Fórum Romano de Tarragona – Parte 2

Neste segundo post sobre o Fórum Romano de Tarragona veremos outros vestígios arqueológicos pertencentes ao incrível conjunto de restos romanos da antiga Tarraco que se conservam na cidade, declarados Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Como dito na matéria  anterior, o Fórum constituía o centro da vida pública de qualquer cidade romana, estando composto por seus principais edifícios administrativos, religiosos e jurídicos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta segunda zona pertencente ao Fórum Romano de Tarraco é visitável, mediante o pago de uma modesta entrada. Seus vestígios arqueológicos foram documentados por primeira vez na segunda metade do século XIX, com a derrubada das antigas muralhas renascentistas. Abaixo, vemos um busto em homenagem a Joan Serra i Vilaró, o primeiro em escavar as ruínas desta parte do Fórum Romano de Tarraco, em 1930.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO conjunto está formado por duas zonas separadas por uma rua e unidos por uma pequena ponte…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta é considerada a praça inferior do Fórum, ao estar situada numa zona mais baixa da cidade. Tinha umas dimensões impressionantes, de 318 m de comprimento por 175 m de largura, estando cercada em três de seus lados por uma complexa estrutura de pórticos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo Fórum situava-se o denominado Templo Capitolino, o principal de Tarraco, em homenagem à tríade romana formada pelas divindades Júpiter, Juno e Minerva. Sua parte conservada se restringe à sua fundação estrutural feita com o chamado cimento romano (Opus Caementicium).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos uma reconstrução gráfica idealizada do monumento…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro local imprescindível no Fórum Romano era a Basílica, um edifício de 3 naves separados por colunas, com finalidades administrativas, políticas e, principalmente, jurídicas, além de constituir um ponto de encontro social.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma sala central presidia o interior da Basílica, onde se reunia o senado local, ou Curia. Seu exterior estava formado por colunas de ordem coríntia, 14 delas dispostas em seu comprimento e 4 colunas em seu sentido lateral (14×4). Posteriormente, os cristãos utilizaram a estrutura das basílicas romanas para a construção de suas igrejas, motivo pelo qual muitas delas, principalmente catedrais, possuem uma planta basilical.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOs quarteirões das casas estavam delimitados por ruas de pedra com uma largura de 6 metros. O planejamento urbano das cidades romanas estava composto por duas ruas que se cruzavam perpendicularmente, o Decumano (sentido leste-oeste) e o Cardo (orientação norte-sul). O Decumano principal denominava-se Decumanus Maximus, que cruzava com o Cardo Maximus.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADentro desta zona do Fórum Romano de Tarraco se conservam também vestígios de casas e pequenos comércios. Abaixo, vemos uma cisterna que pertenceu a uma residência construída no século II aC, anterior portanto à própria construçao do Fórum.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA cidade de Mérida (situada na Comunidade de Extremadura) foi, junto com Tarraco, uma das principais cidades romanas de Hispania. Antiga Emerita Augusta, foi a capital da Província da Lusitânia. Uma placa oferecida à cidade de Tarragona pela “hermana histórica” foi colocada dentro da área protegida do Fórum.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém de todos estes monumentos pertencentes ao seu passado romano que estamos vendo no blog, se conservam outros lugares icônicos da antiga Tarraco, situados a poucos quilômetros da cidade, como o Aqueduto. Construído no século I dC, originalmente tinha 15 km de extensão, dos quais foram preservados “apenas” 217 m de comprimento e 27 m de altura em sua parte central. Uma pena que não tive a oportunidade de visitá-lo…

Tarragona Romana: Teatro e Anfiteatro

No mundo romano, os espetáculos populares constituíam uma parte fundamental da vida cotidiana. O dito latino “Panis et Circenses” refere-se justamente ao controle popular exercido pelos Imperadores Romanos através da organização destes espetáculos. Em Tarraco, nome romano de fundação da cidade de Tarragona, não era diferente. Atualmente se conservam os três edifícios públicos construídos para esta finalidade, o Circo, o Teatro e o Anfiteatro. Neste post, veremos os dois últimos. O Teatro Romano de Tarraco foi o primeiro em ser construído, no final do século I aC, em época de Augusto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASituado próximo ao Fórum da Colônia, nele eram realizadas representações teatrais e foi construído aproveitando-se o desnível natural do terreno.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Teatro Romano de Tarragona deixou de ser utilizado no século III dC, e posteriormente novos edifícios foram construídos com seus materiais. Ao contrário dos outros dois espaços, o Teatro encontra-se abandonado e não está aberto à visitação pública, pois carece de infraestrutura para tal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAJá com o Anfiteatro, a situação é completamente distinta, pois representa uma das principais atrativos do Conjunto Arqueológico de Tarragona, estando aberto aos visitantes. O primeiro que chama a atenção do Anfiteatro Romano de Tarragona é sua excepcional localização, junto ao Mar Mediterrâneo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEste tipo de edifício era usado para os espetáculos com animais ferozes, lutas de gladiadores e também como local de execução pública. Nele, no ano de 259 dC, foram martirizados o Bispo Fructuoso e dois de seus diáconos, como foi dito anteriormente, dentro do contexto da perseguição religiosa contra a comunidade cristiana, ordenada pelo Imperador Diocleciano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConstruído no século II dC, num local que havia sido uma área funerária, foi reformado em 221 dC. O Anfiteatro foi construído junto ao mar com a finalidade de facilitar o acesso público e também para o desembarque de animais. Tinha capacidade para 15 mil espectadores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século V dC perdeu sua função original e no seu recinto foi edificada uma Basílica Visigoda de 3 naves no final do século seguinte, para celebrar o martírio do bispo e dos diáconos. Ao seu redor, se construiu um cemitério com tumbas escavadas na arena e mausoléus funerários adossados à igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XII se ergueu, sobre os cimentos da antiga Basílica Visigoda, um novo templo sob a titularidade de Santa María del Milagro. Esta igreja de estilo românico manteve-se de pé até 1915. No entanto, conservam-se os restos de ambas igrejas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Tarragona Romana – Patrimônio da Humanidade

O Conjunto Arqueológico de Tarragona, referente ao seu passado romano, é considerado um dos mais importantes de toda a Hispania, razão pelo qual foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 2000. Representa o assentamento romano mais antigo de toda a Península Ibérica, com muitos monumentos conservados.

DSC02067Dois foram os critérios estabelecidos pela Unesco para que a Tarragona Romana recebesse esse almejado título. O primeiro deles: “Os restos romanos de Tarraco são de uma importância excepcional no desenvolvimento do planejamento urbano romano, servindo de modelo para as capitais provinciais do Império Romano“. Em segundo lugar: “Proporcionam um testemunho eloquente e incomparável de uma etapa significativa na história das terras mediterrâneas da antiguidade”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASua muralha é a construção mais antiga de toda a Tarraco Romana. Foi construída no final do século III aC, e ampliada no século II aC.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOriginalmente, a muralha romana tinha 3500m de perímetro, dos quais se conservam 1100m, que rodeia o Centro Histórico de Tarragona.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlgumas das torres originais foram preservadas, como a chamada Torre de Minerva e a do Arcebispo. A muralha pode ser conhecida em sua totalidade num Paseo Arqueológico, cuja entrada vemos abaixo:

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir, vemos uma das portas da muralha…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma foto da parte interior da muralha, junto ao centro histórico…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA muralha romana sofreu diversas modificações ao longo da história…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1368, se construiu uma nova muralha medieval denominada “La Muralleta“, cuja construção mais emblemática é a Torre de les Monges.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta torre de formato octogonal estava situada num dos extremos da Muralleta. Em 1530, diante do medo de um ataque marítimo, a torre transformou-se num ponto de vigilância costeira. Esta torre encontrava-se junto ao Circo Romano, que em breve veremos no blog, e sua fachada converteu-se no muro interno desta fortificaçao do século XIV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Muralleta estava composta por 4 torres, e esta é a única conservada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra modificação se realizou no século XVIII, em 1737, durante o reinado de Fernando VI. Uma antiga porta medieval, o chamado Portal de Sant Antoni, foi reformado no estilo barroco, adquirindo um aspecto de Arco de Triunfo. Em sua parte superior, foi colocado o escudo do monarca, que atualmente encontra-se bastante desgastado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Espanha: Patrimônios da Humanidade (Parte 7)

Finalmente chegamos à bela Andalucía, região situada no sul da Espanha e com várias localidades declaradas Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Trata-se da Comunidade Autônoma mais populosa do país e a segunda em extensão, somente superada por Castilla y León. Sua capital, Sevilha, foi congratulada como P.H. em 1987. Na lista organizada pela Unesco, fazem parte sua impressionante Catedral Gótica, o Alcázar e o histórico Arquivo das Índias, o maior centro de documentação existente sobre a colonização americana. Abaixo, vemos duas fotos da Catedral de Sevilha

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Província de Málaga encontramos a cidade de Antequera, que possui um dos conjuntos de arquitetura pré-histórica mais importantes da Europa, os denominados Dólmenes de Antequera. São consideradas a primeira manifestação da arquitetura monumental da pré-história do continente (século V aC), motivo pelo qual foram declarados P.H. em 2016.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA cidade de Córdoba é a única do mundo que possui 4 lugares declarados Patrimônios da Humanidade. Inicialmente, sua incrível Mesquita-Catedral recebeu o título em 1984.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPosteriormente, em 1994, todo o Centro Histórico da cidade foi declarado Patrimônio da Humanidade….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 2018, a cidade palatina de Medina Azahara, localizada a pouca distância de Córdoba, foi a última em integrar a lista…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs pátios cordobeses constituem uma das principais atrações da cidade e a festa que se celebra anualmente no mês de maio foi designado Patrimônio Imaterial pela Unesco em 2012.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa Província de Jaén, as cidades de Úbeda e Baeza, situadas próximas uma da outra, foram catalogadas como Patrimônio da Humanidade em 2003 pelo excepcional conjunto renascentista que conservam…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEspero que esta série de posts tenha colaborado para mostrar a grande diversidade cultural e artística do patrimônio espanhol. Muitos outros lugares declarados Patrimônio da Humanidade pela Unesco na Espanha (exatamente 11) não foram incluídos nas matérias, pela simples razão que ainda não tive a oportunidade de conhecê-los. Espero, com o tempo, poder visitá-los e mostrá-los a vocês…

Espanha: Patrimônios da Humanidade (Parte 5)

Na matéria de hoje, veremos os lugares do norte da Espanha declarados Patrimônios da Humanidade pela Unesco. O Caminho de Santiago sempre foi, historicamente, um dos principais centros de peregrinação do mundo. Os peregrinos que caminhavam rumo ao sepulcro do Apóstolo Santiago, situado na Catedral de Santiago de Compostela, possibilitaram um fértil intercâmbio de idéias que favoreceu o desenvolvimento do norte do país. Por exemplo, uma das vías de entrada do Estilo Românico na Espanha foi justamente o Caminho de Santiago, e em seu trajeto podemos admirar várias construções emblemáticas do estilo, como a Igreja de San Martín de Frómista, entre muitas outras.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitas das cidades atualmente existentes foram fundadas graças a esta trilha sagrada, como Puente de la Reina, situada na Comunidade de Navarra, cuja ponte construída para a passagem dos peregrinos deslumbra a todos aqueles que a cruzam.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO mais frequentado de todos os Caminhos que levam à Santiago de Compostela, o denominado Caminho Francês, foi declarado P.H. em 1993. Em 2015, o chamado Caminho do Norte, cujo trajeto passa por belas paisagens e praias da costa norte do país, também foi incluído na lista.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA bela capital do Principado de Asturias, Oviedo, possui um importante patrimônio histórico, repleto de monumentos de grande relevância, como sua catedral gótica, além de um excepcional conjunto de igrejas construídas no período pré românico, que foram designadas Patrimônios da Humanidade em 1985 e cuja lista ampliou-se em 1998.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAArte Paleolítica do Norte da Espanha, que inclui a famosa Caverna de Altamira, recebeu o título em 1986. Situada na Comunidade da Cantábria e próxima a um dos pueblos mais belos do país, Santillana del Mar, a Caverna de Altamira é considerada a “Capela Sixtina da Arte Paleolítica“, graças ao excepcional conjunto de pinturas rupestres que possui. Atualmente, perto da entrada da caverna, existe uma museu onde se pode contemplar uma réplica exata da caverna original, cuja visita somente é permitida para arqueólogos e estudiosos do tema.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Arquitetura Industrial também foi contemplada como P.H. na Espanha. Um exemplo é a magistral Ponte de Vizcaya, o principal monumento do município de Portugalete, situado a pouca distância de Bilbao, no País Vasco. Inaugurada em 1893, é também denominada Ponte Colgante e foi projetada pelo arquiteto Alberto Palácio Elissague. Uma das mais destacadas obras da arquitetura de ferro, decorrente da Revolução Industrial, esta ponte foi a primeira de sua tipologia construída em todo o mundo e recebeu o título de P.H. em 2006.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Comunidade da Rioja, famosa internacionalmente por seus deliciosos vinhos, situa-se o município de San Millán de Cogolla, que acolhe dois monastérios construídos em épocas diferentes. O chamado de San Millán de Suso foi fundado no século VI por San Millán, enquanto San Millán de Yuso pertence ao século XI, embora se reconstruiu entre os séculos XVI e XVIII. Um dos centros espirituais mais importantes do antigo Reino de Castilla, neste monastério foi escrita a obra mais antiga do idioma castelhano, as “Glosas Emilianenses“, motivo pelo qual é considerado o berço do idioma espanhol. Foi declarado P.H. em 1997.

IMG_2897IMG_2894

Espanha: Patrimônios da Humanidade (Parte 4)

Continuando a matéria sobre os Patrimônios da Humanidade da Espanha, hoje veremos outros lugares que fazem parte da lista situados em duas Comunidades Autônomas do país, Extremadura e Galícia. A Comunidade de Extremadura, situada na região oeste do país, fronteira com Portugal, possui 3 lugares declarados P.H. Sua capital, Mérida, está situada na Província de Badajoz, e conta com um impressionante conjunto arqueológico de época romana, quando se denominava Emerita Augusta. O Teatro Romano de Mérida é um dos mais bem conservados do mundo, e a importância do passado romano da cidade pode ser apreciada no Museu Nacional de Arte Romano, projetado pelo renomado arquiteto espanhol Rafael Moneo. O conjunto arqueológico de Mérida foi declarado P.H. em 1993.

DSC02185DSC02150Na Província de Cáceres, destaca o Real Monastério de Santa María de Guadalupe, cuja construção iniciou-se no século XIII e estendeu-se até o XVIII, motivo pelo qual combina diversos estilos artísticos, como o gótico, mudéjar, renascimento, barroco e neoclássico. Guarda em seu interior a imagem de N.Sra de Guadalupe, Padroeira da Extremadura e de grande devoção na América Latina. Foi declarado P.H. em 1993.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA cidade velha de Cáceres foi designada P.H. em 1986, graças ao excepcional estado de conservação de seu maravilhoso centro histórico. Estive em Cáceres recentemente, e em breve publicarei diversas matérias sobre a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa região noroeste da Espanha, a Comunidade da Galícia é famosa em todo o mundo graças à cidade de Santiago de Compostela, um dos centros de peregrinação mais importantes do Cristianismo, junto com Roma e Jerusalém. No interior de sua maravilhosa Catedral Românica encontra-se o sepulcro do Padroeiro da Espanha, o Apóstolo Santiago. Seu centro histórico é extremamente rico em monumentos e igrejas conservadas, e foi declarado P.H. em 1985.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA cidade galega de Lugo é conhecida principalmente graças à sua incrível Muralha Romana, uma das mais bem preservadas de todo o mundo, motivo pelo qual recebeu o título de Patrimônio da Humanidade no ano de 2000.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa cidade de La Coruña, podemos contemplar o mais antigo farol romano em funcionamento de todo o mundo. A chamada Torre de Hércules, situada numa belíssima colina, foi construída no século I dC e designada P.H. em 2009.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Espanha: Patrimônios da Humanidade (Parte 3)

A Catalunha é uma Comunidade Autônoma situada na região nordeste da Espanha. Faz fronteira ao norte com a França e está banhada pelo Mar Mediterrâneo. Possui 4 Províncias: Barcelona, Tarragona, Girona e Lérida. Em sua capital e maior cidade, Barcelona, o Estilo Modernista, que se desenvolveu a finais do século XIX e princípio do XX, constitui um de seus principais elementos identificadores e, sem sombra de dúvida, outorga à cidade um valor excepcional. Por este motivo, muitos de seus edifícios modernistas foram catalogados como Patrimônio da Humanidade pela Unesco e seus mais famosos arquitetos foram reconhecidos mundialmente. Por exemplo, o conjunto da obra de Antoni Gaudí, este genial arquiteto nascido na Catalunha, obteve este reconhecimento inicialmente em 1984, sendo posteriormente ampliado em 2005, de modo que muitos dos edifícios por ele projetados fazem parte da lista. Em um passeio por Barcelona, podemos visitar vários deles, como a Casa Milà, situado no elegante Paseo de Gracia.

DSC07367OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Modernismo revolucionou a paisagem urbana de Barcelona, ao ser considerado um estilo total, empregado tanto na arquitetura, quanto nas Artes Decorativas, aspecto que podemos apreciar nos edifícios construídos nesta época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém no Paseo de Gracia encontramos outra obra magistral de Gaudí, a Casa Batlló, cuja fachada é um verdadeiro mostruário de cores e formas inspiradas na natureza.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMenos conhecida, mas igualmente genial é a Casa Vicens, o primeiro projeto de importância do renomado arquiteto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos principais mecenas de Gaudí foi o empresário Eusebi Guell, que encarregou o arquiteto para que realizasse o maravilhoso Park Guell.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADos edifícios realizados por Gaudí, um dos mais espetaculares e famosos, que evidentemente faz parte da lista que protege o conjunto de sua obra é a maravilhosa Sagrada Família…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro arquiteto modernista foi congratulado pela Unesco, e dois de seus edifícios foram incluídos na lista de Patrimônios da Humanidade da Espanha. Lluís Doménech i Montaner foi o responsável pelo projeto do Hospital de Santa Creu i Sant Pau , cuja filosofia enaltece o ambiente hospitalar para a recuperação dos pacientes.

20160908_160406OLYMPUS DIGITAL CAMERADoménech i Montaner projetou também outro local de visita obrigatória em Barcelona, o Palau de la Música Catalana, cuja beleza de sua fachada e seu estonteante interior comovem a qualquer um. Ambos foram declarados P.H. em 1997.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA cidade de Tarragona foi, durante a época romana, um dos principais enclaves da Hispania e seu excepcional conjunto arqueológico foi designado P.H. no ano de 2000. Entre suas principais atrações, destacam sua muralha romana e o anfiteatro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa Província de Tarragona situa-se o Monastério de Poblet, considerado um dos mais importantes e conservados do denominado Estilo Cistercense em toda a Europa. É possível hospedar-se no próprio monastério, uma experiência que recomendo. Foi declarado P.H. em 1991.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA