Último Passeio por Almagro

Neste último post sobre Almagro veremos outros lugares de interesse histórico existentes na cidade, como o Antigo Convento de Santa Catalina, fundado no início do século XVII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADesde 1612 até mediados do século XIX, o convento foi a casa da Ordem Franciscana em Almagro. Foi edificado com severos critérios de austeridade, como podemos observar nos muros do edifício. O convento sofreu os efeitos da Desamortização de Mendizábal em 1836, e foi transformado em hospital, cuja função exerceu entre 1850 e 1878.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERACuriosamente, o local foi recuperado pelos próprios franciscanos, que decidiram fechá-lo definitivamente em 1942, devido a escassez de frades dispostos a residir num lugar com uma espartana disciplina. Atualmente, o Antigo Convento de Santa Catalina é um hotel pertencente a Rede de Paradores Nacionais da Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAQuando viajo pelo país, sempre que possível visito os Paradores Nacionais, por estarem situados em edifícios históricos e por sua decoração de bom gosto e requinte. Abaixo, vemos a cafetería, situada na antiga bodega do convento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro local que integra o patrimônio histórico-cultural de Almagro é o Convento Universidade de N.Sra do Rosário, construído pela Ordem de Calatrava como local de ensino em plena época renascentista, na primeira metade do século XVI. Com a desamortização do século XIX, o local foi fechado…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAComo toda cidade castelhana tradicional, em Almagro se realizam corridas de touros (touradas, em português) em seu coso taurino, como também são denominadas as Praças de Touros na Espanha. Construída a partir de 1845 com materiais pertencentes à Igreja de San Bartolomé, que foi derrubada justamente neste ano, é considerada uma das praças históricas do país. Sua capacidade é para 8.600 espectadores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA popularidade dos espetáculos taurinos na cidade ficou demonstrada quando entrei num bar, decorado com fotos dos toureiros mais famosos que se apresentaram na praça. Vinhos locais para serem apreciados instigaram meu apetite. Como curiosidade, uma faixa com a famosa frase “Por qué no te callas?”, pronunciada pelo Rei Juan Carlos I ao ex presidente venezuelano Hugo Chávez, durante a XVII Conferência Iberoamericana realizada em Santiago do Chile em 2007.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO motivo desta declaração do Rei Espanhol foram as constantes interrupções de Hugo Chávez no momento em que o Presidente de Governo José Luis Zapatero defendia a seu compatriota José María Aznar, acusado pelo presidente venezuelano por seu suposto apoio ao fracassado golpe de estado ocorrido na Venezuela em 2002. A frase deu a volta ao mundo e foi bem explorada comercialmente…

Anúncios

Convento de la Asunción de Almagro

Dentro de todo o patrimônio religioso de Almagro, destaca-se o Convento de la Asunción, cuja visita me impressionou bastante, uma verdadeira surpresa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste convento demonstra uma vez mais a importância que a Ordem de Calatrava teve no desenrolar da história de Almagro e no seu rico legado artístico e cultural. Foi fundado por D.Gutierre de Padilla, comendador maior da Ordem de Calatrava, como um hospital de misericórdia, no século XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConsiderado uma jóia do Renascimento em Espanha, foi habitado por freiras calatravas até 1815, quando sofreu o processo de desamortização no século XIX e seus bens passaram a ser propriedades do estado. O claustro é um de seus elementos mais interessantes e apesar de ser considerado um dos mais belos do Renascimento Espanhol, ainda é desconhecido em boa parte do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO projeto do claustro se deve a Enrique Egas “El Mozo”, realizado em 1534. Possui um formato quadrado com dois níveis de arquerias e com 60 colunas clássicas em seu perímetro, de Ordem Jônico no nível inferior e Toscano no superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Uma bela escada possibilita o acesso ao nível superior do claustro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo redor do claustro, observamos várias portas ricamente decoradas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAComo acontece normalmente nos conventos e monastérios da Espanha, suas dependências se organizam ao redor do claustro, como o antigo dormitório utilizado pelas freiras, com um bonito artesanato de estilo mudéjar feito de madeira em sua cobertura (finais do século XVI).

OLYMPUS DIGITAL CAMERASe o Corral de Comédias de Almagro representa o exemplo principal da Arquitetura Popular na cidade, o Convento de la Asunción constitui a obra prima da denominada Arquitetura Culta.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERADepois de abandonado, foi utilizado como quartel de cavalaria e armazém de trigo e vinho. Em 1851 foi declarado Monumento Histórico-Artístico, fato que provavelmente o salvou da ruína. Abaixo, vemos a igreja do convento, construída na primeira metade do século XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA foto acima foi tirada do Coro, cujos detalhes vemos na sequência…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo início do século XX, o convento passou a ser propriedade da Ordem Dominicana, que realizou criticadas reformas no convento, para transformá-lo num colégio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO convento está aberto à visitação pública, algo que recomendo. Simpáticas e atenciosas funcionárias tornam a visita ainda mais instrutiva. Abaixo, vemos o Escudo da Ordem de Calatrava, talhado na porta da instituição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Museu Nacional do Teatro – Almagro

A fundamental relação de Almagro com o teatro vai mais além de seu famoso Corral de Comédias, pois num dos extremos laterais de sua Plaza Mayor situa-se outro local de visita indispensável, o Museu Nacional do Teatro. Está sediado no Palácio Maestrales, construído a mediados do século XIII como residência dos membros mais importantes da Ordem de Calatrava.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XVI, o palácio passou a ser a residência do governador de Almagro e no século XVIII converteu-se num quartel de cavalaria. Em 1802, uma parte do palácio acolheu um novo convento da Ordem de Calatrava, mas com a Desamortizaçao de Mendizábal (1836), o edifício passou a ser propriedade de particulares. De seu aspecto original conserva a robusta torre em uma de suas esquinas (foto acima) e um belo pátio central arqueado, formado por arcos de ferradura feitos de tijolo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre 1994 e 2001, o edifício foi reabilitado para acolher o museu, considerado um dos poucos Museus Nacionais situados fora de Madrid. Ocupa três andares, sendo o único museu dedicado exclusivamente à história do teatro no país. Está administrado pelo Instituto Nacional de Artes Cênicas e da Música, um organismo dependente do Ministério de Educação, Cultura e Deporte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASuas salas nos mostram uma interessante trajetória histórica do Teatro Espanhol, desde seus inícios em época romana, até o século XX, passando por seus maiores dramaturgos, atores e atrizes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Museu Nacional de Teatro de Almagro possui um acervo de mais de 12 mil obras, entre desenhos, gravados, quadros, maquetes e esculturas. Abaixo, vemos um retrato do grande poeta e dramaturgo Federico García Lorca (1898/1936), realizado pelo pintor valenciano Alejandro Cabeza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA grande atriz María Guerrero (1867/1928) aparece retratada pelo pintor Anselmo Miguel Nieto (1881/1964) num quadro realizado em 1914.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir vemos um gravado realizado por Salvador Dalí (1904/1989) para a peça “Don Juan Tenorio“, sendo responsável por sua decoração e vestuário. A peça estreou em 1949 no Teatro María Guerrero de Madrid, sendo considerada uma das melhores adaptações do clássico de José Zorrilla (1817/1893), publicada por primeira vez em 1844.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO museu conta com inúmeras e formidáveis maquetes que retratam a história do teatro na Espanha. Abaixo, vemos uma delas, em que aparece o Parque do Retiro de Madrid, quando a partir do século XVII foi utilizado como cenário de representação teatral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO denominado Século de Ouro da Cultura Espanhola (XVII) está muito bem documentado no museu. Seus grandes dramaturgos realizaram obras eminentementes populares. Neste prolífico período cultural, todas as manifestações teatrais erm conhecidas como comédias, independente se a obra representada era um drama ou tragédia. A exceção constituíam os denominados Autos Sacramentais. A seguir, vemos um deles, realizado por Calderón de La Barca, um dos maiores expoentes do Teatro Espanhol.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo campo escultural, o museu conta com vários bustos, entre os quais o de Fray Gabriel Téllez (1579/1648), mais conhecido por seu pseudônimo, Tirso de Molina, considerado um dos grandes dramaturgos do Barroco Espanhol. O busto foi realizado pelo escultor Lorenzo Coullaut Valera (1876/1932).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos escultores espanhóis que mais admiro, o valenciano Mariano Benlliure (1862/1947), realizou esta bela obra em que retrata a bailarina sevilhana Pastora Rojas Monje (1889/1979), uma das figuras mais representativas da história do flamenco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAVários trajes também podem ser vistos, como o que vemos abaixo, utilizado pela atriz Cristina Higueras, nascida em 1961, para a representaçao da peça “Doña Rosita la Soltera“, de Federico García Lorca, em 1980.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Almagro – Castilla La Mancha

No mês passado pude realizar um antigo sonho, conhecer a bela cidade de Almagro. Passei um final de semana nesta cidade castelhana, situada na Província de Ciudad Real, uma das que fazem parte da Comunidade de Castilla La Mancha. Com cerca de 9 mil habitantes, seu importante patrimônio histórico conservado fez com que fosse declarada Conjunto Histórico-Artístico em 1972.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA origem desta vila remonta ao século XII, quando o Rei Alfonso VIII concede uns terrenos conhecidos como Almargue à Ordem de Calatrava, em agradecimento por sua participação na reconquista de algumas cidades castelhanas, como Cuenca, por exemplo. De fato, a presença da Ordem de Calatrava foi fundamental para o desenvolvimento do povoado. Abaixo, vemos a Cruz da Ordem de Calatrava, situada num jardim da cidade, e um antigo hospital construído pela ordem, um pouco abandonado por sua antiguidade, mas decorado com uma figura do Don Quixote em sua fachada…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XIII, Almagro foi escolhida pelos mestres da Ordem de Calatrava como local de residência e o centro de governo de suas abundantes propriedades. Em 1213, o mestre D.Gonzalo Yáñez outorgou um foro à vila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm des seus personagens históricos mais relevantes foi Diego de Almagro, com um importante papel na conquista do continente americano. Durante a conquista do Peru, foi subordinado de Pizarro, antes que brigassem e se convertesse no conquistador e governador do Chile. Nasceu em Almagro em 1487 e faleceu na cidade peruana de Cuzco, em 1538. Abaixo, uma estátua equestre recorda sua importância histórica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante o século XIV, a vila esteve protegida por um recinto de muralhas, mas estas foram derrubadas em 1886. No século XVIII, Almagro sofreu severamente as consequências do Terremoto de Lisboa (1755), afetando muitos de seus edifícios históricos. Abaixo, vemos uma das belas praças da cidade, com alguns dos inúmeros palácios nobres conservados…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Plaza Mayor de Almagro é considerada uma das mais belas da Espanha, e publicarei um post especial sobre ela…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlmagro também é sinônimo de Teatro, pois acolhe em sua Plaza Mayor um dos únicos precurssores do Teatro Moderno que se conservam , denominado Corral de Comédias, que em breve vocês poderão conhecer aqui no blog. No mês de julho, anualmente a cidade se transforma com o Festival Internacional de Teatro Clássico, famoso em todo o mundo. Mais de 10 espaços teatrais, 40 companhias e cerca de 100 espetáculos são realizados para o deleite dos habitantes e dos milhares de visitantes que a cidade recebe. A própria Plaza Mayor é um dos lugares onde podemos assistir algumas das obras apresentadas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro local onde podemos presenciar o festival, o Teatro Municipal constitui um espaço cultural de primeira ordem. Construído em 1863 pelo arquiteto Cirilo Vara y Soria, nele foram realizadas as primeiras projeções cinematográficas da cidade. Em 1988 foi restaurado pelo famoso arquiteto Miguel Fisac.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe estilo neoclássico, foi inspirado nos teatros italianos, convertendo-se ao longo de sua história no centro cultural da vila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizo este primeiro post sobre Almagro com uma curiosa foto em que aparecem as gárgulas que servem para escoar a água das chuvas, presentes em várias casas da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Catedral de Ciudad Real

Das três igrejas góticas de Ciudad Real, a Catedral de N.Sra del Prado foi a última em ser construída, sendo edificada a partir do século XV e finalizada apenas no século seguinte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Virgem do Prado é a padroeira da cidade, e goza de especial veneração. Segundo a tradição, em 1088 uma imagem românica da virgem foi trazida pelo rei Alfonso VI, e os habitantes do povoado de Pozuelo Seco de Don Gil solicitaram ao monarca que a imagem fosse deixada ali, para que pudesse ser venerada. Este povoado foi o núcleo urbano inicial de Ciudad Real.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADepois que o rei Alfonso X “El Sábio” concedeu o título de vila a este pequeno povoado, ordenou a construção da Paróquia de Santa Maria para albergar a escultura e também para repovoar a localidade. Como vimos no post anterior, em 1420 o rei Juan II, em agradecimento ao apoio dado pela população à monarquia contra a expansão da Ordem de Calatrava, outorgou à vila o título de cidade. Este templo primitivo foi derrubado para a construção da igreja gótica, mas conserva alguns elementos de sua anterior igreja românica, como a Porta do Perdão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de tudo, a catedral possuiu um grande vínculo com as ordens militares, pois se transformou no priorato das mesmas. Em frente ao templo podemos observar o Escudo da Ordem de Calatrava

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA última parte da igreja em ser levantada foi a torre, no princípio do século XIX…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Catedral de Ciudad Real é considerada a segunda mais larga da Espanha, superada apenas pela Catedral de Girona, na Catalunha (matéria publicada em 12/9 e 13/9/2013).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Retábulo Maior que preside o interior do templo pertence ao século XVII, e apresenta um programa iconográfico dedicado à Virgem do Prado. Foi realizado por Giraldo de Merlo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a Guerra Civil Espanhola, boa parte de seu patrimônio foi roubado ou destruído, incluindo a escultura românica da virgem. A atual é moderna, e foi talhada pelo escultor valenciano Raussel y Llorels.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos alguns dos belos vitrais que inundam de luz o templo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1931, a Catedral de Ciudad Real recebeu o título de Monumento Histórico-Artístico

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Ciudad Real – Comunidade de Castilla La Mancha

Ciudad Real é a capital da província homônima, uma das 5 que compõem a Comunidade de Castilla La Mancha (as demais são Toledo, Guadalajara, Cuenca e Albacete). Com uma população de 75 mil habitantes, conta com um interessante patrimônio histórico, infelizmente muitas vezes não devidamente valorizado pelos próprios espanhóis. Num final de semana decidi conhecer a cidade, e encontrei um lugar agradável para passear e com muita coisa interessante para ver.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASomente em relação ao seu patrimônio religioso, a cidade possui três igrejas góticas, incluída a catedral, o que reflete sua importância histórica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi fundada pelo rei Alfonso X “El Sábio” em 1255, com a finalidade de deter o crescente poder das Ordens Militares, especialmente a de Calatrava, que dominava o território onde se localiza. Inicialmente chamada Villa Real, o objetivo do monarca era diminuir seu poder e influência, criando uma cidade de realengo, que estivesse submetida à sua autoridade. Abaixo, vemos a escultura em homenagem ao rei fundador, situada em plena Praça Maior de Ciudad Real.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPara proteger a cidade, Alfonso X ordenou a construção de um recinto de muralhas formado por 130 torres, com 7 portas de acesso ao interior. A única que se conserva é a magnífica Porta de Toledo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInspirada na arquitetura muçulmana, está sustentada por duas torres. Possui uma grande complexidade em relação aos seus vários arcos. Os exteriores são ojivais, os intermediários são de ferradura e os internos, góticos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Porta de Toledo foi finalizada em 1328, como indica uma inscrição, e foi declarada Monumento Nacional em 1915.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERALogo depois de sua fundação, na cidade passaram a conviver cristãos, judeus e muçulmanos, estando dividida em três paróquias, a de Santa María, de San Pedro e de Santiago. Ciudad Real chegou a ter uma das mais importantes juderias, ou bairro judeu, do antigo Reino de Castilla.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1420, o rei Juan II lhe concedeu o título de cidade, por seu apoio contra as ordens militares, momento em que passou a ser denominada Ciudad Real. Sua época de maior esplendor se verificou na época dos Reis Católicos (final do século XV e princípio do XVI). O aumento populacional e das atividades comerciais relacionadas à produção de lã, couro e vinho fizeram com que os Reis Católicos ordenassem a construção de importantes órgãos administrativos. Em 1488 se estabelece o Tribunal do Santo Ofício da Inquisição e, seis anos mais tarde, a Real Chancelaría, o principal órgão de justiça do reino.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom a expulsão das comunidades judia e muçulmana, a população diminuiu e a cidade entrou num período de decadência, do qual se recuperou apenas no século XIX, com a chegada da ferrovia. Em 1691, tornou-se a capital da Comarca de La Mancha e em 1833 criou-se a Província de Ciudad Real.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a Guerra da Independência, ocorrida no princípio do século XIX, a cidade foi ocupada pelas tropas francesas até 1813, destruindo uma importante parte de seu patrimônio, especialmente religioso. A cidade se orgulha de ser conhecida como a “Capital del Quijote“, e as referências ao grande escritor Miguel de Cervantes e sua obra mais conhecida são abundantes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos próximos posts, vocês poderão conhecer um pouco mais sobre a cidade, e comprovar que ela merece uma visita, sem sombra de dúvida !

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Igreja das Calatravas – Madrid

Num segundo momento, o Barroco em Madrid entra numa fase mais ornamental. As linhas curvas se destacam e o interior dos templos é invadido por retábulos de grande complexidade. Inicia-se por volta de 1660 e entra em decadência na década de 40 do século XVIII. Um exemplo deste tipo de barroco é a Igreja das Calatravas, situada na Calle de Alcalá.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste templo foi mandado construir pelo rei Felipe IV para a Ordem Militar de Calatrava, onde se ordenavam os cavalheiros de dita organização. A igreja integrava o convento, que foi destruído durante o século XIX devido à Desamortizaçao de Mendizábal. Graças à intervenção de personalidades influentes, a igreja escapou de ser derrubada. No mesmo local onde se levantou o convento, existia um palácio de uma família nobre cuja filha foi amante de Felipe IV, como muitas outras damas de Madrid

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO nome completo do templo era Convento de la Concepción Real de la Orden de las Comendadoras de Calatrava, e durante séculos sua cúpula dominou o horizonte da Calle de Alcalá, antes que modernos edifícios nas proximidades fossem construídos, ocultando seu perfil na modernidade. Abaixo, vemos uma foto antiga da Calle de Alcalá, onde podemos observar a cúpula no lado esquerdo da imagem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO conjunto convento-igreja foi projetado pelo arquiteto Fray Lorenzo de San Nicolás entre 1670 e 1678. A fachada que estamos vendo foi, no entanto, reformada em 1858 no estilo neo-renascentista por Juan de Madrazo y Kuntz, onde destaca sua cor avermelhada e a cruz da Ordem de Calatrava em seu rosetón (roseta, em português).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta ordem foi fundada em 1158 durante o período da reconquista para defender a cidade e o castelo de Calatrava, situados na atual Província de Ciudad Real, Comunidade de Castilla La Mancha, constantemente atacados pelas tropas árabes. Logo se fundaram conventos femininos para acolher as mulheres e filhas daqueles que partiram à guerra, cuja missão era orar por seu triunfo. Com o tempo, estes conventos se transformaram em centros educacionais de prestígio para a nobreza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA história da Ordem de Calatrava, a diferença de outras ordens militares, é bem conhecida graças aos relatos do Bispo de Toledo Rodrigo Jiménez de Rada (1170/1247), promotor da construção da Catedral de Toledo. A ordem foi fundada pelo abade Don Raimundo, pertencente ao Monastério de Fitero de Navarra, sendo regida pelos ditames da Regra de San Benito e da Ordem Religiosa dos Cistercenses.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Cruz da Ordem de Calatrava pode ser vista como elemento decorativo em vários lugares da igreja, como em uma de suas portas de acesso.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos as distintas Ordens Militares existentes ao longo da história espanhola e os escudos a elas relacionadas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa fachada exterior da igreja, vemos uma escultura da Imaculada Conceição que preside o templo, realizada por Sabino Medina.

dsc01993A riqueza decorativa de seu interior originou a frase que diz ” Na Igreja de Calatrava se encontram todos os santos…”. Abaixo, vemos a Virgem Negra de Montserrat, Padroeira da Catalunha e a Virgem do Pilar, Padroeira da Espanha e do Mundo Hispano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta segunda fase do barroco é conhecida como Estilo Churrigueresco, uma referência a José Benito de Churriguera (Madrid: 1665/1725), que realizou retábulos maravilhosos, caracterizados por sua suntuosa decoração. O artista realizou sua única obra na cidade justamente para a Igreja das Calatravas em 1720, dedicada a San Raimundo de Fitero, fundador da ordem. Uma pena que, quando estava tirando as fotos do interior, fui avisado que elas não estavam permitidas, e pude tirar apenas uma do retábulo, que não ficou grande coisa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste barroco intenso e expressivo foi posteriormente desprezado pelo estilo neoclássico por seu exagero decorativo, sendo contrário aos princípios elaborados pela instituição reguladora do novo estilo que se impôs, a Real Academia de Belas Artes de San Fernando, também situada na Calle de Alcalá (ver matéria publicada entre 31/5/2014 e 6/6/2014). Apesar disso, o Estilo Churrigueresco tornou.se muito popular e expandiu-se pelo país e, inclusive, pela América latina. No início do século XXI, a Igreja das Calatravas foi novamente restaurada, depois de décadas abandonada…