O Porto de Valência

Valência é uma cidade portuária de grande importância, fato que possibilitou seu desenvolvimento econômico ao longo dos séculos, transformando-a num dos principais centros comerciais do Mediterrâneo. Atualmente, o Porto de Valência é considerado o maior da Espanha e um dos maiores da Europa em relação a quantidade de mercadorias que por ele transitam anualmente.

20181003_122039Canaliza o transporte de praticamente qualquer tipo de mercadorias de todos os setores da economia, desde produtos alimentícios, químicos, máquinas em geral, automóveis, etc. O Porto de Valência converteu-se na base para vários tipos de cruzeiros pelo Mar Mediterrâneo e acolhe uma linha regular de barcos com destino a Itália, com paradas nas Ilhas Baleares.

20181003_113942O crescimento da atividade portuária no século XX possibilitou a construção de diversos edifícios de relevância arquitetônica, como o Edifício do Relógio, projetado em 1914 como estação marítima.

20181003_121750Outros edifícios que compõem a estrutura portuária receberam uma bela decoração modernista, como o que vemos abaixo.

20181003_122214Em 2007, com o motivo da celebração da Copa América de Vela, se construiu o edifício chamado Veles e Vents, projetados pelos arquitetos David Chipperfield e Fermín Vázquez, que passaram a integrar a marina local.

20181003_11422720181003_114303Atualmente, a zona portuária e a marina transformaram-se num agradável local de passeio da cidade, com bares, restaurantes, etc.

20181003_113504Várias esculturas embelezam o local, como La Pamela, do artista valenciano Manolo Valdés.

20181003_120135 Atrás da escultura, um grupo de edifícios me fez recordar as obras do arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, principalmente suas estruturas de sustentação…

20181003_11532120181003_115609Uma série de esculturas eróticas, realizadas pelo artista Antoni Miró, gerou uma tremenda polêmica na sociedade valenciana. Inspiradas na cultura clássica grega, não deixa a ninguém indiferente…

20181003_11484020181003_11485520181003_115001Bem próximo ao porto localiza-se a principal praia urbana de Valência, e também a mais frequentada e famosa. A Praia de Malvarrosa é ampla e aberta, e possui toda a infraestrutura necessária para os banhistas. O Paseo Marítimo, construído no final do século XX, está repleto de bares, sendo recomendável para uma caminhada relaxada…

20181003_112108Inicialmente um local de pesca e de intercâmbio comercial entre as cidades próximas a Valência, com o tempo transformou-se num dos lugares preferidos para o descanso da burguesia local. Entre seus ilustres frequentadores, destacam dois personagens de renome internacional nascidos em Valência, o pintor Joaquín Sorolla (1863/1923) e o escritor e político Blasco Ibáñez (1867/1928).

20181003_110748

 

Museu de Belas Artes – Última Parte

Nesta última matéria sobre o Museu de Belas Artes de Valencia, veremos algumas das obras de seu acervo permanente relacionadas com a Pintura Neoclássica e outros artistas fundamentais do panorama espanhol dos séculos XIX e XX. O século XVIII ficou conhecido como o Século das Luzes, quando o racionalismo exerceu o princípio básico nas manifestações humanas. Como reação aos excessos barrocos, surge o movimento neoclássico, que se desenvolve em todos os campos artísticos. Surgido na França na primeira metade do século XVIII, transforma-se na estética da Ilustração, recuperando os valores da cultura greco-romana, especialmente nos aspectos relacionados à simplicidade, simetria e elegância. Na pintura, o neoclassicismo exalta a claridade compositiva e o predomínio do desenho sobre a cor. Devido a que os restos pictóricos da antiguidade não estavam disponíveis, a Pintura Neoclássica se inspira na escultura. Os principais temas abordados incluem os retratos, fatos históricos e a mitologia. Da mesma forma que sucedeu na arquitetura, os monarcas espanhóis da Dinastia dos Bourbons trouxeram artistas estrangeiros para que realizassem a decoração do Palácio Real. Um deles, o pintor de origem alemã Anton Raphael Mengs (1728/1779) foi o responsável pela difusão do neoclassicismo na Pintura Espanhola, principalmente depois que ocupou a direção da Real Academia de Bellas Artes de San Fernando de Madrid, instituição acadêmica que impôs as regras do novo estilo, exercendo uma grande influência na formação de muitos artistas, entre os quais o pintor valenciano Mariano Salvador Maella (1739/1819). Abaixo, vemos o quadro de Maella intitulado “Sueño de San José“, que podemos contemplar no Museu de Belas Artes de Valencia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Mariano Salvador Maella tornou-se pintor de câmara durante o reinado de Carlos III, que reconheceu seu grande talento como retratista. Em 1799, alcançou o apogeu como pintor real, junto com Goya. Com a queda do Rei Carlos IV e a chegada ao trono do francês José I, irmão de Napoleão Bonaparte, o pintor prestou seus serviços ao monarca francês, fato que lhe acabou causando sua decadência, pois foi considerado afrancesado. Abaixo, vemos a obra”Exequias do Beato Gaspar Bono“, uma das quatro obras que realizou para a capela do beato, situada no Convento de San Sebastián de Valencia. Gaspar de Bono (1530/1604) foi um beato pertencente à Ordem dos Mínimos que destacou-se por sua caridade, sendo beatificado em 1786.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom o final da Guerra da Independência e o retorno do rei espanhol Fernando VII ao trono, Mariano Salvador Maella foi afastado do cargo, sendo substituído pelo também valenciano Vicente López Portaña (1772/1850) como pintor de câmara a partir de 1815. Este pintor é considerado um dos maiores retratistas da pintura espanhola. Seu pessoal sentido realista dos personagens retratados foi herdado da tradição naturalista da escola valenciana, principalmente de Francisco Ribalta e José de Ribera. Além do mais, possuía uma excepcional capacidade para a reprodução dos tecidos e objetos de adorno. Durante uma visita do Rei Carlos IV à Valencia em 1802, Vicente López realizou um belo retrato do monarca, que vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos grandes mestres da História da Pintura, Francisco de Goya y Lucientes (1746/1828) também cultivou a pintura neoclássica, apesar de que o grande pintor aragonês não pode ser classificado dentro de um estilo determinado, devido a sua variedade e personalidade artística. Com ele se inicia a pintura contemporânea, sendo considerado o precursor das vanguardas artísticas do século XX. Como retratista foi excepcional, recebendo inúmeros encargos reais e da aristocracia espanhola. Um exemplo é o “Retrato de Mariano Ferrer y Aulet“, datado entre 1780 e 1783. Este personagem foi secretário da prestigiosa Real Academia de San Carlos de Valencia, origem do atual Museu de Belas Artes. O fundo negro do quadro ressalta seu rosto, que se mostra sereno e relaxado diante do pintor.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro quadro de Goya que representa sua enorme qualidade como retratista é o “Retrato de Joaquina Candado Ricarte“, pintado durante uma visita do pintor aragonês à Valencia. Realizado com grande desenvoltura técnica, existem controvérsias a respeito da verdadeira identidade desta personagem. Alguns afirmam que se trata da modelo utilizada por Goya nos famosos quadros “Maja Desnuda” e “Maja Vestida“, que podem ser vistos no Museu do Prado. Nesta obra, a retratada aparece de corpo inteiro e ricamente vestida, denotando sua elevada posição social. O retrato foi ambientado num espaço aberto, campestre. A dourada luz que inunda a personagem provoca um efeito de luz que anuncia o Impressionismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalmente, algumas salas do Museu de Belas Artes de Valencia foram dedicadas exclusivamente a artistas valencianos de grande prestígio no final do século XIX e na primeira metade do XX. O primeiro deles é o pintor Joaquín Sorolla (1863/1923), a quem foi organizada uma excepcional exposição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAArtista prolífico, Joaquín Sorolla deixou mais de 2200 obras catalogadas. Desde jovem mostrou interesse pela pintura ao ar livre, captando a luminosidade mediterrânea e o ambiente costeiro. Durante a fase final de sua vida, viveu em Madrid e sua casa foi transformado num museu cuja visita recomendo (ver post publicado em 8/11/2012).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos a matéria com Mariano Benlliure Gil (1862/1947), notável escultor valenciano, que possui um excepcional conjunto de obras no Museu de Belas Artes. Sua formação com o pintor Francisco Domingo Marqués lhe permitiu adaptar o realismo pictórico à escultura. Sua projeção internacional como escultor se consolidou com a Exposição Universal de Paris de 1900, quando obteve o Prêmio de Honra, a mesma distinção outorgada a Joaquín Sorolla. A grande coleçao de obras de Mariano Benlliure no museu se deve à generosidade do próprio artista, pois a maior parte das obras expostas foram doadas pelo escultor em 1940. Abaixo, vemos um “Autorretrato”, realizado em bronze para a Academia de Belas Artes de San Lucas, de Roma.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos artistas mais influentes de sua época, Mariano Benlliure dedicou-se aos temas populares, monumentos comemorativos e retratos, tanto de personagens da sociedade quanto da família real, como o “Busto de Alfonso XIII“, um encargo do monarca para o casamento com Victoria Eugenia de Battenberg, que também foi representado numa escultura equestre.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAMariano Benlliure foi o tema de duas matérias realizadas em 19/11 e 20/11/2015, pois muitas das esculturas mais famosas de Madrid foram esculpidas por ele. Existe inclusive um trajeto pela cidade em que é possível admirar muitas de suas obras mais conhecidas.

Interior do Senado: Parte 2

A famosa Biblioteca do Senado constitui um dos espaços mais impressionantes do edifício da instituição. Foi construída em 1882 pelo arquiteto Emilio Rodríguez Ayuso no estilo neogótico inglês, e foi inspirada na fachada do Parlamento Britânico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA biblioteca está situada num dos pátios do claustro do antigo colégio, e foi realizado em ferro forjado. Considerada uma das mais belas da Espanha, seus fundos bibliográficos somam mais de 300 mil volumes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConserva obras de valor incalculável, entre as quais, 385 livros do século XVI, 357 manuscritos, a primeira edição da Enciclopédia de Diderot, somente para citar alguns exemplos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, a Biblioteca acolhe numerosos investigadores universitários em busca de livros antigos e informações relacionadas à história política do país. Os corredores do Senado que comunicam com as diversas dependências estão decorados com retratos dos políticos que fizeram a história da instituição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra dependência de grande valor histórico-artístico é o Salão dos Passos Perdidos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO motivo de sua importância reside nos magníficos quadros que decoram suas paredes, todos eles realizados no século XIX, momento em que a denominada Pintura Histórica adquiriu grande relevo. A jóia artística da coleção do palácio é o quadro “Rendição de Granada“, pintado por Francisco Padilla y Ortiz em 1882, considerada a mais espetacular obra do estilo na Espanha, devido ao rigor histórico no qual foi concebida e por sua qualidade artística. A cena representa a rendição do último reduto árabe da Península Ibérica, a cidade de Granada, tomada pelos Reis Católicos em 1492.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro quadro de importância é o “Juramento da Constituição pela Rainha Maria Cristina“, realizado pelo pintor Francisco Jover Casanova em 1897. Representa o ato celebrado em 30/12/1895, em que a rainha regente jura ante a corte ser fiel ao herdeiro da monarquia e preservar as leis e a constituição do país. Com o falecimento do pintor, o quadro foi finalizado por Joaquín Sorolla.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe 1888 é o quadro “A Conversão de Recaredo“, de Antonio Muñoz Degrain. O pintor retrata o momento em que o Rei Visigodo Recaredo se converte ao catolicismo, abandonando o Arrianismo, até então a religião oficial do reino. Esta corrente religiosa foi considerada herética pela igreja e a partir deste instante a religião católica passou a ser reconhecida como a oficial do Reino Visigodo na Espanha. O acontecimento ocorreu no dia 8 de maio de 589.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas das principais salas do Senado homenageiam a políticos de destaque, como a Sala Manuel Broseta Pont, político que foi assassinado num atentado executado pelo grupo terrorista ETA em 1992.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizo a matéria sobre o Senado com alguns detalhes decorativos do edifício e sua fachada principal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAQue as instituições políticas sejam, mais do que nunca, instrumentos democráticos para a execuçao de sua função primordial, representar o povo e defender seus interesses e necessidades.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Guido Caprotti

Ávila exerce uma grande fascinação em todos (as) aqueles (as) que têm a oportunidade de visitá-la. Um exemplo é o pintor italiano Guido Caprotti (Monza-1887/Vizcaya-1966), que viveu boa parte de sua vida na cidade e nela realizou grande parte de sua obra artística. O pintor viveu no chamado Palácio de los Superunda, de estilo renascentista e construído no final do século XVI. Seu nome se refere ao Conde de Superunda e Marquês de Bermudo, D.José Manso de Velasco y Chaves, que o herdou no final do século XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO exterior é sóbrio, com uma fachada composta por duas torres nas laterais, como vemos acima. O interior possui um pátio de dois níveis e um jardim.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERATambém passou a ser conhecido como Palácio Caprotti, seu mais ilustre e recente proprietário. Em 1992 foi declarado Monumento Nacional, fato que comprova sua importância histórica. Abaixo, vemos uma foto de uma de suas salas, repleta de belos tapetes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAGuido Caprotti chegou à cidade por casualidade em 1916. Depois de ter viajado por todo o continente, fez uma viagem à Espanha com a finalidade de visitar o Museu do Prado em Madrid, para realizar o encargo de um pintor de Paris. No entanto, uma forte nevada obrigou o trem a fazer uma parada de três dias em Ávila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPasseando por suas ruas tranquilas, o artista se apaixonou pela cidade, decidindo nela permanecer o resto de sua vida. Em Ávila conheceu sua esposa, Laura de la Torre, também uma amante da Arte, com quem adquiriu o Palácio de los Superunda, reabilitando-o como residência familiar e atelier.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO artista retratou em suas obras inúmeras localidades da cidade, seu ambiente religioso e muitas das praças e monumentos emblemáticos de Ávila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAÁvila aparece retratada pelas habéis pinceladas do pintor nos mais diversos ângulos e em todas as épocas do ano, sentindo um enorme fascínio pelas freiras e monges residentes na cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASua obra está formada também por retratos e cenas de costumes, além de tipos populares, dentro de uma estética pós impressionista que aproxima seu trabalho aos realizados pelos pintores Joaquín Sorolla e Ignacio Zuloaga. Abaixo vemos o quadro intitulado “Acampamento Gitano”

OLYMPUS DIGITAL CAMERAGuido Caprotti recebeu inúmeros prêmios internacionais, além do título de “Filho Adotivo de Ávila”, transformando-se também no Embaixador da Arte Italiana na Espanha. A seguir, vemos o quadro “La Fuente”, pintado em 1941.

OLYMPUS DIGITAL CAMERARealizou vários autorretratos, como o que vemos abaixo….

OLYMPUS DIGITAL CAMERADemonstrou uma grande maestria no gênero de nus femininos, tanto na pintura, quanto na escultura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1965, o pintor italiano realizou uma escultura de bronze denominada “Olinda, la Brasileña”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAGuido Caprotti faleceu um ano depois no País Vasco, em 1966. Manifestou sempre o desejo de que seu trabalho permanecesse em Ávila, sonho que transformou-se em realidade quando a Prefeitura de Ávila adquiriu o palácio e o transformou num museu dedicado a sua vida e obra, em 2013.

Centro Histórico de Elche

A atual cidade de Elche foi fundada pelos árabes no século VIII dC, ainda que existam  importantes restos arqueológicos de um assentamento romano situado a 3 km do núcleo urbano que vemos hoje em dia, em concreto em Alcudia. Infelizmente, a maior parte de seu período inicial foi destruído para a construção de novos edifícios, logo depois que a cidade foi reconquistada pelo rei Alfonso X “El Sábio” em 1265.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar da destruição promovida, Elche conserva alguns edifícios e construções do período árabe de grande relevância, caso da Torre de Calahora.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta robusta torre tinha a função de uma pequena fortaleza para proteger uma das portas principais da muralha árabe. Pertence ao período almohade (final do século XII e princípio do XIII), uma das poucas existentes em toda a Comunidade Valenciana desta época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA torre pode ser visitada e vale a pena adentrar-se e descobrir suas dependências e obras artísticas, como o espaço de origem árabe conhecido como Almudín, onde se armazenava trigo e outros cereais. As primeiras notícias a respeito de sua existência datam de 1442 e também foi utilizado como bodega, para armazenar o vinho. Está formado por três estâncias abovedadas, como vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma parte do Almudín transformou-se numa sala utilizada por uma loja maçônica fundada em 1878, decorada com pinturas esotéricas relacionadas com o antigo Egito, realizadas por Pedro Ibarra.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos andares superiores da torre, estão expostos vários quadros interessantes, como este anônimo do século XVII, em que se representa o Descendimento de Cristo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das obras do pintor valenciano Joaquín Sorolla também pode ser vista, um dos inúmeros quadros por ele realizado em que retrata paisagens litorâneas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO artista Muñoz Degrain realizou um encantador quadro de características impressionistas denominado “Alhambra”, inspirado no monumento fundamental da arquitetura nazarí, o Palácio da Alhambra, localizado em Granada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO próprio palácio serviu de inspiração para uma das salas mais belas da torre, decorada com cerâmicas e paisagens pintadas relacionadas à própria cidade de Elche, como seu Palmeiral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a bela escada de acesso às salas superiores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas escavações estão sendo realizadas, permitindo a descoberta dos banhos árabes

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguns destes banhos árabes escaparam do desaparecimento por estarem situados no sótão de um convento. Pertencente ao século XII, estão compostos por três salas paralelas e com o teto em forma de bôveda.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEstas relíquias se encontram no Convento de la Merced, fundado no século XIII, ainda que reformado posteriormente, principalmente nos séculos XVIII e XIX, como o claustro que vemos abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos a matéria com uma foto de sua fachada principal, do século XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Museu Reina Sofia – Arte Espanhola

Esta matéria e as seguintes estarão dedicadas às melhores obras do acervo permanente do Museu Reina Sofia em relação à Arte Espanhola, com alguns de seus pintores consagrados e outros em sua maioria desconhecidos pelo grande público, mas de enorme qualidade artística. Começamos por Joan Miró (Barcelona-1893/Palma de Mallorca-1983). Sua carreira como pintor se desenvolveu a partir do quadro La Casa de la Palmera, realizado em 1918. Esta casa existiu realmente, e nela Miró passou algumas temporadas. Foi retratada com uma certa atmosfera infantil e ingênua, quase onírica, e a composição representa o local de forma realista e descritiva.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMiró sempre demonstrou um interesse permanente pelo subconsciente e pelo mundo infantil, como podemos ver na obra intitulada La Sonrisa de Alas Flameantes (1953), considerada um de seus quadros mais conhecidos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO artista catalão cultivou também a escultura, como podemos observar no jardim do Museu Reina Sofia, onde foi colocada sua escultura de bronze denominada Pájaro Lunar (1966). Para o artista, as aves representavam a conexão entre os mundos terrestre e celestial. Esta é uma de suas primeiras esculturas monumentais, herança das formas ligadas à natureza e a escultura surrealista. Se trata de uma versão de grande tamanho de uma peça homônima realizada nos anos 40, sendo concebida com outra chamada Pájaro Solar. A dualidade é outra das características presente em sua obra.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAntoni Tàpies (Barcelona: 1923/2012), também um artista catalão, foi um grande teórico da Arte Espanhola. Pintor e escultor, é considerado um dos principais expoentes do chamado Informalismo, e um dos mais destacados artistas do século XX na Espanha. Autodidata, criou um estilo próprio dentro das artes vanguardistas, combinando a tradição e a inovação dentro de um estilo abstrato carregado de simbolismo. Grande defensor da cultura da Catalunha, sua obra possui um centro de estudo e conservação em Barcelona, a Fundação Antoni Tàpies, que vale a pena ser visitada. Em 1950, realizou a obra Personaje, que vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos pintores que mais me causou admiração em sua obra desde que estou no país, Darío de Regoyos (Ribadesella-1857/Barcelona-1913) é considerado o maior expoente da pintura impressionista espanhola. Em sua vida, sua obra foi mais valorizada no estrangeiro que em sua própria terra natal. Destacou-se pela capacidade para representar diferentes e originais efeitos luminosos e atmosféricos nas paisagens da Espanha, como podemos observar no quadro Irun por la tarde (Irun é um município da Província de Guipúzcoa, pertencente ao País Vasco), pintado em 1900.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO quadro El Gallinero (1912) é considerado uma de suas obras mais conhecidas, e pode ser vista no museu.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAArtista extremamente prolífico, a Joaquín Sorolla (Valencia-1863/Cercedilla-1923) se atribuem mais de 2200 obras catalogadas. Sua carreira artística pode ser melhor conhecida no Museu Sorolla de Madrid, situado na casa onde viveu o artista durante uma parte de sua vida. Além dos retratos e da temática social, Sorolla desenvolveu cenas de costumes relacionados à vida dos pescadores valencianos, captando os efeitos da luz sobre os objetos, pessoas e a paisagem, como vemos no quadro Llegada de la Pesca, pintado em 1899.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA obra de Luis Feito (Madrid:1929-    )  está exposta nos grandes centros de arte do mundo. Uma das principais figuras do panorama artístico contemporâneo espanhol, estudou na Escola de Belas Artes de San Fernando de Madrid, uma das instituições artísticas mais importantes do país. Fundador do grupo “El Paso“, cultivou o denominado figurativismo, passando por uma etapa cubista e culminando sua obra na Pintura Abstrata. No Reina Sofia encontra-se sua obra Número 179, realizada em 1960.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Praça de San Sebastián – Antequera

Até o séc. XVI, Antequera viveu enclausurada dentro dos limites das muralhas que cercavam a parte alta da cidade. A partir de então, a explosão demográfica e sua consequente ampliação urbana fez com que surgissem novos espaços, originando a parte baixa de Antequera. Um dos mais importantes é a Praça de San Sebastián, um local que se destaca pela beleza das construções que a rodeiam.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA praça está presidida pela Real Colegiata de San Sebastián, cuja construção iniciou-se a partir de 1530, obra do arquiteto Pedro López. Vindo de Salamanca, o arquiteto Diego de Vergara realizou a fachada plateresca em 1548. Nela vemos as esculturas de São Sebastião, São Pedro e São Paulo. Na parte superior, as armas do Imperador Carlos I e, no centro, a figura de Hércules menino.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA imponente torre da igreja foi levantada no período barroco. No final do séc. XVII se construiu a base e no século seguinte se realizaram os 3 corpos superiores, feitos de tijolo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte mais alta da torre foi colocada uma figura bastante popular em Antequera, o “Angelote“…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do séc. XVII, a titularidade de Colegiata, anteriormente pertencente a Santa María La Mayor, que vimos no último post, foi trazida para esta igreja, que foi ampliada. Esta mudança ocorreu pois queriam transformar a cidade em sede episcopal, e a Colegiata em Catedral, algo que não acabou sucedendo. No interior da igreja podemos ver lindas obras de arte, que abarcam o período que vai do séc. XV ao XIX. No presbitério, por exemplo, foi colocado um tabernáculo de madeira dourada realizado entre 1609 e 1616, construído inicialmente para a Colegiata de Santa María. Foi trazido desta igreja para decorar o presbitério de San Sebastián, depois da destruição do seu retábulo maior, devido a uma explosão ocorrida em 1690. No centro, vemos a imagem de Santa Maria da Assunção.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANos pés da nave central situa-se o coro barroco….

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo alto do coro, vemos um belíssimo órgão. A caixa que o envolve data de 1734, mas o instrumento foi substituído em 1802.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte traseira do coro (trascoro), o destaque fica por conta de algumas das imagens mais veneradas pela população antequerana, realmente comovedoras. De finais do séc. XVIII, foram realizadas por Andrés de Carvajal. A seguir, vemos as imagens de Madalena Penitente e a de Cristo pegando as vestimentas, logo após sua flagelação.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm frente à Colegiata de San Sebastián, uma fonte renascentista realizada em 1545 decora a praça. É considerada uma das mais belas fontes deste estilo de toda a Andalucía.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAtrás da fonte, podemos ver o Arco dos Nazaríes, construído em 1671. No começo dos anos 60 do século passado, seu estado ruinoso ameaçava derrubá-lo, quando foi desmontado e novamente reconstruído pelo arquiteto Francisco Pons-Sorolla, neto do famoso pintor Joaquín Sorolla.OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalmente, ao lado da igreja, um belo edifício inspirado no ecleticismo francês, a Casa Bouderé. Construída em 1910, destaca-se por sua pedra calcária vermelha, proveniente da Serra del Torcal, que circunda a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAComo vocês puderam observar, na Praça de San Sebastián convivem vários estilos arquitetônicos que, ao invés de torná-la um espaço sem unidade, colaboram para sua riqueza artística, contribuindo para a monumentalidade dessa maravilhosa cidade da Província de Málaga.