Igreja de San Francisco de Sales – Madrid

Muitas das mais importantes Igrejas de Madrid já foram publicadas no blog. Apesar disso, existem muitas outras de grande interesse histórico, artístico e arquitetônico que nao se encontram no centro da cidade, nao estando incluídas nas rotas turísticas tradicionais. A partir de hoje, veremos alguns destes templos, iniciando pela Igreja de San Francisco de Sales.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta igreja faz parte do Colégio Salesiano de San Juan Bautista. Sua construção iniciou-se em 1926 e foi inaugurada em 1931. O projeto do templo se deve ao arquiteto Joaquín Saldaña, que construiu uma fachada com a torre principal e duas menores de formato octogonal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASaldaña  incorporou as formas românicas numa estrutura de tijolo e pedra em pleno séc. XX, razão pela qual o edifício é considerado de arquitetura neoromânica. Sua planta se estrutura mediante um enorme espaço octogonal, coroado por uma cúpula.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA cúpula, uma verdadeira maravilha, é considerada a segunda maior de Madrid. Está decorada com mosaicos de estilo bizantino, obra de Santiago Padrós, em que foram representados os santos salesianos, além de outros santos espanhóis.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo vemos os belos vitrais que possibilitam a iluminação do interior da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a Guerra Civil Espanhola, a Igreja de San Francisco de Sales foi transformada num quartel, fato que sucedeu em muitos outros locais da capital, cuja função original foi modificada para atender às necessidades dos combatentes neste período de grande destruição  em todo o país. Em 1996, a igreja foi declarada Bem de Interesse Cultural.

Palácios de Madrid – Parte 4

Na matéria de hoje veremos 5 palácios, todos eles pertencentes à nobreza, que se instalou em Madrid principalmente a partir do séc. XVI. Dois deles estao situados na Calle de San Bernardo, bem próximos um do outro. O denominado Palácio de Antonio Barradas foi construído em 1799, sendo considerado um exemplo de palácio neoclássico em Madrid. O proprietário era o Inspetor Geral de Cavalaria do rei Carlos IV, Antonio Barradas. Atualmente, se transformou em estabelecimentos comerciais no seu nível inferior e em uma residência para estudantes no superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá o Palácio do Conde de Agrela converteu-se em uma das sedes do Ministério da Justiça.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASituado no coraçao da Madrid Medieval, o Palácio do Conde de Barajas deu nome a praça onde se localiza. Os terrenos do atual palácio pertenceram à família dos Zapata, de origem aragonesa. Em 1572, foram condecorados por Felipe II Condes de Barajas. Sobre a antiga construçao se ergueu este outro palácio em 1888 para Gabriel de Abreu, segundo um projeto do Marquês de Cubas, arquiteto responsável pelo projeto da Catedral de Almudena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Calle de Santa Engrácia situa-se o Palácio da Condesa de Adanero, levantado no local onde antes existia a antiga Real Fábrica de Tapetes, fundada por Felipe V em 1720. Depois de derrubada, se construiu este suntuoso palácio entre 1911/1913 para a Condesa de Adanero, segundo um projeto do arquiteto Joaquín Saldaña. Atualmente, é a sede do Ministério de Política Territorial.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAfastado do centro, no Bairro de Chamartín, encontramos o Palácio da Quinta San Enrique, situado no Paseo de la Havana. Chamartín foi um antigo município que acabou sendo incorporado à cidade, com o crescimento verificado no séc. XX. De 1837, o palácio destaca-se pelas 4 torres em suas esquinas, e foi levantado para o francês Louis Guihou.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA