílio de arquitetos municipais. O projeto era absolutamente revolucionário, um dos primeiros intentos em dotar de fisionomia este tipo de instalações urbanas. Construído com concreto armado, uma de suas principais características é o funcionalismo. Como definiu o próprio autor, trata-se de uma obra carente de estilo, sendo que as próprias estruturas essenciais que compõem o posto (bombas de gasolina, extintores,etc), tornaram-se seus elementos decorativos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro Comércio Histórico, de um setor de atividades completamente distinto, pode ser contemplado próximo ao famoso Restaurante do Botín, e seu nome é uma alusão ao seu endereço. A Peluqueria El Kinze de Cuchilleros é a barbearia mais antiga da cidade, fundada em 1900.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma cadeira de época, colocada na porta de entrada, é testemunho da longeva história do local. No interior, se conservam utensílios antigos, como um esterilizador.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO solo de azulejos também é original e seus atuais proprietários não economizam no bom trato e na simpatia para com seus clientes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Cines Históricos – Segunda Parte

De todos os cines de Madrid, o Bogart é seguramente um dos que possui a história mais complicada. Em 1907, foi construído um pavilhao para projeções conhecido como Salão Madrid. Em sua sala não havia a fila 13, e sim a 12-bis, para não perturbar os supersticiosos. Funcionou até 1920, quando foi praticamente demolido e reconstruído para acolher o Teatro Rei Alfonso, inaugurado no ano seguinte. Em 1924, voltou a ser utilizado unicamente como cinema, e um ano depois, sofreu uma nova transformação, convertendo-se em casas de espetáculos não aptos para todos os públicos, e logo depois num verdadeiro cabaré. Em 1933, volta a ser cinema, agora chamado de Panorama. Sob esta denominação, permaneceu 30 anos, um recorde para um local que havia mudado tantas vezes de nome e função. Em 1965, é fechado e neste mesmo ano retorna às representações teatrais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA mediado dos anos 70, entra em decadência e passa a exibir filmes de categoria S ou X. Mais uma vez muda de nome, agora adotando o nome da rua onde está situado, Calle Cadaceros, e começa a exibir filmes para a família, numa tentativa de ocultar seu passado próximo. Em 1986, finalmente passa a denominar-se Bogart. Pouco a pouco foi sendo esquecido, sucumbindo no ano 2000, para não reabrir mais. Atualmente, o edifício de tantas histórias se deteriora a olhos vistos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Cine Barceló é considerada uma das obras primas de Luis Gutiérrez  Soto, e um dos melhores representantes da arquitetura racionalista da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Inaugurado em 1931, na sua terraça foi instalada uma tela para a exibição de filmes no verão, tal como sucedeu com o Cine Callao. Além do mais, construiu-se uma magnífica sala de festas. Nos anos 70, deixou de projetar filmes na terraça, talvez intimidado pelos olhares dos vizinhos dos edifícios situados nas proximidades, ou então devido ao ruído das ruas, que impediam o desfrute dos filmes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Em 1974, foi exibido seu último filme, transformando-se num curto espaço de tempo em teatro. Somente o salao de festas permaneceu aberto durante toda sua história. Durante os anos 80, abrigou a discoteca Pachá, um dos locais da moda, na noite madrilenha da época. O edifício conserva sua fisionomia exterior original.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Cine Pavón foi inaugurado em 1925, obra de Teodoro Anasagasti. Destaca sua bela fachada em Art Decô.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm uma de suas esquinas, situa-se uma torre publicitária, um dos emblemas da sala.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi construído com uma dupla finalidade, servir tanto como teatro, como cinema. Atualmente, é a sede da Companhia Nacional de Teatro Clássico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Cine Ideal é um dos mais antigos cines de caráter permanente da capital. Inaugurado em 1916, conserva suas vidreiras originais. Em 1932, foi adaptado para o teatro, principalmente zarzuelas e espetáculos musicais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1990, foi comprado pela empresa Yelmo Cines, que o reformou totalmente para transformá-lo num complexo de 8 mini salas, especializando-se nas versões originais dos filmes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Cine Renoir Retiro também foi construído por Luis Gutiérrez Soto, em 1940. Conserva a fachada original.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA empresa Cinesa é a atual proprietária do antigo Cine Proyecciones, situado num belo edifício construído em 1932.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAÉ isso aí, espero que vocês tenham gostado desta série sobre os cines de Madrid. E, quando forem ao cinema, sobretudo se sao valentes sobreviventes, nao deixem de contemplá-los como o que realmente representam, patrimônio cultural de cada cidade, e que necessitam da ajuda popular, para que continuem existindo…

Cines Históricos – Madrid

Além da Gran Vía, em muitos outros lugares da cidade existiam locais de projeçoes cinematográficas, pois houve uma época em que qualquer local era idôneo para a instalação de um cinematógrafo. Em alguns casos, antigos armazéns se transformavam em salas de filmes. A partir dos anos 40, os grandes cines instalados em edifícios estavam situados no térreo, possibilitando a utilização do imóvel para o aluguel residencial. Algumas pequenas ruas possuíam vários estabelecimentos, como a Calle Doctor Cortezo, próxima à Porta do Sol. Nela conviveram, a partir do primeiro terço do séc. XX, o Cine Ideal, o Teatro Calderón, o teatro-cine Fígaro e o grande Frontón de Madrid, lamentavelmente desaparecido. Veremos nest post, e no próximo, alguns dos cines históricos da capital espanhola.

O Cine Doré é considerado o mais antigo da cidade, ainda em funcionamento. Recebeu este nome de Gustav Doré, um desenhista que se tornou famoso por ter ilustrado a bíblia. Outra explicação para o nome, é que em muitas ocasiões o local era conhecido como Cine Do-Ré, em referência às notas musicais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O primeiro cine com tal nome foi levantado em 1912. Anos depois, foi reforçado o salão existente e dotado de melhores medidas de segurança, além da original fachada de inspiração Art Noveau. Já o interior foi decorado com elementos modernistas. Nos anos 30, era conhecido como o “cine dos melhores programas”, e logo depois foi colocada a palavra sonoro, ao término da frase…

Com a Guerra Civil, o bairro de Lavapiés, onde situa-se o cine, foi duramente castigado, e o cine entrou em decadência. Outros cines próximos, como o Monumental, constituíram, também, uma complicada concorrência para o Doré. Durante uma época, ganhou apelidos depreciativos, e transformou-se num local de segunda categoria.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Dessa forma, fechou em 1963, depois de meio século de projeções. Em 1978, foi adquirido pela prefeitura, que quis construir uma zona verde no local, projeto que foi abandonado devido à histórica arquitetura do edifício. Um grupo de artistas, jornalistas, políticos e a própria opinião pública exigiram a reabilitação do cine, que finalmente foi transformado na sede da Filmoteca Nacional, tarefa que coube ao Ministério da Cultura. Uma grande reforma foi realizada devido aos 20 anos de abandono do edifício, reabrindo em 1989, com suas alegres pinturas e sua fachada original. Longa vida para o Cine Doré…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInaugurado em 1923, o Cine Monumental era um dos maiores e modernos da capital,e também um dos mais freqüentados. Foi construído por Teodoro Anasagasti que, junto com Luis Gutiérrez Soto, são considerados os arquitetos mais importantes dos cines madrilenhos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

No início, funcionou apenas como cinema, e depois foi adaptado para representações teatrais. A partir dos anos 80, dedicou-se somente ao teatro, e atualmente se conhece como Teatro Monumental, sendo também a sede da Orquestra e Coro da Rádio e Televisão Espanhola. Abaixo, vemos uma de suas entradas laterais, e uma placa comemorativa, da época auge do estabelecimento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Construído como local teatral e cinematográfico, o Fígaro é um representante da denominada arquitetura racionalista, por sua simplicidade e funcionalidade. Inaugurado em 1931 como teatro, a partir do ano seguinte passou a projetar filmes, função que desempenhou até 1969. Em 2009, foi reformado, devolvendo-lhe boa parte de sua fachada original.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro representante de edifício racionalista, o antigo Cine Salamanca exemplifica também a triste realidade dos cinemas que deixaram de existir e transformaram-se em lojas de roupas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInaugurado em 1935 e fechado em 1987, menos mal que o exterior se conserva, apesar de que o interior foi adaptado à sua nova função.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O caso do Cine Madrid revela uma situação igualmente desalentadora. Localizado num edifício construído em 1898, fechou as portas em 2002 e, desde então, permanece esquecido e abandonado. Suas laterais conservam a decoração, reminiscências de glórias passadas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO antigo Cine Bilbao, situado na Calle Fuencarral, também foi golpeado por um trágico destino. Em 1993, sua cobertura externa, em mau estado, não suportou o peso excessivo do cartaz publicitário de um filme, e caiu sobre as pessoas que formavam uma fila para entrar no cine, causando várias vítimas mortais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO cinema foi fechado e no ano seguinte foi objeto de reformas, entre as quais uma sólida cobertura. Em 1995 foi reaberto com o nome de Cine Bristol, mas o estrago causado deixou sua marca, e o cinema foi fechado definitivamente anos depois. Neste caso, não foi suficiente a desesperada situação dos cines históricos urbanos para fechar mais um estabelecimento. A negligência humana se encarregou de realizá-lo, com conseqüências ainda mais graves.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post conheceremos outros cines históricos, e como vimos neste, o abandono e a esperança caminham lado a lado…