Portas Monumentais de Madrid – Parte 2

No post de hoje, veremos a Porta de Felipe IV. É uma das portas principais do Parque do Retiro, e é a mais antiga das que se conservam em Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi construída para servir de arco de entrada a Maria Luisa de Orléans, primeira esposa de Carlos II, que chegou por primeira vez à capital em 1680, além de permitir o acesso ao parque. Projetada pelo arquiteto Melchor de Bueras, no princípio estava situada na Praça Canóvas del Castillo, em frente ao Paseo do Prado, já que o parque extendia-se até esta zona da cidade. Neste local permaneceu até o séc. XIX, e durante o reinado de Isabel II (1833/1868), foi desmontada e levada ao lugar onde se encontra o atual Palácio das Comunicações, em frente a Praça de Cibeles.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Sua atual localização data de 1922, quando na época a prefeitura resolveu levá-la para seu local original, convertendo-se em uma das portas de entrada do Parque do Retiro, tal como havia concebido Melchor de Bueras.

A Porta de Felipe IV possui um comprimento de 25m, e está composta por 3 vaos, dos quais os laterais correspondem a uma ampliação realizada por Luis Bellido, quando a porta foi trasladada novamente ao parque.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Apesar do nome, a estrutura não tem nada que ver com Felipe IV, a não ser pela rua próxima dedicada ao monarca, mas que foi construída no séc. XIX.

A porta é também conhecida como a de Mariana de Neoburgo, a segunda esposa de Carlos II, ainda que originalmente foi erguida em homenagem à sua primeira esposa. Após o falecimento desta, aproveitou-se o monumento para ser utilizado como entrada triunfal da rainha Mariana, em 1690. Para celebrar a ocasião, foram instalados na porta grupos escultóricos em seu frontal, entre eles a da Deusa Fortuna, atualmente desaparecido, assim como uma lápide alusiva a Mariana de Neoburgo, além da data em que chegou à corte. Daí a confusão existente entre o ano de sua construção, que ocorreu em 1680, e não em 1690, como diz a placa comemorativa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO vão central é o mais importante sob o ponto de vista histórico-artístico, já que constitue a obra barroca original, desenhada por Melchor de Bueras. Em sua parte superior, vemos os escudos de Espanha e de Madrid. Os materiais utilizados para sua construção foram o granito, em quanto à sua estrutura, e o calcáreo, para os adornos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Em frente à porta, localiza-se o Casón del Buen Retiro, um dos únicos edifícios sobreviventes do antigo Palácio del Buen Retiro, do qual toma seu nome. Foi construído em 1637, originalmente como um salão de baile da corte de Felipe IV. Desde 1971, é um dos edifícios que integram o Museu do Prado, e durante séculos acolheu a coleção de pintura correspondente ao séc. XIX, assim como o quadro Guernica, de Picasso, exposto desde 1992 no Reina Sofia. As coleções do séc. XIX foram levadas à sede principal do museu, depois da ampliação feita pelo arquiteto Rafael Moneo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA