Igreja de San Nicolás – Valência

Em pleno Centro Histórico de Valência situa-se um dos templos mais belos da cidade, a Igreja de San Nicolás e de San Pedro Mártir. Recentemente, quando estive na cidade, tive a oportunidade de conhecê-la por primeira vez e admirá-la tanto sua parte exterior, quanto seu magnífico espaço interno.

20181004_144531O local onde a igreja se situa sempre foi, ao longo dos séculos, um espaço sagrado. Já em época romana, havia um templo, que foi substituído por uma mesquita durante a dominação muçulmana. Com a reconquista efetuada pelo Rei Jaime I no século XIII, a mesquita foi consagrada como uma paróquia cristã e entregue a Ordem Dominicana, que batizou o templo em homenagem a San Nicolás de Bari. Anos depois, a ordem decidiu incorporar a titularidade da igreja a San Pedro Mártir, considerado o primeiro santo mártir dos dominicanos.

20181004_144658No século XV, chamado de Século de Ouro Valenciano, a igreja foi reconstruída e ampliada, adquirindo o aspecto gótico que possui atualmente. Desta época, se conserva a portada exterior, que vemos nas imagens acima. Esta reforma ocorreu durante o governo eclesiástico do Bispo Alfonso de Borja, que se tornaria cardeal e posteriormente Papa com o nome de Calixto II.

20181004_144603Durante o período da Contrarreforma, no final do século XVII (entre 1697 e 1700), a igreja foi reformada no estilo barroco.

20181004_143337Todo o interior do templo foi coberto por um excepcional conjunto de pinturas (quase 2 mil metros quadrados), realizado pelo pintor Dionís Vidal, discípulo do grande Antonio Palomino (1653/1726), considerado um dos maiores teóricos da arte na Espanha, além de ter sido nomeado pintor de câmara do Rei Carlos II.

20181004_143349As pinturas foram realizadas na própria estrutura gótica do templo, e representam episódios das vidas dos santos titulares, San Nicolás e San Pedro Mártir. Conhecida como a Capela Sixtina Valenciana, a Igreja de San Nicolás é considerada um dos melhores exemplos da combinação do estilo gótico com a decoração barroca.

20181004_14383520181004_144022O interior da igreja possui nave única e 6 capelas de cada lado…

20181004_14430620181004_143555San Nicolás viveu no século IV, e foi Bispo de Mira, na atual Turquia. Devido às invasões otomanas, seus restos foram levados à cidade italiana de Bari, onde se encontra seu sepulcro. Protetor da infância e da família, também é invocado em momentos de dificuldades financeiras. Abaixo, vemos seu busto, situado junto ao altar maior da igreja.

20181004_143733San Pedro Mártir viveu no século XIII. Pertencente à Ordem Dominicana, nasceu em Verona, Itália, e faleceu em 1252. Abaixo, vemos o órgão da igreja…

20181004_143720A igreja conserva importantes obras artísticas, como este retábulo que representa o Calvário de Cristo, realizado pelo pintor Rodrigo de Osona em 1476, um exemplo da transição do gótico ao renascimento.

20181004_144211No século XIX, foram realizadas algumas reformas na parte exterior da igreja, no estilo neogótico

20181004_144612Finalmente, em 1981, a Igreja de San Nicolás de Valência recebeu, merecidamente, o título de Monumento Histórico-Artístico.

Anúncios

Palácio de Sobrellano – Comillas

A prolongada estância do Rei Alfonso XII em Comillas, unida ao impulso construtivo do Marquês de Comillas, propiciaram uma verdadeira reforma urbana que transformou a paisagem urbana da vila, através da construção de uma série de edifícios que modificaram a fisionomia da cidade. Os melhores arquitetos da Catalunha na época foram contratados, realizando obras que mais tarde originaria o Movimento Modernista. O próprio Marquês de Comillas ordenou a construção de um grande palácio residencial, chamado Palácio de Sobrellano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO arquiteto encarregado do projeto foi Joan Martorell, que acabou projetando outros edifícios emblemáticos de Comillas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Palácio de Sobrellano foi construído no estilo neogótico com alguns elementos modernistas entre 1882 e 1888. Antonio López y López, o primeiro Marquês de Comillas, não pôde ver finalizada a obra, pois faleceu em 1883.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEste palácio é considerado a primeira obra modernista realizada em Comillas. Possui uma planta retangular e totalmente simétrico. Abaixo, vemos alguns elementos estruturais e decorativos que foram utilizados em sua arquitetura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Palácio de Sobrellano foi o primeiro edifício da Espanha a receber luz elétrica em todo o país e apareceu em vários filmes. O palácio é visitável, mas a falta de tempo me impediu de vê-lo por dentro. Joan Martorell projetou também uma capela com a finalidade de servir como panteão para os primeiros Marqueses de Comillas, e foi situada nos jardins que cercam o palácio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA capela segue o mesmo padrão neogótico do palácio, e pode ser considerada em seu conjunto como uma catedral em miniatura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a entrada ao palácio e à capela….

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa frente do palácio foi colocado um monumento comemorativo às visitas realizadas pelo Rei Alfonso XII a Comillas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Belos Edifícios de Valencia: Parte 3

A Plaza del Ayuntamiento de Valencia (Praça da Prefeitura) situa-se no centro da cidade, estando dominada por dois belos edifícios, de proporções monumentais. Um é o próprio Edifício da Prefeitura, que veremos no próximo post. O outro é a sede dos Correios e Telégrafos de Valencia, construído entre 1915 e 1922 pelo arquiteto Miguel Ángel Navarro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício constitui um símbolo do progresso alcançado pelo desenvolvimento das comunicações postal e telegráfica, ocorrido nas primeiras décadas do século XX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Apesar de possuir uma planta irregular, o edifício apresenta uma composição de total simetria com a marcada centralidade das portas de acesso. No alto de sua parte central, grupos escultóricos formam alegorias relacionadas à comunicação.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa fachada, outro destaque é sua esbelta torre metálica, também adornada com esculturas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAQuando decidi dar uma olhada em seu interior, constatei a beleza e amplitude da construção.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA grande sala oval está formada por 3 níveis, sendo que o inferior é utilizado para o atendimento. O nível superior está composto por uma série de colunas que abarca todo o diâmetro da sala.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAIgual de surpreendente é a enorme cobertura da sala, que permite a entrada de luz natural, formada por uma grande vidreira projetada pela prestigiosa Casa Maumejean. Os 370 painéis da estrutura representam as Províncias da Espanha. No centro, vemos o Escudo da Cidade de Valencia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos um detalhe decorativo do salão de acesso ao interior do edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutros belos edifícios da praça não passam despercebidos pela minha curiosidade arquitetônica, como o Edifício Noguera I. Foi construído em 1909 pelo arquiteto Francisco Mora Berenguer, durante sua a fase neogótica, que fez uma homenagem ao “Momento mais glorioso da história de Valencia”, segundo suas próprias palavras. A construção lembra algumas obras de Barcelona, realizadas pelos arquitetos modernistas Puig i Cadafalch e Lluís Domènech i Montaner.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra construção de grande interesse presente na praça, o Edifício Rialto foi construído entre 1935 e 1939. Foi projetado pelo arquiteto Cayetano Borso de Carminati no Estilo Art Decô, como espaço para acolher um cinema com capacidade para 1400 espectadores, além de restaurantes, salas de café e chá, etc. Atualmente, é a sede do Teatro da Generalitat Valenciana (governo da cidade) e do Instituto Valenciano de Cinema.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm minhas andanças pela cidade, fotografei alguns edifícios que me intrigaram por seus detalhes decorativos, como estes de abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

 

 

Belos Edifícios de Valencia

Valencia possui um patrimônio arquitetônico riquíssimo. Em minha visita à cidade pude admirar a grande quantidade de construções históricas pertencentes aos estilos gótico e barroco, principalmente. Abundantes também correspondem os edifícios construídos a partir da segunda metade do século XIX, XX e XXI, englobando as várias correntes que surgem a partir do Ecleticismo, passando pela denominada arquitetura histórica, o modernismo, Art Decô e a Arquitetura Contemporânea. Publicarei várias matérias sobre alguns dos mais Belos Edifícios que pude contemplar em meus passeios por Valencia. A maior parte deles pude identificar seus nomes e o arquiteto responsável de seus projetos. Outros, no entanto, permanecem no anonimato, apesar da beleza de suas formas e riqueza decorativa…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos dos edifícios mais interessantes situam-se em pleno Centro Histórico de Valencia, como o Hotel Reina Victoria. Foi construído em 1910 pelo arquiteto Luis Ferreres Soler, originalmente concebido como um edifício residencial, com exceção dos primeiros andares, que foram projetados como oficinas do Banco Río de la Plata.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAImediatamente depois que sua construção finalizou-se, foi transformado em hotel, que impressiona pela beleza de seus revestimentos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutros edifícios interpretam elementos das correntes históricas, caso do Colégio Notarial de Valencia, projetado em 1883 por Joaquín María Belda Ibañez. O colégio inaugurou-se em 1887 e sua sede passou a ocupar um edifício parcialmente destinado a apartamentos residenciais. A fachada foi reformada em 1924, incorporando detalhes referentes ao barroco e ao renascimento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO estilo neogótico se faz presente em vários edifícios de caráter historicista, como uma recordação do período em que a cidade atingiu um alto grau de desenvolvimento cultural, relacionado com a arquitetura gótica. Um exemplo é o Edifício Cortina 1, projetado em 1896 pelo arquiteto José María Cortina Pérez, que realizou uma singular interpretação do estilo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá o Palácio de la Exposición situa-se mais afastado do centro, e impressiona por sua beleza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEste edifício foi projetado pelo arquiteto Francisco Mora Berenguer para a Exposiçao Regional de Valencia, celebrada em 1909. Foi construído com um caráter temporário, mas felizmente permanece em pé até hoje. O emprego de pedras artificiais pré fabricadas agilizou as obras da construção, e o edifício foi terminado num tempo recorde de apenas 3 meses, apesar de sua riqueza ornamental.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom o tempo, o edifício passou a desempenhar várias funções, como sede da Escola Técnica Superior de Arquitetura, entre 1966 e 1979. Atualmente é utilizado como um centro cultural, com salas de conferências, biblioteca, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Interior do Senado: Parte 2

A famosa Biblioteca do Senado constitui um dos espaços mais impressionantes do edifício da instituição. Foi construída em 1882 pelo arquiteto Emilio Rodríguez Ayuso no estilo neogótico inglês, e foi inspirada na fachada do Parlamento Britânico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA biblioteca está situada num dos pátios do claustro do antigo colégio, e foi realizado em ferro forjado. Considerada uma das mais belas da Espanha, seus fundos bibliográficos somam mais de 300 mil volumes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConserva obras de valor incalculável, entre as quais, 385 livros do século XVI, 357 manuscritos, a primeira edição da Enciclopédia de Diderot, somente para citar alguns exemplos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, a Biblioteca acolhe numerosos investigadores universitários em busca de livros antigos e informações relacionadas à história política do país. Os corredores do Senado que comunicam com as diversas dependências estão decorados com retratos dos políticos que fizeram a história da instituição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra dependência de grande valor histórico-artístico é o Salão dos Passos Perdidos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO motivo de sua importância reside nos magníficos quadros que decoram suas paredes, todos eles realizados no século XIX, momento em que a denominada Pintura Histórica adquiriu grande relevo. A jóia artística da coleção do palácio é o quadro “Rendição de Granada“, pintado por Francisco Padilla y Ortiz em 1882, considerada a mais espetacular obra do estilo na Espanha, devido ao rigor histórico no qual foi concebida e por sua qualidade artística. A cena representa a rendição do último reduto árabe da Península Ibérica, a cidade de Granada, tomada pelos Reis Católicos em 1492.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro quadro de importância é o “Juramento da Constituição pela Rainha Maria Cristina“, realizado pelo pintor Francisco Jover Casanova em 1897. Representa o ato celebrado em 30/12/1895, em que a rainha regente jura ante a corte ser fiel ao herdeiro da monarquia e preservar as leis e a constituição do país. Com o falecimento do pintor, o quadro foi finalizado por Joaquín Sorolla.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe 1888 é o quadro “A Conversão de Recaredo“, de Antonio Muñoz Degrain. O pintor retrata o momento em que o Rei Visigodo Recaredo se converte ao catolicismo, abandonando o Arrianismo, até então a religião oficial do reino. Esta corrente religiosa foi considerada herética pela igreja e a partir deste instante a religião católica passou a ser reconhecida como a oficial do Reino Visigodo na Espanha. O acontecimento ocorreu no dia 8 de maio de 589.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas das principais salas do Senado homenageiam a políticos de destaque, como a Sala Manuel Broseta Pont, político que foi assassinado num atentado executado pelo grupo terrorista ETA em 1992.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizo a matéria sobre o Senado com alguns detalhes decorativos do edifício e sua fachada principal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAQue as instituições políticas sejam, mais do que nunca, instrumentos democráticos para a execuçao de sua função primordial, representar o povo e defender seus interesses e necessidades.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Museu Naval – Madrid

O Paseo del Prado de Madrid é conhecido internacionalmente graças a presença em seu perímetro de três museus , todos eles referências no mundo artístico: O Museu Nacional del Prado, o Reina Sofia e o Thyssen-Bornemisza, além da CaixaForun, um espaço cultural que acolhe excelentes exposições temporárias. Além do mais, é nesta maravilhosa alameda que se situa outro museu igualmente excepcional, infelizmente pouco conhecido do grande público, o Museu Naval de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Museu Naval está sediado no primeiro andar do Quartel General  de la Armada Espanhola, um edifício neogótico projetado pelos arquitetos José Espelius e Francisco Javier de Luque. Sua construção foi iniciada em 1925 e inaugurado três anos depois. Na fachada sao abundantes os detalhes históricos, como vemos abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Museu Naval esteve sediado em várias outros lugares e em 1932 foi levado ao local atual. Sua origem se remonta a 1792, devido à iniciativa de D.Antonio Valdéz y Fernández Bazán, secretário da marinha do Rei Carlos IV. No entanto, os constantes conflitos políticos da época fez com que fosse inaugurado somente em 1843, pela Rainha Isabel II.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADe titularidade estatal, é administrado pelo Ministério da Defesa, e seu  objetivo é a investigação, conservação e difusão da história marítima espanhola, algo que é capaz de realizar de maneira esplêndida, em função do maravilhoso acervo que possui.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASua rica coleção de objetos procedem das valiosas aportações da Casa Real, da Secretaria da Marinha e de várias outras instituições, além de doações efetuadas por particulares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm suas 25 salas dispostas cronologicamente (do século XV aos dias atuais), o museu mostra não só a história da Marinha Espanhola, os marinheiros ilustres, os combates navais mais importantes, como também os sistemas de construção naval e sua evolução tecnológica,  os campos da astronomia e cartografia, além das principais descobertas e expedições espanholas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post vocês poderão conhecer algumas das principais peças deste incrível e imperdível museu…

Les 4 Cats – Barcelona

No post de hoje, veremos um dos cafés históricos mais conhecidos de Barcelona, o chamado Les 4 Cats, um de meus principais objetivos em minha recente visita à cidade condal, que uma amiga gentilmente me mostrou num passeio pelo centro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAntes de falar a respeito do café, convêm comentar um pouco sobre o edifício onde está situado, a Casa Francesc Martí, projetada em 1896 pelo famoso arquiteto modernista Puig i Cadafalch.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste edifício representou o primeiro projeto deste relevante arquiteto, empregando o tijolo e a pedra na construção deste imóvel para o proprietário Francesc Martí, que passou a viver no andar principal. Puig i Cadafalch se inspirou no passado gótico de Barcelona, criando elementos associados ao estilo, como os arcos e os motivos heráldicos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPodemos ver, inclusive, uma gárgola

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro elemento importante é a representação da figura de São Jorge (Sant Jordi, em catalão), Padroeiro da Catalunha e relacionado ao Nacionalismo Catalão, do qual Puig i Cadafalch era partidário.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA ornamentação da fachada do edifício se deve escultor Eusebi Arnau, fiel colaborador do arquiteto a partir deste momento. O trabalho de ferro dos balcões se deve ao artesão Manuel Ballarín.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém de sua esbelta arquitetura, este edifício estava destinado a obter notoriedade, principalmente a partir de 1897, quando se inaugurou no andar térreo o famoso café literário Les 4 Cats.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos dos principais artistas da época participaram no projeto de sua inauguração, como os pintores Santiago Rusiñol, Ramon Casas e Miguel Utrillo. Este último e Pere Romeu foram os fundadores do local, patrocinado pelo banqueiro Manuel Girona.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua inspiração direta foi o cabaret “Le Chat Noir” (O Gato Negro) de Paris, cujo cartaz vemos no interior do café.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA denominação “Os Quatro Gatos” parafraseia uma expressão do espanhol, relacionada a um escasso público. Por exemplo, quando queremos dizer que num determinado lugar havia poucas pessoas, dizemos “Haviam quatro gatos”…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos principais elementos de sua decoração é o quadro do Ciclista, realizado pelos pintores Arranz Bravo e Bartolozzi. Trata-se de uma cópia, pois o original se encontra no Museu de Arte Moderna de Barcelona.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADesde  sua fundação, tornou-se um ponto de encontro de personalidades relacionadas ao Modernismo Catalão, como Antoni Gaudí, por exemplo. Jovens artistas como o músico Isaac Albéniz e o pintor Pablo Picasso também frequentavam o local. O pintor  de Málaga realizou em 1900 sua primeira exposição justamente no Les 4 Cats.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante os 6 anos em que esteve ativo, de 1897 a 1903, o café tornou-se uma referência da vida artística e intelectual de Barcelona. Aproveitei minha visita ao lugar para tomar um copo de vinho e saborear sua comida, sentindo o ambiente nostálgico que emana.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1970, o café foi reinaugurado com o mesmo nome. O diretor Woody Allen aproveitou o caráter histórico do café para rodar algumas cenas de seu filme “Vicky Cristina Barcelona“. Um lugar mágico, para uma cidade de cine…