Centro de História de Zaragoza

No post de hoje veremos um local que foi transformado em um importante Centro Cultural, depois que perdeu suas funções religiosas originais. O Centro de História de Zaragoza situa-se no antigo Convento de San Agustín, sendo considerado uma das instituições culturais mais ativas da cidade.

20181113_124253O Convento de San Agustín foi fundado no século XIII pela Ordem dos Agostinhos. No princípio do século XVIII foi reformado no estilo barroco em uma de suas fachadas, fato que originou a criação  da Plaza de San Agustín, que vemos abaixo.

20181113_131143Deste período, se conservam a fachada da igreja e parte do convento. Esta instituição religiosa desempenhou um papel fundamental na defesa da cidade durante os chamados Sítios de Zaragoza, quando foi sitiada pelo exército francês de Napoleão Bonaparte, entre 1808 e 1809. Ao estar localizado na primeira linha defensiva da cidade, foi transformado em baluarte. No entanto, os franceses conseguiram abrir uma brecha através da qual penetraram na cidade, ocasionando a devastação do convento. Poucos anos depois, com o processo de desamortização dos bens religiosos, o convento foi finalmente abandonado e transformado em quartel.

20181113_130711Em 1978, o local foi adquirido pela Prefeitura de Zaragoza, que realizou vários projetos de recuperação, que culminaram na criação do Centro de História, aberto ao público em 2003.

20181113_13041420181113_130334Atualmente, o Centro de História de Zaragoza promove uma intensa atividade cultural, com exposições, conferências, debates, apresentações de livros, etc.

20181113_12505020181113_125818O centro acolhe também o Museu do Origami, considerado um dos melhores da Europa.

20181113_125636Quando lá estive, pude ver uma interessante exposição sobre as Festas do Pilar, celebradas anualmente no mês de outubro, em homenagem à Virgem do Pilar, Padroeira da Espanha.

20181113_13063820181113_130120Depois da visita, tomei um café em sua moderna cafeteria…

20181113_124640O Convento foi habilitado como biblioteca, que tive a oportunidade de visitar e fotografar um detalhe arquitetônico…

20181113_130910

Anúncios

Castelo de Castro Urdiales

Iniciamos nosso passeio por Castro Urdiales visitando o Castelo da localidade, situado no alto de uma elevação rochosa, numa península que se destaca na paisagem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Castelo de Santa Ana é considerado uma das poucas fortalezas existentes em toda a Comunidade de Cantábria, e foi erguido entre os séculos XIII e XIV. Integra um conjunto de arquitetura gótica único na comunidade, formado pelo Castelo, a Igreja de Santa María e uma Ponte medieval.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta bela e peculiar ponte é também denominada Ponte Velha, e atualmente comunica a fortaleza com o porto da cidade. Sua finalidade original, no entanto, era facilitar a passagem entre a fortaleza e a Ermita de Santa Ana.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATodos estes elementos integravam o sistema defensivo da cidade, além da muralha desaparecida. A posição estratégica do castelo permitia que, em caso de fuga de seus ocupantes, pudessem realizá-la por via marítima. Isso ocorreu durante o início do século XIX, quando Castro Urdiales foi ocupada pelas tropas francesas do imperador Napoleão Bonaparte, e muitos habitantes puderam escapar através da fortaleza em navios ingleses.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO castelo foi várias vezes reformado e parece que no século XVI foi abandonado. Possui uma planta pentagonal com torres cilíndricas de 15m de altura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA fortaleza pode ser visitada, muito embora em seu interior não possamos ver muitas coisas. Abaixo, vemos a grande sala utilizada como espaço de conferências.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo centro da sala foi colocado um Miliário Romano, isto é, um bloco de pedra utilizado durante a época romana que marcava as distâncias entre as cidades nas calçadas, ou estradas, das antigas colônias romanas. Este em concreto, data de 61 dC, e homenageia o Imperador Nero, recordando as origens da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1853, aproveitando a excelente localização do castelo, foi colocado um farol, que continua funcionando. Por este motivo, a fortaleza é também conhecida como Castillo-Faro (Castelo-Farol)…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre a igreja e o castelo vemos as ruínas de uma antiga construção, a Igreja de San Pedro, a mais antiga do conjunto, pois foi edificada em estilo românico no século XII. Nela se realizavam as eleições para os membros do conselho de Castro Urdiales.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo alto deste impressionante conjunto, declarado histórico-artístico em 1978, temos uma ampla panorâmica de Castro Urdiales

OLYMPUS DIGITAL CAMERA