Casa Garay – Calle Almagro

Como foi comentado no post anterior, na Calle de Almagro, além de belos edifícios, podemos admirar verdadeiras casas-palácios constuídos pela aristocracia no final do séc. XIX e princípio do XX. A conhecida como Casa Garay é uma delas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua construçao se deve ao empresário vasco Antonio Garay Vitorica, que depois de comprar um grande solar, encarregou o arquiteto, também do País Vasco, Manuel Maria Smith e Ibarra para a realizaçao do projeto, finalizado em 1917. Antonio Garay desejava realizar investimentos em Madrid, e com este objetivo construiu um imóvel com uma dupla finalidade, um palácio para sua própria residência, e um edifício para aluguel, algo muito rentável naquela época. As obras foram supervisionadas por outro arquiteto vasco chamado Secundino Zuazo Ugaede. Na primeira metade do séc. XX, os arquitetos do País Vasco ganharam uma grande reputaçao na capital e suas obras tiveram uma enorme influência na arquitetura madrilenha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício combina elementos da arquitetura vasca com uma decoraçao neoplateresca. O plateresco surgiu  na época dos Reis Católicos, e caracterizou-se por sua profusa decoraçao. A pedra arenítica utilizada permitiu uma grande variedade de textura e magníficos detalhes esculpidos em relevo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUma pedra branca, também usada na fachada, contrasta com a arenítica, como vemos nas fotos acima. A torre é característica da arquitetura vasca, e causou um profundo impacto estético na capital, sendo amplamente copiada em vários outros edifícios realizados no primeiro terço do séc. XX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom a morte do proprietário, a Casa Garay desempenhou outras funçoes, como Hospital de sangue durante a Guerra Civil, e depois como Embaixada da Bélgica. Com o tempo, permaneceu abandonado, escapando da demoliçao ao ser adquirida pelo Colégio de Engenheiros de Caminhos de Madrid, que nela instala sua sede em 1979. Conservam-se íntegras as fachadas e cobertas, que podem ser vistas desde o exterior. Para as carruagens, construiu-se um belo marquise feito de vidro e ferro, apoiado em capitéis de inspiraçao medieval.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA entrada conduz ao pátio e ao jardim, e também à planta nobre do palácio, através de uma escada reta, posteriormente reformada num acesso curvo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos outras imagens e detalhes deste belo edifício, composto segundo as tendências históricas da arquitetura do início do séc. XX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA