Explorando a Universidade de Salamanca: Parte 2

Entre os séculos XV e XVI, a Universidade de Salamanca converteu-se numa instituição de referência nacional e até o século XVII foi considerada como a de maior prestígio e influência da Espanha, devido a grande variedade de disciplinas existentes, a melhor infraestrutura física e humana e o corpo de alunos mais internacional. Seu auge se explica sobretudo graças a conquista da América por Cristóvão Colombo, cujo projeto de navegação foi patrocinado por Isabel La Católica. Abaixo, vemos um monumento em homenagem ao navegante genovês situado numa praça de Salamanca , inaugurado em 1893 (com um ano de atraso) para celebrar o quarto centenário do descobrimento, e realizado pelo escultor Eduardo Barrón.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém do mais, o estado centralizado criado pelos Reis Católicos necessitava de burocratas, juristas e funcionários para a administração do  reino. No claustro da Universidade se discutiu sobre a viabilidade do projeto de Cristóvão Colombo. Uma vez descoberto o continente americano, foram abordado os direitos indígenas, algo revolucionário para a época. Abaixo, vemos o escudo dos Reis Católicos na fachada do Colégio Maior da Univ. Salamanca

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de seu caráter jurídico, desde o final do século XV a Universidade de Salamanca se incorporou ao movimento humanista, ainda que neste terreno fosse superada pela recém criada Universidade de Alcalá de Henares. Neste período conviveram alguns dos membros mais brilhantes de sua história, renovando a Teologia e participando de forma ativa no Concílio de Trento (1545/1563). Outros personagens de renome criaram as bases do direito civil e internacional, além da ciência econômica moderna. Por encargo do Papa Gregório XIII, matemáticos da Universidade estudaram a reforma do calendário, e propuseram soluções que foram implantadas posteriormente. A seguir, vemos uma foto da Faculdade de História e Geografia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do século XV, o historiador, humanista e pedagogo Antonio de Nebrija (1441/1522) escreveu a primeira gramática do idioma espanhol. Sua célebre obra “Grammatica“, escrita em 1492, é considerada o primeiro estudo de um idioma europeu com exceção do latim, marcando, para muitos, o início do chamado Século de Ouro da Espanha, que se prolongou nos dois séculos seguintes com os grandes nomes das letras e das artes na história do país. Nebrija foi responsável também de um dicionário latim-espanhol, igualmente realizado em 1492 e dois anos depois um outro dicionário espanhol-latim. É considerado o primeiro escritor em reclamar os denominados direitos de autor. A seguir vemos um monumento em sua homenagem, situado em frente de uma das faculdades da Universidade de Salamanca, inaugurado em 1983 e realizado pelo famoso escultor Pablo Serrano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante o período governado pelos Reis Católicos, pela Universidade de Salamanca passaram personalidades femininas de grande relevância na história do país, caso de Beatriz Galindo, conhecida como “La Latina“, pelo domínio que tinha do idioma latino. Foi professora dos filhos dos Reis Católicos, e grande impulsora de serviços sociais num bairro de Madrid que a homenageou com o nome de Bairro de La Latina. Outra personagem destacada foi Lucía de Medrano, considerada a primeira mulher catedrática de uma universidade, responsável pelas aulas de latim durante um período de sua vida. Abaixo, vemos o chamado Aulário de San Isidoro, situado na antiga Igreja de San Isidoro, uma construção do século XVI que conserva apenas a fachada. O edifício foi adquirido pela universidade como um espaço para aulas dentro do contexto de ampliação da Faculdade de Direito, situado nas proximidades.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Fábrica Nacional de Moneda y Timbre – Madrid

Desde o ano passado, uma instituição espanhola situada em Madrid transformou-se num dos locais mais famosos da cidade, graças a uma série da Netflix que a colocou em evidência. Este post está dedicado à Fábrica Nacional de Moneda y Timbre, que foi o cenário para a trama da série “La Casa de Papel”, cujo roteiro  relata um assalto de um grupo de pessoas à instituição. Esta excelente série, dirigida pelo espanhol Álex Pina e protagonizada por capazes atores e atrizes converteu-se na série de idioma não inglês mais vista da história da Netflix.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XVIII, haviam Casas de Moedas estatais e privadas, mas o Rei Felipe V decidiu que todas elas deveriam ser controladas pelo estado. No século XIX, existiam 7 empresas de fabricação, e cada qual possuía um modelo diferente de siglas e signos. Todas elas, menos a de Madrid, desapareceram depois que a Peseta passou a ser considerada a moeda nacional. A Fábrica Nacional de Moneda y Timbre foi criada em 1893, com a fusão de dois organismos, a Casa da Moeda e a Fábrica de Selo. Antigamente, estava situada na Plaza de Colón, mas tornou-se obsoleta com o tempo, sendo levada para outro edifício que foi inaugurado em 1964, sua atual sede. Quando foi derrubada, o local foi transformado nos Jardins do Descobrimento em 1970. Conta com um Centro Cultural e com esculturas que simulam as caravelas comandadas por Cristóvão Colombo durante sua viagem de descobrimento do continente americano. Além do mais, o jardim está presidido pela maior Bandeira da Espanha que existe no mundo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAVinculada ao Ministério da Fazenda e Administração Pública, a Fábrica Nacional de Monedas y Timbre é uma empresa que fabrica moedas, dinheiro, timbres e documentos oficiais. A empresa dedica-se à fabricaçao de dinheiro desde 1937 e depois que foi levada à sede atual, começou a produzir os Documentos Nacionais de Identidade (DNI) e o Passaporte, além de cartões de bingo e loterias.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma parte do edifício é visitável, pois acolhe o Museu Casa da Moeda, com a maior coleção de numismática da Espanha e considerada uma das mais completas da Europa. Tive a oportunidade de visitá-la uma vez e fiquei impressionado com a quantidade e qualidade das moedas expostas. Uma pena que as fotos não estão permitidas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício alberga também uma fundação, dedicada à divulgação cultural. Inicialmente, a série “La Casa de Papel” foi emitida pelo canal espanhol Antena 3, mas os direitos de distribuição foram adquiridos pela Netflix, e a série passou a ser vista internacionalmente, transformando-se num fenômeno mundial, com um êxito enorme no Brasil.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo entanto, por motivos de segurança, o edifício que aparece na série não é a sede da Fábrica Nacional de Monedas y Timbre, cujas fotos estamos vendo na matéria, e sim o edifício do Conselho Superior de Investigação Científica (CSIC), a maior entidade dedicada à pesquisa do país, que vemos abaixo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara a realização das filmagens, o local deveria ser o mais parecido possível à original Fábrica de Moneda y Timbre. O amplo espaço exterior do CSIC preenchia este requisito, facilitando as filmagens. No local foram gravadas somente as cenas exteriores, sendo que os interiores foram filmados em sets de filmagens adaptados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA  Na série, o processo de impressão do papel moeda foi filmado na máquina rotativa do centenário Diário ABC da Espanha, cuja antiga sede vemos abaixo, situada no famoso  Paseo de la Castellana, atualmente um Centro Comercial.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAObviamente, não estava permitida a utilização das máquinas da Fábrica Nacional de Moneda y Timbre por motivos de segurança nacional. A série “La Casa de Papel” está composta por 15 capítulos, divididas em duas partes, e parece que vai ter uma continuação, a ser exibida em 2019. Vamos aguardar….

Os Jardins do Real Alcázar de Córdoba

Visitar o Real Alcázar de Córdoba nos permite conhecer um dos lugares mais bonitos da cidade, os jardins que adornam seu interior. De fato, constitui um verdadeiro cartão postal da cidade andaluza, e passear por seu entorno nos oferece uma autêntica experiência sensorial.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA água, as diversas espécies de árvores frutíferas e as flores existentes no jardim nos proporcionam momentos de grande tranquilidade e prazer, graças à beleza estética do local.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAParece que sua origem se remonta à época romana, e inclusive o próprio Júlio César se encarregou de plantar diversas espécies exóticas, como o chamado Plátano Oriental, que proporciona uma ampla sombra, colaborando para que a temperatura do jardim seja mais amena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo entanto, o jardim que hoje contemplamos iniciou-se na época do Emirato de Córdoba, durante o governo de Abderramán II, aproximadamente no ano 822. A água que regava os jardins procedia de um aqueduto que tinha acabado de ser construído.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPosteriormente, os jardins ficaram abandonados, mas ressurgiram em todo seu esplendor depois da reconquista de Córdoba no século XIII. A Rainha Isabel La Católica tinha uma verdadeira predileção por estes jardins. Uma estátua dela e de seu marido Fernando de Aragón, os denominados Reis Católicos, representa o primeiro encontro com o navegante genovês Cristóvão Colombo no Real Alcázar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOs jardins se estruturam em três níveis distintos. Muitos casais realizam seu álbum de fotos para o casamento neste idílico lugar, não é para menos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA onipresente laranjeira predomina, e sua cor também realça algumas espécies de flores…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm amável visitante tirou uma foto minha, para a posteridade…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Real Alcázar de Córdoba

Bem próximo à Mesquita-Catedral de Córdoba localiza-se outro monumento relevante da cidade, o Real Alcázar de los Reyes Cristianos (original em espanhol).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta fortaleza foi assim denominada para diferenciá-lo do desaparecido Alcázar Árabe que se levantava em suas proximidades.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi construído sobre restos romanos e árabes pelo Rei Alfonso XI em 1328, quase cem anos depois da cidade ter sido reconquistada por Fernando III. Possui um formato quadrado, com torrens nas esquinas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a reconquista de Granada, foi utilizado pelos Reis Católicos como quartel geral. A partir de 1482, foi a sede do Tribunal da Inquisição de Córdoba, função que exerceu até a desintegração do tribunal em 1821.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo alto de suas muralhas, as vistas da cidade são belíssimas, com destaque para a torre campanário da Mesquita-Catedral

OLYMPUS DIGITAL CAMERANesta fortaleza nasceu a Infanta María, filha dos Reis Católicos, que depois se tornaria Rainha de Portugal. Em 1486, recebeu a visita de Cristóvão Colombo, mostrando por primeira vez seu projeto aos Reis Católicos, que alguns anos depois financiariam  as viagens do navegante genovês.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFuncionou também, a partir do século XIX e durante boa parte do século XX, como prisão e quartel militar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente é um museu, e em seu interior podemos contemplar diversas peças arqueológicas cujas imagens já foram publicadas no blog, principalmente quando abordei a época romana da cidade (mosaicos, sarcófagos, etc). A visita inclui banhos de época muçulmana que acabaram integrando-se às dependências do Alcázar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das características dos banhos árabes, herdeiros dos antigos banhos romanos, constituem as pequenas aberturas nos tetos das salas, para iluminar o ambiente, como as que vemos acima. Belos pátios interiores compõem a estrutura do Real Alcázar…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOs jardins que decoram o Real Alcázar de Córdoba constituem outra imagem emblemática da cidade e são simplesmente maravilhosos, tema que comentarei no próximo post. Finalizo a matéria com outras fotos da fortaleza…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Palácio do Arcebispo – Alcalá de Henares

Como dito em outras matérias, desde que Alcalá de Henares foi reconquistada no século XII, passou a pertencer ao Arcebispado de Toledo, condição que manteve até o século XIX. Transformou.se, portanto, numa cidade eclesiástica, e como símbolo e riqueza do poder dos bispos de Toledo se construiu um enorme palácio como residência do senhor da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO aspecto que vemos atualmente desta construção é fruto de várias intervenções e reformas, consequência das várias destruições e incêndios que assolaram o palácio ao longo dos séculos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInicialmente, o Palácio do Arcebispo era uma fortaleza edificada no estilo mudéjar, cuja construção foi ordenada pelo Arcebispo de Toledo Rodrigo Ximénez de Rada, em 1209. Alguns detalhes deste estilo ainda podem ser contemplados na decoração do edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XIV, o bispo Pedro Tenorio reconstruiu o palácio, fortificando-o. Construiu um grande pátio de armas retangular e o conjunto foi cercado por uma muralha, que vimos no primeiro post sobre a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASe conservam algumas torres que lhe proporcionam seu caráter histórico de fortaleza. A Torre da Fonte é uma delas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a Torre de Tenorio

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA fachada lateral do palácio dá para a Plaza de las Bernardas, presidida pelo Monastério de San Bernardo, que vimos na matéria anterior. Acima, vemos uma parte da praça com a Torre de Tenório. Esta parte do palácio nos mostra sua arquitetura gótico -mudéjar, principalmente nas janelas e elementos decorativos. Abaixo, vemos outras imagens da praça.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAVários fatos de grande importância histórica ocorreram no palácio, como o nascimento da filha menor dos reis católicos, Catalina de Aragón (1485/1536), Infanta de Castilla e depois Rainha Consorte de Inglaterra, graças ao seu casamento com Henrique VIII. Na praça podemos ver uma escultura em sua homenagem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro acontecimento de grande transcendência histórica sucedido no palácio é que foi o cenário da primeira entrevista de Cristóvão Colombo com a rainha Isabel La Católica, personagem fundamental e patrocinadora das viagens do navegante genovês que resultou na descoberta do continente americano. Em frente a fachada do palácio foi colocada uma estátua de Isabel La Católica (1451/1504) como comemoração do V centenário de sua morte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA fachada principal foi realizada pelo arquiteto Alonso de Covarrubias em 1524 no estilo renascentista. No centro da fachada vemos o brasão barroco do Cardeal Infante Luis, filho do primeiro rei da Dinastia dos Bourbons na Espanha, Felipe V.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1939, o Palácio do Arcebispo de Alcalá de Henares sofreu um terrível incêndio durante a Guerra Civil Espanhola, destruindo boa parte de sua estrutura. Sua reconstrução finalizou-se somente em 1996. Atualmente é a sede da Diocese de Alcalá e continua sendo a residência do bispo da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Um Passeio por Cádiz – Parte 2

Desde tempos remotos, Cádiz é conhecida como a Cidade das Torres. Isso graças às inúmeras torres que se erguem pelo centro histórico, cuja finalidade era servir de mirante para a vigilância do tráfico portuário. Em 1770, haviam 160 torres, das quais se conservam 129. A mais alta e conhecida é a Torre Tavira, situada no Palácio dos Marqueses de Recaño, construída no séc. XVIII no estilo barroco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA torre recebeu este nome pois desde 1778 era um antigo posto de controle do porto gaditano, a cargo do oficial da marinha Antonio Tavira. O local é visitável, e uma de suas maiores atrações é a câmera escura, que nos oferece imagens instantâneas da cidade. Seu funcionamento está baseado num princípio ótico que consta de um espelho e duas lentes que projetam imagens do exterior, sobre uma tela branca côncava, situada numa sala completamente escura. Dessa forma, podemos observar cenas reais ocorrendo na cidade, além de conhecer em tempo real suas ruas, praças e monumentos. As vistas do alto da torre abarcam toda a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACaminhando pelo centro histórico vemos placas comemorativas que celebram acontecimentos de grande transcendência que ocorreram na cidade, como a segunda viagem de Cristovão Colombo ao continente americano, quando saiu do porto de Cádiz em 25 de setembro de 1493.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém da Catedral, que veremos em breve, Cádiz possui outras belos templos religiosos, como a Igreja de San Antônio, situada na praça homônima. Construída em torno a 1770 no estilo barroco, foi reformada no séc. XIX e suas altas torres se destacam na fachada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Igreja de Santa María, também monastério de freiras franciscanas, foi o primeiro convento erguido na cidade, em 1527. O assalto combinado de Inglaterra e Holanda no final do séc. XVI a deixou em péssimas condições, e teve que ser reconstruída no começo do séc. XVII, quando junto a ela foi edificada a Capela do Nazareno.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERACádiz possui alguns belos edifícios que chamam a atenção, como este que vemos abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos mais importantes é a Casa Consistorial, sendo que a prefeitura se encontra no mesmo local desde o séc. XVI. O edifício atual foi construído em duas etapas. A primeira, neoclássica, foi iniciada em 1799 pelo arquiteto Torcuato Benjumeda. Na segunda, em 1861, foram colocados seus elementos decorativos por Manuel Garcia Alamo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Colégio Público Campo del Sur se localiza numa bela construção, cujos dados históricos não pude encontrar…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos outros lugares interessantes da cidade, onde se homenageiam personagens ilustres, e algumas de suas mais importantes praças.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm aspecto que me impressionou na cidade, além de seus diversos monumentos e longa história, são a grande quantidade de espécies vegetais que podemos contemplar, muitas delas importadas de outros locais do mundo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Os Jardins do Descobrimento – Madrid

Em plena Calle Serrano se encontra um interessante espaço cultural, os Jardins do Descobrimento. Nele, vemos diversos monumentos relacionados ao Descobrimento da América pelo navegante genovês Cristovão Colombo. Na realidade, os jardins estão situados entre a Calle Serrano e a Plaza de Colón (como é chamado na Espanha o descobridor do continente americano). Ocupam o solar da antiga Fábrica da Moeda e Timbre, que foi demolida em 1970 para a construção do jardim, e levada a outro local. Os Jardins do Descobrimento foram inaugurados em 1977 dentro do plano de reforma desta zona de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte que dá para a Calle Serrano foram colocadas estruturas de concreto realizadas por Joaquín Vaquero Turcios que homenageiam o Descobrimento da América.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFormadas por 4 grandes blocos de concreto, a obra se assemelha às caravelas utilizadas por Colombo. Em cada uma delas existem inscrições com fatos relacionados ao descobrimento, bem como os nomes de todos aqueles que participaram do acontecimento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOutras esculturas servem de homenagem a importantes personagens históricos da Marinha Espanhola, como D.Blas de Lezo y Olavarrieta (1689/1741), Tenente Geral da Armada da Espanha. O monumento foi inaugurado em 2014, durante o reinado do atual monarca Felipe VI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra figura fundamental da história da Marinha Espanhola foi Jorge Juan Santacilia (1713/1773), chefe da esquadra da Real Armada, cujo destaque nos âmbitos científicos e técnicos da navegação possibilitaram um grande avanço na arte de cruzar os mares do mundo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo outro lado do jardim, na Plaza de Colón, situa-se o Monumento a Cristovão Colombo,construído entre 1881 e 1885 por Arturo Mérida e Jerónimo Suñol, mas  inaugurado somente em 1892. No pedestal foram esculpidos em cada um de seus lados cenas relacionadas ao projeto do famoso navegante. No centro do jardim foi colocada uma enorme bandeira da Espanha. Com 300 metros quadrados, é considerada a maior do país. Abaixo, vemos o monumento e a bandeira…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAGrande parte da área do jardim serve de cobertura para o Centro Cultural de la Villa Fernán Gómez, construído em seu subsolo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO centro conta com auditório, espaços para exposições temporárias e uma grande oferta cultural. No subsolo foi construído também um estacionamento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA