Lerma – Província de Burgos

A cidade de Lerma, situada na Província de Burgos (Comunidade de Castilla y León), é a capital administrativa da Comarca do Rio Arlanza, que inclui os povoados de Covarrubias e Santo Domingo de Silos, que vimos recentemente. Abaixo, vemos a antiga ponte medieval da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAÉ conhecida também pelo nome de Vila Ducal de Lerma, pois sua história e engrandecimento estão intimamente relacionada a Francisco de Sandoval y Rojas, I Duque de Lerma, válido e favorito do rei Felipe III. Abaixo, o retrato do duque.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADeclarada Conjunto Histórico-Artístico em 1965, a cidade é considerada como o principal conjunto arquitetônico relacionada à Arquitetura Herreriana de toda Espanha (nome originário de um dos principais arquitetos renascentistas do país, Juan de Herrera, que criou um estilo próprio, e foi o projetista mais importante do Monastério de El Escorial).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO conjunto monumental de Lerma é uma projeção em pedra da ambição do duque, representando o poder econômico e político de um dos homens mais ricos e poderosos do séc. XVII. Um exemplo é o Palácio Ducal levantado para ser sua residência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Palácio do Duque de Lerma foi construído por Francisco de Mora, um dos discípulos de Juan de Herrera. Durante a Guerra Civil, foi utilizado como prisão e atualmente alberga um Parador Nacional, um dos 10 melhores do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO palácio preside a Praça Maior de Lerma, uma das maiores de Espanha, com cerca de 7 mil metros quadrados. Ao longo de sua história, foi usada como Praça do Mercado, Coral de Comédias e Praça de Touros. Antigamente, os touros eram acossados pelos nobres e incitados a entrar por uma rua que conduzia diretamente ao precipício. O palácio e a Praça Maior representavam o centro do poder do Duque de Lerma, além de ponto de encontro para as atividades festivas. Hoje em dia, lamentavelmente é usada como estacionamento, algo que impede a contemplação de sua grandeza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtravés do Arco de la Cárcel entramos ao centro histórico da cidade. É a única das quatro portas da antiga muralha que se conserva. Franqueada por 2 torres cilíndricas, apesar de ter sido edificada em pedra, em sua parte superior vemos um complemento feito com tijolos, fruto de uma remodelação realizada em 1610, para transformá-la numa prisão. Atualmente, sedia a Denominação de Origem Arlanza, que controla a produção dos bons vinhos fabricados na região.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA A cidade também representa o reflexo da sociedade da época do rei Felipe III, onde o sagrado e o profano formavam parte da vida cotidiana. Por isso, acabou transformando-se numa cidade conventual, repleta de conventos e monastérios.Um deles é o Convento de San Blás, situado numa praça anexa ao Palácio Ducal. Sua construção foi iniciada em 1613 para acolher uma comunidade de freiras dominicanas, sendo projetado pelo arquiteto Fray Alberto de la Madre de Dios.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO principal templo de Lerma é a Colegiata de San Pedro, cuja reforma e ampliação foi concebida pelo Arcebispo de Sevilha, tio do Duque de Lerma, a partir de 1613.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Colegiata foi consagrada em 1613, com festas que duraram 13 dias. Na sua fachada herreriana, vemos a monumental portada principal, com o escudo ducal e a imagem de Sao Pedro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAGraças a uma solicitação do Duque de Lerma, a antiga paróquia transformou-se em Colegiata em 1606, quando foi concedida uma bula do Papa Paulo V. O interior conserva sua cobertura original gótica, além de dois órgãos barrocos, construídos em 1615 e 1616, considerados dos mais antigos do país para a realização de concertos barrocos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Retábulo Maior também é barroco, composto por imagens realizadas pelo escultor Juan de Ávila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo início do séc. XVII, Lerma possuía uma estrutura de arcos que possibilitava a união do Palácio Ducal com as construções religiosas da cidade, sem que o duque tivesse a necessidade de sair na rua. Na sequência, vemos um plano deste sistema construtivo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO único fragmento conservado nos dias de hoje encontramos na Praça de Santa Clara, no denominado Mirante dos Arcos, que ainda une os Monastérios de Santa Teresa com o de Santa Clara.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Duque de Lerma, graças ao tráfico de influências, venda de cargos públicos e abundantes casos de corrupção, tornou-se imensamente rico. Boa parte de sua fortuna utilizou para engrandecer e embelezar a Vila Ducal de Lerma, contratando os melhores arquitetos do seu tempo e transformando a cidade num exemplo das correntes artísticas que se estavam desenvolvendo na Espanha no início do séc. XVII.

Universidade de Baeza

A Universidade de Baeza é, históricamente, a instituiçao cultural mais importante da cidade. Sua criaçao se deve a Rodrigo López, capelao e familiar do Papa Paulo III, de quem obteve a bula fundacional em 1538. Dois anos depois, o pontífice nomeia como padroeiro da instituiçao a Juan de Ávila, clérigo da Diocese de Córdoba, dando permissao para a fundaçao de uma escola de letras, sob a advocaçao da Santíssima Trindade. Em 1542, se transforma na Universidade de Humanidades e em 1565 sao criadas as cátedras de Retórica, Gramática, Grego, Filosofia e Teologia. Juan de Ávila converteu a fundaçao no centro cultural mais importante de sua época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERACom a importância adquirida, o primitivo edifício da Universidade de Baeza ficou pequeno (atualmente é o Museu da cidade) e o canônigo D.Pedro Fernández de Córdoba inicia a construçao de um novo edifício finalizado em 1593, cuja foto vemos acima. Esta nova construçao situa-se ao lado da Igreja de San Juan Evangelista e junto ao chamado Arco das Escolas ou do Barbudo, nome dado em homenagem a Martín Yanéz de la Barbuda, Mestre de Alcântara, que em 1394 saiu de Baeza para lutar contra os muçulmanos em Granada. Abaixo, vemos uma foto da igreja e do arco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADa Igreja de San Juan Evangelista, o destaque é a torre quadrada rematada por uma estrutura octogonal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante um certo período de tempo, as duas instituiçoes, a primitiva e a nova, tiveram uma vida paralela, conservando sua independência. Na portada da universidade, vemos um relevo com a representaçao da Santíssima Trindade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATodo o corpo docente da Universidade de Baeza estava constituído por cristaos novos, descendentes de judeus conversos. O Santo Ofício da Inquisiçao, alarmado pelas novas correntes teológicas que surgiram na época, acusaram os professores de Alumbrados, uma corrente reformista espiritual ligada à heresia protestante. Apesar de prender seus principais membros, a instituiçao conseguiu sobreviver. Na sequência, vemos o amplo pátio da universidade, um espaço onde se distribuíam as diversas dependências da universidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1824, a Universidade de Baeza deixou de exercer suas funçoes, e o edifício foi destinado a escola de latim e primeiro grau. Posteriormente, transformou-se no Instituto de Ensino Secundário Santíssima Trindade, funçao que desempenha desde 1875 até os dias atuais. Finalizamos a matéria com o Salao Paraninfo, situado numa das dependências que compoem o pátio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Edifício do Ministério da Agricultura – Madrid

Todas as pessoas que chegam a Madrid pela Estaçao Ferroviária de Atocha se deparam, ao sair da mesma, com uma magnífica e monumental construçao, o Edifício do Ministério da Agricultura, considerado um dos símbolos da Arquitetura Eclética da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Ecleticismo englobou construçoes de caráter diversos, tanto na arquitetura residencial,  nos templos religiosos, naqueles relacionados aos  estabelecimentos industriais e comerciais, e também nos edifícios governamentais, como no presente caso. Inicialmente, este edifício foi concebido para sediar o Ministério do Fomento, uma parte do Ministério do Comércio, Instruçao e Obras Públicas. Com a reforma ministerial realizada no princípio do séc. XX, o Ministério do Fomento foi suprimido e o edifício foi ocupado pelo Ministério da Agricultura, Pesca e Alimentaçao.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATanto o projeto como a conduçao das obras foram realizados por Ricardo Velázquez Bosco, entre 1893 e 1897. Este fundamental arquiteto foi um dos responsáveis pela incorporaçao dos diferentes elementos decorativos n Arquitetura Eclética. Neste edifício, observamos várias características do estilo, como a combinaçao de variados componentes artísticos. Um de seus destaques é o corpo central da fachada, formado por 4 pares de colunas de ordem coríntio, que podemos ver nas fotos acima.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte superior da fachada, vemos um excepcional conjunto escultórico feito em mármore denominado “Glória e os Pégasos“, executado em 1905 pelo escultor Agustin Querol (Tortosa-1860/Madrid-1909). O artista idealizou um conjunto composto por 3 partes: a Glória (vitória alada junto com as alegorias das ciências e artes) e os cavalos Pégasos acompanhados por figuras humanas representando a agricultura e a indústria (esquerda) e a filosofia e as letras (direita).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs danos sofridos durante a Guerra Civil e as inclemências metereológicas ao longo do séc. XX fez com que o conjunto se deteriorasse, sendo substituído em 1976 por uma réplica em bronze, feita por Juan de Ávila. Esta obra foi inspirada na Mitologia Clássica para simbolizar uma visao global do progresso, tanto em seu aspecto material quanto intelectual. O trabalho de ferro ornamental é outro dos destaques do edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa imensa estrutura que rodeia toda a construçao podemos admirar este maravilhoso trabalho, prrincipalmente nos portoes, formado também por colunas de ordem coríntio e bustos da deusa Minerva.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANao poderiam faltar, evidentemente, os elementos decorativos a base de cerâmica e azulejos, realizados por Daniel Zuloaga, que incluiu motivos alegóricos e mitológicos em sua concepçao.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOs muros do edifício foram ornamentados por esculturas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a parte traseira do edifício, composta por duas guaritas que delimitam um dos portoes de acesso oficial.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos com outra imagem em que se observa a notável combinaçao artística deste belo monumento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Real Monastério de Guadalupe – Parte 3

No post de hoje, conheceremos a igreja do Real Monastério de Santa Maria de Guadalupe. A ela entramos pela fachada principal do monastério.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA igreja foi levantada no séc. XV no estilo gótico sobre um templo anterior mudéjar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Retábulo Maior Barroco foi inaugurado em 1618 pelo rei Felipe III. O projeto foi realizado por Juan Gómez de Mora (responsável, entre outras obras, pela Praça Maior de Madrid), e executado pelo escultor Giraldo de Merlo, que foi auxiliado pelo filho de El Greco, Jorge Manuel.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Altar Maior está protegido por um belíssimo portao de ferro, por si só uma obra de arte. Foi realizado no séc. XVI pelos frades Francisco de Salamanca e Juan de Ávila.OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPodemos observar vários sepulcros, como o de D.Afonso de Velasco e sua esposa D.Isabel de Cuadros, ambos em posiçao orante. Encontram-se na Capela de Santa Ana, e foram talhados  no final do séc. XV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo denominado Coro Alto, contemplamos um órgao alemao fabricado em 1924 sobre uma caixa barroca do séc. XVIII.OLYMPUS DIGITAL CAMERAA nave central encontra-se cuberta por uma espécie de rede para a proteçao dos fiéis. Ignoro, no entanto, o real motivo desta medida.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a cúpula da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa sequência, publico fotos de outros espaços do interior da igreja, adornada com obras relativas ao processo de evangelizaçao dos indígenas no continente americano. Desde o monastério, os Reis Católicos realizaram as ordenanças que tornaram possível a viagem de Cristóvao Colombo à América.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém da igreja, o Real Monastério de Guadalupe reserva muitas surpresas para o visitante, como os excepcionais museus onde admiramos pinturas de El Greco, Goya e Francisco Zurbarán. Este último foi encarregado da decoraçao da sacristia, e os quadros nela expostos estao entre os melhores que realizou. Já o Museu de Livros Iluminados conta com uma das melhores coleçoes do mundo no gênero. Estas obras sao enormes, sendo que muitos delas pesam mais de 60kg e, para sua locomoçao, sao utilizados um aparato com rodas. Destacam também os livros de cantos dos séc. XIV ao XVIII, realizados no próprio scriptorium do monastério.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Museu dos Bordados possui mais de 200 peças fabricadas pelo próprio monastério. Localiza-se no antigo refeitório, e foi inaugurado em 1928 pelo rei Alfonso XIII. Uma pena que as fotos nestes museus estao totalmente proibidas.

Catedral Nova de Plasencia

A Catedral Nova de Plasencia está dedicada a Asunçao de Nossa Senhora. Conforma, junto com a Catedral Antiga, a silueta arquitetônica mais conhecida da cidade.

De estilo renascentista, no exterior o templo possui duas portadas de interesse. A Portada Norte corresponde à porta principal da catedral.

O desenho e a execução de sua parte inferior pertencem ao mestre Juan de Ávila, que realizou a obra no estilo plateresco, variedade do Renascimento Espanhol. Ávila se encontrou com um espaço gótico de tendência vertical, ao qual era complicado esculpir estruturas ornamentais renascentistas de caráter horizontal. O problema foi solucionado colocando, entre os contrafortes, quatro corpos clássicos com suas correspondentes colunas. A bela decoração que adornam os muros e seu rico conteúdo iconográfico convertem esta estrutura em uma jóia do patrimônio artístico espanhol.

Em sua parte superior, interveniram grandes mestres da época, como Diego de Siloé e Rodrigo Gil de Hontañón. Na parte alta da porta, os canteiros deixaram gravada a data de sua finalização: “Em 1558 se terminou esta portada”.

A portada Sul forma um magistral conjunto com a Torre da Catedral Antiga e a Torre do Melão, que coroa a sala capitular, também da catedral velha. Denominada Porta do Enlosado, possui uma estrutura clássica e a combinação com as demais elementos proporciona um “livro aberto”, um manual de estudos de arquitetura.

O interior do templo está inundado de dourado, cor que na cultura crista está relacionada à Luz Celeste e à divindade.

O Retábulo Maior é barroco e está composto por 3 partes. Nele se fundem arquitetura, escultura e pintura, com o objetivo de atrair o olhar dos fiéis à sua contemplação. A parte escultórica é obra do mestre Gregório Fernández. O conjunto desenvolve temas próprios da Contra-reforma.

Em sua parte inferior, vemos a Paixão de Cristo. Sua parte central está representada pelo momento em que a Virgem, padroeira da catedral, é elevada ao céu em meio de um coro de anjos.

O calvário compõem as imagens da parte superior. Em quanto às pinturas, destacam os quadros de Francisco Rizzi, Anunciação e Adoração dos Pastores.

No presbitério, vemos o sepulcro de Ponce de León, bispo desta diocese no séc. XVI.

Em frente ao sepulcro, situa-se a Porta da Sacristia, realizada por Francisco de Colônia e Juan de Ávila em estilo plateresco.

Nas naves laterais, encontramos dois retábulos de estilo churrigueresco, típicos do barroco espanhol.

O Coro é outro dos tesouros da catedral. Feito de madeira de nogal por Rodrigo Alemán a finais do séc. XV, foi realizado para a Catedral Antiga e adaptado posteriormente ao local que ocupa atualmente.

O maravilhoso órgão está classificado dentro do grupo de instrumentos românticos de princípio do séc. XX. A caixa do órgão, porém, é barroca do séc. XVII e contém figuras de pedra ricas em expressão e movimento. Representam os símbolos da música. À esquerda, vemos a estátua de Jubal, pai dos tocadores de cítara e flauta e, à direita, a estátua de Orfeu com a Lira.

Abaixo, outras fotos da catedral.

Com estas fotos, concluímos a série de post dedicadoa à cidade de Plasencia. Espero que tenham gostado, e nao deixem de conhecê-la, quando venham à Espanha. Vocês, como eu, se surpreenderao…