Belos Edifícios de Córdoba

Depois de uma extensa série de matérias, chego ao final dos posts dedicados à maravilhosa cidade de Córdoba. Neste último, veremos alguns dos mais belos edifícios de seu centro histórico, um conjunto de construções representativas das correntes ecléticas e vanguardistas da arquitetura, que se desenvolveram no final do século XIX e primeira metade do século XX. Na Plaza de las Tendillas, em frente ao monumento em homenagem ao “El Gran Capitán”, localiza-se o edifício da Unión y El Fénix, pertencente a esta companhia de seguros espanhola e decorado em sua parte superior com uma escultura que simboliza a ave mitológica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERABem próximo a este edifício, vemos este outro, um exemplo da corrente Art Decô, que irrompeu na arquitetura entre as décadas de 20 e 40 do século passado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguns edifícios adotaram uma decoração com formas modernistas, como vemos abaixo, inspirados na natureza…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo edifício abaixo, o requinte decorativo foi incorporado tanto em sua fachada exterior, quanto no interior da construção…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitos edifícios foram ornamentados com elementos inspirados na arquitetura islâmica, de tanta importância na cidade…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA seguir vemos detalhes de um edifício cuja fachada foi totalmente ornamentada com elementos oriundos da Arte Muçulmana

OLYMPUS DIGITAL CAMERANeste outro a decoração foi realizada à base de cerâmicas, cuja técnica tradicional na Espanha foi trazida pelos árabes….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o Teatro Gongora, construído inicialmente como um cinema pelo arquiteto madrilenho Luis Gutiérrez Soto na década de 20 do século passado. Fechado em 1997 por seu péssimo estado, foi reformado e reaberto em 2011 como um espaço teatral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa sequência, publico fotos de outros belos edifícios da cidade, que chamaram minha atenção em meus passeios pela cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEspero que tenham gostado desta série, cujo objetivo principal foi a divulgação dos principais monumentos históricos de Córdoba, seus costumes e locais de encanto, desejando que vocês possam conhecer algum dia esta cidade imprescindível, cujo patrimônio histórico-artístico foi reconhecido pela Unesco como Patrimônio da Humanidade em três de suas principais atrações, a Mesquita-Catedral, o Centro Histórico e os Pátios Cordobeses.

Um Passeio por Córdoba – Parte 2

No post de hoje veremos outros lugares de interesse em Córdoba, alguns deles mais afastados do centro histórico da cidade, como o Palácio de la Merced, cuja belíssima fachada me impressionou deveras.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta construção pertenceu ao Convento da Ordem Mercedária, fundado no século XIII. No século XVIII (1757) sofreu uma remodelação que o transformou num dos conjuntos arquitetônicos mais importantes da cidade. Com a desamortizaçao de 1834, o convento foi abolido, e depois transformou-se num hospital para idosos. As pinturas que decoram a fachada imitam o mármore, uma das características do barroco em Córdoba.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA antiga igreja conventual ainda se conserva, e ocupa o centro da fachada principal….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, o Palácio de la Merced é a sede da Diputación Provincial de Córdoba. Outro lugar interessante, já em pleno Centro Histórico da cidade, é a Torre de San Juan, o único vestígio conservado de uma mesquita muçulmana. O monarca Fernando III doou a mesquita à Ordem dos Cavaleiros de San Juan de Jerusalém, que transformou a mesquita numa igreja paroquial, função que ocupou até 1880. A partir de então, transformou-se na Igreja Conventual das Escravas do Sagrado Coração de Jesus.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASituada bem próximo ao antigo Fórum Romano, a Plaza de las Tendillas constitui hoje em dia o principal centro comercial da cidade. O centro da praça está presidida pelo monumento em homenagem a Gonzalo Fernández de Córdoba, mais conhecido como “El Gran Capitán“. Este genial militar, considerado um dos mais importantes de toda a história espanhola, prestou seus serviços aos Reis Católicos, participando em batalhas decisivas que proporcionaram a incorporação de novas terras ao Império Espanhol, principalmente na Itália. Sua capacidade como estrategista possibilitou a formação dos futuros “Tercios“, a unidade de elite do exército a serviço dos Reis da Dinastia dos Habsburgos, e se tornaram famosos por sua resistência nos campos de batalha. Combinou à perfeição a artilharia, cavalaria e infantaria, além do apoio naval. O monumento, uma estátua equestre em bronze (com exceção da cabeça, realizada em mármore branco) foi realizado em 1923, e o modelo para a figura do homenageado foi um organista da Igreja de San Nicolás, templo que vimos na matéria sobre as Igrejas Históricas de Córdoba.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANos vários dias em que estive em Córdoba, percorri praticamente toda a extensão da cidade, buscando lugares de interesse histórico, além de locais de uma singela beleza…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAproveitei também para saborear a gastronomia espanhola, como no dia em que provei uma deliciosa salada com pimientos (pimentão, em português) de primeiro prato e um suculento bacalhau de segundo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos pratos mais tradicionais da cozinha cordobesa é o Salmorejo, um tipo de sopa feita à base de tomate, mas com um aspecto mais denso. Este prato se popularizou fora da Andaluzia, e atualmente pode ser encontrado em todo o país. Abaixo, vemos a receita do Salmorejo, que encontrei em minhas andanças pela cidade…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA