Orbaneja del Castillo – Província de Burgos

A Província de Burgos, especialmente sua parte norte, conhecida como Las Merindades, constitui uma sucessão de gratas surpresas pela beleza de sua paisagem natural e também pela quantidade de pueblos encantadores existentes, como vocês já devem ter percebido pelas matérias que publiquei até o momento. Nosso próximo destino me deixou literalmente de boca aberta, tamanha a espetacularidade da paisagem e o povoado que nela se localiza, a vila de Orbaneja del Castillo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOrbaneja del Castillo situa-se no meio do Canyon do Rio Ebro, e suas magníficas vistas impressionam a qualquer visitante. De fato, ultimamente este pueblo converteu-se num destino relevante do norte da Província de Burgos, tanto por seu entorno natural, quanto pelo próprio povoado, que conserva sua estrutura medieval.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASua origem é medieval, e chegou, como seu nome indica, a possuir um castelo, que lamentavelmente não se  conservou. Apesar disso, a vila foi declarada Conjunto Histórico-Artístico em 1993.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO título de vila a Orbaneja del Castillo foi concedido pelos Reis Católicos. As casas feitas de madeira com um balcão em sua fachada exterior refletem a influência da Comunidade da Cantábria, por sua proximidade com o pueblo. Abaixo, vemos imagens de sua maravilhosa paisagem, emoldurada pela ação erosiva do Rio Ebro e caracterizada pelo predomínio de rochas calcáreas, propícias para o aparecimento de grutas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOrbaneja del Castillo possui somente 50 habitantes, mas seu número aumenta com a chegada dos turistas, ansiosos por descubrir suas belezas. Abaixo, vemos a Igreja Paroquial da localidade, cuja torre se destaca no meio da paisagem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre suas incríveis formações rochosas, uma delas chama a atenção por sua semelhança com o mapa do continente africano…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de seu reduzido tamanho, a vila possui uma variada oferta gastronômica e pousadas para receber o visitante. Nos dias tranquilos, a vida segue plácida e tranquila para seus habitantes…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOrbaneja del Castillo é um local fascinante. Além do mais, o povoado é atravessado por um riacho que durante sua descida pela ladeira da montanha formam belíssimas cachoeiras, que veremos no próximo e último post.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Frías – Província de Burgos

Durante vários anos, tive um sonho que finalmente se realizou, conhecer o povoado de Frías, situado ao norte da Província de Burgos, na região conhecida como Las Merindades. Razões para visitá-la não me faltavam, pois este pueblo sempre aparece nas listas dos mais belos da Espanha, fato que pude comprovar com meus próprios olhos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAParte da incrível beleza de Frías se deve à sua espetacular localização, no alto de um cerro conhecido como “La Muela“. Outro aspecto que destaca no povoado é que conserva seu aspecto medieval, motivo pelo qual foi declarado Conjunto Histórico-Artístico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFrías aparece documentada já no ano de 867. No século XI, foi vendida ao Conde Sancho García e depois de sua morte, passou a depender do Reino de Navarra, sendo governada pelo Rei Sancho “El Mayor”. Em 1202, o Rei Alfonso VIII concede foros à vila, favorecendo seu desenvolvimento econômico, momento em que volta a integrar o Reino de Castilla.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1435, o monarca Juan II outorga o título de cidade a Frías, sendo atualmente considerada como a mais pequena de toda a Espanha, com cerca de 300 habitantes. Este fato contribuiu de maneira decisiva em sua história, pois Frías se converteu num dos principais centros de Las Merindades. Posteriormente, Juan II doou à cidade ao Primeiro Conde de Haro, Pedro Fernández de Velasco, integrando o Senhorio dos Velasco. Em 1492, os Reis Católicos concedem o título de Duque de Frías a Bernardino Fernández de Velasco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANum dos extremos de Frías situa-se seu impressionante Castelo, que veremos no próximo post. No outro lado ergue-se a Igreja de San Vicente

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste templo foi construído no século XIII no estilo românico, mas atualmente seu aspecto se deve ao conjunto de reformas realizadas ao longo do tempo, predominando o estilo barroco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOriginalmente a Igreja de San Vicente desempenhou uma função defensiva, associada ao castelo. Vários desastres marcaram sua vida, e em 1836 se construiu um pórtico quadrado para proteger sua portada românica. Em 1906, a torre e parte do templo desabaram.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInacreditavelmente, a porta românica foi adquirida pelo Museu dos Claustros de Nova York, onde se exibe nos dias de hoje.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior guarda uma excelente amostra de obras religiosas, principalmente do século XVII, além de um retábulo maior dedicado a San Vicente (imagem acima).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra das atrações de Frías são as Casas Colgadas (literalmente Casas Penduradas, pois foram construídas ao borde do penhasco).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO traçado medieval de suas casas e ruas nos convidam a um passeio relaxado pelo pueblo, que foi protegido ao longo dos séculos por sua imponente fortificação.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANumerosos são os exemplos de arquitetura popular que encontramos no povoado, constituindo outro dos atrativos de Frías. Muitas das casas possuem uma bodega de vinho na parte inferior da estrutura, pois foi um produto comercializado desde séculos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizo a matéria com uma foto de meu querido irmão Marcelo, a companhia perfeita para explorar Las Merindades e a Província de Burgos

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Oña – Província de Burgos

Depois de visitar Poza de la Sal, fomos ao povoado de Oña, situado a poucos quilômetros de distância. Este pequeno município nos serviu de base para explorar a região de Las Merindades, localizada ao norte da Província de Burgos. Este belo pueblo também foi declarado Conjunto Histórico-Artístico pela importância de seu patrimônio histórico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar dos restos paleolíticos encontrados, a história da vila se remonta ao século VIII, quando surge como um baluarte fortificado para os cristãos refugiados diante da pressão militar dos muçulmanos do sul do território espanhol. No ano de 950, Fernán González, o primeiro conde do Reino de Castilla, lhe concede seus primeiros privilégios. Seu neto, o Conde Sancho García, eleva a vila ao status de condado, fundando o poderoso Monastério de San Salvador, que veremos na próxima matéria.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs privilégios concedidos pelo Rei Alfonso VIII contribuíram significamente para seu desenvolvimento e o assentamento de uma importante comunidade judaica. Abaixo, vemos a Plaza del Ayuntamiento, onde encontramos o Edifício da Prefeitura e a Igreja de San Juan, construída entre os séculos XII e XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa fachada da prefeitura foi colocada uma faixa contra os recortes destinados à saúde (com a saúde não se brinca…). Ao lado, vemos a românica Torre de San Juan, que pode ser visitada, pois alberga um pequeno museu relacionado à história de Oña.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA portada principal da igreja foi construída já no período gótico

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOña desempenhou um importante papel na criação do antigo Reino de Castilla, através de seu monastério. Abaixo, vemos uma das praças da cidade, com uma antiga e bela fonte no centro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO povoado possui um albergue municipal destinado aos visitantes…

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém se conserva o antigo lavadeiro

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOña está situada junto ao Parque Natural dos Montes Obarenes, uma reserva criada em 2006 com uma superfície de 33 mil hectares. Possui uma grande diversidade biológica, servindo de refúgio para diversas espécies animais ameaçadas. Nos Jardins do Monastério foi construída uma oficina em que podemos descobrir a importância do parque, além das diversas opções de senderismo existentes (o parque possui 22 rotas diferentes, cuja percurso varia dos 4 aos 15 km).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEu e meu irmão Marcelo decidimos realizar um passeio pelo Desfiladeiro do Rio Oca, um afluente do Rio Ebro,  que atravessa a cidade. Aproveito para agradecer a simpatia do funcionário do parque, que nos recebeu da melhor forma possível e comentou que os últimos brasileiros que tinham visitado a cidade foi há dois anos atrás…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Poza de la Sal – Província de Burgos

A Província de Burgos está repleta de pueblos de grande beleza e relevância histórica. O primeiro que visitamos foi Poza de la Sal, situado a 43 km ao norte da capital da província, a cidade de Burgos. Com apenas 340 habitantes, situa-se na Comarca de de la Bureba e sua localização na ladeira de uma serra lhe valeu o apelido de “Balcão de la Bureba“.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADevido à conservação de seu núcleo urbano, foi declarado Conjunto Histórico-Artístico em 1982. Conhecida já em época romana devido à exploração de sal (no próximo post comentarei sobre a importância deste produto no desenrolar de sua história), foi na Idade Média que adquiriu novamente importância, graças ao foro real e o privilégio de realizar um mercado semanalmente e duas feiras anuais, concedido por Enrique II em 1371. Uma boa forma de conhecer o povoado é dirigindo-se à Oficina de Turismo, situada ao lado do Edifício do Ayuntamiento, construído no final do século XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua planificação e distribuição urbana reflete seu passado medieval, com inúmeras casas  construídas com vigas de madeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA vila encontra-se rodeada por uma muralha medieval que se conserva em sua maior parte. Abaixo, vemos a chamada Plaza Nueva, construída no século XVII, e o Arco de la Concepción, a principal porta da muralha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Igreja de San Cosme y San Damián ergue-se no centro do pueblo….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi construída a partir do final do século XIV no estilo gótico. No entanto, sua fachada foi reformada no estilo barroco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1982, a igreja foi catalogada como Monumento Nacional. Abaixo, vemos imagens de sua esbelta torre.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERACaminhar tranquilamente pelas ruas de Poza de la Sal é um verdadeiro prazer para os sentidos, nos remetendo a um passado que sobrevive em seu urbanismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara a grande maioria dos espanhóis, a vila é conhecida como a cidade natal de um dos mais influentes naturalistas do mundo, Félix Rodríguez de la Fuente (1928/1980). Este médico e divulgador ambientalista contribuiu em grande medida ao desenvolvimento da consciência ecológica no país, numa época em que ainda não existiam movimentos dedicados à conservação da natureza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERARealizou vários documentais ambientalistas para a Rádio e a Televisão Espanhola, como a série “El Hombre y la Tierra“, de grande êxito no país e vista por incontáveis espectadores entre os anos de 1974 a 1980. Entre os muitos estudos que realizou junto à natureza, destacou-se pela convivência com os lobos da região.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua merecida fama extrapolou os limites do país. Em 1980, sofreu um acidente aéreo no Alasca, quando realizava filmagens para um novo documentário, fato que lhe custou a vida. Durante minha visita ao povoado, conheci vários turistas espanhóis que se lembravam de terem assistido suas séries na TV quando crianças, e do quanto aprenderam com ele…

 

Betanzos – Galícia

Durante minha estadia em Ferrol, além de visitar La Coruña, aproveitei para passar o dia e retornar a Betanzos, cidade que já havia estado em 2012, mas que nesta oportunidade pude conhecer com mais calma e profundidade. Na primeira vez que estive em Betanzos fiquei impressionado pela beleza e monumentalidade de seu centro histórico, considerado um dos mais importantes de toda a Galícia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom aproximadamente 13 mil habitantes, Betanzos é conhecida por ser a capital do gótico na Galícia, devido às várias e preservadas igrejas que foram edificadas neste estilo artístico, que em breve poderão conhecer. Além do mais, desde 1970 a cidade foi declarada Conjunto Histórico-Artístico em virtude da conservação de seu patrimônio histórico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA cidade faz parte da Província de La Coruña, estando situada numa colina cercada pelos Rios Mandeo e Mendo, que se unem em seu perímetro para formar a chamada Ría de Betanzos. Abaixo, vemos uma imagem aérea de Betanzos

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma lenda afirma que Betanzos foi fundada por um chefe militar de origem celta chamado Breogán. Sua existência já foi documentada numa época em que o território espanhol fazia parte do Império Romano, constituindo uma de suas principais províncias, denominada Hispania.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi somente em 1212 quando recebeu o título de vila, concedido pelo monarca Alfonso IX, Rei de León e Galícia. Em 1465, Enrique IV lhe outorga o título de cidade e dois anos depois permite a realização de uma feira anual. Durante o reinado dos Reis Católicos, no final do seculo XV, Betanzos se converte numa das sete capitais de província do antigo Reino de Galícia, quando alcança seu máximo esplendor. Nada mais chegar à cidade, fui “recebido” por um belo conjunto de Hórreos, este tipo de construção associado ao armazenamento de grãos, onipresentes por toda a comunidade galega.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtravessei uma das portas da antiga muralha medieval para conhecer suas principais atrações…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA muralha de Betanzos possuía 5 portas de entrada, das quais se conservam 3. Abaixo, vemos a porta situada em frente a uma das pontes que cruzam o curso fluvial que atravessa a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA chamada Ponte Velha de Betanzos possuía uma torre defensiva no centro, que foi incorporada ao escudo da cidade. Atualmente pode ser visto em vários lugares do espaço urbano, como nas luminárias e também num pequeno parque, junto com os escudos de outras importantes cidades da Galícia. O escudo mais antigo que se conserva na cidade data do século XV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANos próximos posts, publicarei várias matérias sobre a cidade, de forma que os leitores (as) do blog possam descobrir esta encantadora localidade do interior da Galícia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Um Passeio por Ferrol

Em meus três dias de estadia em Ferrol pude conhecer a cidade caminhando por suas ruas, praças e igrejas, com muitos lugares interessantes para ver. O Bairro de la Magdalena é um dos mais conhecidos, e pela importância de seus edifícios e monumentos foi declarado Conjunto Histórico-Artístico em 1984. A Plaza de Amboage constitui uma das principais da cidade, servindo de ponto de encontro de seus habitantes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta praça recebeu este nome devido a um monumento dedicado a Ramón Plá y Monge (1823/1892), empresário galhego nascido na cidade que recebeu o título de Marquês de Amboage. Antes, porém, foi conhecida como Plaza de Dolores, devido à igreja que se encontra em um de seus costados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Paróquia de Dolores foi construída na segunda metade do século XVIII como sede da congregação de mesmo nome, que reúne o grêmio de comerciantes da cidade, cuja origem se remonta ao século XIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem próximo a praça se encontra a Igreja de San Francisco, construída a partir de 1757, substituindo um anterior templo gótico que formava parte do Convento de San Francisco, que deixou de ser habitado devido ao processo de desamortização dos bens eclesiásticos em 1835.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua fachada apresenta um caráter maciço em seu formato retangular, anunciando a chegada do neoclassicismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos uma foto do interior da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANum dos muros laterais da igreja se construiu, também na segunda metade do século XVIII, a Capela da Ordem Terceira de São Francisco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO principal templo religioso da cidade é a Concatedral de San Julián, que começou a ser construída em 1765, sendo inaugurada sete anos depois. Na realidade, a igreja atual substituiu uma anterior, situada na parte velha da cidade, cuja estrutura foi seriamente prejudicada com a construção do Arsenal de Ferrol em 1762, motivo pelo qual decidiu-se pela construção de uma igreja nova.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA igreja combina influências do renascimento italiano e francês, além da tradição barroca espanhola. Até 1888, foi considerada a única paróquia da cidade. Em 1959, através de uma bula concedida pelo Papa João XXIII, foi elevada à categoria de Concatedral e Ferrol passou a ser sede episcopal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior apresenta uma planta de cruz grega, apreciável em sua estrutura circular.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADepois de percorrer a parte antiga da cidade, decidi conhecer o Parador de Turismo de Ferrol, e tomar um café enquanto descansava as pernas. Conheci um simpático garçom senegalês e batemos um descontraído papo em espanhol…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAJunto ao Museu Naval, que em breve publicarei uma matéria, existe uma bonita área verde ideal para relaxar…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAMe chamou a atenção uma colorida escultura em homenagem à rica tradição musical da Galícia

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

San Martín del Castañar

Meu passeio de fim de semana pela Província de Salamanca finalizou em outro pueblo encantador da Sierra de Francia, chamado San Martín del Castañar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo contrário dos outros povoados visitados, a origem de San Martín del Castañar data do período romano, fato comprovado por um monumento de pedra situado no centro da cidade, um espécie de coluna que se conhece como estela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom pouco mais de 200 habitantes, a vila foi declarada Conjunto Histórico-Artístico em 1982. Historicamente o povoado era um senhorio episcopal, pertencente ao Bispo de Salamanca. Um de seus principais destaques é o castelo construído no século XV, ainda que seja provável a existência de uma fortaleza em épocas anteriores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo antigo conjunto defensivo, se conserva a torre. No século XVI, o castelo foi utilizado como prisão. Atualmente é uma propriedade da prefeitura de San Martín del Castañar, e cumpre uma função dupla, como cemitério municipal e também como Centro de Interpretação da Reserva Natural da Sierra de Francia, cuja importância ecológica foi reconhecida como Reserva da Biosfera.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro monumento relevante do povoado é a Igreja Paroquial de San Martín de Tours, edificada a partir do século XIII, mas reformada posteriormente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior do templo é muito bonito, estando formado por 3 naves, separadas por amplos arcos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO retábulo central está dedicado a San Martín, um personagem que nasceu na Itália (315/397), sendo criado em Pávia, mas que foi aclamado por uma grande maioria popular como Bispo de Tours, cidade francesa. No ano 337 ocorreu o episódio mais importante de sua iconografia (representação na história da arte), quando exercia a função de soldado. Se encontrava na cidade de Amiens (França) quando viu em uma das portas da cidade um mendigo praticamente nu pedindo esmolas. Como ninguém lhe ajudava, se aproximou ao pobre mendigo entregando-lhe sua capa de soldado. Na mesma noite, Jesus Cristo lhe apareceu, vestido com a capa. Esta é a principal representação artística do santo, que podemos contemplar no retábulo da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO culto a San Martín estendeu-se rapidamente desde Tours a todo o continente europeu. A capa do santo encontra-se na Capela Palatina de Aquisgrán (Alemanha), cuja construção foi ordenada pelo Imperador Carlos Magno para albergar suas relíquias. Abaixo, vemos o  teto da igreja, construído com um belo artesanato de madeira no estilo mudéjar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a cúpula

OLYMPUS DIGITAL CAMERAE um interessante púlpito de pedra, construído na época dos Reis Católicos (século XV)…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA