Museu Lázaro Galdiano – Pintura Espanhola

Um dos melhores motivos para se visitar o Museu Lázaro Galdiano é sua excelente pinacoteca. Formada tanto por artistas estrangeiros quanto espanhóis, nele estão representados alguns dos melhores pintores que a Espanha produziu. O acervo abarca desde a pintura gótica até o séc. XIX. Em sua atividade colecionista, Lázaro Galdiano tinha especial apreço pelas obras góticas e renascentistas. Com grande oportunismo, conseguiu adquirir quadros de grande qualidade por um bom preço. Os pintores góticos, denominados os Primitivos Espanhóis, na época eram pouco valorizados em seu próprio país. Lázaro Galdiano, ao comprar estes quadros, procurou que o público espanhol pudesse conhecer seu passado artístico e os artistas relacionados aos séc. XV e XVI, possibilitando uma nova visão de sua história cultural. Abaixo, vemos um quadro de Blasco de Grañén, pintado em 1439 com a representação da Virgem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1500, o chamado Mestre de Manzanillo realizou esta obra, em que aparecem os Reis Católicos junto com Santa Elena e Santa Bárbara.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO século XVI representou uma fase de transição para a Pintura Espanhola, quando os novos modelos e influências renascentistas, tanto de Itália, quanto de Flandes, propiciaram uma mudança estética em sua arte. O Renascimento Italiano ofereceu uma reflexão científica da imagem representada, enquanto a Arte Flamenca enfatizava uma visão mais naturalista, com predomínio dos valores expressivos e emocionais. Um dos primeiros representantes do Renascimento em Castilla é conhecido como o Mestre de Astorga. No museu podemos admirar duas de suas obras, em que representa o desembarque do corpo do Apóstolo Santiago e seu transporte a Santiago de Compostela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA riqueza e expansão marítima nos séculos XVI e XVII possibilitaram o florescimento das artes, dando início ao apogeu da cultura espanhola, momento em que surgiram os grande nomes de sua literatura e de sua produção pictórica, com nomes mundialmente famosos. O denominado Siglo de Oro (Século de Ouro) está muito bem representado no museu, com obras fundamentais para sua apreciação. El Greco, por exemplo, realizou este quadro de São Francisco de Assis (1577/1580), um dos muitos que pintou, com um perfeito desenho do rosto, belos efeitos de luz, refinado colorido e uma bela expressão do olhar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Seu filho Jorge Manuel realizou o quadro que vemos abaixo, em sua parte superior, entre 1609 e 1612.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom o advento do barroco no séc. XVII, a Pintura Espanhola rompe com o idealismo do período anterior, mostrando um acentuado realismo. Um dos pintores que melhor definem o Barroco Espanhol foi Bartolomé Esteban Murillo (Sevilha:1617/1652). Em suas obras, predomina a temática religiosa, mas também cultivou a pintura de gênero. Seu nome está associado aos quadros de Virgens que realizou, puras e delicadas. Sempre foi um artista mais conhecido e apreciado fora da Espanha. Dele é a representação de Santa Rosa de Lima, pintado em 1670.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFrancisco de Zurbarán (Fuente de Cantos-1598/Madrid-1664) é outro dos maiores expoentes da Pintura Barroca Espanhola. É considerado o máximo representante do denominado naturalismo tenebrista na Espanha, com grande influência do pintor italiano Caravaggio. Contemporâneo e grande amigo de Velázquez, destacou-se na pintura religiosa, com obras de um intenso misticismo, característico do período da Contrarreforma. A seguir, vemos dois quadros de Zurbarán expostos no museu, um que representa a Imaculada Conceição e outro com a imagem da Virgem da Merced.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro dos grandes pintores do Século de Ouro foi José de Ribera (Xátiva-1591/Nápoles-1652). Desenvolveu sua carreira na Itália, precisamente em Nápoles, onde era conhecido como “Lo Spagnoletto“, devido a sua baixa estatura. Realizou este quadro de São Bartolomeu, exposto no Museu Lázaro Galdiano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPertencente ao Barroco Pleno, Cláudio Coelho (1642/1693) nasceu e morreu em Madrid, lugar onde realizou inúmeros altares para as igrejas e conventos da cidade e região. No governo do monarca Carlos II, foi nomeado pintor real. Abaixo, vemos um quadro da Imaculada Conceição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, veremos alguns belos retratos da Pintura Espanhola e um dos pintores mais apreciados por Lázaro Galdiano, Francisco de Goya.

Anúncios

Catedral de Málaga – Parte 2

Na matéria de hoje, veremos alguns dos elementos mais importantes do interior da Catedral de Málaga, formado por 3 naves de igual altura (41,79m), sendo que a central é mais larga que as laterais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma de suas partes mais valiosas é o Coro, considerado uma obra prima do Barroco Espanhol, onde o grande Pedro de Mena deixou um maravilhoso trabalho escultórico em suas 42 imagens repletas de misticismo e expressividade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANas laterais do Coro, vemos dois órgaos barrocos, formados por 4 mil tubos e fabricados entre 1779 e 1781.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo Trascoro destaca a imagem da Piedade, esculpida em mármore branco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO espaço compreendido pelo Presbitério possui um formato semi-decagonal, estando delimitado por 6 colunas suspensas por arcos de meio ponto. O Altar Maior foi realizado por Diego de Vergara em 1541 e presidido por um tabernáculo construído no séc. XIV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO templo possui inúmeras obras de arte destacáveis, como o mausoléu renascentista do arçobispo Luis de Torres. Construído por Guglielmo Della Porta, seu grande valor artístico reside na combinaçao cromática dos materiais empregados em sua execuçao (mármore branco e negro, além do bronze na escultura).

OLYMPUS DIGITAL CAMERATodo o perímetro da catedral está formado por Capelas Laterais, construídas em várias épocas em que participaram grandes figuras da Arte Espanhola. Abaixo, vemos a Capela de Santa Bárbara, com um retábulo gótico do séc. XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém do séc. XVI, a Capela de Sao Francisco possui um amplo repertório de santos franciscanos (além de Sao Francisco de Assis, vemos a Santo Antônio de Pádua, Sao Diego de Alcantara, etc).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPertencente ao séc. XVII existem várias capelas, como a da Concepçao, com um quadro da Imaculada realizado por Mateo Cerezo, embora alguns eruditos atribuem a obra a Cláudio Coelho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa Capela do Rosário, destaca um quadro realizado por Alonso Cano entre 1665 e 1666.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Capela da Encarnaçao, também conhecida como Capela Dourada por sua decoraçao, foi projetada por Ventura Rodríguez ou Juan de Villanueva. Seu retábulo do séc. XVIII reflete o gosto artístico da Corte Espanhola, ditado pelos princípios estéticos  neoclássicos da Real Academia de Belas Artes de San Fernando.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMais recente é a Capela da Virgem do Pilar, com um retábulo construído em 1946.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos destaques do interior da Catedral de Málaga se encontra na Capela dos Caídos, com um conjunto escultórico belíssimo de Cristo Crucificado e uma imagem da Virgem Dolorosa, realizados pelo acima citado Pedro de Mena e também por Alonso de Mena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Sala Capitular é apresentada como um verdadeiro museu, com obras de artistas como José de Ribeira, representado por um quadro de Sao Paulo Ermitao, realizado em 1630.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

San Isidro Labrador

Um dos personagens religiosos mais importantes de toda Espanha, San Isidro (1070/1130) é o padroeiro de Madrid desde 1619, quando foi beatificado pelo papa Paulo V. Seu nome, uma derivaçao de San Isidoro, foi dado em homenagem ao arçobispo de Sevilha e erudito da época visigoda (556/636 dC). Devido a sua profissao, labrador, é considerado também o padroeiro dos agricultores, sendo venerado em muitos pueblos de tradiçao agrícola, nao só na Espanha, como em muitos países sul-americanos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANascido na capital, quando Madrid foi conquistada pelo rei muçulmano Alí, San Isidro, como muitos outros cristaos, abandonou a entao vila e se dirige a Torrelodones, onde conhecerá a uma jovem chamada Maria da Piedade, com quem casará e que posteriormente também será venerada nos altares sob a denominaçao de Santa Maria de la Cabeza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPessoa de grande generosidade e simplicidade, sua sensibilidade espiritual o relaciona com Sao Francisco de Assis. De volta à Madrid, estabelece residência junto à Igreja de San Andrés, situada no bairro da Latina, cujo edifício será transformado no Museu da Cidade, que acolhe quadros, esculturas e acontecimentos relacionados à sua vida. Na foto abaixo, vemos o museu, localizado na Praça do Humilhadeiro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAVários sao os milagres a ele atribuídos. O do poço, um dos mais conhecidos, conta que graças às suas oraçoes, as águas de um poço subiram, podendo assim resgatar o filho que nele havía caído. O dito poço é uma das grandes atraçoes do museu, fato que inspirou a arte barroca espanhola, como neste quadro de Claudio Coelho, em que o pintor retrata o mencionado milagre (séc. XVII).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADentro do museu, no local onde a tradiçao diz que passou boa parte de sua vida, vemos atualmente uma bela capela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo dia 15 de maio, data em que se celebram suas festividades, se realiza em Madrid uma procissao com sua imagem, venerada na que foi a Catedral de Madrid durante o período compreendido entre 1885 e 1993, a chamada Colegiata de San Isidro, cujas imagens vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAConstruída entre 1626/1664, a Colegiata deixou de ser a catedral quando foram finalizadas as obras da Catedral de Almudena. Também se festeja, em nome do santo, uma das celebraçoes taurinas mais importantes do mundo, a Feria de San Isidro. Existem outros locais em Madrid relacionado à vida do santo, como a Ermita de San Isidro, em que uma fonte de água é reverenciada. Segundo a lenda, a mesma que fez o santo jorrar em época de seca.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa foto acima, se narra o poder curativo da fonte, e uma grande lista de nomes de pessoas que foram beneficiadas ao tomá-la. Em frente à ermita, um parque também leva o nome do santo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASan isidro trabalhava nos campos, numa regiao conhecida atualmente como Carabanchel, onde em sua época se localizava uma igreja dedicada à Maria Madalena. No local, hoje podemos contemplar a Ermita de Nossa Senhora La Antigua, construída no estilo românico-mudéjar (séc. XIII), a mais antiga do estilo em toda a Comunidade de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA