Arquitetura Popular de La Alberca

A principal atração do povoado de La Alberca é, inegavelmente, sua interessante e peculiar Arquitetura Popular, que podemos contemplar nas casas do pueblo, motivo fundamental que outorgou ao local a designação de Monumento Nacional em 1940 ( o primeiro pueblo da Espanha em receber este título).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASua arquitetura tradicional se conservou graças a manutençao da principal atividade econômica do povoado ao longo dos séculos, a agropecuária. As casas se apoiam uma nas outras, como podemos observar na foto acima, em ruas estreitas sem nenhum tipo de organização urbana. A característica mais notória destas casas é a forma como foram construídas, com entramados feitos de madeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs fachadas típicas apresentam o aspecto natural de seus elementos construtivos. A madeira é colocada sem pintar, sendo que o espaço entre elas é preenchido por pedras ou barro cozido.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA castanheira é a espécie de árvore que proporciona a madeira ideal para a construção. Já para as vigas mais importantes da estrutura se utiliza a madeira de roble. Ambas se caracterizam por sua dureza e resistência. As casas possuem dois ou três andares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm cima das portas das casas aparecem esculpidos nas pedras motivos religiosos como cruzes, invocações à Virgem Maria, escudos de ordens religiosas, as iniciais do proprietário ou a data de construção do edifício, a grande maioria pertencente ao século XVIII. Muitos destes símbolos advertiam que na casa viviam um cristão novo ou judeu converso, como passaram a ser conhecidos os judeus que se converteram ao cristianismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas casas, no entanto, conservam particularidades de uma construção medieval, como a que vemos abaixo, cuja fachada está formada por uma porta semicircular feita de pedra.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAHabitualmente a fachada possui duas portas, uma que é utilizada pelos moradores e outra, mais larga, usada para a entrada de animais, que permanecen numa espécie de quintal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém observamos que em muitas casas, ao lado da porta, existem um tipo de banco feito de pedra, que era utilizado pelas mulheres para a realização de ofícios tradicionais, como costurar, por exemplo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs entramados de madeira se constituem por troncos verticais paralelos e outros que são colocados horizontalmente e na diagonal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitas das casas de La Alberca foram restauradas, apresentando um bonito aspecto, como vemos abaixo no detalhe de suas janelas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO primeiro andar da casa é utilizado como um espaço para dormitórios. No segundo encontramos a cozinha, coincidindo com o centro social da residência e lugar de encontro de seus membros.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAntigamente as casas estavam desprovidas de chaminés, e a fumaça saía pelo telhado da parte superior, entre as telhas. Tradicionalmente, o combustível utilizado era a lenha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas casas foram devidamente restauradas e adaptadas como pousadas rurais, como a que vemos na sequência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

La Alberca – Pueblo Medieval

O povoado de La Alberca conserva costumes e tradições que se remontam a um passado distante, como pude comprovar em meus passeios pela cidade. Um deles está associado a uma pequena capela situada junto ao muro exterior da igreja paroquial, chamada Capela de las Ánimas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste singular oratório está relacionado a um costume que ainda perdura no povoado, o da “Moça das Ánimas“, em que uma moça do povoado, nem sempre a mesma, realiza um ritual para os defuntos da localidade. Percorre as ruas do povoado no anoitecer de cada dia, com uma espécie de pequeno sino pendurado no pescoço, implorando orações às almas do purgatório com a seguinte frase: “Fiéis cristãos, recordemos as benditas almas do purgatório com um Pai Nosso e uma Ave Maria, por amor de Deus.” Uma lenda local conta que certa vez, numa fria noite de inverno, a encarregada de realizar o ritual deixou-se dominar pelo medo e nao saiu de sua casa para realizar a tradição. Ante sua falta de coragem, o próprio sino saltou sozinho pelas ruas, acompanhado pelos lamentos das almas em pena. Desde este dia, nunca mais o ritual deixou de ser realizado…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA agropecuária sempre constituiu o motor econômico da região, e toda a Província de Salamanca é famosa pela produção de embutidos, incluindo Jamón, chorizo, morcillas, etc. Ao lado das típicas lojas de souvenirs existentes no povoado, encontramos locais de venda destes produtos deveras apreciados da gastronomia espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra tradição local está relacionada justamente com o porco (cerdo, em espanhol), representado por uma escultura situada ao lado da igreja, conhecido como “Cerdo de San Antón“.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATodos os anos, no dia 13 de junho, em que se celebram as festividades de Santo Antônio de Pádua, um porco é solto nas ruas, depois de ser benzido previamente. O animal permanecerá solto pelo povoado até o dia 17 de janeiro, quando então é sorteado entre os habitantes. Neste período, o porco é alimentado pelos próprios cidadãos. O dinheiro arrecadado no sorteio é destinado a obras sociais realizadas por uma ONG. Este costume tradicional está associado ao período em que o Tribunal da Inquisição perseguiam os denominados Judeus Conversos, ou seja, os judeus que, para não terem que deixar o país após a expulsão de 1492, foram obrigados à conversão ao catolicismo (cabe recordar aqui que o consumo de porco na religião judaica é proibido), mas que na intimidade de seus lares seguiam com seus ritos religiosos tradicionais. Naquela época muitos judeus conversos saíam às ruas do povoado comendo toucinho de porco, demonstrando que haviam aderido à fé católica. Em muitas casas de La Alberca vemos símbolos religiosos esculpidos na fachada das casas, e outros bem curiosos como o que vemos abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERALa Alberca acolheu em época medieval uma grande quantidade de judeus conversos, devido ao isolamento do povoado e pela proximidade com o país vizinho, Portugal, onde podiam refugiar-se no caso de serem perseguidos pelo Tribunal do Santo Ofício da Inquisição. Devido à amplitude dos territórios e a escassez de funcionários, normalmente as sedes do tribunal encontravam-se nas grandes cidades, obrigando-o a buscar ajuda nos pequenos povoados através dos denominados Familiares do Santo Ofício, nome que recebiam determinados membros de menor nível cuja função era servir de informantes. O escudo acima representa que nesta casa vivia um destes membros, e que podemos encontrar em várias casas de La Alberca.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Tribunal da Inquisição estava composto por uma organizada rede de espionagem e um complexo serviço de informação, sendo que os familiares exerciam um papel fundamental. Nomeado pelos inquisidores de cada distrito, os familiares recebiam certos privilégios, como isenção de impostos e a possibilidade de portar armas. Para ser um familiar, não era necessário nenhum tipo de voto monástico ou que estivessem integrados ao clero. Além do mais, ser familiar da Inquisição constituia uma verdadeira honra e representava um símbolo de status social, supondo um reconhecimento público pelo critério de limpeza de sangue, segundo o qual para ser membro do tribunal se exigia que o nomeado e seus antepassados fossem todos cristãos velhos. Sua principal função consistia em denunciar, perseguir e deter a presuntos hereges, mas não de julgá-los, missão realizada pelo próprio tribunal. Os familiares beneficiavam-se economicamente das pessoas delatadas e em caso de represália por parte destas, estavam protegidos pelo tribunal. O nome dos delatores não eram conhecidos pelos acusados, já que não se tornavam públicos, tornando-os ainda mais temíveis.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo vimos no primeiro post sobre o povoado, o nome La Alberca significa “lugar das águas”, sendo que a região  é atravessada por vários cursos de água que descem pela montanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs águas correm pelo povoado através de canais que se encontram tapados por uma comprida estrutura de pedra, como vemos abaixo, situada na praça da igreja…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa próxima e última matéria sobre La Alberca, veremos sua singular arquitetura popular, uma de suas principais atrações…

Um Passeio por La Alberca

Devido ao fato de ser um pueblo, um povoado pequeno, é muito fácil conhecer La Alberca, preferencialmente caminhando. Todos os caminhos levam à Plaza Mayor, considerada o centro do povoado, lugar de encontro de seus habitantes e das principais festividades do calendário anual da localidade, que inclui corridas de touros.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANela se encontra o Edifício do Ayuntamiento, como se conhece a prefeitura, identificada pelo escudo do município em sua fachada principal. Em épocas passadas, o edifício também acolheu a prisão do povoado…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANum dos extremos da praça situa-se um belíssimo cruzeiro, um dos mais interessantes de toda a Província de Salamanca.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAProvavelmente construído no século XVIII, seu pedestal está formado por uma fonte de água. A cruz, feita de pedra, está decorada com os símbolos da Paixão de Cristo (cravo, martelo, escada, lança, corda, etc). Cristo crucificado está representado no alto da coluna, ainda vivo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs casas que rodeiam a praça foram construídas ao longo de uma galeria sustentadas por colunas de granito. Um exemplo é a residência pertencente à Casa de Alba, cujos membros foram os senhores da vila durante séculos. A construção modesta difere das outras propriedades desta família nobre espalhadas por outras cidades da Espanha, mesmo porque raramente vinham ao povoado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro local de grande importância em La Alberca é a Plaza de la Iglesia, presidida pela igreja paroquial, que impressiona por seu tamanho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi edificada no século XVIII no estilo barroco, estando desprovida de qualquer elemento decorativo. A estrutura da igreja foi afetada pelo Terremoto de Lisboa, sucedido em 1755.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a torre da igreja…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior está formado por 3 naves. Um de seus maiores destaques é o maravilhoso Púlpito, provavelmente do século XVI, feito de pedra e belamente decorado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir, uma foto geral do interior…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro lugar de interesse no interior da igreja é a Capela de N.Sra das Dores, presidida por uma imagem de Nossa Senhora que foi trazida do continente americano pelo fundador da capela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

La Alberca – Província de Salamanca

Viajar pelo interior da Espanha é uma experiência inesquecível, pois possibilita conhecer lugares encantadores, como os pequenos povoados, aqui denominados Pueblos, abundantes por todo o país. Alguns destes povoados, apesar de seu reduzido tamanho, possuem uma valioso patrimônio histórico-artístico. Outros se caracterizam por suas peculiaridades e por serem lugares realmente pitorescos, como o povoado de La Alberca, situado numa região serrana ao sul da Província de Salamanca, uma das províncias que formam a Comunidade de Castilla y León.

OLYMPUS DIGITAL CAMERALocalizada numa região de grande beleza natural, a denominada Sierra de Francia, neste povoado não veremos castelos, palácios ou belas igrejas, pois La Alberca é conhecida principalmente por sua interessantíssima arquitetura popular tradicional.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERACom pouco mais de mil habitantes, La Alberca foi o primeiro povoado da Espanha em receber o título de Monumento Nacional, em 1940. A partir deste momento, o povoado, antes conhecido apenas por curiosos viajantes, alcançou grande popularidade e prestígio, sendo frequentado por milhares de turistas que a visitam anualmente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA beleza e a singularidade deste pueblo foi divulgada por personalidades do mundo artístico como o cineasta Luis Buñuel (1900/1983) e por intelectuais famosos, como o escritor e filósofo espanhol Miguel de Unamuno (1864/1936), cujo retrato aparece decorando uma das casas do povoado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATive o privilégio de conhecer La Alberca num passeio de fim de semana organizado pelos professores de história Rafael (conhecido como “Rafa”) e Fernando, cujas aulas sobre a história de Madrid pude presenciar durante dois anos em cursos que realizei na capital espanhola. Rafa foi nosso guia na excursão, brindando as cerca de 40 pessoas que faziam parte do passeio com seus amplos e profundos conhecimentos sobre história, arte e arquitetura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO povoado de La Alberca localiza-se numa das zonas mais úmidas do país, e seu nome procede do artigo árabe “Al” com o termo de origem hebraico “Bereka”, significando “lugar das águas”. Foi habitada desde tempos remotos por tribos pré-romanas, os celtíberos, como demonstram os restos de um antigo castro, como são conhecidos os assentamentos deste povo, sobre o qual se construiu o povoado de La Alberca.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre os séculos XII e XIII, o local foi repovoado por ordens do Rei Alfonso IX de León, principalmente por franceses, justificando desta forma a presença de inúmeras palavras na região de origem francesa ou relacionadas ao país vizinho (Sierra de Francia, por exemplo).

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XV, o monarca Juan II concedeu o povoado à Casa de Alba, transformando-se num senhorio. Esta condição permaneceu até 1834, quando  finalmente os senhorios foram abolidos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERALa Alberca foi edificada sem nenhum tipo de planificação urbana, e suas ruas, praças e casas se adaptaram às condições geográficas do local, uma montanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos consideram La Alberca como o Pueblo mais belo da Espanha, e razões não faltam para tanto. De fato, aparece sempre nas listas dos povoados mais bonitos do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA No próximo post, faremos um passeio pelo pueblo, e vocês terão a oportunidade de conhecê-lo com mais profundidade…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA