Patrimônio Religioso de Salamanca: Parte 2

Neste segundo post sobre o patrimônio religioso de Salamanca veremos outras construções de importância histórica da cidade castelhana. A Ordem Franciscana, como sucedeu com os carmelitas, também teve um grande papel na história salmantina. Um dos principais edifícios associados a ordem é o Monasterio de la Anunciación, um convento feminino fundado na segunda metade do século XV para as freiras da Ordem Terceira de São Francisco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO convento, também conhecido como “Las Úrsulas“, foi ampliado pelo Arcebispo Alonso II de Fonseca, com a finalidade de estabelecer nele sua capela funerária. De fato, no monastério foi enterrado, depois de sua morte em 1512. Abaixo, vemos seu característico ábside gótico

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA fachada principal pertence ao período barroco, realizada por Jerónimo García de Quiñones, outro arquiteto emblemático da cidade, em 1722.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADepois de mais de 5 séculos vivendo no local, em 2018 as religiosas tiveram que abandonar o convento devido ao escasso número de freiras e a falta de vocação.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe mediados do século XVIII e de estilo barroco, a Capela de San Francisco fazia parte de um antigo convento franciscano, que não existe mais. Atualmente pertence à Ordem dos Capuchinos. Na fachada principal vemos uma imagem de São Francisco….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO próprio santo foi homenageado com uma estátua realizada por Venancio Blanco, e inaugurada em 1976.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem próximo à estátua em homenagem a São Francisco, situa-se a Capela da Santa Vera Cruz, construída por uma das confrarias mais ilustre da cidade no século XVI, que nela está sediada. O projeto foi realizado por Rodrigo Gil de Hontañón, um dos principais arquitetos renascentistas do país.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADeste período inicial, se conserva a fachada principal com uma imagem da Imaculada. No século XVIII, o interior dete singelo templo foi reformado no estilo barroco por Joaquín de Churriguera.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs Irmãos Churriguera destacaram-se no século XVII como arquitetos e escultores referentes na Espanha. Realizaram muitos trabalhos em Salamanca, sendo que um deles, José Benito de Churriguera (1665/1725) tornou-se o mais famoso. Seu irmão Alberto de Churriguera foi o responsável pela construção da Igreja de San Sebastián, situada ao lado do Palácio de Anaya, um dos edifícios históricos da Universidade de Salamanca, que vimos recentemente no blog.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA igreja foi construída inicialmente em 1410, mas foi derrubada por problemas estruturais. Na primeira metade do século XVIII foi reconstruída por Alberto de Churriguera (1676/1750). A portada barroca foi decorada com uma imagem de San Sebastián realizada por outro membro da família, José de Lara Churriguera

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO período barroco foi determinante em muita das construções religiosas existentes em Salamanca, como podemos notar. A Igreja de San Pablo, situada na Plaza de Colón (com o conhecido monumento em homenagem a Cristóvão Colombo, que já vimos nesta série de matérias sobre a cidade) também se insere neste estilo artístico. Erguida no século XVII, em sua origem foi conhecida como Igreja da Santíssima Trindade, formando parte do Convento dos Trinitários Descalços. A fachada é a única parte que se conserva, decorada com um relevo da Santíssima Trindade

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO templo adquiriu o nome de San Pablo quando a antiga igreja dedicada ao santo foi abandonada por seu estado ruinoso (conhecida atualmente pelas ruínas de San Polo, que vimos no post anterior). Depois dos processos de desamortização do século XIX, a igreja perdeu sua função original, e o espaço litúrgico passou a ser usado como sede do quartel civil. Atualmente pertence ao sistema judiciário da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos a matéria com a Igreja de la Puríssima, considerada uma das mais belas de Salamanca. Declarada Monumento Nacional desde 1935, sua construção foi ordenada pelo Conde de Monterrey em 1636 para que nela fosse sepultado junto com  sua família. Formava parte do Convento de Agustinas Recoletos, e as obras finalizaram em 1687.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASituada em frente ao Palácio do Conde de Monterrey, em sua arquitetura barroca destaca a cúpula, reconstruída em 1675, depois que a original foi derrubada, e sua fachada, com um grande pórtico de mais de 30m de altura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma pena que infelizmente não tive a oportunidade visitar a igreja por dentro, que conserva magníficas obras de arte, entre as quais diversos quadros de José de Ribera, um dos principais pintores barrocos do país. Fica para a próxima vez…

Anúncios

Colégio do Arcebispo Fonseca

Finalizando a matéria sobre a Universidade de Salamanca, no post de hoje veremos outro de seus edifícios históricos, o Colégio do Arcebispo Fonseca, também conhecido como o Colégio Maior de Santiago Zebedeo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste colégio foi um dos quatro colégios maiores pertencentes à Universidade de Salamanca, destinado em sua origem a jovens talentosos com poucos recursos econômicos. Foi fundado pelo Arcebispo de Santiago de Compostela Alonso de Fonseca em 1519, para os estudantes galegos que se matriculavam na instituição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm seus projeto construtivo participaram arquitetos fundamentais do Renascimento Espanhol, como Diego de Siloé e Rodrigo Gil de Hontañón. De estilo plateresco, o edifício foi construído segundo os princípios dos conjuntos conventuais, cuja estrutura se organiza em torno a um claustro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADurante a reforma universitária realizada pelo Rei Carlos III em 1780, o colégio foi fechado e um pouco depois, com a abolição dos Colégios Maiores, transformou-se num hospital em 1801. Abaixo, um detalhe decorativo do claustro, e uma das portas que se destaca por seu belo trabalho escultórico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEste pátio é considerado um dos mais belos da Espanha do estilo renascentista. Abaixo, vemos a escada de acesso ao nível superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom o restabelecimento de suas funções originais durante o reinado de Fernando VII, o edifício reabriu em 1817 mas voltou a fechar de forma definitiva em 1837. Acabou sendo ocupado pela comunidade de irlandeses que se estabeleceu em Salamanca, devido à perseguição inglesa aos católicos da Irlanda. Durante a Guerra da Independência, os franceses destruíram o antigo Colégio dos Irlandeses, e o antigo Colégio do Arcebispo Fonseca foi cedido a eles. Além do claustro, é possível visitar a antiga capela do colégio, uma verdadeira maravilha, com uma excepcional bôveda  de planta quadrada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Retábulo Maior da Capela foi realizado pelo escultor, pintor e arquiteto Alonso  de Berruguete (1490/1560), considerado um dos artistas mais importantes do Renascimento Espanhol.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASe conserva também a antiga hospedaria construída no período barroco

OLYMPUS DIGITAL CAMERADeclarado Bem de Interesse Cultural em 1931, o antigo Colégio do Arcebispo Fonseca é utilizado hoje em dia como local de eventos culturais, bem como hospedagem para estudantes que realizam cursos de mestrado e doutorado na Universidade de Salamanca.

Último Passeio por Cáceres

Fora do recinto amuralhado de Cáceres, declarado Patrimônio da Humanidade, existem outros edifícios históricos de importância, todos eles situados próximos à Plaza Mayor. Nesta última matéria sobre esta bela cidade da Extremadura, veremos alguns deles. Bem perto do hotel onde me hospedei situa-se a Igreja de San Juan, cercada de restaurantes e bares que oferecem excelente comida.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta igreja é um exemplo da arquitetura gótica, e foi levantada no século XIII, com sucessivas reformas nos séculos XIV, XV e XVII, sendo finalmente concluída somente no século XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XX foi restaurada, recuperando o estilo original. A Plaza de San Juan, onde se localiza a igreja, antigamente se denominava Plaza de San Juan de los Ovejeros, pois nela se assentavam os pastores e mercadores de gado para uma feira que comercializava animais. Abaixo, vemos o órgão da igreja e uma comovedora imagem da Virgem Maria

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERABem em frente à porta principal, colocou-se uma estátua que representa um membro de uma confraria, simbolizando a importância da Semana Santa em Cáceres, quando muitas delas saem pelas ruas em procissão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Palácio dos Ovandro-Saavedra é outra das inúmeras residências nobres existentes em Cáceres (lado direito da foto abaixo). Sua simples fachada esconde um belo saguão, decorado com azulejos nas paredes e com pinturas no teto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Igreja de Santiago impressiona por seu tamanho. Alguns estudiosos afirmam que foi construída no século XII, mas os restos mais antigos que se conservam pertencem ao século XIV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XVI, a igreja foi reformada por Rodrigo Gil de Hontañón, considerado um dos arquitetos renascentistas mais importantes do país. Sua obra simboliza a coexistência da etapa final do estilo gótico com o renascimento, contribuindo na Espanha para a superação do medievalismo. Abaixo, vemos a portada gótica do templo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma lástima que quando estive visitando a igreja, ela encontrava-se fechada, e não pude admirar seu rico interior. No final do dia caminhava invariavelmente pelo Paseo de Cánovas, um parque público inaugurado no final do século XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XX, o parque ficou cercado por ambos lados pela Avenida España, uma das principais artérias viárias da parte nova da cidade. O nome do parque é uma homenagem a Antonio Cánovas del Castillo (1828/1897), um personagem fundamental da política espanhola na segunda metade do século XIX, assassinado por um anarquista dois anos depois da inauguração do parque.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEspero que vocês tenham gostado desta série de posts sobre Cáceres, uma cidade rica em história e com um conjunto monumental reconhecido pela Unesco, e uma das mais importantes da Comunidade de Extremadura.

Último Passeio por Santiago de Compostela

Finalmente, depois de mais de 40 posts e dois meses de publicações, finalizo minha recente viagem pela Galícia (que terá um complemento especial sobre o Apóstolo Santiago). Neste último post sobre Santiago de Compostela, veremos alguns lugares e atrações da cidade que não foram incluídos nas matérias anteriores. A capital galega possui inúmeras casas nobres de importância histórica, como o Palácio de Fonseca, que pertenceu a Alonso III de Fonseca, um dos principais impulsores da prestigiosa e histórica Universidade de Santiago de Compostela. O palácio foi construído na primeira metade do século XVI e foi projetada pelo famoso arquiteto Rodrigo Gil de Hontañón. Em sua fachada, vemos o escudo da família dos Fonseca.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUm belo exemplo da Arquitetura Civil do período barroco é o Palácio de Fondevila, construído em 1760. Situa-se na chamada Calle de las Casas Reales, assim denominada pelos palácios que ainda conserva.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASeu nome é uma referência a D.Pedro Varela Fondevila, que foi o proprietário do imóvel e prefeito da cidade. Também destaca o escudo situado na fachada da construção.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo seu lado, um outro palácio, datado de 1500, conserva um portal composto por um Arco Conopial, algo raro na arquitetura civil…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos outra casa nobre, cuja história ignoro….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das ruas mais representativas do Centro Histórico, declarado Patrimônio da Humanidade, é a Rua del Villar, com abundantes casas dos séculos XVI, XVII e XVIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe todas as fontes da cidade a mais famosa é, sem dúvida, a Fonte dos Cavalos, situada na Plaza de las Platerías, em frente à famosa fachada românica da Catedral Compostelana. Nesta praça situava-se o grêmio que representava os artesãos que trabalham com a prata, em cujas lojas ainda podemos comprar objetos feitos de metal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANela os visitantes jogam uma moeda com o desejo de retornar à cidade. A fonte foi construída em 1825. Atrás da fonte, vemos a Casa do Cabildo, um edifício pertencente à segunda metade do século XVIII, também barroco. No lado esquerdo, o antigo Edifício do Banco de Espanha, que atualmente é uma das sedes do Museu das Peregrinações, que possui uma interessante coleção de objetos artísticos e arqueológicos encontrados na Catedral, enaltecendo a importância das rotas de peregrinações ao redor do mundo, especialmente o Caminho de Santiago.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, um detalhe da Fonte dos Cavalos

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Museu das Peregrinações possui uma outra sede, situada numa casa gótica do século XIV.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor sua vez, o denominado Museu Casa de la Troya recria o ambiente de uma pensão de estudantes do final do século XIX, no qual se inspirou o escritor Alejandro Pérez Lugín (1870/1926) para escrever sua célebre novela “La Casa de la Troya“, em 1915. Este autor espanhol frequentou a Universidade de Santiago de Compostela e muitas de suas obras retratam temas e ambientes galegos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo aspecto gastronômico, a Comunidade da Galícia destaca-se principalmente por seus pescados, como o Pulpo à Gallega, polvo feito ao modo tradicional da região. Outro prato de referência é o Caldo Gallego, uma deliciosa sopa feita com legumes, batatas, muito parecido ao Caldo Verde português. No Caminho de Santiago, os peregrinos reforçam a dieta com esta sopa, principalmente nos frios dias do inverno.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAinda tive tempo de conhecer a Ponte sobre o Rio Sar, que cruza a parte baixa da cidade, construída provavelmente no século XIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERABem próximo, vemos juntos dois símbolos da comunidade, o cruzeiro e o hórreo, presentes na grande maioria das cidades e pueblos da Galícia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAproveito uma vez mais para agradecer aos meus queridos amigos Marcelo e Cristina, que me convidaram novamente para participar desta viagem por terras da Galícia. Amantes incondicionais desta região espanhola, ambos possuem uma autêntica alma de peregrinos, e caminhar pelas cidades e povoados da comunidade junto a eles foi um verdadeiro prazer, repleto de momentos que somente as inesquecíveis viagens podem produzir…

Universidade de Santiago de Compostela

Além de sua indiscutível e fundamental importância religiosa, Santiago de Compostela é um importante centro educacional de nível superior, graças a sua secular Universidade Pública. Considerada uma das melhores do país e uma das mais antigas, realizam-se visitas guiadas pelos edifícios mais destacados do campus universitário, uma atração que recomendo aos visitantes.  A Universidade de Santiago de Compostela foi fundada no ano de 1495, através do esforço pessoal de um notário da cidade chamado Lope Gómez de Marzoa e do apoio do abade do Monastério de San Martín Pinario, que criaram uma instituição para pobres conhecida como Estúdio de Gramática. Abaixo, vemos o escudo do notário…

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO período em que a universidade consegue seu desenvolvimento definitivo corresponde ao governo eclesiástico do Arcebispo Alonso III de Fonseca, que foi nomeado Arcebispo de Santiago de Compostela em 1507. Mecenas das artes e um típico homem culto do Renascimento, em sua época a Universidade gozou de um grande impulso cultural e econômico. Neste período se constrói o chamado Colégio de Fonseca, epicentro da vida universitária até a segunda metade do século XVIII. Então, os estudos concentravam-se em torno a um só edifício, onde os estudantes residiam num regime de internato. Abaixo, vemos o Escudo do Arcebispo Alonso III de Fonseca, formado por 5 estrelas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInicialmente, a Universidade de Santiago de Compostela contou com as carreiras de Teologia, Gramática e Arte, posteriormente complementada com as disciplinas de direito e medicina. O Colégio de Fonseca, o primeiro edifício pertencente à universidade e fundado pelo próprio arcebispo, foi edificado sobre uma anterior residência que pertenceu a sua família. As obras iniciaram-se em 1532, e seu modelo foram as construções universitárias de Salamanca. A fachada principal é atribuída a Alonso de Covarrubias, que a realizou no estilo renascentista, como se fosse um retábulo. Nela aparece o Escudo do Arcebispo e os Doutores da Igreja

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs dependências do Colégio de Fonseca se distribuem em torno a um claustro, também de estilo renascentista e considerado um dos mais belos da cidade do século XVI, realizado pelo arquiteto Rodrigo Gil de Hontañón.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1995, com motivo da celebração de seu quinto centenário, foi colocada uma estátua  no centro do pátio do claustro, em homenagem ao fundador do colégio, o Arcebispo Alonso III de Fonseca.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO colégio abrigou as Faculdades de Medicina, Farmácia, Economia, Filosofia e Educação e também foi a sede do Parlamento de Galícia. Atualmente, sedia a Biblioteca Geral da Galícia, cujo acervo é considerado o maior e mais importante de toda a comunidade galega. Com mais de um milhão de volumes, entre livros, manuscritos, etc, é a quinta maior biblioteca universitária da Espanha. O acervo da biblioteca se incrementou no século XX com doações que aumentaram substancialmente a quantidade de obras. Este é o caso da Biblioteca de América, que integra a visita guiada e que vale a pena ser conhecida.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta impressionante biblioteca nasceu graças a um emigrante da cidade chamado Gumersindo Busto, nascido em 1872, que viveu em Montevideo e Buenos Aires, adquirindo uma excepcional coleção de livros de botânica, cartografia, direito e medicina, entre outras áreas. Foi criada em 1926, e seu acervo está estimado em cerca de 37 mil obras. Seu objetivo era difundir na Galícia o conhecimento obtido por Gumersindo no continente americano, cujo retrato vemos abaixo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm total de 16 bustos representativos de personalidades latino-americanos decoram o espaço da biblioteca, tanto do âmbito político, quanto intelectual de finais do século XIX (Bolívar, San Martín, Sucre, etc).

OLYMPUS DIGITAL CAMERABandeiras de vários países sul-americanos fazem parte de sua decoração. A de Cuba foi doada pelo próprio Fidel Castro, e a do Brasil também se encontra presente…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs estantes que guardam os preciosos livros procedem do Monastério de San Martín Pinario e pertence ao período barroco. O exemplar mais valioso do acervo é o Livro das Horas de Fernando I de León, datado de 1055 e considerado o livro mais antigo da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro local visitável do Colégio de Fonseca é o Salão Nobre, onde anualmente se realizam a abertura e encerramento dos cursos universitários.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs assentos do salão foram dispostos em distintos níveis, de acordo com a hierarquia acadêmica de seus ocupantes. Na mesa presidencial situam-se o reitor e os vices reitores. O guia nos convidou para que sentássemos no assento principal, e sentir por breves momentos o cargo de Reitor da Universidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO salão está presidido pelo Escudo da Universidade, que vemos acima, e dos fundadores da instituição, publicadas no início da matéria. Abaixo, vemos outra foto do Salão Nobre.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA visita finaliza com o espaço onde originalmente se situava o refeitório. Destaque para seu belíssimo teto decorado com um artesanato de madeira. Atualmente é utilizado como lugar de exposições…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos com um detalhe decorativo de sua capela gótica

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, a segunda e última parte da matéria sobre a Universidade de Santiago de Compostela

 

Belas Igrejas de Medina de Rioseco

Medina de Rioseco possui duas belíssimas igrejas, que podem ser conhecidas numa visita guiada organizada pela Oficina de Turismo da cidade. O único aspecto a se lamentar é que as fotos estão proibidas no interior destes magníficos templos, algo que gostaria de poder oferecer a vocês. De qualquer modo, no final do post, adicionarei vídeos do youtube para que tenham uma idéia de sua beleza. A Igreja de Santa María de Mediavilla é a principal da cidade. Foi edificada a partir do século XVI no estilo gótico, substituindo uma anterior construção românica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta igreja situa-se na parte mais elevada da cidade, e possui duas portas de acesso ao interior. A mais decorada é a do lado sul, com a escultura da Virgem no tímpano e os escudos dos Almirantes de Castilla e da própria vila em sua parte superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA portada norte é mais simples em seus elementos decorativos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUma de suas partes mais impressionantes é a torre, construída no estilo barroco e finalizada em 1739.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos uma imagem do ábside e de alguns detalhes exteriores da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior, de excepcional beleza á a Capela funerária dos Benaventes, considerada a Capela Sixtina de Castilla e um dos mais reconhecidos conjuntos artísticos do Renascimento Espanhol. Outra maravilha é o Retábulo Maior, realizado por Juan de Juni, além do coro, que foi trazido do Convento de São Francisco em 1854, depois da desamortização dos bens eclesiásticos. A outra igreja de Medina de Rioseco é a Igreja de Santiago, projetada principalmente pelo famoso arquiteto Rodrigo Gil de Hontañón (1500/1577).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs obras iniciaram em 1533 e se prolongaram até o século XVII. A fachada exterior é de inspiraçao Herreriana, como se conhece o estilo criado por Juan de Herrera, autor do Monastério de El Escorial, onde estão sepultados a maioria dos reis espanhóis. Foi construída a modo de retábulo, e somente uma das torres finalizou-se, como vemos acima. Também na fachada, observamos símbolos relacionados ao Apóstolo Santiago, como a Cruz da Ordem que leva seu nome, e as conchas

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA porta sul é de grande beleza e muito decorada, também realizada como se fosse um retábulo, dividido em 3 partes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO conjunto escultórico que adorna a porta está presidido pela figura de Santiago Peregrino.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA decoração de estilo renascentista desta porta projetada por Rodrigo Gil de Hontañón inclui elementos grotescos e  também os escudos dos Almirantes de Castilla e da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte superior triangular (denominada Frontón), aparece uma escultura de Deus Pai, que podemos observar na foto acima. Já a outra porta apresenta influências góticas, como a presença dos pináculos e as conchas de Santiago.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior da igreja, o grande destaque é o Retábulo Maior, realizado por Joaquín de Churriguera (1674/1724), um belo exemplo do estilo denominado Churrigueresco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, não deixem de ver os vídeos do Youtube, onde podemos contemplar o interior maravilhoso destas duas igrejas.

Igreja de Santa María:  https://www.youtube.com/watch?v=ukHIdA5iv4Q

Igreja de Santiago: https://www.youtube.com/watch?v=23gaepmAPis

Praça de Cervantes – Alcalá de Henares

Alcalá de Henares conserva um dos maiores conjuntos históricos de toda Espanha, razão pela qual foi incluída na lista dos lugares Patrimônios da Humanidade da Unesco. Um dos locais mais representativos do centro histórico é a Praça de Cervantes, ponto de encontro dos habitantes da cidade, e núcleo central ao redor do qual se localizam as principais atrações da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta belíssima praça possui uma origem medieval, já que nela se realizavam as feiras anuais da vila, privilégio concedido pelo rei Alfonso VII em 1184. Por este motivo, recebeu inicialmente o nome de Praça do Mercado e durante muito tempo esta foi sua denominação. Originalmente situada fora das muralhas da cidade, nos séculos XV e XVI a praça passou a integrar-se plenamente no seu urbanismo, com a ampliação do recinto de muralhas e com o desenvolvimento ocorrido com a fundação da Universidade. A partir de então, transforma-se no espaço público central da cidade, servindo de limite entre a jurisdição municipal e a universitária. No século XVI nela se instalou a sede do conselho, como antigamente se chamavam as prefeituras ou Casas Consistoriais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlcalá de Henares recebeu o título de cidade em 1687 durante o reinado de Carlos II e a Praça de Cervantes passou a acolher a sede da Prefeitura (Ayuntamiento) desde 1609. Num primeiro momento, a sede da prefeitura esteve no num antigo convento do século XVIII, chamado dos Agonizantes. Com a deterioração do edifício, se construiu um novo no final do século XIX (1870), atual sede do Palácio Consistorial de Alcalá de Henares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra construção de relevância que encontramos no perímetro da praça é o Corral de Comédias, inaugurado em 1602 e considerado o mais antigo da Espanha. Este tipo de espaços culturais foram os precursores do Teatro Moderno, e sua estrutura estavam feitas de madeira. Em 1769, o Corral de Comédias foi reformado adquirindo um aspecto neoclássico e durante o século XX se transformou num cinema, atividade que durou até 1970. Depois de quase ser derrubado por seu péssimo estado, foi restaurado e atualmente se realizam excelentes visitas guiadas que mostram a beleza de seu interior e a importância de seu legado, que ainda perdura hoje em dia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANum dos extremos da praça observamos as ruínas da desaparecida Igreja de Santa María, lamentavelmente incendiada e destruída durante a Guerra Civil Espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo mesmo local existiu na Idade Média uma Ermita, dedicada a São João Batista. Em 1449, o arcebispo de Toledo Alfonso Carrillo decidiu trazer a Paróquia de Santa María La Mayor a este lugar e se construiu uma nova igreja em 1553, obra de Rodrigo Gil de Hontañón. Dez anos depois se levanta uma torre. No século XIX, esta torre primitiva foi derrubada e se ergueu uma nova, que acabou sendo uma das poucas partes que sobreviveu do antigo templo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs pessoas interessadas podem subir no alto da torre, com um dos melhores mirantes da cidade. Abaixo, vemos uma panorâmica da Praça de Cervantes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior da torre pude apreciar uma foto da antiga Paroquia de Santa María, quando ainda se encontrava de pé…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro resquício da antiga igreja que se conservou é a Capilla del Oidor (Capela do Ouvidor), cuja construção foi ordenada por Pedro Díaz de Toledo, que ocupava o cargo de Oidor do rei Juan II de Castilla, como panteão familiar.  Como Oidor se denominavam os juízes membros dos tribunais castelhanos, que tinham como obrigação ouvir as partes num processo judicial. Atualmente é utilizada como sala de exposição. Na Paroquia de Santa María foi batizado Miguel de Cervantes em 1547, e atualmente podemos ver a Pia Batismal onde a cerimônia foi realizada, além do belo espaço decorado no estilo mudéjar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Praça de Cervantes recebeu seu nome atual no século XIX, período em que foi embelezada com uma estátua em homenagem ao grande escritor nascido na cidade, inaugurada em 1879 e esculpida pelo italiano Pedro Nicoli. Está situada sob um pedestal em que aparecem cenas da grande novela de Cervantes, El Ingenioso Hidalgo Don Quijote de La Mancha, feitas pelo artista Pepe Noja. Em 2009 a estátua foi restaurada e se colocou uma pluma na mão do escritor…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do século XIX se construiu um belíssimo coreto, colocado no centro da praça…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAinda hoje a Praça de Cervantes continua sendo palco para as festividades da cidade, como seu interessante mercado medieval, celebrado anualmente, com a tradicional exibição de aves de rapina e brinquedos para a criançada…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo outro extremo, a Praça de Cervantes desemboca na Calle Mayor, lugar de visita obrigatória num passeio pela cidade. Mas este é um local que veremos no próximo post…