Um Passeio por Salamanca

Depois de deixar Ávila, eu, o Marcelo, a Cristina e o Ernesto nos dirigimos a Salamanca, outra das cidades imprescindíveis da Espanha. Esta maravilhosa cidade da Comunidade de Castilla y León já apareceu no blog diversas vezes, com a publicação de boa parte dos pontos de interesse de maior importância histórica e cultural. No entanto, é sempre bom poder rever Salamanca, e descobrir seus inumeráveis encantos. A melhor forma de conhecê-la é caminhando, pois a maior parte de seus monumentos encontram-se próximos, como podemos ver no mapa turístico da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASalamanca possui cerca de 150 mil habitantes, dado que a converte na terceira maior cidade da comunidade, depois de Valladolid e León. Seu imenso patrimônio histórico-artístico foi reconhecido pela Unesco como Patrimônio da Humanidade em 1988. Sua história se remonta a cerca de 2700 anos atrás, com a ocupação dos primeiros povoadores que se assentaram nas margens do Rio Tormes. Desde então, a cidade foi testemunha da presença de vários povos, os celtíberos, romanos, visigodos, muçulmanos. Finalmente no início do século XII a cidade foi repovoada por Raimundo de Borgoña, tal como sucedeu com Ávila e Segóvia, outras duas cidades castelhanas. O aspecto que vemos atualmente de seus principais monumentos data do período medieval, depois de ter sido reconquistada por Alfonso VI. Logo que chegamos à cidade, eu e meu amigo Marcelo realizamos um agradável passeio pela zona situada junto ao entorno do Rio Tormes, um afluente do Rio Duero, que atravessa as Províncias de Ávila, Salamanca e Zamora, desembocando no Duero depois de um percurso de 284 km.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAntes de chegarmos ao rio, realizávamos diversas paradas para admirar as construções da cidade e curtir cada momento do passeio. Abaixo, vemos o Marcelo junto a um cruzeiro, um elemento religioso muito habitual em muitas das regiões espanholas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Ponte Romana de Salamanca (post publicado em 10/2/2015), além de constituir um monumento fundamental na evolução histórica da cidade, proporciona excelentes vistas do centro, como podemos ver a seguir. O melhor é que atualmente é exclusiva para pedestres…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtravessando a ponte temos, como recompensa, incríveis panorâmicas da cidade, destacando a presença de suas duas catedrais (matérias publicadas em 23 e 24/4/21012).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo lado do Rio Tormes, vemos um Verraco, uma escultura zoomórfica dos antigos povos celtiberos (vetones), cuja existência ao lado do rio está documentada desde o século XIII. Sobre estas esculturas de pedra, realizei uma matéria em 24/1/2017. Neste caso, simboliza um touro…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo lado desta milenar escultura, com a Igreja de Santiago ao fundo, vemos um monumento em homenagem ao “Lazarillo de Tormes“, uma novela espanhola anônima, cuja edição mais antiga data de 1554. Nos primeiros capítulos da obra se narra a história de Salamanca e, na continuação, relata de forma autobiográfica a vida de um menino chamado Lázaro de Tormes, desde seu nascimento até o casamento, em companhia de um cego.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta obra é considerada a precursora da denominada novela picaresca, e uma amostra irônica e mordaz da sociedade do século XVI, com seus vícios e hipocrisias, principalmente em relação aos clérigos. O livro foi proibido pela Inquisição e somente voltou a ser publicado no século XIX. O monumento foi inaugurado em 1974 e realizado pelo escultor Agustín Casillas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm passeio por Salamanca inclui, necessariamente, sua impressionante Plaza Mayor (post publicado em 21/2/2015), uma das mais belas da Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERARecomendo uma caminhada tranquila e relaxada pelas ruas da cidade, explorando cada espaço de seu centro histórico. Abaixo, vemos a torre da Catedral Nova de Salamanca sobressaindo-se entre os edifícios circundantes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASalamanca é eminentemente uma cidade renascentista, com uma grande quantidade de edifícios construídos neste estilo, além daqueles pertencentes ao período barroco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAVale a pena deambular pela cidade à noite, e contemplar seus edifícios sob uma ótica diferente. Abaixo, vemos a Igreja de la Clerecía (matéria publicada em 22/2/2015).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizo a matéria com um belo jardim, onde descansava durante a caminhada, depois de percorrer o centro histórico em busca dos edifícios pertencentes à Universidade de Salamanca, uma das mais importantes instituições educacionais do ponto de vista histórico de todo o continente europeu, e que será o tema do próximo post.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Caminhando pela Muralha de Ávila

Qualquer pessoa que tenha a oportunidade de conhecer a cidade de Ávila se impressiona por sua muralha, uma das estruturas de caráter defensivo de maior relevância em todo o continente europeu. A Muralha de Ávila foi o tema de dois posts publicados em 17 e 19/1/2017, e em minha recente visita com meus amigos brasileiros tivemos o privilégio de conhecer outra parte da estrutura que eu ainda não tinha visitado. Abaixo, vemos uma panorâmica da muralha, cuja foto foi tirada desde o chamado mirante dos Quatro Postes.

20160612_124733Esta incrível estrutura militar data do período românico, e segundo numerosos estudiosos é considerada a maior e mais conservada muralha desta época, sendo construída no final do século XI. De fato, trata-se da única construção defensiva da Europa Cristã que se conserva tal e como foi edificada originalmente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua construção foi realizada logo depois que a cidade foi reconquistada pelo Rei Alfonso VI de Castilla, que encarregou seu genro Raimundo de Borgoña (casado com a Infanta D.Urraca, filha do monarca) que repovoasse a cidade e construísse a muralha. A construçao durou apenas 9 anos, de 1090 a 1099, e segundo a tradição o projeto foi realizado por dois mestres da geometria, o romano Casandro e o francês Florín de Pituenga.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Muralha de Ávila possui 2516 metros de perímetro, estando composta por 87 torres e 9 portas de acesso. Seus muros possuem cerca de 3m de grossura e sua altura alcança os 12m. Seu perímetro exterior pode ser percorrido à pé, algo que recomendo, pois o passeio nos permite observá-la de vários ângulos diferentes e compreender sua real dimensão. O mais interessante é que se pode percorrer a parte mais elevada da estrutura, num percurso de cerca de 1700 metros (entrada de 5 euros). Abaixo vemos uma grande maquete da muralha…

20161120_125219A parte superior de uma muralha se conhece como Adarve, uma estreita passagem onde os guardas que a protegiam realizavam o denominado caminho de ronda. O trecho principal que se pode caminhar possui 1400m, e já tinha realizado diversas vezes. O trecho menor, de 300 metros, percorri por primeira vez com meus amigos. O caminho não é contínuo devido à presença da Catedral de Ávila, cujo ábside faz parte da própria muralha, algo realmente insólito.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO passeio pelo Adarve proporciona belíssimas vistas da cidade intramuros…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara que fosse construída se utilizou pedra de granito de cores negra e cinza, e alguns materiais procedem de uma antiga necrópole romana, além de edifícios civis e das anteriores muralhas romana e do período visigodo. Podemos admirar também as vistas exteriores da cidade, com muitas das igrejas românicas que integram o excepcional patrimônio histórico desta cidade castelhana, declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos elementos de maior destaque da Muralha de Ávila é a Porta do Alcázar, formada por duas grandes torres semicirculares unidas por uma ponte, singular e única entre as muralhas européias.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATanto esta porta, quanto a similar Porta de San Vicente, encontram-se situadas num terreno plano. Por este motivo, estavam mais expostas ao ataque inimigo, de forma que foram melhor fortificadas. Abaixo e acima,vemos fotos da Igreja de San Pedro, de estilo românico e situada numa praça onde se celebram os grandes eventos festivos da cidade, além do mercado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs muralhas constituem um aspecto fundamental do urbanismo das cidades medievais e historicamente contribuíram de forma decisiva na distribuição do espaço urbano entre os diversos grupos sociais que nelas viviam. Representavam a separação do mundo civilizado, situado no interior da muralha, com o mundo selvagem. No campo viviam os camponeses, a classe social menos favorecida, e sobre eles recaiam 80% dos custos da infraestruturas urbanas, como a manutenção da própria muralha. Incrível, verdade ?

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Ávila – Comunidade de Castilla y León

A partir de hoje, iniciarei uma extensa série de matérias sobre uma das mais monumentais cidades da Espanha, a castelhana Ávila. Ela já foi tema de alguns posts em 2012, e tenho ido diversas vezes à cidade como parte de meu trabalho de guia de turismo (realizo tours turísticos também por Toledo, Segóvia e Madrid). Por este motivo, gostaria de compartilhar com vocês um pouco da história desta belíssima cidade, seus monumentos e palácios, conhecer o itinerário relacionado com a vida de Santa Teresa, percorrer sua maravilhosa muralha, etc.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAÁvila é outra das capitais de província da Comunidade de Castilla y León, e uma das menos populosas de todo o país, com cerca de 60 mil habitantes. Situada a 1131 metros sobre o nível do mar, é considerada a capital de província localizada a maior altitude da Espanha, fato que condiciona de forma determinante seu clima. No inverno, as nevadas sao comuns, e faz muito frio. Em 1985, por exemplo, a temperatura chegou aos 16 graus negativos. O setor terciário é o motor de sua economia, e o turismo uma das principais fontes de renda, graças a riqueza histórica, artística e cultural que possui. O título de Patrimônio da Humanidade outorgado pela Unesco comprova esta afirmação.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASuas origens remontam a época pré-romana, quando já era ocupada pelos Vettones, um povo celtíbero. Da importância do período romano são testemunhos a grande quantidade de restos arqueológicos que foram reutilizados na construção da muralha. Durante o período visigodo, a cidade ostenta o título de sede episcopal, mas as notícias são escassas. Com a chegada dos árabes, Ávila ficou desabitada, algo que ocorreu com outras cidades da comunidade, como Segóvia, por exemplo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom a reconquista de Toledo em 1085 pelo monarca Alfonso VI, Ávila foi repovoada por seu genro , Raimundo de Borgoña, que estimulou a vinda de novos habitantes provenientes do norte da Espanha. Na Idade Média, sua população continuou incrementando, e muitos de seus principais edifícios foram construídos. No século XI, por disposição real, se estabeleceu dois mercados semanais. O chamado Mercado Grande passou a ser realizado em frente à Igreja de San Pedro, situada fora das muralhas. Abaixo, vemos duas fotos do local, uma em que vemos a praça vazia, e outra com uma grande concentração de pessoas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO denominado Mercado Chico (pequeno) se realizava no local onde posteriormente se construiu a Plaza Mayor de Ávila, que acabou se tornando um dos pontos de encontro principais de seus habitantes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA mediados do século XVIII, o estado da praça é ruinoso, obrigando o conselho da cidade iniciar um projeto para melhorar seu aspecto, conformando uma nova praça retangular composta por arcos em todo o seu perímetro. O projeto original da nova praça foi realizado pelo célebre arquiteto Ventura Rodríguez, mas sua construçao acabou sendo realizada somente a mediados do século seguinte, pelo arquiteto Juan Antonio Cuervo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA nova praça foi aberta junto a Igreja de San Juan Bautista, como vemos acima. No andar térreo dos edifícios que conformam a praça existem muitos estabelecimentos comercias,como bares, restaurantes e lojas de souvenir, reafirmando o contexto original do local como um centro de mercado. A praça está presidida pelo Edifício do Ayuntamiento, a Prefeitura de Ávila.

dsc00204O edifício foi construído na mesma época de construçao da praça, pelo arquiteto Vázquez de Zúñiga, sendo finalizado em 1868. De estilo isabelino, sua fachada está composta por 3 corpos horizontais, como podemos ver acima.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA partir dos séculos XV e XVI, a cidade alcançou um período de grande prosperidade econômica, contando com um grande número de famílias nobres, que levantaram belos palácios pelo centro antigo. Acolheu diversas vezes a corte, fato que contribuiu para seu crescimento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAQuando a capital foi levada definitivamente a Madrid em 1561, Ávila perdeu protagonismo, algo que sucedeu com muitas outras cidades no país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAÁvila possui três títulos concedidos pelos reis espanhóis, “Ávila del Rey“, outorgado por Alfonso VI, “Ávila de los leales“, por Alfonso VIII, e “Ávila de los Caballeros“, concedido por Alfonso X. Os três foram incluídos no escudo da cidade…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo entanto, o mais importante título que foi concedido à cidade é o de Patrimônio da Humanidade, outorgado pela Unesco em 1985, que voltou a reativar sua economia. No próximo post, vocês poderão admirar a magnífica muralha que circunda a cidade, única na Espanha e em todo o continente europeu…