Interior da Catedral de Santiago de Compostela

Nas duas primeiras matérias sobre a Catedral de Santiago de Compostela comentei um pouco sobre sua história, arquitetura, fachadas externas e o claustro. No post de hoje, veremos os espaços mais emblemáticos de seu interior, como algumas de suas inúmeras capelas, iniciando pela Capela do Sancti Spiritus, que possui um belo retábulo barroco com a Virgem da Solidão (Virgen de la Soledad, em espanhol).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA denominada Capela de Mondragón foi fundada pelo canônigo Juan de Mondragón em 1521, estando decorada com um precioso conjunto escultórico de terracota que representa a lamentação do falecimento de Cristo, realizado por Miguel Perrín em 1526.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Capela de la Comunión foi realizada no estilo neoclássico, com um retábulo do século XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas das capelas existentes pertencem à época românica, quando se construiu a catedral. Abaixo, vemos a porta de uma delas, chamada da Corticela, ornamentada com uma cena da Epifania, de mediados do século XII, e realizada pelo atelier do Mestre Mateo. No centro, vemos uma imagem da Virgem Maria com o Menino Jesus.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Catedral de Santiago de Compostela possui dois belíssimos órgãos barrocos, um de frente para o outro, fabricados no início do século XVIII. Foram colocados no meio da nave central.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Capela Maior, originalmente românica, foi reformada no período barroco por Domingo de Andrade. Está formada por um baldaquino, uma estrutura formada por 4 colunas, que alberga o altar situado sobre o Sepulcro do Apóstolo Santiago.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO altar está presidido por uma imagem do Apóstolo Santiago, de pedra policromada e vestido como peregrino, pertencente ao século XIII. Uma escada na parte posterior permite que, finalmente, os peregrinos se aproximem à imagem do santo e realizem um emotivo abraço, dando por concluída a peregrinação do Caminho de Santiago. Apesar de  ter realizado apenas de forma parcial o caminho, fiz questão de realizar o gesto, e a emoção que senti não pode ser descrita com palavras…

OLYMPUS DIGITAL CAMERADebaixo do altar encontra-se a cripta com o Sepulcro do Apóstolo Santiago, um dos locais mais sagrados do cristianismo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA urna de prata que guarda os restos do santo foi inspirada na Arte Românica, sendo fabricada por artesãos da cidade em 1885.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Catedral possui um Panteão Real onde se guardam diversas sepulturas de monarcas espanhóis, como os leoneses Fernando II ( 1137/1188) e Alfonso IX (1171/1230). Infelizmente, nao tive ocasião de vê-los. No entanto, pude contemplar o singelo sepulcro de Teodomiro, Bispo de Iria Flávia considerado o descobridor da tumba do Apóstolo Santiago.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos uns dos vitrais do interior da igreja….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos o post com a parte interna da Porta Santa que, como dissemos anteriormente, se abre apenas nos Anos Santos, quando as festividades em honra ao Apóstolo de Santiago (25 de julho) caem num domingo. Como elemento decorativo, destacam as figuras que integravam o coro pétreo original, realizado pelo Mestre Mateo em 1200. Na parte superior, uma cruz com inscrições referentes à consagração da catedral. A porta de bronze foi realizada no século XX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO próximo post estará dedicado a uma das grandes atrações da Catedral de Santiago de Compostela, o Botafumeiro

Igrejas Históricas de Córdoba

Sobre as igrejas mais importantes de Córdoba realizei duas matérias, nos dias 4 e 5 de abril, precisamente das denominadas Igrejas Fernandinas, cujo nome se refere ao Rei Fernando III que reconquistou a cidade dos muçulmanos e a dividiu em 14 bairros, cada qual com sua paróquia. No entanto, existem muitas outras igrejas que gostaria de mencionar, tanto por sua importância religiosa e arquitetônica, quanto por sua relevância histórica. A Paróquia de San Nicolás de la Villa é uma delas, pois se considera uma das últimas Igrejas Fernandinas em ser construída, no século XIV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm sua parte exterior, destaca a torre, edificada no século XV possivelmente sobre um antigo minarete islâmico. Como podem observar, a estrutura possui um caráter defensivo e o nível superior  apresenta uma curiosa planta octogonal, como se estivesse fortificada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADevido à sua antiguidade, a igreja se destaca pela combinação de vários estilos diferentes. A planta original foi edificada no estilo gótico-mudéjar, mas a fachada principal pertence ao século XVI, em pleno período renascentista, realizada pelo arquiteto Hernán Ruiz II. Simples e austera, está adornada com o santo titular da igreja, San Nicolás.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos séculos XVII e XVIII a igreja sofreu profundas reformas, que lhe propiciaram o aspecto barroco que vemos atualmente, principalmente em seu interior. O Retábulo Maior, por exemplo, foi realizado em 1720. No centro, vemos a imagem de San Nicolás.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASan Nicolás é um santo que possui a particularidade de pertencer tanto a Igreja Católica Romana, quanto a Igreja Ortodoxa Grega. Apesar de nao ter sido um mártir, adquiriu grande popularidade, até o ponto que a figura de Papai Noel foi baseada em fatos de sua vida. Uma das principais lendas sobre ele conta que um nobre que empobreceu enviou suas filhas à prostituição, para poder alimentá-las. Conhecedor desta drástica medida, San Nicolás salvou as filhas da desonra, presenteando a família com três sacos cheios de ouro, que foram depositadas no interior da casa através da janela em plena escuridão noturna. Abaixo, vemos o órgão da igreja…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa foto que segue vemos o belíssimo teto decorado com um artesanato de estilo mudéjar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém realizada por Hernán Ruiz II é a Capela do Batismo, no estilo renascentista. Nsta capela foi batizada outro dos personagens históricos mais importantes de Córdoba, o político e nobre Gonzalo Fernández de Córdoba (1453/1515), que tornou-se conhecido como “El Gran Capitán“, graças a sua capacidade como estrategista militar. Serviu ao Rei Católico Fernando de Aragón em várias batalhas pelo continente europeu, conquistando regiões da Itália que passaram a fazer parte do Império Espanhol.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem próxima à Paróquia de San Nicolás encontra-se outro templo de importância histórica, a Real Colegiata de San Hipólito.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta igreja fazia parte de um monastério fundado pelo monarca Alfonso XI de Castilla em 1343. O rei também utilizou a igreja como panteão real, já que em seu interior ordenou que fossem colocados os sepulcros de seu pai Fernando IV, falecido em 1312, e o seu próprio. Podemos vê-los na igreja ainda hoje…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1347 a igreja foi elevada à condição de Colegiata, com o propósito de que pudessem ser celebrados ofícios em memória dos monarcas enterrados. Abaixo, vemos um detalhe de sua fachada principal, construída em 1730 e decorada com uma imagem de San Hipólito.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA torre também pertence ao século XVIII…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO belíssimo órgão da igreja, igualmente barroco, é considerado um dos mais importantes de toda a Comunidade de Andalucía.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do século XIX a igreja foi cedida à Ordem dos Jesuítas. Finalizo a matéria com algumas imagens do interior da Real Colegiata.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

A Catedral de Ávila: Parte 2

Nesta segunda parte sobre a Catedral de Ávila veremos o interior do espaço sagrado, e algumas de suas obras mais importantes. A Capela Maior, por exemplo, acolhe um maravilhoso retábulo realizado no último período construtivo da catedral, no final do século XV e começo do XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA parte inferior do retábulo foi executada por Pedro Berruguete, que combina a tradiçao hispano-flamenca com o novo estilo renascentista proveniente da Itália. O artista buscou a individualização dos personagens representados e um grande realismo, conseguidos através de um intenso naturalismo. Com sua morte, a execução do retábulo foi realizada, entre outros, por Juan de Borgoña, que retratou as cenas da Anunciação, Nascimento de Cristo, Transfiguração e Apresentação ao Templo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm frente à Capela Maior, foram colocadas duas esculturas dedicadas a Santa Catalina e San Segundo, ambas realizadas em alabastro por Vasco de la Zarza na primeira metade do século XVI. Abaixo, vemos a Santa Catalina…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA tradição diz que San Segundo foi um dos sete enviados por São Pedro e São Paulo com a missão de evangelizar Espanha. Foi o primeiro Bispo de Ávila, sendo considerado o padroeiro da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo centro da nave principal foi colocado o Coro, algo característico das Catedrais Espanholas. Inicialmente ele se encontrava junto a Capela Maior, ao modo das catedrais francesas. Durante o período renascentista, acabou sendo deslocado para o centro da nave.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi construído na primeira metade do século XVI por Cornelis de Holanda, que contou com a participação de Lucas Giraldo e Juan Rodríguez, entre outros. Elaborado com madeira de nogal, destaca-se por sua rica iconografía, onde foram representados uma grande quantidade de santos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANas laterais do coro, dois belíssimos órgãos, um barroco e outro de data posterior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO claustro da catedral foi inicialmente construído no século XIV no estilo gótico e apenas finalizado no XVI, já dentro da estética renascentista.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEstá formado por 3 capelas, e constituiu sempre um local de enterramento, acolhendo os restos de personagens ilustres da História da Espanha, como Adolfo Suárez (1932/2014), o primeiro presidente do período democrático do país, iniciado depois da morte do General Franco. Abaixo, vemos uma lista que comprova a milenar tradiçao episcopal de Ávila, onde podemos ver todos os bispos da cidade, começando por San Segundo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA San Segundo foi dedicado também uma das principais capelas das muitas existentes na catedral. O acesso a ela se dá tanto pelo interior, quanto pelo exterior do templo, cuja fachada austera vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi construída para acolher os restos de San Segundo para sua conservação, que foram trazidos da igreja românica a ele dedicado, prova da grande devoção de seus habitantes ao primeiro bispo de Ávila. Para que pudesse ser construída, tiveram que derrubar um cubo da muralha, prévia permissão concedida pelo rei Felipe II, pois a fachada da capela está adossada à mesma, como vemos acima. Abaixo, vemos o interior da capela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA construção da Capela de San Segundo foi iniciada por Francisco de Mora em 1602, e finalizada por seu sobrinho Juan Gómez de Mora em 1615. O retábulo em forma de baldaquino acolhe uma urna com as relíquias do santo, e foi realizado em 1715 por José Benito de Churriguera.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Catedral de Badajoz

Na matéria publicada sobre a Alcazaba de Badajoz, vimos como logo após a reconquista da cidade por Alfonso IX em 1230, a mesquita árabe foi convertida na primeira catedral da cidade, com a denominação de Santa María del Castillo. Badajoz tornou-se sede episcopal e o primeiro bispo, Fray Pedro Pérez, decidiu logo depois construir uma nova catedral, que acabou sendo edificada fora dos limites do recinto militar, na atual Plaza de España.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO corpo principal da Catedral de Badajoz foi construído entre a segunda metade do séc. XIII e finais do XIV. Como podemos observar na foto acima, caracteriza-se pela sobriedade e austeridade decorativas. Seu aspecto de fortaleza se deve ao caráter bélico da cidade. Dedicada a São João Batista, sua construção foi iniciada pela cabeçeira, estando orientada de leste a oeste, como de costume nos templos catedralícios. Na segunda metade do séc. XV iniciou-se a construção da torre de planta quadrada, dividida em 3 partes, mais o corpo para acolher os sinos. Foi finalizada apenas no século seguinte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA parte inferior da torre mostra a transição da arquitetura gótica ao período inicial do renascimento. O segundo corpo é plateresco, como podemos ver nos detalhes decorativos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO terceiro corpo acolhe o relógio e o último, a parte onde foram colocados os sinos, é de um renascimento mais puro, com arcos de meio ponto e rematada com pináculos e almenas. Abaixo, vemos a porta principal da igreja, construída em 1619 com uma escultura de São João Batista.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir, vemos a fachada lateral…

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo lado direito da foto acima, podemos observar a Porta de San Blás, também renascentista e construída em 1546. O interior da Catedral de Badajoz é de cruz latina, formada por 3 naves, sendo a central de maior altura e largura que as naves laterais. Abaixo, vemos o Retábulo Maior, projetado por Ginés López e dourado por Manuel de los Reyes entre 1715 e 1717, inserindo-se, portanto, dentro da estética barroca.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm minha visita ao interior do templo, conheci a Jesus, o guia da catedral. Seus amplos conhecimentos de história e arte tornaram minha visita muito mais interessante e proveitosa. Entre outras coisas, comentou que é a única catedral da Espanha que possui 3 órgãos barrocos, um central e dois laterais situados sobre o coro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAJesus me explicou que graças a participação de artistas do país vizinho, a Catedral de Badajoz é a mais “portuguesa” das catedrais espanholas. Este importante detalhe pode ser visto na reja que separa o coro da nave central.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA participação de artistas lusos pode ser admirada também no claustro, construído nas primeiras décadas do século XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, o claustro está sendo reformado, não estando aberto à visitação pública. Amavelmente, Jesus me levou para conhecê-lo, permitindo que tirasse fotos de uma de suas partes, assim como da curiosa composição dos seus arcos góticos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Catedral de Badajoz foi decorada com tapetes flamencos do séc. XVI. Na sequência vemos um deles, junto com Jesus. Aproveito para agradecer sua atenção, simpatia, e a verdadeira aula de história e arte que me proporcionou.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizo a matéria com a foto de uma enorme lamparina colocada na nave central. Possui 102 braços e pesa 3750 kg !!!!.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Lerma – Província de Burgos

A cidade de Lerma, situada na Província de Burgos (Comunidade de Castilla y León), é a capital administrativa da Comarca do Rio Arlanza, que inclui os povoados de Covarrubias e Santo Domingo de Silos, que vimos recentemente. Abaixo, vemos a antiga ponte medieval da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAÉ conhecida também pelo nome de Vila Ducal de Lerma, pois sua história e engrandecimento estão intimamente relacionada a Francisco de Sandoval y Rojas, I Duque de Lerma, válido e favorito do rei Felipe III. Abaixo, o retrato do duque.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADeclarada Conjunto Histórico-Artístico em 1965, a cidade é considerada como o principal conjunto arquitetônico relacionada à Arquitetura Herreriana de toda Espanha (nome originário de um dos principais arquitetos renascentistas do país, Juan de Herrera, que criou um estilo próprio, e foi o projetista mais importante do Monastério de El Escorial).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO conjunto monumental de Lerma é uma projeção em pedra da ambição do duque, representando o poder econômico e político de um dos homens mais ricos e poderosos do séc. XVII. Um exemplo é o Palácio Ducal levantado para ser sua residência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Palácio do Duque de Lerma foi construído por Francisco de Mora, um dos discípulos de Juan de Herrera. Durante a Guerra Civil, foi utilizado como prisão e atualmente alberga um Parador Nacional, um dos 10 melhores do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO palácio preside a Praça Maior de Lerma, uma das maiores de Espanha, com cerca de 7 mil metros quadrados. Ao longo de sua história, foi usada como Praça do Mercado, Coral de Comédias e Praça de Touros. Antigamente, os touros eram acossados pelos nobres e incitados a entrar por uma rua que conduzia diretamente ao precipício. O palácio e a Praça Maior representavam o centro do poder do Duque de Lerma, além de ponto de encontro para as atividades festivas. Hoje em dia, lamentavelmente é usada como estacionamento, algo que impede a contemplação de sua grandeza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtravés do Arco de la Cárcel entramos ao centro histórico da cidade. É a única das quatro portas da antiga muralha que se conserva. Franqueada por 2 torres cilíndricas, apesar de ter sido edificada em pedra, em sua parte superior vemos um complemento feito com tijolos, fruto de uma remodelação realizada em 1610, para transformá-la numa prisão. Atualmente, sedia a Denominação de Origem Arlanza, que controla a produção dos bons vinhos fabricados na região.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA A cidade também representa o reflexo da sociedade da época do rei Felipe III, onde o sagrado e o profano formavam parte da vida cotidiana. Por isso, acabou transformando-se numa cidade conventual, repleta de conventos e monastérios.Um deles é o Convento de San Blás, situado numa praça anexa ao Palácio Ducal. Sua construção foi iniciada em 1613 para acolher uma comunidade de freiras dominicanas, sendo projetado pelo arquiteto Fray Alberto de la Madre de Dios.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO principal templo de Lerma é a Colegiata de San Pedro, cuja reforma e ampliação foi concebida pelo Arcebispo de Sevilha, tio do Duque de Lerma, a partir de 1613.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Colegiata foi consagrada em 1613, com festas que duraram 13 dias. Na sua fachada herreriana, vemos a monumental portada principal, com o escudo ducal e a imagem de Sao Pedro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAGraças a uma solicitação do Duque de Lerma, a antiga paróquia transformou-se em Colegiata em 1606, quando foi concedida uma bula do Papa Paulo V. O interior conserva sua cobertura original gótica, além de dois órgãos barrocos, construídos em 1615 e 1616, considerados dos mais antigos do país para a realização de concertos barrocos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Retábulo Maior também é barroco, composto por imagens realizadas pelo escultor Juan de Ávila.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo início do séc. XVII, Lerma possuía uma estrutura de arcos que possibilitava a união do Palácio Ducal com as construções religiosas da cidade, sem que o duque tivesse a necessidade de sair na rua. Na sequência, vemos um plano deste sistema construtivo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO único fragmento conservado nos dias de hoje encontramos na Praça de Santa Clara, no denominado Mirante dos Arcos, que ainda une os Monastérios de Santa Teresa com o de Santa Clara.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Duque de Lerma, graças ao tráfico de influências, venda de cargos públicos e abundantes casos de corrupção, tornou-se imensamente rico. Boa parte de sua fortuna utilizou para engrandecer e embelezar a Vila Ducal de Lerma, contratando os melhores arquitetos do seu tempo e transformando a cidade num exemplo das correntes artísticas que se estavam desenvolvendo na Espanha no início do séc. XVII.

Catedral de Málaga – Parte 2

Na matéria de hoje, veremos alguns dos elementos mais importantes do interior da Catedral de Málaga, formado por 3 naves de igual altura (41,79m), sendo que a central é mais larga que as laterais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma de suas partes mais valiosas é o Coro, considerado uma obra prima do Barroco Espanhol, onde o grande Pedro de Mena deixou um maravilhoso trabalho escultórico em suas 42 imagens repletas de misticismo e expressividade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANas laterais do Coro, vemos dois órgaos barrocos, formados por 4 mil tubos e fabricados entre 1779 e 1781.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo Trascoro destaca a imagem da Piedade, esculpida em mármore branco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO espaço compreendido pelo Presbitério possui um formato semi-decagonal, estando delimitado por 6 colunas suspensas por arcos de meio ponto. O Altar Maior foi realizado por Diego de Vergara em 1541 e presidido por um tabernáculo construído no séc. XIV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO templo possui inúmeras obras de arte destacáveis, como o mausoléu renascentista do arçobispo Luis de Torres. Construído por Guglielmo Della Porta, seu grande valor artístico reside na combinaçao cromática dos materiais empregados em sua execuçao (mármore branco e negro, além do bronze na escultura).

OLYMPUS DIGITAL CAMERATodo o perímetro da catedral está formado por Capelas Laterais, construídas em várias épocas em que participaram grandes figuras da Arte Espanhola. Abaixo, vemos a Capela de Santa Bárbara, com um retábulo gótico do séc. XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém do séc. XVI, a Capela de Sao Francisco possui um amplo repertório de santos franciscanos (além de Sao Francisco de Assis, vemos a Santo Antônio de Pádua, Sao Diego de Alcantara, etc).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPertencente ao séc. XVII existem várias capelas, como a da Concepçao, com um quadro da Imaculada realizado por Mateo Cerezo, embora alguns eruditos atribuem a obra a Cláudio Coelho.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa Capela do Rosário, destaca um quadro realizado por Alonso Cano entre 1665 e 1666.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Capela da Encarnaçao, também conhecida como Capela Dourada por sua decoraçao, foi projetada por Ventura Rodríguez ou Juan de Villanueva. Seu retábulo do séc. XVIII reflete o gosto artístico da Corte Espanhola, ditado pelos princípios estéticos  neoclássicos da Real Academia de Belas Artes de San Fernando.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMais recente é a Capela da Virgem do Pilar, com um retábulo construído em 1946.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos destaques do interior da Catedral de Málaga se encontra na Capela dos Caídos, com um conjunto escultórico belíssimo de Cristo Crucificado e uma imagem da Virgem Dolorosa, realizados pelo acima citado Pedro de Mena e também por Alonso de Mena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Sala Capitular é apresentada como um verdadeiro museu, com obras de artistas como José de Ribeira, representado por um quadro de Sao Paulo Ermitao, realizado em 1630.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Catedral de Astorga – Parte 2

O interior da Catedral de Astorga possui planta basilical formada por 3 naves e o mesmo número de ábsides poligonais. As bôvedas sao típicamente góticas, chamadas de crucería.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Trascoro, situado como o próprio nome indica na parte detrás do Coro, é neoclássico, e foi feito de materiais diversos, como mármore, jaspe, alabastro e bronze. Trata-se de uma verdadeira capela com um retabulo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANele, vemos duas imagens principais, a da Virgem no centro e de Santo Toríbio, Bispo de Astorga do séc. V, no alto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Coro é de estilo flamenco e foi executado com madeira de nogal. Foi realizado por Juan de Colonia, um dos arquitetos da catedral, em 1515.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte superior direita do Coro, vemos o belíssimo órgao barroco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOs vitrais que compoem a catedral estao sendo, pouco a pouco, restaurados. Alguns sao medievais. Outros, de época moderna.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos um detalhe barroco de uma de suas capelas e a cúpula.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Catedral de Astorga estao sepultadas as conhecidas Enfermeiras Mártires de Somiedo, que foram fuziladas pelos republicanos no começo da Guerra Civil.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos maires tesouros artísticos do interior do templo é o Retábulo Maior. Esta grande obra de arte foi realizada por Gaspar Becerra (1520/1568), um dos grandes nomes do Renascimento Espanhol. Pintor e escultor, o artista viveu durante um tempo na Itália, e sua obra caracteriza-se por uma forte influência de Miguel Ângelo. Foi pintor da corte de Felipe II e este retábulo é uma de suas principais obras.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste retábulo, realizado na segunda metade do séc. XVI, foi revolucionário para a época, tornando-se motivo de inspiraçao para muitos outros que vieram depois dele. A claridade e monumentalidade arquitetônica, além de sua sobriedade decorativa, colaboraram para isso. Os temas escultóricos estao relacionados com a exaltaçao da Virgem Maria e a vida de Cristo. Na parte superior do retábulo, observamos o Calvário. Toda esta iconografia estava relacionada com o Concílio de Trento, cujas reformas visavam reafirmar os dogmas do Catolicismo, bem como uma tentativa de deter o avance do Protestantismo.