Mudéjar Toledano – Parte 2

Uma das características básicas do Estilo Mudéjar é o emprego do tijolo (ladrillo, em espanhol) como material construtivo, tanto na parte estrutural dos edifícios, quanto em sua decoraçao. Sua abundância e acessibilidade econômica tornavam o processo de construçao bastante rápido. Como vimos no post anterior , o Mudéjar é o estilo predominante em Toledo, que podemos apreciar em muitas de suas igrejas. Uma das mais antigas e desconhecidas é a de San Sebastián, e a principal razao é que se encontra um pouco afastada do centro da cidade. Origialmente, foi uma antiga mesquita, e serviu como templo religioso de forma contínua desde o séc. X. O edifício atual corresponde ao séc. XIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASegundo a tradiçao, a Igreja de Santa Leocádia foi edificada sobre a casa natal da padroeira da cidade, na época de Alfonso VI. No seu exterior, a portada, a torre e o ábside sao mudéjares, da segunda metade do séc. XIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAInfelizmente, algumas das construçoes originais nao sobreviveram à passagem do tempo. A Igreja da Magdalena é uma delas. Fundada no séc. XI, depois da reconquista de Toledo, sofreu várias alteraçoes nos séc. XVI e XVII, e durante a Guerra Civil de 1936/1939 ficou praticamente destruída. Em 1946, procedeu-se à sua reconstruçao, que vemos atualmente. Sua torre, construída a finais do séc. XIV e princípio do XV, é um dos poucos elementos originais que se conservaram.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA peculiar decoraçao das construçoes mudéjares pode ser vista no antigo Convento da Madre de Deus, fundado no séc. XIV. Depois da restauraçao finalizada em 2005, podemos admirá-la em todo seu esplendor. Apresenta a característica ornamentaçao de azulejos vidriados, típica do Mudéjar Toledano e também do Aragonês. Acolhe atualmente a Faculdade de Ciências Políticas e Sociais da Universidade de Castilla La-Mancha.

DSC09282O Mudéjar nao foi somente utilizado nos templos religiosos. A Arquitetura Militar também foi favorecida, como podemos observar na Porta do Sol, um dos acessos da muralha que rodeia Toledo. Foi construída durante os séc. X e XI, quando Toledo era um importante Reino de Taifa (cidades independentes que surgiram com a desintegraçao do Califato de Córdoba). Desta época inicial, se conservam os Arcos de Ferradura de seu interior. No séc. XIV, foi reedificada no estilo mudéjar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do séc. XIX, as tendências nacionalistas na arquitetura foram recuperadas, dentro do Ecleticismo Historicista vigente na época. Na Espanha, o mudéjar foi considerado o estilo autóctono por excelência, e sua reinterpretaçao ficou conhecida como Neomudéjar. Um exemplo que podemos ver em Toledo é a Escola de Artes e Ofícios.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA fachada do conjunto de dois edifícios que a integram foi decorada com o escudo dos Reis Católicos, que vemos acima. Sua construçao iniciou-se em 1882, obra do arquiteto Arturo Mérida.

DSC09362Observamos o emprego de diversos mateiais decorativos empregados na Arquitetura Eclética, como o ferro forjado e a cerâmica.

DSC09367DSC09364A escola ocupa o espaço outrora pertencente ao Convento Franciscano de San Juan de los Reyes e de Santa Ana. No próximo post, veremos o edifício neomudéjar mais conhecido de Toledo, sua imponente e bela Estaçao Ferroviária. Até lá…