Históricas Plazas de Toros de España

O post de hoje está dedicado às denominadas Praças de Touros Espanholas de caráter histórico, que integram o patrimônio arquitetônico, histórico e cultural das cidades onde se encontram situadas. Como fato comum a todas elas, foram construídas antes de 1800, e veremos algumas das principais. A Plaza de Toros de Aranjuez, cidade declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco, é uma das mais antigas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi construída em 1796, durante o reinado de Carlos IV, sobre uma praça anterior levantada em 1760.

20150923_114743Em 1809, a Praça de Touros de Aranjuez sofreu um grande incêndio, sendo reconstruída em 1829. Possui capacidade para receber 8700 espectadores.

20150923_115120A cidade de Zaragoza (Comunidade de Aragón) possui uma bela Plaza de Toros, que faz parte da União de Praças de Touros Históricas da Espanha, uma associação cujo objetivo é a preservação e divulgação das praças mais antigas do país. Sua construção original data de 1764, e abaixo vemos uma foto desta praça primitiva.

01. Plaza de toros antigaEm 1917, a praça foi reformada no estilo neomudéjar, ampliando sua capacidade para acolher a 13500 espectadores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Praça de Touros de Zaragoza é conhecida também como “La Misericordia” ou “Coso de Pignatelli“, uma referência a Ramón Pignatelli, reitor da Casa de Misericórdia e promotor de sua reforma.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConsiderada uma praça de primeira categoria, atualmente possui um mecanismo de cobertura retrátil, uma das primeiras da Espanha em ostentar esta tecnologia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém de touradas, acolhe espetáculos diversos, como concertos musicais, por exemplo. Durante minha estadia de 4 anos na cidade, pude presenciar um show do Gilberto Gil na praça, na época Ministro da Cultura….

DSC00172Também situada em Aragón, a histórica cidade de Tarazona possui um impressionante patrimônio histórico-artístico, e a Antiga Praça de Touros é um de seus monumentos de maior destaque.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom uma curiosa planta octogonal, foi construída entre 1790/1792. Sua singularidade é que forma um conjunto residencial com um pátio interior onde se realizavam as atividades taurinas. Os balcões das casas eram alugados para que outras pessoas pudessem assistir às festividades.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADeclarada Bem de Interesse Cultural, a última tourada que se realizou na Plaza de Toros de Tarazona ocorreu em 1868. Atualmente sua função residencial se conserva, e no pátio também são realizados atividades culturais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe importância fundamental no mundo taurino, a Plaza de Toros de Ronda é de visita obrigatória para qualquer pessoa que deseje conhecer uma praça que conserva sua arquitetura original.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA cidade de Ronda (Andaluzia) é considerada o berço da moderna arte de torear, e sua plaza de toros é realmente impressionante. Foi edificada em 1784 e inaugurada um ano depois com performances dos grandes toureiros Pedro Romero e Pepe Hillo, dois dos maiores representantes da história das touradas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta praça de touros foi construída pela Real Maestranza de Ronda, uma corporação nobre fundada em 1572, durante o reinado de Felipe II. Esta antiga associação tinha um objetivo inicial relacionada ao exercício da equitação e, originalmente, foi uma escola de aprendizagem do manejo de armas à cavalo. Por este motivo, possui uma renomada escola de equitação até hoje. Abaixo, vemos uma dependência da escola…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Praça de Touros de Ronda é visitável, e seu ruedo (arena) é o mais extenso de todo o mundo, com 60 metros de diâmetro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAÉ frequente os exercícios equestres realizados na arena da praça, de forma que podemos admirar a apresentação de cavalos de raça andaluz no interior da mesma…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém do mais, a Plaza de Toros de Ronda possui um imperdível Museu Taurino. Finalizamos a matéria com  detalhes decorativo desta praça histórica da Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Museu de Belas Artes – Última Parte

Nesta última matéria sobre o Museu de Belas Artes de Valencia, veremos algumas das obras de seu acervo permanente relacionadas com a Pintura Neoclássica e outros artistas fundamentais do panorama espanhol dos séculos XIX e XX. O século XVIII ficou conhecido como o Século das Luzes, quando o racionalismo exerceu o princípio básico nas manifestações humanas. Como reação aos excessos barrocos, surge o movimento neoclássico, que se desenvolve em todos os campos artísticos. Surgido na França na primeira metade do século XVIII, transforma-se na estética da Ilustração, recuperando os valores da cultura greco-romana, especialmente nos aspectos relacionados à simplicidade, simetria e elegância. Na pintura, o neoclassicismo exalta a claridade compositiva e o predomínio do desenho sobre a cor. Devido a que os restos pictóricos da antiguidade não estavam disponíveis, a Pintura Neoclássica se inspira na escultura. Os principais temas abordados incluem os retratos, fatos históricos e a mitologia. Da mesma forma que sucedeu na arquitetura, os monarcas espanhóis da Dinastia dos Bourbons trouxeram artistas estrangeiros para que realizassem a decoração do Palácio Real. Um deles, o pintor de origem alemã Anton Raphael Mengs (1728/1779) foi o responsável pela difusão do neoclassicismo na Pintura Espanhola, principalmente depois que ocupou a direção da Real Academia de Bellas Artes de San Fernando de Madrid, instituição acadêmica que impôs as regras do novo estilo, exercendo uma grande influência na formação de muitos artistas, entre os quais o pintor valenciano Mariano Salvador Maella (1739/1819). Abaixo, vemos o quadro de Maella intitulado “Sueño de San José“, que podemos contemplar no Museu de Belas Artes de Valencia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Mariano Salvador Maella tornou-se pintor de câmara durante o reinado de Carlos III, que reconheceu seu grande talento como retratista. Em 1799, alcançou o apogeu como pintor real, junto com Goya. Com a queda do Rei Carlos IV e a chegada ao trono do francês José I, irmão de Napoleão Bonaparte, o pintor prestou seus serviços ao monarca francês, fato que lhe acabou causando sua decadência, pois foi considerado afrancesado. Abaixo, vemos a obra”Exequias do Beato Gaspar Bono“, uma das quatro obras que realizou para a capela do beato, situada no Convento de San Sebastián de Valencia. Gaspar de Bono (1530/1604) foi um beato pertencente à Ordem dos Mínimos que destacou-se por sua caridade, sendo beatificado em 1786.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom o final da Guerra da Independência e o retorno do rei espanhol Fernando VII ao trono, Mariano Salvador Maella foi afastado do cargo, sendo substituído pelo também valenciano Vicente López Portaña (1772/1850) como pintor de câmara a partir de 1815. Este pintor é considerado um dos maiores retratistas da pintura espanhola. Seu pessoal sentido realista dos personagens retratados foi herdado da tradição naturalista da escola valenciana, principalmente de Francisco Ribalta e José de Ribera. Além do mais, possuía uma excepcional capacidade para a reprodução dos tecidos e objetos de adorno. Durante uma visita do Rei Carlos IV à Valencia em 1802, Vicente López realizou um belo retrato do monarca, que vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos grandes mestres da História da Pintura, Francisco de Goya y Lucientes (1746/1828) também cultivou a pintura neoclássica, apesar de que o grande pintor aragonês não pode ser classificado dentro de um estilo determinado, devido a sua variedade e personalidade artística. Com ele se inicia a pintura contemporânea, sendo considerado o precursor das vanguardas artísticas do século XX. Como retratista foi excepcional, recebendo inúmeros encargos reais e da aristocracia espanhola. Um exemplo é o “Retrato de Mariano Ferrer y Aulet“, datado entre 1780 e 1783. Este personagem foi secretário da prestigiosa Real Academia de San Carlos de Valencia, origem do atual Museu de Belas Artes. O fundo negro do quadro ressalta seu rosto, que se mostra sereno e relaxado diante do pintor.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro quadro de Goya que representa sua enorme qualidade como retratista é o “Retrato de Joaquina Candado Ricarte“, pintado durante uma visita do pintor aragonês à Valencia. Realizado com grande desenvoltura técnica, existem controvérsias a respeito da verdadeira identidade desta personagem. Alguns afirmam que se trata da modelo utilizada por Goya nos famosos quadros “Maja Desnuda” e “Maja Vestida“, que podem ser vistos no Museu do Prado. Nesta obra, a retratada aparece de corpo inteiro e ricamente vestida, denotando sua elevada posição social. O retrato foi ambientado num espaço aberto, campestre. A dourada luz que inunda a personagem provoca um efeito de luz que anuncia o Impressionismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalmente, algumas salas do Museu de Belas Artes de Valencia foram dedicadas exclusivamente a artistas valencianos de grande prestígio no final do século XIX e na primeira metade do XX. O primeiro deles é o pintor Joaquín Sorolla (1863/1923), a quem foi organizada uma excepcional exposição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAArtista prolífico, Joaquín Sorolla deixou mais de 2200 obras catalogadas. Desde jovem mostrou interesse pela pintura ao ar livre, captando a luminosidade mediterrânea e o ambiente costeiro. Durante a fase final de sua vida, viveu em Madrid e sua casa foi transformado num museu cuja visita recomendo (ver post publicado em 8/11/2012).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos a matéria com Mariano Benlliure Gil (1862/1947), notável escultor valenciano, que possui um excepcional conjunto de obras no Museu de Belas Artes. Sua formação com o pintor Francisco Domingo Marqués lhe permitiu adaptar o realismo pictórico à escultura. Sua projeção internacional como escultor se consolidou com a Exposição Universal de Paris de 1900, quando obteve o Prêmio de Honra, a mesma distinção outorgada a Joaquín Sorolla. A grande coleçao de obras de Mariano Benlliure no museu se deve à generosidade do próprio artista, pois a maior parte das obras expostas foram doadas pelo escultor em 1940. Abaixo, vemos um “Autorretrato”, realizado em bronze para a Academia de Belas Artes de San Lucas, de Roma.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos artistas mais influentes de sua época, Mariano Benlliure dedicou-se aos temas populares, monumentos comemorativos e retratos, tanto de personagens da sociedade quanto da família real, como o “Busto de Alfonso XIII“, um encargo do monarca para o casamento com Victoria Eugenia de Battenberg, que também foi representado numa escultura equestre.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAMariano Benlliure foi o tema de duas matérias realizadas em 19/11 e 20/11/2015, pois muitas das esculturas mais famosas de Madrid foram esculpidas por ele. Existe inclusive um trajeto pela cidade em que é possível admirar muitas de suas obras mais conhecidas.

Real Bodega de Carlos III

A Espanha é um país de grande tradição vinícola. Seus vinhos sao apreciados no mundo inteiro e a  grande maioria de suas bodegas podem ser visitadas, sendo que algumas delas receberam prêmios internacionais de arquitetura por sua complexidade e beleza. Existem, inclusive, bodegas históricas que continuam elaborando produtos de grande qualidade, caso da Real Bodega de Carlos III.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATive a oportunidade de visitá-la como parte do curso sobre a História de Madrid que realizei tempos atrás, junto com o grupo de alunos e professores. Situa-se a apenas 5 km do centro de Aranjuez, esta belíssima cidade considerada um Real Sítio da Coroa Espanhola, e declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco (muitas matérias já foram publicadas sobre Aranjuez, por sua importância monumental e histórica). Esta impressionante bodega integra o denominado Real Cortijo de San Isidro, criado em 1771 por ordem do Rei Carlos III dentro de uma política de desenvolvimento agrícola (produção de cereais, vinhos e azeite) e da pecuária. Uma pequena cidade foi construída, com casas para os agricultores, a referida bodega, e uma bela ermita, edificada no estilo neoclássico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom a morte de Carlos III, o local entrou em decadência pois eu filho, o Rei Carlos IV, nao mostrou interesse em seu desenvolvimento. Durante o reinado de Isabel II (1868), o Real Cortijo foi desamortizado, sendo adquirido por proprietários particulares. Em 1944, foi comprado pelo Instituto de Colonização Nacional, com o objetivo de criar um novo núcleo agrário, com a divisão de suas terras aos agricultores. A Real Bodega de Carlos III foi construída em 1782 com a finalidade de produzir vinho e azeite para a monarquia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAÉ considerada a única bodega da Coroa Espanhola, e foi declarada Monumento Histórico-Artístico em 1983. Construída por Manuel Serrano, está composta por galerias subterrâneas que medem 385m de comprimento por 4.5m de largura, atravessando todo o povoado do Real Cortijo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA galeria principal foi concebida para armazenar vinho, e a secundária para guardar o azeite.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a Guerra Civil Espanhola do século XX, a bodega foi utilizada como refúgio do bando republicano. Abaixo, vemos a monumental fachada da bodega, também construída no estilo neoclássico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente,a Real Bodega de Carlos III voltou a ser propriedade privada, elaborando vinhos da variedade Tempranillo (80% da produção) e Merlot (20%). É utilizada também como um local para eventos diversos. A visita à bodega finaliza com uma degustação de seus vinhos, algo que agradecemos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Um Passeio por Alicante

No post de hoje realizaremos um passeio por Alicante, descobrindo suas ruas, praças e monumentos mais relevantes. Iniciamos o trajeto pela Casa Consistorial ou Edifício da Prefeitura (Ayuntamiento), situado numa bela praça rodeada de pórticos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste palácio de estilo barroco teve sua construção original destruída em 1691 e foi reconstruído no início do século XVIII, sendo finalizado em 1775. Em seus dois extremos erguem-se duas belas torres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua fachada principal apresenta um balcão com o Escudo de Alicante, e as bandeiras da cidade, da Espanha e da Comunidade Valenciana, que vemos abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm seu interior, existem dependências singulares, como a conhecida “Cota Zero“, uma referência nacional, pois a partir dela se mede a altitude sobre o nível do mar de qualquer lugar da Espanha. Também vemos, na fachada, uma homenagem ao escritor Miguel de Cervantes

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo lado da prefeitura, o denominado Pórtico Consistorial comunica a Praça da Prefeitura com a Praça da Santíssima Face (Plaza de la Santísima Faz, em espanhol), também conhecido como Pórtico do Relógio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANesta praça podemos apreciar a fachada posterior do Ayuntamiento de Alicante e sua adornada porta.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das portas de entrada ao bairro antigo, a Praça da Santíssima Face é um interessante ponto de encontro dos habitantes da cidade. Suas palmeiras proporcionam  abrigo a bares e restaurantes, e nela nasceu um personagem ilustre de Alicante, o Dr. Francisco Xavier Belmis i Berenguer (1753/1819), cirurgião do rei Carlos IV e conhecido por ter sido o introdutor da vacina para a varíola na América e também em Filipinas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFacilmente podemos percorrer a parte antiga da cidade caminhando, encontrando lugares agradáveis e parando para beber algo e comer um típico e delicioso prato da gastronomia local, como as Paellas

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas ruas são exclusivas para pedestres, facilitando a locomoção pelo centro antigo. Uma delas é a Calle de San Francisco, que foi decorada com setas (cogumelos) de aspecto infantil. Muito curioso…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADesde 1847, ano de sua inauguração, o Teatro Principal é um referente da vida cultural alicantina, embelezado por sua fachada neoclássica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm pouco mais distante, a Praça de Touros de Alicante foi projetada pelo arquiteto Emílio Jover na metade do século XIX, sendo por este motivo uma das mais antigas da Comunidade Valenciana, ainda em funcionamento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADo alto do Castelo de Santa Bárbara, podemos ver parte do interior da Praça de Touros

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Badajoz – Comunidade de Extremadura

Recentemente estive visitando a cidade de Badajoz, capital de uma das duas províncias que compõem a Comunidade de Extremadura ( a outra é Cáceres). A partir de hoje, inicio uma série de matérias sobre esta interessante cidade, situada na região sudoeste da Espanha. Com aproximadamente 150 mil habitantes, Badajoz é a cidade mais populosa da comunidade, e a mais importante do ponto de vista econômico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA cidade está a escassos quilômetros da fronteira com Portugal, fato que condicionou sua história de maneira determinante. O município de Badajoz é considerado o terceiro de todo o país em superfície, depois das cidades de Cáceres e Lorca. Está atravessada pelo Rio Guadiana, um dos principais cursos fluviais do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASeus habitantes são muito simpáticos, estando sempre abertos a bater um papo. Devido à proximidade com Portugal, aqui as pessoas entendem muito mais o idioma português que em outras zonas do país, e muitos arriscam falar na nossa língua.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANos dias em que lá estive, uma espécie de toldo cobria as principais ruas do centro histórico, proporcionando uma agradável sombra nos dias calorosos do verão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERABadajoz possui uma grande quantidade de locais declarados de interesse histórico-artístico, como a Alcazaba, uma das mais importantes de Espanha, e a Catedral, considerada a mais “portuguesa” do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUma grande quantidade de ruas do centro homenageiam a personagens célebres que nasceram na Extremadura, como é o caso do pintor Francisco de Zurbarán (Fuente de Cantos, Província de Badajoz-1598/Madrid-1664), um dos grandes nomes do Século de Ouro da cultura espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOu então o conquistador do México, Hernán Cortés (Medellín, Província de Badajoz-1485/Castileja de la Cuesta, Província de Sevilha-1547).

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe fato, os estremeños tiveram um papel proeminente na conquista do continente americano. Somente em Badajoz, se calcula que cerca de 400 habitantes participaram no processo. Abaixo, vemos uma estátua que homenageia a outro nome fundamental, Francisco Pizarro (Trujillo, Província de Cáceres-1478/Lima, Peru-1541), conquistador do Peru.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa cidade nasceu Manuel Godoy (1767/1851), válido do rei Carlos IV (uma espécie de primeiro ministro), e um dos principais nomes políticos da Espanha de final do século XVIII e princípio do XIX. Abaixo, vemos a casa onde veio ao mundo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADurante três dias, estive passeando pela cidade, descobrindo seus lugares mais interessantes, que pouco a pouco irei mostrando para os (as) leitores (as) do blog…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFatos históricos marcantes ocorreram em Badajoz, uma cidade que se destacou por seu valor estratégico, estando em muitas ocasiões marcada por conflitos bélicos, como vocês poderão ver nas próximas matérias.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Patrimônio Histórico de Lavapiés

No post de hoje veremos algumas das construçoes históricas do Bairro de Lavapiés, regiao de Madrid que lamentavelmente perdeu muito de seu patrimônio depois da Guerra Civil do séc. XX. Um exemplo desta destruiçao encontramos nas ruínas das antigas Escolas Pías de San Fernando.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA igreja desta instituiçao de caráter benéfico foi construída em 1734 pelo arquiteto Francisco Ruiz, contando com o patrocínio dos monarcas Carlos III e Carlos IV. O colégio tinha como missao a educaçao de crianças pobres, chegando a ter 2 mil alunos. A eficácia educativa dos escolápios através de seu inovador sistema pedagógico tornou-se famosa, e a instituiçao passou a receber apoio da nobreza, como o Duque de Alba, por exemplo. Em suas dependências foram incluídas as primeiras classes para surdo e mudo do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1936, no começo da Guerra Civil, um grupo de fanáticos incendiou a igreja e assassinou os religiosos. O templo ficou em ruínas e abandonado a sua própria sorte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFelizmente, em 1999, as ruínas foram adaptadas a um novo uso, como espaço para a Biblioteca da Universidade de Ensino à Distância (UNED), e onde haviam imagens religiosas, retábulos e obras artísticas, atualmente vemos uma grande coleçao de livros.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a grande cúpula do templo, reformada para o fim educativo que permanece atualmente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO projeto arquitetônico incorporou novos espaços à biblioteca, outorgando um aspecto contemporâneo ao conjunto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra instituiçao de renome que desapareceu da paisagem urbana de Lavapiés foi o antigo Convento de la Trinidad. Fundado por Felipe II em 1562, era um dos mais importantes de Madrid. A Ordem Trinitária foi criada no séc. XII para promover a liberaçao de cativos cristaos no norte da África, entre os quais o mais famoso foi Miguel de Cervantes. O Convento era uma construçao renascentista com um magnífico claustro, mas foi fechado depois da Desamortizaçao de Mendizábal em 1836.  Em 1847 foi destinado como Museu Nacional de Pintura e Escultura, sendo conhecido entao como Museu de la Trinidad. Acolheu uma grande quantidade de obras religiosas depois que passou a ser propriedade estatal. Em 1897, foi infelizmente derrubado, mas seu acervo se salvou, fazendo parte atualmente do Museu do Prado. Em seu lugar foi erguido em 1915 o Teatro Calderón, um dos mais conhecidos da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem em frente à parte lateral do teatro, que vemos acima, situa-se uma pequena capela, único resto sobrevivente do antigo Convento de la Trinidad.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConhecida como Capela de Ave Maria, esta bela e singela construçao barroca foi erguida em 1728. A Real Congregaçao de Ave Maria foi fundada em 1611 por Simón de Rojas, confessor e conselheiro do rei Felipe III e da rainha Mariana de Áustria, que ofereceu todo o apoio para sua construçao. Na parte superior da fachada, vemos suas iniciais (MA) e a cruz vermelha e azul da Ordem dos Trinitários.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA instituiçao permanece ainda hoje com seu trabalho de beneficência social, oferecendo diariamente 350 cafés da manha para os necessitados, além assistência jurídica e psicológica.

Palácios de Madrid – Parte 4

Na matéria de hoje veremos 5 palácios, todos eles pertencentes à nobreza, que se instalou em Madrid principalmente a partir do séc. XVI. Dois deles estao situados na Calle de San Bernardo, bem próximos um do outro. O denominado Palácio de Antonio Barradas foi construído em 1799, sendo considerado um exemplo de palácio neoclássico em Madrid. O proprietário era o Inspetor Geral de Cavalaria do rei Carlos IV, Antonio Barradas. Atualmente, se transformou em estabelecimentos comerciais no seu nível inferior e em uma residência para estudantes no superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá o Palácio do Conde de Agrela converteu-se em uma das sedes do Ministério da Justiça.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASituado no coraçao da Madrid Medieval, o Palácio do Conde de Barajas deu nome a praça onde se localiza. Os terrenos do atual palácio pertenceram à família dos Zapata, de origem aragonesa. Em 1572, foram condecorados por Felipe II Condes de Barajas. Sobre a antiga construçao se ergueu este outro palácio em 1888 para Gabriel de Abreu, segundo um projeto do Marquês de Cubas, arquiteto responsável pelo projeto da Catedral de Almudena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Calle de Santa Engrácia situa-se o Palácio da Condesa de Adanero, levantado no local onde antes existia a antiga Real Fábrica de Tapetes, fundada por Felipe V em 1720. Depois de derrubada, se construiu este suntuoso palácio entre 1911/1913 para a Condesa de Adanero, segundo um projeto do arquiteto Joaquín Saldaña. Atualmente, é a sede do Ministério de Política Territorial.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAfastado do centro, no Bairro de Chamartín, encontramos o Palácio da Quinta San Enrique, situado no Paseo de la Havana. Chamartín foi um antigo município que acabou sendo incorporado à cidade, com o crescimento verificado no séc. XX. De 1837, o palácio destaca-se pelas 4 torres em suas esquinas, e foi levantado para o francês Louis Guihou.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA