Centenário do Metrô de Madrid

O Sistema Metroviário de Madrid foi tema de duas matérias publicadas em 4/12 e 5/12/2012, momento em que abordei vários aspectos curiosos do transporte público da cidade. Este ano de 2019 constitui um ano especial, pois o Metrô de Madrid está completando seu centenário, e muitas iniciativas interessantes estão sendo realizadas pela companhia para celebrá-lo, como exposições de fotos antigas pertencentes ao arquivo histórico do Metrô, que podemos ver nas estações da primeira linha inaugurada em 17/10/1919.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO sistema metroviário de Madrid foi pioneiro na Espanha, revolucionando a mobilidade urbana e tornando-se com o tempo no transporte por excelência de seus habitantes. O primeiro metrô construído no mundo foi o de Londres, inaugurado em 1863. Depois vieram o de Chicago (1892), Budapest e Glasgow (1896), Boston (1897), Paris (1900), Berlín (1902), Atenas e Nova York (1904), Filadélfia (1907), Hamburgo (1912), Buenos Aires (1913) e Madrid (1919). A chegada do Metrô à capital da Espanha representou uma grande transformação para Madrid, convertendo-se numa cidade moderna como muitas outras metrópoles européias.

DSC03506Para a construção da primeira linha do metrô, o custo foi de 8 milhões de pesetas, dos quais a metade foi patrocinado pelo Banco Vizcaya, 3 milhões provenientes dos engenheiros fundadores da companhia e de particulares e 1 milhão de pesetas pagos pelo próprio Rei Alfonso XIII, na época monarca reinante da Espanha. Por este motivo, inicialmente o Metrô de Madrid recebeu a denominação de Companhia Metropolitana Alfonso XIII, sendo o rei um de seus principais acionistas e a primeira pessoa em realizar o trajeto inaugural da linha norte-sul, que ligava a Puerta del Sol (centro da cidade) com o Bairro industrial de Cuatro Caminos, uma zona industrial com uma grande quantidade de população obreira residente. Abaixo, vemos o Rei Alfonso XIII  no centro da foto no dia inaugural da linha.

20190416_113721OLYMPUS DIGITAL CAMERAO primeiro trecho compreendia 8 estações, com um trajeto de quase 4km, sendo que o trem realizava o percurso numa velocidade de 25 km/h. O trajeto era realizado em cerca de 10 minutos e o bilhete custava 15 centavos de peseta. Na época, Madrid tinha uma população de 750 mil habitantes, e no primeiro dia da inauguração do metrô utilizaram o novo sistema de transporte público 56 mil pessoas. Atualmente, Madrid é a maior cidade espanhola com aproximadamente 3.2 milhões de habitantes e diariamente utilizam o metrô 2.3 milhões de viajantes. Abaixo, vemos duas fotos em que vemos as primeiras obras de construção da linha 1 na Puerta del Sol, em 1917, e na então estação final de Cuatro Caminos, em 1918.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, a linha inaugural norte-sul está integrada na Linha 1 do Metrô de Madrid e conta com 33 estações num total de 24 km, unindo 8 distritos de Madrid e considerada a segunda em número de passageiros, superada apenas pela linha circular que rodeia a cidade. A seguir vemos uma foto atual da Puerta del Sol, um local emblemático da capital, e uma de suas portas de acesso ao metrô…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO arquiteto Antonio Palacios, personagem imprescindível da arquitetura madrilenha da primeira metade do século XX, foi durante os primeiros 25 anos da Cia Metropolitana Alfonso XIII o responsável pelo projeto das estações e também do logotipo da empresa. Inspirado na Arte Decô, Palácios proporcionou o estilo decorativo dos vestíbulos e das portas de acesso ao interior do Metrô de Madrid. Abaixo, vemos a entrada da Estação Sol, numa imagem dos anos 20 do século passado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo elemento decorativo principal, Antonio Palacios utilizou azulejos brancos com a finalidade de criar um ambiente interno acolhedor, como podemos observar na Estaçao Tirso de Molina, que conserva seu aspecto original.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir, vemos uma aquarela pintada pelo próprio arquiteto representando o interior da Estação Sol

20190416_111106Finalizo esta primeira matéria sobre o Centenário do Metrô de Madrid com duas fotos em que vemos a Estação Sol nos anos 60…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

 

Arte Urbano em Madrid – Parte 6

Ao norte de Madrid localiza-se o Distrito de Tetuán, um lugar onde a Street Art desenvolveu-se de forma destacável. Na Calle Marqués de Viana existem vários exemplos de Arte Urbana, como este que vemos a seguir, realizado pelo artista Borondo

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa mesma rua, vemos uma obra realizada com elementos geométricos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm pequeno muro também foi utilizado para a ornamentação da rua…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm Madrid observamos também as pinturas de temática taurina, como vemos nesta horta pública situada no Bairro de Malasaña, no centro da cidade…P3300006.JPGOu neste pequeno pedaço de muro, no Distrito de Carabanchel, zona sudoeste da cidade…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Arte Urbana, muitas vezes, possui um caráter efêmero, e algumas obras que procurei em minhas andanças pela cidade, já haviam sido borradas do mapa…abaixo, outro exemplo de Street Art em Carabanchel

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo comentei em posts anteriores, os muros das escolas públicas de Madrid constituem um espaço perfeito para a divulgação da Street Art. Abaixo, outros belos trabalhos realizados na zona oeste de Madrid, situados em instituições de ensino, obra do artista espanhol Koctel.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Distrito de Villaverde, outrora um município independente, foi o último a ser anexionado a Madrid, em 1954. Localizado no extremo sul da cidade, possui algumas das obras fundamentais da Arte Urbana na capital, como a que vemos na sequência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Artista Escif deixou mostras de sua criatividade no mural abaixo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERASam3 foi o responsável por um dos murais mais impressionantes de Madrid, que cobre uma grande superfície do muro de um edifício…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOkuda San Miguel, um dos artistas mais conhecidos por seus maravilhosos trabalhos em Madrid, realizou o mural “Evolution“, elaborado no muro de uma fábrica do Distrito de Villaverde

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo lado deste incrível mural, o artista Daniel Muñoz “San” realizou a obra “Untitled“….

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Arte Urbana em Madrid – Parte 5

Muitas das obras de Arte Urbana mais interessantes de Madrid foram realizadas em zonas populares da cidade. Neste post veremos dois distritos da cidade em que se concentram murais e grafites de grande qualidade artística, como o Distrito de Usera, localizado na região sul da capital. Este distrito é conhecido como o Bairro Chinês de Madrid, devido a grande população de origem chinesa que nele estabeleceu sua residência. Em uma de suas ruas principais, a Calle de Marcelo Usera, vemos um belo mural realizado pelo artista 3TTMAN

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa Calle de Gabriel Usera, descobri dois murais destacáveis, o primeiro realizado pelo artista SPOK….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO segundo criado pelo artista Laguna

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá na Calle Juan Español, situa-se um mural elaborado por SUE975….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara os apreciadores da Street Art como eu, um bom local para admirar obras de grande interesse é a zona de Vallecas, que foi o tema de uma matéria publicada em 25/8/2015. Até 1950, foi um município à parte, quando neste ano foi anexionado a Madrid. Situado na zona sudeste da cidade, o antigo município foi dividido em dois distritos, Puente de Vallecas (com aproximadamente 230 mil habitantes) e a Villa de Vallecas (100 mil habitantes), local de origem do município. Em uma da ruas principais de Puente de Vallecas, a Calle de la Albufera, vemos este mural realizado por Sten Lex

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm uma das travessas desta grande avenida, situa-se a Plaza de Puerto Rubio, cujos muros dos edifícios foram decorados pelo artista Jaz

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA artista Clara Luna realizou este outro mural…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO artista Hyuro também aproveitou a grande superfície de um dos edifícios para criar sua obra…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa histórica Villa de Vallecas, vemos vários exemplos de Street Art, como o que vemos a seguir, denominado “La Barraca“, elaborado por Miguel Peralta

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste outro belo mural leva a assinatura do artista Pelucas

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, um mural realizado por Nano 4814

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste outro é uma criação do artista SIXE

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInclusive um edifício público foi decorado, ornamentando de cores esta típica zona obrera de Madrid

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Arte Urbana em Madrid – Parte 4

A partir do movimento contracultural que se produziu na França em maio de 1968, quando os estudantes em Paris se manifestaram, entre outras formas, através de mensagens de caráter político escritos nos muros da cidade, a prática do grafite generalizou-se gradativamente pelo mundo. Ainda hoje, a Arte Urbana como meio de denúncia social constitui uma das temáticas preferidas pelos artistas do Street Art, como vemos abaixo, num mural criado no Distrito de Carabanchel (zona sudoeste de Madrid).

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Em Madrid são vários os exemplos em que os temas relacionados à igualdade e injustiça sociais aparecem nos murais dos edifícios, como nestes que vemos abaixo, em contra a violência de gênero praticada pelos homens em relação às mulheres, que recentemente vi no Distrito de Vallecas, zona oeste da capital…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm outro exemplo observamos na Calle de Embajadores, num grande mural de 400 metros quadrados pintado junto a um campo de futebol feminino, intitulado “Cambiando las formas del juego“. O artista utilizou 1000 kg de pintura e um elevador mecânico para sua elaboração, com frases atribuídas a Rosa Luxemburgo que enaltecem os valores femininos. Uma pena que o  campo estava fechado, e tive que tirar a foto com a câmera entre as grades do portão. Foi realizado pelo artista “El Rey de la Ruina“.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa recém reformada Gran Vía, uma das mais importantes do Centro de Madrid, com o motivo da celebração do Dia Internacional da Mulher, se realizou um belíssimo mural sobre 4 mulheres que lideram campanhas sociais que contam com a participação dos cidadãos. O mural foi realizado pelo artista Spok Brillor, uma referência da Arte Urbana. A história destas mulheres podem ser conhecidas no site change.org/nosotrasjuntas.

20190328_081347Outro dos locais públicos em que a Arte Urbana se prolifera nas grandes cidades são os muros das escolas, como este que vemos a seguir, situado no Distrito de Usera (zona sul de Madrid), em que a temática feminina também foi abordada

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo Distrito de Tetuán, zona norte da capital, vemos uma iniciativa artística realizada por La Artigua e Elena Vacas num dos muros de uma escola pública…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro tema recorrente é a representação de personalidades famosas do mundo da cultura, como o escritor lusitano José Saramago, que foi representado pelo artista português Vhils, em colaboração com a Embaixada de Portugal, numa das paredes da Universidade Carlos III de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO projeto de divulgação da Arte Urbana “Mur Project” enfatiza a Street Art como um meio educativo e artístico, realizado junto às comunidades locais, organizado por Erb Mon. O resultado podemos contemplar neste edifício situado no Bairro de Arganzuela, zona sul de Madrid

20190407_09440820190407_094602Um dos artistas de Street Art mais ativos de Madrid é o “El Rey de la Ruina“, que realizou o grande mural junto ao campo de futebol feminino que vemos no começo da matéria. Abaixo, vemos mais exemplos de sua obra, espalhada por toda Madrid

20190409_105044OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Arte Urbana em Madrid – Parte 3

A matéria sobre Arte Urbana em Madrid consta de várias partes, mas deve ser considerada como uma unidade. Durante minha busca dos melhores exemplos de Street Art na cidade, percorri muitas zonas da capital, e os posts que estou publicando sobre o tema constituem uma homenagem aos artistas que colaboram para o desenvolvimento da Arte Urbana e a grande riqueza das obras que embelezam o espaço urbano de Madrid, que a converteu num centro de expressão desta modalidade artística. Um dos lugares onde os artistas deram exemplos de sua criatividade foram os diversos mercados espalhados pela cidade, como o Mercado de la Cebada, que foi objeto de uma grande intervenção realizada pelo coletivo Boamistura, cujos trabalhos já vimos recentemente. O mural realizado que decora o mercado com colores vivas transformou o local num dos murais de Arte Urbana mais extensos da Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior do Mercado de la Cebada também foi decorado com um belo mural, representando monumentos famosos da cidade de Madrid

20190211_112746Abaixo, vemos o Mercado de Antón Martín, também situado no centro de Madrid….

20160902_133433O Mercado de Fuencarral (zona central de Madrid)…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Mercado de Tetuán, situado na zona norte da cidade, cujo mural foi realizado pelos artistas Pablo e David

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Mercado da Villa de Vallecas (mural realizado por DEM), na zona leste de Madrid

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro espaço público onde os artistas puderam deixar testemunho de seus trabalhos foram os parques, como o situado ao lado da Calle de Embajadores, o Parque Casino de la Reina

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir, outro exemplo de Street Art, que encontrei numa rua próxima à Calle de Embajadores, uma zona repleta de murais decorativos, como vimos no post anterior…

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem próximo à Plaza de España, situa-se um local repleto de salas de cinema e muito frequentado pelos jovens conhecido como Pasaje de los Cubos, que foi decorado com murais de diversos artistas. A seguir vemos alguns deles e o artista responsável pela obra, como Jmyes Sabek….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAColetivo Concreto….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOrosh 333

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Arte Urbana em Madrid – Parte 2

Durante muitos anos, Madrid ocupou uma posição secundária em relação a outras cidades européias no que diz respeito à Street Art ou Arte Urbana. Felizmente, vários projetos culturais permitiram que a capital espanhola se consolidasse como um centro para a implantação de diversas iniciativas artísticas que possibilitaram o incremento dos grafites, entre outras técnicas artísticas, como meio de expressão de seus cidadãos. Um dos projetos de maior envergadura foi criado pelo coletivo Madrid Street Art Project, que realiza vários programas para o desenvolvimento da Arte Urbana. Um dos principais realizou-se numa antiga fábrica de tabacos, fundada no final do século XVIII e que chegou a empregar milhares de mulheres como funcionárias, uma iniciativa social inovadora na época. Atualmente, o edifício transformou-se numa ativo centro de artes visuais, com uma interessante programação de exposições temporárias.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Madrid Street Art Project utilizou os muros da antiga fábrica como um espaço onde mais de 50 artistas puderam realizar suas atividades criativas, sendo que muitos deles tornaram-se referências na divulgação da Street Art em Madrid. Abaixo,vemos vários realizações que podemos contemplar atualmente nos muros da antiga fábrica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA antiga Fábrica de Tabacos está situada no Bairro de Lavapiés, ocupando várias ruas devido ao grande tamanho de sua construção. A conhecida Calle Embajadores é uma delas, e acabou transformando-se  num local emblemático da Street Art em Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPercorrendo a rua vemos uma infinidade de exemplos de Arte Urbana, como vemos a seguir…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo,vemos o mural “Reciprocity“, realizado pela artista argentina Hyuro que embeleza a Calle Embajadores

OLYMPUS DIGITAL CAMERANeste outro mural, vemos várias técnicas diferentes para a elaboraçao da obra artística…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos a matéria com outro exemplo de Arte Urbana da Calle Embajadores

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Arte Urbana em Madrid

O patrimônio artístico de uma cidade não está restrito apenas aos seus monumentos, edifícios emblemáticos e museus, como também pelas intervenções artísticas que se conhecem como Arte Urbana, realizadas por artistas, muitas vezes anônimos, que utilizam o espaço público para expressarem-se por meio de pinturas murais, por exemplo. A Street Art, como também é conhecida em inglês, cada vez mais ganha espaço nas cidades de todo o mundo, e seus principais artistas gozam de reconhecimento por seu trabalho, desenvolvendo suas obras em muitos outros locais além de sua cidade de origem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Apesar de que sua prática gradativamente tenha se estendido pelo mundo, infelizmente muitos ainda consideram este tipo de manifestação um ato de vandalismo contra o patrimônio público, uma mera e dispensável pichaçao. Meu apreço por este tipo de arte, em minha opinião, rica em seus mais variados gêneros e genuína por natureza, se explica por minha cidade de procedência, São Paulo, que possui uma já consolidada tradição na Street Art. Madrid, como muitas outras cidades européias, também aderiu à Arte Urbana, principalmente a partir do inícios do século XXI, e inúmeras são as obras que podemos admirar passeando pela cidade. Como homenagem a estes artistas e com o objetivo de divulgar suas obras, estive nas últimas semanas percorrendo toda a cidade, de norte a sul, de leste a oeste, em busca dos trabalhos mais interessantes realizados na capital espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA O resultado de minhas andanças por Madrid vocês poderão conhecer através de uma série de matérias em que publicarei imagens das intervenções artísticas mais conhecidas da cidade, bem como outras que me chamaram a atenção durante minhas constantes “peregrinações” por encontrar exemplos de autêntica Arte Urbana. A grande maioria delas foram realizadas em zonas populares, mas também existem muitas obras situadas na zona central de Madrid, como no multiétnico e cultural Bairro de Lavapiés.

20190202_113550Abaixo, vemos um mural pintado pelo artista “Suso 33“…

20190202_120817Dois artistas de Barcelona, Zosen e Mina Hamada, realizaram este colorido e belo mural que embeleza uma das ruas do bairro…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutros exemplos de Arte Urbana em Lavapiés….

20190202_122415OLYMPUS DIGITAL CAMERANuma das principais praças do bairro, vemos uma intervenção do coletivo “Boa Mistura“, um dos mais ativos de Madrid

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO “Boa Mistura” possui várias outras obras espalhadas pela cidade, realizadas num estilo característico, como vocês podem apreciar…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Arte Urbana também foi utilizada para decorar uma estação de metrô, a Estação de Paco de Lucía, cujo nome homenageia ao famoso guitarrista espanhol. Os artistas Okuda e Rosh 333, junto com o arquiteto Antonyo Marest, realizaram um magistral mural de 300 metros quadrados, que representa o rosto do músico, convertendo a estação na primeira da Espanha decorada com grafite…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA