Convento de Santa Teresa: Ávila

Neste último post sobre a cidade de Ávila, veremos o Convento de Santa Teresa, outro lugar fundamental associado à sua vida. Foi levantado sobre a casa natal da santa no primeiro terço do século XVII, alguns anos após sua morte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO convento foi construído pelo Carmelita Descalço Fray Alonso de San José entre 1629 e 1636. Ambas datas sao simbólicas. A primeira pedra de sua construção foi colocada em 19/3/1629, dia de San José, e o convento foi consagrado em 15/10/1636, dia de Santa Teresa, que já tinha sido canonizada.

dsc00168Desde sua inauguração, foi severamente criticado, pois sua fachada ostentava uma riqueza decorativa que nao tinha nada que ver com a forma de vida levada pela santa. Na parte inferior da fachada se abriu uma galeria composta por 3 arcos de meio ponto. Logo acima, se colocou uma imagem da santa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm Ávila, o convento é conhecido como a “Igreja da Santa“, constituindo a residência das Carmelitas Descalças na cidade natal de sua fundadora.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior da igreja está formado por 3 naves. O altar maior ocupa parte do espaço onde antes se encontrava sua casa. O pai de Santa Teresa, devido a problemas econômicos, decidiu vender a residência familiar. Tempos depois, a Ordem das Carmelitas Descalças adquiriu o imóvel, com a intenção de erguer um convento em homenagem à santa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos um retábulo com freiras e frades carmelitas na parte inferior, e Santa Teresa escrevendo sua obra literária, em sua parte superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJunto ao Presbitério se encontra o local mais importante do conjunto, a Capela do Nascimento, que coincide com o local onde veio ao mundo Santa Teresa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO espaço está presidido por um retábulo com uma imagem de Santa Teresa, esculpida pelo maior escultor do Barroco Espanhol, Gregório Fernández, que viveu nos anos imediatos à morte da santa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA imagem retrata a santa comovida ante o sofrimento de Cristo, reproduzindo a visão que ela teve num dos locutórios do Monastério de la Encarnación.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANas partes laterais da capela, foram pintados quadros que representam os principais episódios de sua vida.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERATambém encontramos um espaço onde se reproduz como deveria ter sido o quarto onde nasceu a santa, com uma inscrição em que D.Alonso, seu pai, comenta o nascimento da famosa filha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAVestígios de sua casa podem ser vistos na cripta. A partir da década de 80 do século passado, seu enorme espaço foi transformado em outro museu dedicado à vida e obra de Santa Teresa. Lamentavelmente as fotos estão proibidas, e vale muito a pena conhecê-lo. Finalizamos a matéria com uma foto que mostra a entrada ao museu.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Convento de San José: Ávila

O Convento de San José foi fundado por Santa Teresa em 1562, o primeiro da Ordem das Carmelitas Descalças em toda a Espanha. Nele, estabeleceu a regra primitiva do Carmelo (século XIII), materializando a reforma carmelita, baseada na austeridade, contemplação, oração e penitência.Sua fundação é narrada pela própria santa no “Livro de la Vida“, sendo também o local onde escreveu grande parte de sua obra mística e literária. No início, o convento foi constituído por um conjunto de casas que foram sendo adquiridas mediante doações, e a igreja situava-se num pequeno dormitório, dada as pequenas dimensões do convento. Com o tempo, foi sendo ampliado, chegando a haver 4 igrejas anteriores à atual.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConstruída por Francisco de Mora no século XVII, sua arquitetura tornou-se o modelo do que se conhece como Igreja Carmelitana, um retângulo vertical formado por 3 espaços distintos, rematado por um Frontón (estrutura triangular) em sua parte superior. Na parte inferior, vemos uma arcada composta por 3 arcos. No nível intermediário se colocou uma imagem do santo titular da igreja, San José. No terceiro nível, uma janela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO objetivo de Santa Teresa era construir uma clausura em que se pudesse viver a regra primitiva da Ordem das Carmelitas como se fosse uma grande família, dentro dos preceitos da pobreza, obediência e penitência. Por este motivo, em Ávila é conhecido como “Convento de las Madres“. Apesar da precaução com que a santa organizou sua construção no mais absoluto sigilo, não pôde fazer nada com que as pessoas tomassem consciência do fato, sendo duramente perseguida até que recebeu a autorização do Papa Pio IV para sua fundação. Teresa estipulou o número máximo de religiosas do convento em 13, 1 priora e 12 freiras. Com o tempo, a própria santa aumentou para 20. Depois de sua morte, se fixa em 21 o número de religiosas do convento, pois o desejo das freiras era que Santa Teresa ocupasse esta vaga, de forma simbólica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar da regra primitiva da Ordem do Carmelo ter sido aprovada em 1247, Santa Teresa se inspirava numa época anterior, quando os eremitas que viviam no Monte Carmelo desenvolveram um modelo de vida austero e dedicado à oração. As freiras começaram a tratar-se como irmãs e mães, e Teresa passou a ser chamada Teresa de Jesus.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASanta Teresa viveu 5 anos no Convento de San José, berço de sua reforma e que serviu de plataforma para a fundaçao de outros conventos pelo país. Ainda hoje o convento conserva o espírito de sua fundadora. Uma pena as fotos estarem proibidas em seu interior, pois conserva muitas lembranças de sua vida na clausura. Junto à igreja, situa-se o Museu Teresiano, fundado em 1970 com uma coleção de obras de arte e relíquias da santa, objetos pessoais, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Monastério de la Encarnación: Ávila

O Monastério de la Encarnación é um lugar de visita obrigatória para as pessoas que desejam realizar o itinerário turístico existente em Ávila, relacionado com a vida de Santa Teresa. Nele, a santa viveu 30 anos, dos quais 27 como freira e posteriormente 3 anos em que exerceu o cargo de Priora.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPrimeira comunidade feminina da Ordem das Carmelitas em Ávila, o Monastério de la Encarnación foi fundado em 1479 por um desejo de D.Elvira González de Medina. Inicialmente situado em residências nobres, foi levado ao local atual em 4 de Abril de 1515, no mesmo dia em que Santa Teresa foi batizada na Igreja de San Juan Bautista. Durante muitos anos, tornou-se o monastério preferido pelas famílias da nobreza, chegando a contar com 200 freiras em 1565. Foi neste momento quando passou por dificuldades econômicas, por não poder alimentar a todas elas com o monastério ainda em construção.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAQuando foi fundado, a instituição era uma espécie de casa de oração, um Beatério, para mulheres solteiras, viúvas, ou em situação de desamparo. Não constituía ainda um monastério ou convento, pois não pertencia a nenhuma ordem religiosa. Adotou a Regra Carmelita em 1515, ano de nascimento de Santa Teresa. Este lugar transformou-se num local simbólico, pois nele Santa Teresa realizou a Reforma Carmelita.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASanta Teresa nele ingressou em 1535, quando tinha 20 anos de idade. Entre 1571 e 1574 tornou-se sua Priora. Seu estado atual pouco mudou desde que nele viveu a santa. O melhor de tudo é que o monastério é visitável, sendo que seu museu conta com diversas lembranças materiais da época de Santa Teresa e várias relíquias, como uma parte do seu braço.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos um pedaço de madeira que Santa Teresa usava como uma espécie de almofada…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo Monastério de la Encarnación Santa Teresa viveu suas experiências religiosas mais intensas, e muito dos quadros e pinturas conservadas  retratam suas vivências místicas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa escada principal, que vemos abaixo, a santa encontrou-se com o Menino Jesus

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO monastério conserva 3 locutórios, espaços sagrados que foram testemunhos dos momentos místicos da santa. Em um deles, teve a visão de Cristo preso à coluna.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAConserva sua cela original e a chave da mesma, onde experimentou a “Transverberación“, quando foi atingida pelo “fogo divino”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o quadro doado por D.Alonso, pai da santa, quando sua filha ingressou no monastério. Este quadro representa o encontro de Jesus com a Samaritana, episódio bíblico que Santa Teresa tinha especial devoção. Devido as dificuldades econômicas por que passava sua família na época, seu pai em vez de realizar doações em dinheiro, decidiu fazê-lo com obras de arte, como esta que decorava sua casa natal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1628, o Bispo de Ávila Francisco Márquez Gaceta ordenou que a cela da santa fosse transformada na Capela da Transverberación, o momento espiritual mais transcendental de sua vida. Abaixo, vemos outras dependências do monastério.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Monastério de la Encarnación também está ligado à figura de San Juan de la Cruz, que nele viveu entre  1573 e 1577. Este grande poeta místico colaborou de forma decisiva na Reforma Carmelita, pois enquanto a santa fundou Conventos Femininos da Ordem das Carmelitas Descalças, San Juan de la Cruz foi o responsável pela fundação de Conventos Masculinos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPodemos apreciar também uma bela coleção de instrumentos antigos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1562, Santa Teresa saiu do Monastério de la Encarnación e fundou o Convento de San José de Ávila, o primeiro da Ordem das Carmelitas Descalças na Espanha. Posteriormente, regressa ao monastério, já como Priora. A visita do Papa João Paulo II em 1982 representou um momento auge na vida deste espaço sagrado, um dos referentes de todo o mundo em relação à Ordem do Carmelo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Santa Teresa de Ávila: Parte 2

Em 1542, Santa Teresa sofreu uma grave doença, fato que a obrigou deixar o Convento de N.Sra de Gracia. Os médicos aconselharam a D.Alonso, seu pai, que a levassem ao campo para que se recuperasse, e durante os meses seguintes descansou na casa de familiares que tiveram uma grande importância em sua vida, como seu tio Pedro, que lhe ajudou em sua vocação religiosa, mostrando-lhe diversas obras literárias que repercutiram na sobrinha, como “As Epístolas de San Jerónimo“.

OLYMPUS DIGITAL CAMERARecuperada da doença, regressa à casa de seu pai em Ávila. Depois de um período de reflexão, decide seguir a vida religiosa, tornando-se freira. Ingressa, contra a vontade paterna, no Monastério de la Encarnación, local decisivo para o desenvolvimento de sua vida (o próximo post estará dedicado a ele), que vemos abaixo numa foto geral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor esta porta, Santa Teresa entrou por primeira vez no monastério, e nele permaneceu um total de 30 anos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAQuando cumpriu um ano depois de ingressar no monastério, finalmente seu pai aceitou seu destino como religiosa, entregando à instituição alguns bens familiares. A partir de então, sua filha passou a viver numa cela própria. Naquela época, a clausura se observava de forma distinta aos dias atuais. Havia permissividade em relação às visitas, sendo constante o contato com pessoas do mundo exterior, além do fato que as freiras saíam do convento. O motivo principal era a alimentação, pois o monastério encontrava-se em dificuldades financeiras, e as freiras tinham que ir à casa de seus familiares para comer.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro problema existente na clausura do Monastério de la Encarnación era de natureza social, a diferença de classes entre as próprias freiras. Enquanto algumas delas viviam em celas exclusivas, com uma certa comodidade, outras dividiam um dormitório com demais freiras. Pouco tempo depois de sua entrada, a doença golpeou novamente a santa, que mais uma vez teve que recuperar-se fora do convento. Em 15 de agosto de 1539 sofreu um colapso que a deixou 4 dias inconsciente.  Recuperou-se somente na primavera de 1542, e sempre considerou que sua cura se deveu a um milagre de São José. Abaixo, vemos outras imagens do monastério.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASanta Teresa passa a experimentar experiências místicas de união com Cristo, a Virgem Maria e os Santos, graça que lhe acompanhará pelo resto de sua vida. Em seus escritos, narra com detalhes algumas delas, como a Paixão de Cristo, em que Ele permaneceu preso a uma coluna.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA experiência mais famosa é a conhecida “Transverberación“, que se produziu na intimidade de sua cela, onde sentiu como fogo divino lhe “golpeava” o coração e ampliava sua capacidade de união mística. Abaixo, vemos uma representação do fato num quadro anônimo do século XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADevido aos problemas vivenciados durante sua longa estadia no monastério, que distanciavam as religiosas de sua vocação e de uma vida dedicada a Deus, Santa Teresa pouco a pouco, inspirada pelas experiências místicas, decidiu reformar a Ordem das Carmelitas. Segundo ela, o Carmelo deveria retornar aos princípios básicos de pobreza e oração com os quais havia sido criado originalmente. Mesmo com a resistência da igreja e depois de muitas dificuldades, fundou em Ávila o primeiro Convento da nova Ordem das Carmelitas Descalças, o Convento de San José.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Padre Geral da Ordem Carmelita da Espanha, Fray Juan Bautista Rubeo, ficou encantado com o que viu no Convento de San José. Depois da autorização papal, Santa Teresa recebeu a ordem de fundar por todo o país tantos conventos quanto possível, tarefa a qual a santa se entregou até o final de sua vida. Fundou 17 monastérios segundo a nova ordem carmelita, mas a árdua missao de percorrer o país sem descanso lhe custou a vida, vindo a falecer na cidade de Alba de Tormes (Província de Salamanca) em 1582, local onde permanece enterrada.

 

Santa Teresa de Ávila

Esta série sobre Ávila estaria incompleta se não mencionássemos uma de suas filhas prediletas e, certamente, a mais conhecida de todas. Nascida como Teresa de Cepeda y Ahumada (1515/1582), passou à posteridade com o nome de Santa Teresa de Ávila ou Santa Teresa de Jesus, uma das personagens mais relevantes de sua época, tanto por seu papel reformador dentro da Ordem das Carmelitas, quanto por sua obra literária. Em 2015, se celebrou em toda a Espanha o quinto centenário de seu nascimento. Foi santificada poucos anos depois de sua morte, em 1622. Junto com Santa Catarina de Siena, foi a única mulher que recebeu o título de Doutora da Igreja, que lhe foi concedido pelo Papa Paulo VI em 1970.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das grandes atrações de Ávila é justamente o turismo religioso relacionado com os lugares onde viveu a santa. Existe, inclusive, um itinerário que pode ser percorrido que nos mostra os locais fundamentais onde deixou seu legado religioso, associados aos fatos marcantes de sua vida, todos eles reconhecidos pelo símbolo abaixo, denominado “Huellas de Santa Teresa“. Traduzido literalmente, significa “Nos passos de Santa Teresa”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAÀ diferença da maioria dos santos católicos, cujo conhecimento de suas vidas foram transmitidos por historiadores e relatos de outras pessoas, no caso de Santa Teresa contamos com uma fonte escrita realizado por seu próprio punho, o “Livro de la Vida“, sua autobiografia. Considerada a escritora mística mais importante de sua época, sua importância ultrapassa, no entanto, seu papel literário e reformador.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANasceu em Ávila no dia 28 de março de 1515 e viveu 67 anos, dos quais 57 deles na cidade castelhana. Seu pai, Alonso Sánchez de Cepeda, casou-se duas vezes, sendo que com sua primeira esposa teve dois filhos. Depois de seu falecimento, se casou com Beatriz de Ahumada, com quem teve 10 filhos, entre os quais a santa. A maior parte de seus irmãos se aventuraram no continente americano, em busca de uma vida melhor.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATeresa de Cepeda y Ahumada foi batizada na Igreja de San Juan Bautista em 4 de abril. De estilo gótico, foi erguida sobre um anterior templo românico no século XVI. Situada intramuros, na fachada da igreja foi colocada uma placa em que se menciona este fato fundamental de sua vida.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior podemos contemplar a Pia Batismal onde recebeu o sacramento. A maioria das capelas existentes em seu interior foram patrocinadas por famílias nobres de Ávila, que as utilizaram como capelas funerárias.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADesde pequena, caracterizou-se por seu espírito inquieto e reformista. Nesta época, era costume que os pais com recursos deixassem suas filhas nas mãos de criadas, mas os pais de Teresa se empenharam em sua educação, aprendendo a ler e escrever, algo incomum naqueles tempos, sobretudo por ser mulher. Sua casa possuía uma abundante biblioteca, com muitos livros dedicados à vida dos santos e as obra de cavalaria, os temas principais de seu gosto pessoal. Teresa cresceu como uma menina alegre e extrovertida, com uma grande capacidade de liderança.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEstas obras influenciaram de tal maneira seu primeiro período de vida, que decidiu, junto com seu irmão Rodrigo, a vivenciar suas próprias aventuras, como a que protagonizou quando tinha entre 8 e 9 anos, tentando fugir da cidade para ser martirizada nas terras ocupadas pelos mouros. Quando se encontravam no denominado 4 Postes, já fora da cidade, foi convencida por seu tio a que regressassem a sua casa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInstalado numa posição privilegiada sobre a cidade, o Humilhadero de San Sebastián foi levantado no século XVI, muito embora lendas locais atribuem sua construção na época da reconquista. Outros afirmam que sua origem é romana, um templo pagão que foi posteriormente cristianizado. Composto por 4 colunas, em seu centro se ergue uma cruz. Deste ponto, podemos admirar uma das mais belas vistas de Ávila e de sua impressionante muralha.

20160612_124733Devido a diferença de idade com suas irmãs, seus companheiros de infância foram seus irmãos, especialmente o mencionado Rodrigo. Com ele, brincava de ser freira e de construir monastérios. Este momento de sua vida foi retratado numa escultura que pode ser vista no Convento da Santa, fundado sobre sua casa natal, que em breve veremos no blog.

dsc00196Um dos momentos mais dolorosos de sua vida ocorreu quando tinha apenas 12 anos, com a perda de sua mae. Logo depois, fez um pedido à Virgem Maria para que a substituísse como figura materna, não só no céu, como também na terra. A santa não especificou ante qual imagem realizou o pedido, mas a tradição diz que foi diante da Virgem da Caridade, situada atualmente numa das capelas da Catedral de Ávila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADepois do falecimento da mãe, Teresa começou a distrair-se com “banalidades”, passando a ter uma intensa vida social, e rodeando-se de “más companhias”. Foi quando seu pai considerou oportuno ingressá-la no Convento de N.Sra de Gracia, que vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste monastério feminino da Ordem de Santo Agostinho foi fundado no início do século XVI, sofrendo um incêndio em 1622 que lhe afetou seriamente. Atualmente, pouco mudou da época em que a santa o habitou quando tinha 16 anos, estando nele durante um ano e meio. Permanece como convento de clausura até hoje…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa época da santa, este convento era uma espécie de internato, onde se formavam os (as) filhos (as) das principais famílias de Ávila. Nele, Teresa contou com o apoio da freira María de Briceño, amiga de sua família, que foi fundamental para que a santa desenvolvesse sua vocação religiosa. Apesar do pouco tempo que nele permaneceu, este convento exerceu uma grande importância em sua vida, tendo que abandoná-lo por um grave problema, sua precária saúde.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, continuaremos conhecendo os passos de Santa Teresa em Ávila e sua vida…

Belas Igrejas de Ávila

O patrimônio religioso de Ávila é riquíssimo, como vocês têm tido a oportunidade de ver nesta série sobre a cidade. O estilo românico é o predominante dos templos e paróquias que integram o centro histórico. Outro exemplo de um templo de origem românico é a Igreja de Santo Tomé, edificada no século XII. Ao longo de sua dilatada história, sofreu várias remodelações para adaptá-la às funções que exerceu, além de de sua finalidade religiosa primordial.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XVI passou a ser utilizada como local de armazenamento de cereais, motivo pelo qual as naves da igreja foram separadas. No princípio do século XX, seu espaço interior foi usado como garagem. Abaixo, vemos a porta de entrada da igreja, que conserva sua fábrica românica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, a Igreja de Santo Tomé forma parte do Museu Provincial de Ávila, que vimos recentemente no blog, como um armazém de peças arqueológicas de grandes dimensões encontradas na cidade e na província.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO local é aberto à visitação, e vale a pena conhecê-lo por sua notável coleçao de Verracos, esculturas zoomórficas de época celtíbera, que também foi tema de uma matéria publicada, entre outros objetos arqueológicos. Lápides funerárias nos mostram as variadas culturas que deixaram seu legado pela história de Ávila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO museu conserva uma grande mosaico romano datado do século III dC, procedente da vila romana de Magazos, situada na Província de Ávila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém do período românico, o Renascimento é outra das correntes artísticas que podemos apreciar em suas construções, principalmente nos inúmeros palácios nobres espalhados pela cidade. No plano religioso, a denominada Capela de Mosén Rubí é uma mostra excepcional do estilo, sendo considerada uma obra capital do Renascimento em Ávila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa realidade, trata-se da capela funerária de Mosén Rubí (Mosén é um antigo nome de tratamento reservado à igreja), cujo nome verdadeiro era Robin de Braquemont. Existem várias lendas associadas a este templo. Alguns dizem que tornou-se a primeira loja maçônica da Espanha, outros que foi construído sobre uma antiga sinagoga medieval.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra construção religiosa de grande importância na cidade é o Real Monastério de Santa Ana, um antigo convento feminino da Ordem Cistercense, fundado na primeira metade do século XIV pelo Bispo Sancho Dávila. O exterior é de grande austeridade, característica desta ordem religiosa, com destaque para sua Espadaña. No lado direito da foto abaixo, vemos a bandeira da Comunidade de Castilla y León, à qual pertence Ávila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEste monastério possui uma grande importância histórica, pois nele passou várias temporadas  a rainha Isabel La Católica. Seu interior se articula por um enorme claustro composto por 3 níveis e concluído em 1596, caso único nos claustros da época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Monastério de Santa Ana esteve habitado pelas freiras até 1978, e em 1982 foi declarado Monumento Nacional. Atualmente suas dependências foram ocupadas por uma oficina governamental, sendo que o antigo claustro pode ser visitado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa cidade encontramos também singelas ermitas, como a Ermita do Cristo da Luz, localizada próxima ao Monastério de Santa Ana,  construida no século XV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADentro das muralhas encontramos a Capela de N.Sra de las Nieves, levantada no século XVI sobre uma das sinagogas medievais que haviam na cidade. Sua construção foi patrocinada por María Dávila, que possuía o cargo de Virreina de Sicília. Sua fachada é sóbria, quebrada apenas por um relevo escultórico da Anunciação e o escudo da promotora da capela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Igrejas Românicas: Ávila (Parte 2)

Prosseguindo com a matéria sobre as Igrejas Românicas de Ávila, hoje veremos outros templos existentes na cidade que foram construídos neste estilo. A Igreja de Santiago é uma delas. Sua localização, fora das muralhas e num nível mais baixo em relação a elas, é perfeita para se tirar boas fotos do templo e do espaço que a circunda.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de ter sido construída durante o período românico, foi reformada nos séculos XIV e XVI, alterando seu aspecto original. Á primeira vista, destaca sua torre, de elevada altura e formato octogonal, caso único nas igrejas da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADevido às reformas e ampliações realizadas, o estilo predominante é o gótico em sua fase final. Segundo a tradição, neste templo se reuniam os cavalheiros da Ordem de Santiago.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa porta que vemos acima, observamos uma abundante decoração com o símbolo principal associado ao Apóstolo Santiago, as c0nchasOLYMPUS DIGITAL CAMERAExiste outra porta de acesso à igreja, edificada segundo os ditames da Arquitetura Românica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte central de uma das arquivoltas que compõem o arco, vemos um dos elementos mais comuns relacionados com a Arte Românica, o Crismón.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Crismón é a representação ou monograma de Cristo no idioma grego, composto pelas duas primeiras letras do seu nome nesta língua, o X e o P. Em muitas ocasiões, aparece acompanhado das letras alfa e ômega, a primeira e a última letra do alfabeto grego, relacionando Cristo como a origem e o fim de todas as coisas, caso do Crismón acima. Vemos ambas letras nas partes laterais. O românico é uma arte essencialmente simbólica, e o Crismón uma de suas representações mais comuns. A Igreja de Santiago foi declarada Bem de Interesse Cultural (BIC) em 1983. Também de origem românica é a Igreja de San Martín, que vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar das reformas realizadas nos séculos XVI e XVIII, conserva uma belíssima torre construída no estilo mudéjar, provavelmente do século XIV. Em sua parte inferior foi utilizado o granito, e no resto da estrutura o tijolo, o material construtivo predominante deste estilo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERABem próxima, se localiza a Igreja de Santa María de la Cabeza. Aparece documentada por primeira vez em 1258, sendo que sua construção data desta época, no século XIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInicialmente dedicada a San Bartolomé, nesta igreja se encontrava o primeiro cemitério da cidade, do século XIX. Conserva sua cabeçeira com os três ábsides de estilo românico. Abaixo, vemos uma porta decorada com a imagem de Santa María de la Cabeza e um Crismón, situado abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs elementos mudéjares encontrados também neste templo se explicam porque, da mesma forma que a Igreja de San Martín, está situada num bairro onde antigamente vivia uma grande concentração de população mourisca. Em 1708 se colocou a Espadaña, que atualmente transformou-se na residência da fauna urbana…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa mesma época se construiu uma outra porta de acesso ao templo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA