Castelos Senhoriais da Espanha – Parte 3

Neste último post sobre os Castelos Senhoriais da Espanha veremos outros exemplos de palácios construídos como fortalezas para os nobres, que ainda hoje impressionam por sua esbelta silueta na paisagem espanhola. O Castelo de Almansa é um dos mais importantes da Província de Albacete (Comunidade de Castilla La Mancha), situado no alto de uma colina que domina a cidade, conhecida como “Cerro del Águila“.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInicialmente foi uma fortaleza muçulmana e nos séculos posteriores passou a pertencer a nobreza. Seua aspecto atual se deve às reformas realizadas pelo II Marquês de Villena, Don Juan Pacheco, no século XV. Este castelo foi cenário de um conflito histórico, a Batalha de Almansa, que possibilitou o ascenso de Felipe de Anjou como Rei da Espanha, durante a Guerra da Sucessão Espanhola, no início do século XVIII. Proclamado Rei com o nome de Felipe V, foi o primeiro monarca da dinastia bourbônica a ocupar o trono da Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém localizado na Província de Albacete, e edificado sobre uma fortaleza árabe anterior, o Castelo de Chinchilla de Monte Aragón foi outra das fortalezas que pertenceram ao II Marquês de Villena, Don Juan Pacheco, que da mesma forma que o anterior, foi igualmente restaurado por ele no século XV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO castelo está formado por um fosso de grandes proporções, como vemos abaixo. Como elemento decorativo destaca o escudo do proprietário, algo habitual nas Fortalezas e Castelos da Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO bom aspecto que conserva atualmente se deve a que foi utilizado como prisão durante muito tempo. Um dos prisioneiros mais famosos foi César Borjia, filho de Rodrigo Borjia, eleito Papa em 1492 com o nome de Alexandre VI. O filho foi acusado de cometer um assassinato contra seu irmão, o I Duque de Gandía.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos dos Castelos da Espanha estão localizados em lindos povoados que conservam sua arquitetura medieval, caso de Pedraza, localizado na Província de Segóvia (Comunidade de Castilla y León). Foi construído sobre os restos de fortalezas anteriores, sobretudo romana e muçulmana. No século XV passou a pertencer à família dos Herrera, época que data sua Torre de Homenaje. No século XVI, tornou-se propriedade de Fernández de Velasco, Duque de Frías e Condestable de Castilla, cuja reforma lhe proporcionou o aspecto que vemos atualmente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1926, o pintor Ignacio de Zuloaga (1870/1945), um dos principais pintores espanhóis do final do século XIX e início do XX, adquiriu o castelo e o restaurou, instalando em seu interior um atelier. Parte de sua obra pode ser vista no interior do castelo, e ainda hoje permanece pertencendo aos herdeiros do pintor, que o utilizam como residência e museu.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConstruído no século XVI como um suntuoso palácio fortificado para o Conde de Albuquerque, o Castelo de Cuéllar é um dos grandes atrativos deste povoado castelhano, situado também na Província de Segóvia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASeus hóspedes mais ilustres foram o Rei Juan I de Castilla e sua esposa Leonor, que faleceu no castelo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1938, durante a Guerra Civil Espanhola, funcionou como penitenciária para presos políticos. Depois, passou a ser usado como um sanatório para tuberculosos. Atualmente,  seu interior alberga um instituto de educação secundária.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro povoado maravilhoso de Castilla y León que conserva seu imponente castelo é Peñaranda del Duero, situado na Província de Burgos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAConstruído no século XI com a finalidade de deter o avanço muçulmano, foi reconstruído no século XV pelo I Duque de Miranda. De forma alargada, o castelo adapta-se perfeitamente ao grande rochedo sobre o qual se assenta.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma grande muralha serve de elemento protetor, e a Torre de Homenaje eleva-se no centro da fortaleza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Castelos Senhoriais da Espanha – Parte 2

Nesta segunda parte sobre os Castelos Senhoriais da Espanha , veremos outros exemplos de fortalezas construídas pela nobreza como residência particular e espalhados por todo o território do país. Na Comunidade de Castilla La Mancha se conservam muitos destes castelos nobres. O Castelo de Orgaz, município pertencente à Província de Toledo, foi construído por Alvar Pérez de Guzmán, Senhor de Orgaz, no século XIV. Sua planta retangular está presidida por sua Torre de Homenaje, com 20m de altura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Província de Cuenca localiza-se o Castelo de Belmonte, pertencente a esta bela cidade castelhana. Foi construído na segunda metade do século XV como um palácio fortificado por ordem do I Marquês de Villena, Don Juan Pacheco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de sua construção ter sido afetada em disputas como a Guerra Civil Espanhola, quando foi utilizado como quartel da guarda civil e como prisão, o Castelo de Belmonte encontra-se bem conservado. Seu interior é muito bonito, pois foi restaurado por um de seus personagens mais ilustres e descendente do marquesado de Villena, D. Eugenia de Montijo (1826/1920), que chegou a ser Imperatriz da França depois do matrimônio com Napoleão III. Abaixo, vemos o seu quarto…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos dos tetos das várias dependências que compõem o castelo foram decorados com estupendos artesanatos mudéjares, como vemos abaixo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o pátio interior do castelo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Castelo de Belmonte foi o cenário para várias produções cinematográficas, como o filme “El Cid” (1961), protagonizado por Charlton Heston e Sofía Loren. Na Comunidade de Castilla y León, Província de Ávila, vemos o Castelo de Valdecorneja, localizado no povoado de El Barco de Ávila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste castelo, edificado no século XII e reconstruído no XV, foi a propriedade dos Senhores de Valdecorneja, que também possuíam os títulos de Condes e Duques de Alba de Tormes. Sua planta quadrada com 4 torres circulares nas esquinas e Torre de Homenaje também quadrada, se repete em outros palácios fortificados da Espanha. No século XIX tornou-se o cemitério do município, e atualmente pertence à Casa de Alba, que realiza eventos culturais em seu interior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa Província de Soria, o Castelo de Berlanga del Duero destaca-se no alto de uma colina próxima à cidade. Foi construído no século XV sobre uma anterior fortaleza muçulmana do século XII pela família dos Tovar, proprietários do Senhorio de Berlanga. Inicialmente residência nobre, no século XVI foi transformado numa fortaleza defensiva.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Castelo de Berlanga del Duero sofreu graves prejuízos ao longo do tempo, como durante a Guerra da Independência no início do século XIX, quando foi incendiado. Atualmente encontra-se restaurado, conservando uma muralha do século XII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Comunidade de Madrid, vemos dois outros castelos nobres. O chamado Castelo da Alameda situa-se atualmente na cidade de Madrid, no Distrito de Barajas, uma região que outrora constituiu um município autônomo que acabou sendo incorporado à capital espanhola. De pequeno tamanho, encontra-se num estado de semi-ruína. Foi construído no século XV por Diego Hurtado de Mendoza, I Duque del Infantado, para simbolizar seus domínios sobre a zona.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste castelo sofreu muitos danos ao longo dos séculos. Em 1697 foi incendiado e no século XIX seus restos foram espoliados. Durante a Guerra Civil Espanhola do século XX também se viu prejudicado, com a instalação de um ninho de metralhadoras que integrava o sistema defensivo dos republicanos, ao lado da fortaleza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo belíssimo povoado de Chinchón, cenário de vários filmes, encontramos o Castelo de Chinchón, considerado um dos últimos Castelos Senhoriais da Espanha. Originalmente  construído no final do século XV, acabou sendo devastado em 1521 e substituído pelo atual, levantado no final do século XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConcebido como residência privada dos Senhores de Chinchón, no século XX chegou a ser utilizado como fábrica de licores. Se conserva apenas sua estrutura inferior, pois a parte superior foi destruída pelos séculos de guerras e incêndios que ocorreram.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA