As Farolas de Barcelona

Na Espanha, os postes de iluminação das ruas recebem o nome de Farolas. Estes indispensáveis elementos da infraestrutura urbana também foram objeto de cuidada elaboração por parte dos artistas, e num passeio pela cidade podemos observar uma grande variedade deles.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAdsc00895Algumas destas farolas foram criadas dentro da estética modernista, e na matéria de hoje veremos duas delas, ambas relacionadas ao arquiteto Antoni Gaudí. Em sua juventude, precisamente no ano de 1879, Gaudí se encarregou do projeto e construção de duas farolas num dos recintos mais populares de Barcelona, a Praça Real (Plaza Reial, em catalão). Situada no Bairro Gótico, bem próxima à Rambla, a Praça Real foi urbanizada depois da destruição de conventos ocorrida com a Desamortização de Mendizábal em 1836.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta praça rodeada por uma galeria de arcos exerce a função de Plaza Mayor, ainda que não receba esta denominação. Foi projetada por Francesc Molina no local onde antes se erguia o Convento dos Capuchinos, com a intenção de exaltar a monarquia. Sempre animada e com bastante movimento, suas palmeiras proporcionam um toque exótico ao local. A denominada Fonte das Três Gracias, realizada em 1876 por Antoine Durenne, adorna o centro da praça.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAs farolas realizadas por Gaudí se diferenciam das demais existentes na praça por ser um modelo com 6 braços, além de sua parte decorativa, muito mais ornamentada que as outras.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Avenida Antoni Gaudí, que homenageia o famoso arquiteto, foram colocadas 6 farolas modernistas, criadas por Pere Falqués em 1909, mas que foram postas somente em 1985 neste local.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta avenida representa o elo de ligação entre dois dos monumentos modernistas mais conhecidos da cidade, a Sagrada Família de Gaudí e o Hospital de Sant Paul i Santa Creus, de Lluís Domènech i Montaner. Na base da farola, vemos uma placa em homenagem ao arquiteto catalão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutros artistas de renome participaram na criação da farola. A base de pedra esculpida foi realizada por Alfons Jujol, enquanto o belo trabalho de ferro forjado se deve a Manuel Ballarín.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFico devendo, e de antemão peço desculpas por esta falha , uma das mais belas farolas da cidade, situada no Paseo de Gracia. Quando estive na cidade recentemente, não a fotografei, pois tinha certeza que tinha imagens em meus arquivos. Espero em breve poder reparar este imperdoável erro, e apresentá-la o quanto antes…

Casa Amatller – Barcelona

O post de hoje está dedicado a um dos edifícios modernistas mais famosos do Modernismo Catalão, a Casa Amatller. Situado no Paseo de Gracia, é considerada uma das obras mais conhecidas do arquiteto Puig i Cadafalch (1867/1956).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPuig i Cadafalch reformou em 1900 um edifício preexistente construído em 1875 por Antoni Robert, processo em que transformou a fachada, o saguão, o pátio interior e a escada de acesso às dependências superiores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício passou a ser propriedade de um rico industrial de Barcelona, Antoni Amatller, que encarregou a reforma ao famoso arquiteto. Sua insólita fachada escalonada foi inspirada nos modelos residenciais encontrados nos Países Baixos (Holanda e Bélgica), dentro do contexto da arquitetura neogótica. Foi decorada com esgrafiados (realizados por Juan Paradís) de uma cor sutil, como vemos nas fotos acima. O trabalho de ferro forjado (Esteve Andorrà e Manuel Ballarín) foi empregado nos balcões e nas portas do edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOutros materiais usados foram a cerâmica e a pedra. O responsável das esculturas pétreas foi o grande artista Eusebi Arnau.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Casa Amatller situa-se ao lado de uma emblemática e extraordinária obra de Gaudí, a Casa Battló, e bem próxima à Casa Lléo Morera, de Lluís Domènech i Montaner. Devido à rivalidade profissional entre os três arquitetos, este trecho do Paseo de Gracia ficou conhecido como La Manzana de la Discordia (O Quarteirão da Discórdia, em português).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente existem visitas guiadas para se conhecer o interior da Casa Amatller. Não pude participar das visitas por absoluta falta de tempo, mas conheci a portaria principal da residência, cuja construção foi projetada para a entrada de carruagens.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo andar térreo existe um estabelecimento comercial, com belos vitrais coloridos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo vemos a esplêndida escada de acesso aos pisos principais…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADesde 1960, o edifício depende do Instituto Amatller de Arte Hispânico. Em 1976, a Casa Amatller foi declarada Monumento Histórico-Artístico por sua beleza e singularidade arquitetônica. Finalizamos com uma das belas luminárias modernistas existente em seu interior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Les 4 Cats – Barcelona

No post de hoje, veremos um dos cafés históricos mais conhecidos de Barcelona, o chamado Les 4 Cats, um de meus principais objetivos em minha recente visita à cidade condal, que uma amiga gentilmente me mostrou num passeio pelo centro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAntes de falar a respeito do café, convêm comentar um pouco sobre o edifício onde está situado, a Casa Francesc Martí, projetada em 1896 pelo famoso arquiteto modernista Puig i Cadafalch.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste edifício representou o primeiro projeto deste relevante arquiteto, empregando o tijolo e a pedra na construção deste imóvel para o proprietário Francesc Martí, que passou a viver no andar principal. Puig i Cadafalch se inspirou no passado gótico de Barcelona, criando elementos associados ao estilo, como os arcos e os motivos heráldicos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPodemos ver, inclusive, uma gárgola

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro elemento importante é a representação da figura de São Jorge (Sant Jordi, em catalão), Padroeiro da Catalunha e relacionado ao Nacionalismo Catalão, do qual Puig i Cadafalch era partidário.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA ornamentação da fachada do edifício se deve escultor Eusebi Arnau, fiel colaborador do arquiteto a partir deste momento. O trabalho de ferro dos balcões se deve ao artesão Manuel Ballarín.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém de sua esbelta arquitetura, este edifício estava destinado a obter notoriedade, principalmente a partir de 1897, quando se inaugurou no andar térreo o famoso café literário Les 4 Cats.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos dos principais artistas da época participaram no projeto de sua inauguração, como os pintores Santiago Rusiñol, Ramon Casas e Miguel Utrillo. Este último e Pere Romeu foram os fundadores do local, patrocinado pelo banqueiro Manuel Girona.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua inspiração direta foi o cabaret “Le Chat Noir” (O Gato Negro) de Paris, cujo cartaz vemos no interior do café.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA denominação “Os Quatro Gatos” parafraseia uma expressão do espanhol, relacionada a um escasso público. Por exemplo, quando queremos dizer que num determinado lugar havia poucas pessoas, dizemos “Haviam quatro gatos”…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos principais elementos de sua decoração é o quadro do Ciclista, realizado pelos pintores Arranz Bravo e Bartolozzi. Trata-se de uma cópia, pois o original se encontra no Museu de Arte Moderna de Barcelona.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADesde  sua fundação, tornou-se um ponto de encontro de personalidades relacionadas ao Modernismo Catalão, como Antoni Gaudí, por exemplo. Jovens artistas como o músico Isaac Albéniz e o pintor Pablo Picasso também frequentavam o local. O pintor  de Málaga realizou em 1900 sua primeira exposição justamente no Les 4 Cats.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante os 6 anos em que esteve ativo, de 1897 a 1903, o café tornou-se uma referência da vida artística e intelectual de Barcelona. Aproveitei minha visita ao lugar para tomar um copo de vinho e saborear sua comida, sentindo o ambiente nostálgico que emana.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1970, o café foi reinaugurado com o mesmo nome. O diretor Woody Allen aproveitou o caráter histórico do café para rodar algumas cenas de seu filme “Vicky Cristina Barcelona“. Um lugar mágico, para uma cidade de cine…

Casa de Les Punxes – Barcelona

Da mesma forma que o Palau do Barao de Quadras, a chamada Casa de Les Punxes também situa-se na Avenida Diagonal, e foi construída pelo mesmo arquiteto, Puig i Cadafalch. Na verdade, trata-se de um grande edifício que ocupa todo o quarteirão, cuja fachada exterior representa uma das estampas mais conhecidas do modernismo catalão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi construída em 1905, graças a um encargo das proprietárias, as irmãs Terrades, razão pela qual o edifício também é conhecido por este nome. Ditas irmãs possuíam três imóveis no local, e preferiram unificá-los em uma só construção, cujo desafio recaiu sobre Puig i Cadafalch. O resultado do projeto foi um edifício de caráter medieval, com elementos que recordam a arquitetura gótica européia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Uma de suas principais características são as 4 torres situadas nas esquinas delimitadas pela construção. Estão coroadas por agulhas cônicas, que lhe proporcionaram o nome, pois punxes significa pontas, em catalão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara a sua construção, foi utilizado o tijolo, material que reveste praticamente toda a área construída.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

A decoração em pedra, bem como o trabalho de ferro forjado são elementos plenamente modernistas. A execução escultórica esteve a cargo de Alfons Jujol, que labrou na pedra motivos florais nos balcões e tribunas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO trabalho em ferro foi realizado por Manuel Ballarín.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo alto do edifício, podemos admirar painéis realizados em cerâmica, nos quais são introduzidas referências e símbolos patrióticos, um exemplo do nacionalismo que freqüentemente vemos no modernismo catalão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Em um deles, vemos uma imagem do padroeiro da Catalunha, São Jorge, com os dizeres:

“Santo padroeiro de Catalunha, devolve-nos a liberdade”.

Por ser propriedade privada, as visitas ao interior do edifício não estão permitidas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo térreo, foram construídos arcos de variadas influências.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1976, a Casa de Les Punxes foi declarada Monumento Histórico Nacional.