Toureiros famosos da Espanha

No post de hoje, e no próximo, veremos alguns dos toureiros mais famosos da Espanha. Muitos deles fizeram parte de famílias que constituíram verdadeiras dinastias taurinas, caso de Pedro Romero (1754/1839), membro de uma ilustre família de toureiros, iniciada com seu avô Francisco Romero (1700/1763). Nascidos em Ronda, cidade considerada o berço da moderna arte de torear, suas inovações, como o uso do estoque para matar o animal inaugurada por Francisco, foram fundamentais para a história da tauromaquia. Em 1795, Pedro Romero inaugurou a Plaza de Toros de Ronda, uma das praças históricas do país. Para muitos estudiosos trata-se do toureiro mais completo de todos. É provável que em sua vida tenha matado a mais de 5 mil touros, e nunca foi ferido numa tourada. Faleceu em 1839, com a idade de 84 anos. Abaixo, vemos um quadro de Pedro Romero exposto no Museu Taurino da Plaza de Toros de Ronda.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos espetáculos taurinos mais vistosos que ainda existem são as chamadas “Corridas Goyescas“, em que os participantes utilizam trajes que foram retratados nos gravados do grande pintor Francisco de Goya. Este tipo de vestimenta surgiu em Madrid no século XVIII e foi utilizado pela burguesia até o século XIX, quando então seu uso se propagou ao resto da Espanha. A primeira “Corrida Goyesca” celebrou-se na Plaza de Toros de Murcia em 1929, para comemorar o centenário da morte do genial artista aragonês. Especialmente famosa é a realizada em Ronda, sendo que a primeira foi organizada em 1954, para comemorar o segundo centenário de nascimento de Pedro Romero.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos dos toureiros mais famosos da Espanha tiveram um trágico destino em plena praça de touros, fato que colaborou para perpetuar a fama conquistada na arena. Este é o caso de José Gómez Ortega (1895/1920), mais conhecido como “Joselito“. Também representante de uma família dedicada ao mundo dos touros, é considerado um dos maiores toureiros da Espanha. Travou junto com o toureiro Juan Belmonte (1892/1962) uma rivalidade histórica no começo do século XX, a época dourada das touradas. Abaixo vemos a “Joselito” toureando na Plaza de Toros de Madrid (imagem tirada pelo fotógrafo Alfonso Sánchez Portela em 1914).

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo auge de sua trepidante carreira, e com apenas 25 anos,  “Joselito” foi morto na Plaza de Toros de Talavera de la Reina pelo touro “Bailaor” em 1920. A cada 16 de maio, dia de sua morte, ainda hoje se guarda um minuto de silêncio nas praças de touros de todo o país. Abaixo, vemos a “Joselito” na Praça de Touros de Sevilha (foto de Serrano).

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XX destaca, entre outros, a figura de Manuel Rodríguez Sánchez (1917/1947), conhecido como “Manolete“. Nasceu em Córdoba em 1917, sendo considerado um dos mais legendários e elegantes toureiros do país. Contribuiu de forma decisiva para o embelezamento das touradas ao incluir movimentos em que era capaz de manter-se praticamente imóvel quando o touro passava perto de seu corpo, realizando uma série de passos consecutivos. Abaixo, vemos uma estátua dedicada ao toureiro no Museu Taurino de Córdoba.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAManolete faleceu na Plaza de Toros de Linares (município situado na Província de Jaén, Andalucía) em 1947, numa corrida de touros que contou com a participação de outro grande matador, Luis Miguel “Dominguín”, quando sofreu uma grave lesão na artéria femural provocada pelo touro “Islero“. Apesar das várias transfusões de sangue recebida, o toureiro não resistiu. Atualmente, uma das teorias a respeito de sua morte diz que o toureiro faleceu devido à aplicação de uma transfusão incompatível com seu organismo. Em 1956, se inaugurou em Córdoba um monumento em sua homenagem, esculpido pelo artista Manuel Álvarez Laviada. Para  financiar sua execução, se realizou uma tourada, que arrecadou 800 mil pesetas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua morte provocou uma intensa comoção em todo o país. O General Franco decretou luto oficial de três dias, e Manolete  transformou-se num grande símbolo do pós guerra na Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAManolete se apresentou em inúmeras Praças de Touros da Espanha, mas foi na Praça Monumental da Cidade do México onde obteve seus maiores êxitos. Abaixo, vemos o cartaz da fatídica corrida de toros na Plaza de Toros de Linares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Personagens de Ronda

Ronda é uma cidade que preserva a memória de seus filhos célebres. Prova disso sao os vários monumentos que homenageiam os personagens mais conhecidos de sua história. Artistas, políticos de destaque e, claro, suas famosas dinastias de toureiros sao congratuladas com estátuas, museus e monumentos. No post de hoje, conheceremos alguns deles. No campo artístico, destaca Joaquín Peinado (1898/1975), pintor cubista, um dos maiores expoentes da denominada Escola Espanhola de Paris. Na cidade, existe um museu a ele dedicado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAVicente Espinel (1550/1624) foi um artista polifacético e sua importância abrangeu várias áreas. Como músico, foi o responsável por incorporar a denominada quinta corda, chamada “Prima”, à guitarra espanhola. Como poeta, foi o criador da décima octosilábica, composiçao poética que ficou conhecida como a “Espinela”. Finalmente, como escritor, foi o autor de uma das obras mais importantes da Literatura Espanhola do Século de Ouro, a novela intitulada “El Escudero Marcos de Obregón”. Numa das belas praças da cidade, vemos uma escultura em sua homenagem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAna Amaya Molina, conhecida como Amaya, “La Gitana” (em português, “A Cigana”), foi uma grade cantora e bailarina, tia avó da famosa artista Carmen Amaya. Cantou e tocou a guitarra por todo o país, sendo querida e respeitada por todos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de nao ter nascido em Ronda, o político e intelectual Blas Infante é um personagem amado por toda a Comunidade de Andaluzia, pois foi reconhecido pelo Congresso de Deputados e o Parlamento Andaluz como o “Pai da Pátria Andaluza”. A cidade lhe rendeu uma homenagem com a criaçao de um parque com seu nome.OLYMPUS DIGITAL CAMERA Considerado o mentor intelectual do Andaluzismo Político, Blas Infante desenhou, inclusive, o escudo da comunidade, que pode ser visto na Praça do Socorro de Ronda.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo vimos nos posts dedicados à Praça de Touros de Ronda, as dinastas de toureiros da cidade fizeram história, e sao consideradas das mais importantes de todo o país. Em muitos lugares da cidade, vemos estátuas que recordam suas façanhas e habilidades. Antonio Ordoñez, por exemplo, nasceu na cidade em 1932. As chamadas Corridas Goyescas, celebradas por primeira vez em 1954, como data festiva do bicentenário de nascimento do grande toureiro Pedro Romero, adquiriram importância a partir de 1972, com as apresentaçoes de Antonio Ordoñez.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo curiosidade, o genial diretor de cinema Orson Welles era um grande admirador e amigo do toureiro, e antes de falecer, manifestou o desejo de que suas cinzas fossem enterradas na fazenda do toureiro, algo que afinal se cumpriu. No Paseo de Blas Infante, acima mencionado, vemos espalhadas pelo chao curiosas placas, uma das quais recorda Antonio Ordoñez.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Outro grande toureiro da dinastia foi Cayetano Ordoñez (1904/1961), conhecido como “Niño de La Palma”, pois seu pai era proprietário de uma sapataria com o nome de La Palma. Ele também foi homenageado com uma estátua e placa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos o post com Pedro Romero, considerado o matador mais célebre da história. Segundo sua própria confissao, matou mais de 5 mil touros ao longo de sua trajetória, e nunca foi parar na enfermaria…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANeto de Francisco Romero, considerado o fundador da primeira escola de toureiro à pé, Pedro nasceu em 1754, e até 1799 empolgou as multidoes com seu estilo de torear, que se tornou clássico. Franciso de Goya o imortalizou num quadro, e Ronda também, nos vários monumentos a ele dedicado que vemos pelo centro da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Praça de Touros de Ronda

A Praça de Touros de Ronda é considerada o monumento mais conhecido da cidade, e junto com a Ponte Nova, é um símbolo que a identifica pelo resto do mundo. Uma das tres praças construídas no séc. XVIII que se conservam em Espanha (as outras duas sao a de Aranjuez e a de Sevilha), é um dos espaços históricos mais visitados de toda a Andaluzia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAVerdadeiro santuário taurino, ao longo de sua existência passaram os grandes personagens do mundo dos touros, nao só da cidade (muitos dos quais sao lendários), como de todo o país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi inaugurada em 1785, e apesar de sua antiguidade, é uma das mais bem conservadas do denominado Toreo Moderno. Pertence à Real Maestranza de Ronda, uma instituiçao fundada em 1572 pelo monarca Felipe II.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPossui uma fachada neoclássica, composta por um arco de meio ponto franqueado por colunas toscanas, que suportam um frontal com o escudo de Carlos III, pois a praça foi inaugurada durante seu reinado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Praça de Touros de Ronda pode ser visitada, e inclui praticamente todas suas dependências, além do Museu Taurino, considerado uma referência a nível mundial. Abaixo, vemos o espaço interno que rodeia toda a praça.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA praça possui o formato de um círculo perfeito. Com 60m de diâmetro, seu ruedo (espaço onde sao realizadas as corridas de touro) é considerado o maior do mundo. Com capacidade para cerca de 5 mil espectadores, sua estrutura está composta por uma dupla arquería, que divide os dois níveis do recinto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor sua vez, os arcos estao sustentados por 136 colunas toscanas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Palco Real destaca-se por sua decoraçao mais suntuosa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o emblema da Real Maestranza de Ronda, cuja história conheceremos num post exclusivo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa escada de acesso ao nível superior podemos observar, entre os degraus, uma decoraçao feita com azulejos e pintados com motivos taurinos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA visita nos permite conhecer lugares curiosíssimos, como este de abaixo, onde permanecem os touros antes de entrarem na arena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, sao realizadas poucas corridas na praça, das quais as mais tradicionais denominam-se Corridas Goyescas, realizadas na segunda semana de setembro, em homenagem ao toureiro Pedro Romero (1754/1844). Romero é um dos íconos da tauromaquia, responsável por constituir as regras básicas do Toureo Moderno, além de ser o fundador da famosa escola de Ronda. Abaixo, vemos a escultura de uma Dama Goyesca, assim chamada pelos trajes típicos usados na época de Goya.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Praça de Touros de Aranjuez

A Praça de Touros de Aranjuez é considerada uma das praças históricas de Espanha, pois além das Praças de Touros de Ronda e Sevilha, ambas na Andalucia, é uma das três que se conservam cuja construçao foi finalizada no séc. XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi inaugurada em 1797 e construída, ainda em que menores proporçoes, a imagem e semelhança da antiga Praça de Touros de Madrid, situada junto a Calle de Alcalá, desaparecida para dar lugar a atual Praça de las Ventas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADe planta circular, possui capacidade para 9 mil e quinhentos espectadores.  A princípio do séc. XIX, transformou-se num dos cosos taurinos mais importantes do mundo, devido à paixao do monarca Fernando VII pelas corridas de touros, além da fama e importância dos toureiros que nela pariciparam.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1809 sofreu um terrível incêndio, sendo reconstruída em 1829 pelo referido monarca. A partir de entao, foi cedida à Prefeitura de Aranjuez, que desde entao exerce a fuçao de cuidado e manutençao do monumento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos mês de setembro, Aranjuez celebra uma festa taurina, coincidindo com as homenagens que comemoram o famoso Motim de Aranjuez. Para maior destaque, se inclui na programaçao as denominadas Corridas Goyescas, assim chamadas pelos gravados que o pintor Francisco de Goya realizou no séc. XIX, retratando as típicas corridas de touros que eram realizadas na época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAÉ possível fazer uma visita guiada à Praça de Touros de Aranjuez, e mesmo para aqueles que nao sao adeptos às touradas, como eu, vale a pena pelas muitas histórias desta praça e os fatos curiosos mencionados na visita. No próximo post, conheceremos alguns deles.