Ponte de Toledo – Madrid

De todas as pontes que cruzam o Rio Manzanares, e que atualmente se encontram dentro dos limites do Parque Madrid Rio, a Ponte de Toledo é a mais bela, sem dúvida nenhuma.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAo longo dos séculos, várias pontes receberam esta denominação, mas foram destruídas pelas enchentes do rio. Em 1718, durante o reinado de Felipe IV, o Marquês de Vadillo, corregidor da vila, encarregou ao grande arquiteto barroco Pedro de Ribera a construção de uma nova ponte, finalizada em 1732, que felizmente se conserva atualmente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEstá formada por 9 arcos e  foi construída de forma sólida e bem estruturada, para resistir à força das águas. O objetivo primordial de sua construção foi enlaçar a vila de Madrid com o antigo caminho à Toledo e Andaluzia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA outra função da Ponte de Toledo era que houvesse uma entrada digna à capital do reino desde o município de Carabanchel, hoje em dia integrado à cidade como um de seus distritos, uma zona em que foram edificados vários palácios aristocráticos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAQuando foi finalizada, a Ponte de Toledo sofreu várias críticas dos intelectuais e escritores da época, que comentavam que se tratava de “muita ponte para pouco rio…”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA ponte foi decorada com duas estruturas que acolhem as imagens do santo padroeiro de Madrid, San Isidro, e de sua esposa, Santa María de la Cabeza, que vemos acima e abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASan Isidro aparece realizando seu milagre mais conhecido, o chamado “Milagre do Poço“. Conta a tradição que seu filho caiu num poço profundo e o santo, através de suas orações e fé, conseguiu fazer com que a água do poço subisse, podendo desta forma resgatá-lo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem em frente foi colocada a imagem de Santa María de la Cabeza

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Ponte de Toledo une duas rotatórias (em espanhol chamadas de Glorietas), a Glorieta de Pirâmides com a Glorieta do Marquês de Vadillo. Na Glorieta de Pirâmides vemos dois obeliscos, construídos em 1831.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADuas belas fontes construídas por Pedro de Ribera embelezam este lado da ponte….

OLYMPUS DIGITAL CAMERADo outro lado, na Glorieta do Marquês de Vadillo, vemos duas torres também decoradas, uma espécie de porta de entrada a ponte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o detalhe decorativo da parte superior das torres….

OLYMPUS DIGITAL CAMERADurante décadas, a Ponte de Toledo serviu de estacionamento para os jogos disputados no Estádio Vicente Calderón, que abaixo vemos ao fundo de um dos arcos que constituem a ponte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1956 foi declarada Monumento Histórico-Artístico e em 1966 passou a ser utilizada somente para pedestres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom esta matéria, finalizo a série sobre o Parque Madrid Rio…até o próximo post !!!!

Parque Madrid Rio: Pontes

Dentro do patrimônio histórico integrado ao Parque Madrid Rio, as pontes formam um capítulo à parte. Em sua passagem por Madrid, o Rio Manzanares é atravessado por 33 pontes e passarelas, das quais 12 são consideradas pontes históricas, sendo que algumas das mais famosas fazem parte do parque. Neste post, veremos as principais pontes de Madrid. A ponte de origem mais antiga é a Ponte de Segóvia, construída durante o reinado de Felipe II (segunda metade do século XVI). No entanto, a ponte que vemos atualmente é uma reconstrução, pois a original foi destruída durante a Guerra Civil Espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Ponte de Segóvia é utilizada tanto pelos veículos, quanto pelos pedestres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe início do século XIX, a Ponte do Rei, como o próprio nome indica, era de uso exclusivo do monarca, unindo o Palácio Real com a Casa de Campo, local adquirido pela monarquia para seu retiro e também para a caça. Construída pelo arquiteto Isidro González Velázquez, atualmente é utilizada somente para pedestres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA denominada Ponte dos Franceses é a única ponte ferroviária da cidade. Foi construída  a partir de 1860 por engenheiros franceses, o que explica seu nome. O trem que a atravessava pertencia à Companhia de Ferrocarriles del Norte, ligando Madrid com a norte da Espanha, e possuía capital francês. Composta por 5 arcos, destaca o tijolo vermelho, material com que foi construída.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJá a Ponte Reina Victoria foi inaugurada em 1909, com alguns elementos modernistas. Seu nome homenageou a rainha Victoria Eugenia, casada em 1906 com o Rei Alfonso XIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe 1955 é a Ponte das Bolas

OLYMPUS DIGITAL CAMERAVárias pontes foram construídas em época recente, caso da Ponte do Principado de Andorra, que contou com a participação, no dia de sua abertura, do chefe de governo  deste país encravado nos Pirineus, cordilheira montanhosa situada entre a Espanha e a França. Possui um curioso formato em “Y” e um chamativo cor verde.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Ponte de Arganzuela é uma belíssima estrutura de arquitetura contemporânea, e proporciona um toque de modernidade ao parque.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFoi projetada pelo arquiteto francês Dominique Perrault e inaugurada em 2011. Esta ponte metálica consta de dois grandes tubos de 278 metros, unidos por uma plataforma central.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe uso exclusivo para pedestres, sua construção teve outra finalidade, a estética do parque.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a Ponte do Matadouro, uma das últimas em ser construída. O teto interior foi decorado com pastilhas, muito interessante…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa minha opinião, a mais bela ponte de todas é a Ponte de Toledo, que merece um post especial…

Parque Madrid Rio: Patrimônio Histórico

Além de sua importância ecológica, paisagística e de ócio para a população, o Parque Madrid Rio conserva em seus limites edificações históricas de grande relevância, que ficaram integrados a área do parque. Infelizmente, muitas destas construçoes foram duramente afetadas durante a Guerra Civil Espanhola (1936/1939), devido sua proximidade com as frentes de batalhas. Um exemplo é a Ermita de la Virgen del Puerto (post publicado em 13/7/2013).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEste belo templo religioso foi construído pelo grande arquiteto barroco Pedro de Ribera entre 1716 e 1718, que foi encarregado de seu projeto pelo então corregidor (uma espécie de prefeito da cidade na época, nomeado pelo rei) da Vila de Madrid, o Marquês de Vadillo, cujo sepulcro se encontra dentro da ermita.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPraticamente destruída durante a Guerra Civil, teve que ser reconstruída em 1945. Outro monumento interessante é o denominado Túnel de Bonaparte, construído por José Bonaparte, irmao do Imperador Napoleão, que governou o país entre 1808 e 1814. O túnel foi projetado pelo arquiteto Juan de Villanueva, responsável por importantes projetos históricos, como o Museu do Prado, por exemplo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste túnel tinha como finalidade servir de escapatória para o monarca francês, em caso de necessidade, ligando os jardins do Palácio Real com a Casa de Campo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA oferta cultural do parque está representado por um dos centros mais dinâmicos da cidade na atualidade, o antigo Matadouro Municipal de Legazpi (post publicado em 27/9/2013). Inaugurado em 1924, foi o principal matadouro da cidade no século XX e foi construído no estilo neomudéjar, com tijolos e cerâmica decorativa. Abaixo, vemos uma imagem panorâmica do local.

OLYMPUS DIGITAL CAMERARecentemente, tive a oportunidade de conhecer o Palácio de Cristal de Arganzuela, que fica no interior do antigo matadouro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAHoje em dia, o Palácio de Cristal se transformou numa grande estufa (invernadero, em espanhol), onde foram criados ecossistemas de diferentes partes do mundo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACasa ecossistema foi representado por uma grande quantidade de espécies características. Existem três deles, o tropical…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEcossistema subtropical…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAE ecossistema desértico…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o edifício da Torre do Relógio, originalmente local administrativo do matadouro e atualmente sede de um órgão público.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizo a matéria com mais uma foto do Estádio Vicente Calderón, em seu último ano de vida…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Parque Madrid Rio – Parte 2

Como foi dito no post anterior, o processo de renaturalização do Rio Manzanares provocou o ressurgimento da vegetação de ribeira, que lentamente volta a colonizar o espaço natural. Em quanto à fauna, ocorreu uma verdadeira explosão de vida, com inúmeras espécies que podemos observar num passeio pelo parque, principalmente aves.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEntre as espécies de aves podemos encontrar a Garça Real, Gaivotas, Cegonhas, Maritacas, etc…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das aves que se pode avistar mais frequentemente é a Urraca, de cores preta, branca e azul. Esta espécie é muito “desconfiada” e foge sempre que alguém se aproxima, dificultando as boas fotografias…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, uma outra ave que encontrei em minhas andanças pelo parque…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos limites do parque existem 17 áreas infantis, compostas por brinquedos criativos e feitos de materiais que harmonizam com o entono…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAs árvores catalogadas como espécies ameaçadas foram devidamente protegidas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitas fontes embelezam o parque, como a que vemos a seguir….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém do mais, o parque oferece belíssimas vistas do Centro Histórico de Madrid, situado a 70 metros sobre o nível do Rio Manzanares. Abaixo, vemos o Palácio Real e a Catedral de Almudena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Parque Madrid Rio

O entorno do curso fluvial que atravessa Madrid, o Rio Manzanares, foi alvo de uma das maiores reformas urbanas realizadas na cidade no século XXI. Outrora marginalizado e abandonado, atualmente o rio e suas margens se transformaram num dos maiores espaços naturais da cidade, o Parque Madrid Rio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO extraordinário processo de revitalização do Rio Manzanares só foi possível graças a uma mudança de mentalidade, que converteu o trajeto do rio inicialmente destinado ao tráfego de veículos, com suas nefastas consequências sobre o Manzanares, num espaço de ócio de grande envergadura para os habitantes da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara alcançar esta importante meta, a antiga via de circulaçao que atravessava a zona, a M30, foi soterrada entre 2003 e 2007. A partir deste momento, uma associação ecológica, em parceria com a Prefeitura de Madrid, iniciaram um projeto de renaturalização que propiciou o surgimento do parque em 2011.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMais de 500 mil árvores foram plantadas, criando um grande espaço de ócio para a população que, agradecida, utiliza atualmente os mais de 10 km de itinerários destinados à prática esportiva e também como excelente alternativa para as horas livres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 2016, o Parque Madrid Rio recebeu um prêmio concedido pela Universidade de Harvard por seu projeto e o impacto ambiental e social verificado a partir de sua implantaçao.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar de seu pequeno volume de água, historicamente o Rio Manzanares produziu diversas enchentes que provocaram a destruição de várias pontes que antigamente cruzavam o rio. A partir do início do século XX, o rio foi canalizado com a finalidade de controlar as enchentes, através da construção de pequenas represas e comportas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Evidentemente, o curso natural do rio foi alterado, acarretando prejuízos ambientais como o desaparecimento de sua vegetação e a fauna adaptada ao seu ecossistema. Com a criação do parque e a notável melhoria de seu aspecto ecológico e paisagístico, a vegetação pouco a pouco retornou ao seu ambiente natural.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém de possibilitar uma “nova vida” ao rio, o parque cumpre hoje em dia a funçao de um grande corredor ecológico, integrando as demais áreas naturais da cidade, como a Casa de Campo, por exemplo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra consequência positiva foi a grande quantidade de construções históricas que ficaram integradas ao perímetro do parque, como vocês poderão observar nos próximos posts. Abaixo, vemos o Estádio Vicente Calderón, a antiga casa do Atlético de Madrid, que em 2018 será derrubado já que o clube inaugurou no ano passado seu novo estádio, o Wanda Metropolitano. O Vicente Calderón foi edificado às margens do rio e por este motivo, durante décadas foi chamado de Estádio Manzanares…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Rio Manzanares – Parte 3

Na segunda metade do século XIX se construiu uma nova ponte sobre o Rio Manzanares. Primeira ponte ferroviária de Madrid, foi construída por engenheiros franceses, motivo pelo qual passou a ser chamada de Ponte dos Franceses. Outra explicação para seu nome é que foi construída para a Companhia Ferroviária do Norte (Cia de Ferrocarriles del Norte), de capital francês.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComposta de 5 arcos, foi inaugurada em 1860 e tornou-se famosa durante a Guerra Civil Espanhola, por ter sido frente de batalhas durante o assédio dos nacionalistas a Madrid. A guerra produziu a destruição de todos os bairros situados junto ao rio, e muitos dos monumentos tiveram que ser reconstruídos, como a histórica Ponte de Segóvia. Abaixo, vemos uma foto antiga realizada durante as obras de construção da Ponte dos Franceses.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1909 se inaugurou outra das pontes que cruzam o Rio Manzanares, a Ponte da Reina Victoria. Seu nome é uma homenagem a Victoria Eugenia, esposa do rei Alfonso XIII, e foi projetada por Eugenio Rivera com alguns toques modernistas. A seguir vemos duas imagens da estrutura, uma antiga e outra atual…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAo longo dos séculos, muitas foram as festas que se realizavam, e continuam sendo organizadas, junto ao rio, como a Romaria que se celebra anualmente em homenagem ao santo padroeiro de Madrid, San Isidro Labrador, como vemos na foto abaixo, tirada em 1936.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XX, o Rio Manzanares foi canalizado em duas ocasiões. A primeira, realizada em 1914, supôs a limpeza das margens do rio. Podemos ver atualmente vários dos canais que foram edificados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o rio antes de ser canalizado…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA pouca profundidade o Rio Manzanares fez com que fosse utilizado para banhos públicos, principalmente a partir do século XIX, com a introdução das teorias higiênicas. Com sua canalização, começaram a aparecer piscinas que tiveram um grande êxito de público.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1932, surgiu a denominada Playa de Madrid, um complexo que estava formado por uma represa e um conjunto desportivo que tornou-se um verdadeiro fenômeno popular. Enquanto a população de baixa renda optava pela praia, a elite frequentava as piscinas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA contaminação industrial prejudicou os banhos, tornando-o impossível. Nas décadas finais do século XX, o anel viário que circunda a cidade passou a fazer parte das margens do rio. A construção da denominada M-30, uma grande via de circulação de carros, provocou o isolamento do rio em relação ao resto da cidade, condenado o pobre rio à sua marginalização. Felizmente, em 2003 as autoridades municipais, conscientes do grave erro que haviam cometido, aprovaram uma lei para o soterramento da vía. Todo o espaço liberado foi convertido numa grande zona de ócio, o Parque Madrid-Rio. Esta intervenção constituiu uma das principais reformas urbanas da história recente de Madrid, transformando radicalmente as margens do rio, atualmente frequentada em peso pelos habitantes da cidade. Uma das principais obras realizadas, a Ponte de Arganzuela dotou suas margens de uma atmosfera moderna.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAProjetada pelo arquiteto francês Dominique Perrault, possui 278m de comprimento, sendo exclusiva para pedestres e bicicletas. Inaugurada em 2011, sua estrutura está formada por uma espiral metálica de grande beleza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA construção deste parque fez com que praticamente todo o trajeto do rio por Madrid estivesse protegida, criando um corredor ecológico com as demais reservas criadas antes que o Manzanares desemboque no Rio Jarama. No próximo post veremos um destes novos parques…até lá !!!!