O Modernismo em Teruel

Como a Arquitetura Mudéjar, o Movimento Modernista deixou, apesar de não tão conhecido, um importante legado na cidade de Teruel.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO estilo desenvolveu-se graças à conjunção de 3 fatores, que se complementaram perfeitamente: o poder econômico da burguesia no final do séc. XIX, a excelência dos artesãos da cidade e a capacidade criativa do arquiteto Pablo Monguió, autor da grande maioria dos edifícios representativos do Modernismo Terulense.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa central Praça do Torico, por ex., vemos duas obras emblemáticas do arquiteto. A primeira é a Casa de tecidos El Torico, construída em 1912, cuja data aparece na fachada. Seu nome está relacionado a um antigo comércio que existia no térreo, embora atualmente seja propriedade de uma instituição financeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERABastante próxima, localiza-se a Casa Madrileña, também nome de uma antiga loja existente. O edifício e seus elementos modernistas são um notável exemplo de adaptação do estilo a um espaço reduzido.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Casa Ferrán, construída em 1910, é uma das principais obras de Pablo Monguió  na cidade aragonesa. Nascido em Tarragona em 1865, trabalhou em Teruel de 1897 a 1923. Faleceu em 1956.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo detalhe, vemos o delicado trabalho dos artesãos locais, que utilizavam o ferro de maneira funcional e decorativa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Casa Ferrán é uma maravilhosa combinação de pedra, ferro e madeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos uma imagem de sua parte inferior, que dá para a rua, com uma singular elaboração decorativa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor sua vez, a denominada Casa Bayo, construída em 1903, é reconhecida por sua fachada azulada e os balcões de ferro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERARecentemente restaurada, a Casa Doña Blanca foi construída em 1874, embora sua fachada modernista fosse realizada em 1902 ou 1912 (a dúvida existe pela data pintada na fachada, mas que um pouco borrada provoca a confusão).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício foi transformado na sede da Comarca da Comunidade de Teruel, e em sua bela fachada, destaca a balconada, situada em sua parte central.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Modernismo também favoreceu a edificação de templos religiosos, como a Ermita da Virgem del Carmen. O monumento foi realizado pelo arquiteto valenciano José María C. Pérez em 1903.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa realidade, a ermita enquadra-se dentro da corrente eclética, mediante a combinação de elementos mudéjares, góticos e modernistas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Um Passeio por Teruel – Terceira Parte

Teruel, a Cidade das Torres, possui além das estruturas mudéjares mencionadas nos posts anteriores, outras de origem diversa, como a Torre da Igreja de San Andrés, levantada no período românico, mas reformada no séc. XVII, no estilo barroco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo período gótico, poucas foram as construções que sobreviveram, com exceção feita à Igreja de San Francisco, erguida entre 1392/1402.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABelos edifícios compõem o aspecto da Praça de San Juan, uma das mais alteradas com a passagem do tempo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do séc. XIX e princípio do XX, as tendências arquitetônicas de caráter histórico começaram a desenvolver-se por Teruel, buscando uma nova interpretação de estilos artísticos anteriores. Os modelos a serem “imitados” tinham como fonte de inspiração o legado artístico mais genuíno de Teruel, o Mudéjar, cujo resultado foi a eclosão da corrente Neomudéjar. O Cassino da cidade, construído em 1922 e situado na Praça de San Juan, é um exemplo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo entanto, o monumento neomudéjar mais representativo  de Teruel constitui a escalinata, inaugurada em 1921.

DSC01508A construção desta bela e funcional obra visava superar o desnível existente entre a estação ferroviária e o centro histórico. Seu projetista, o arquiteto José Torán de la Red, combinou magistralmente os elementos de origem mudéjar com outros que facilitariam o desenvolvimento de outro movimento artístico que deixou uma importante marca na cidade, o Modernismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das características do Modernismo, como movimento global, foi o emprego do ferro forjado, que na escalinata podemos observar nitidamente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm sua parte superior central, vemos um retábulo de pedra, executado em alto-relevo pelo escultor Aniceto Marinas. A cena representada celebra uma das histórias mais conhecidas de toda a Comunidade de Aragón, a dos Amantes de Teruel, que em breve conhecermos nos próximos posts.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA