Igreja de San Francisco de Borja – Madrid

Situada na Calle Serrano, a Igreja de San Francisco de Borja, apesar de não fazer parte das tradicionais rotas turísticas da cidade, possui seu encanto e importância histórica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste templo foi levantado para a Companhia dos Jesuítas e projetado pelo arquiteto Francisco de Assis Fort entre 1946 e 1950. De estilo neobarroco, apresenta em sua fachada três partes. A parte inferior está constituída por 3 arcos de meio ponto e 4 colunas de Ordem Jônico. O segundo nível está também composto por 4 colunas, mas de Ordem Dórico. Na parte superior, vemos as duas torres gêmeas e a escultura do santo titular da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANesta igreja costumava assistir missa o General Franco (se comenta que o próprio ajudava economicamente na manutenção da igreja). Abaixo, vemos uma imagem geral de seu interior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO templo possui uma bela cúpula, que vemos a seguir…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPara se ter uma ideia de sua beleza, vemos outras imagens da mesma, correspondente a visão que dela temos da nave central e do transepto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa lateral da cúpula foram representados os 4 evangelistas. Abaixo, vemos a São Marcos e seu animal símbolo, o leão.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA O órgão da Igreja de San Francisco de Borja….

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOs capitéis do interior foram belamente decorados…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos com uma foto de seu muro lateral e o conjunto de arcos que o constitui…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Igreja de San Marcos – Madrid

A Igreja de San Marcos é uma das belas igrejas desconhecidas de Madrid. Situada bem próxima a Praça de Espanha, seu nome se originou com a vitória das tropas de Felipe V na Batalha de Almansa em 1707,  travada no dia de São Marcos, que acabaria levando ao trono espanhol o primeiro monarca da Dinastia dos Bourbones. Alguns estudiosos alegam que no local já existia uma anterior ermita dedicada ao santo, razão pela qual negam a explicação do nome dada acima. Depois de derrubada a ermita, construiu-se um oratório dedicado a São Bernardo, que permaneceu em pé desde 1632 até que este templo também foi derrubado para a construção da Igreja de San Marcos. As obras iniciaram-se em 1749 e o templo foi concluído em 1753.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA igreja foi projetada e construída pelo arquiteto Ventura Rodríguez, que realizou uma de suas melhores obras. Sua fachada é simples, como vemos na imagem acima. Apesar disso, sua forma é inusual para a Madrid da época. Ventura Rodríguez começa a introduzir no barroco madrilenho linhas retas.. Composta basicamente por um estrutura triangular na parte superior e outra semicircular no centro. Mas o que realmente impressiona da Igreja de San Marcos é o interior, com uma distribuição espacial extremamente complexa. Está composto por naves entrelaçadas geometricamente, formando 5 elipses sucessivas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA elipse central é a maior, coincidindo com a localização da cúpula. Também elíptica,  a cúpula oferece uma magistral perspectiva vertical. Dependendo da posição onde nos encontremos, adquire um formato oval ou circular.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPintada por Luis González Velázquez, as cenas retratam episódios da vida de São Marcos, combinando a escultura com a pintura. Abaixo, vemos o Retábulo Maior, realizado no séc. XVIII, ainda que reformado depois que a igreja sofreu um incêndio em 1925. No centro, vemos uma imagem de São Marcos apoiado em seu animal símbolo, o leão, para escrever o evangelho. A escultura foi feita por Juan Pascual de Mena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO templo somente tornou-se paróquia em 1820, pois era utilizado como uma filial do Convento Beneditino de San Martín. A Igreja de San Marcos foi uma das poucas que não sofreu nenhum tipo de vandalismo durante a Guerra Civil. Por sua importância arquitetônica, foi declarada Monumento Nacional em 1944.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte lateral do espaço central vemos belos retábulos, como o dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, considerada a imagem mais antiga de Madrid desta titulação. Feito de madeira imitando mármore, foi reconstruído depois do incêndio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, o retábulo dedicado a São Bento (480/547), fundador da Ordem Beneditina. O livro que segura em sua mão direita é uma referência à regra monástica que escreveu, base para todas as demais existentes. Juan Pascual de Mena (1707/1784) foi o autor da escultura, daquele que é considerado Padroeiro da Europa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASanta Escolástica (480/543), irmã gêmea de São Bento, também foi representada pelo mesmo artista.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA singular planta desta igreja, apesar de rara em Madrid, são comuns na Itália. Estive um bom tempo admirando sua curiosa estrutura, e creio que as fotos não são capazes de mostra sua complexidade construtiva e o jogo de perspectivas do espaço.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA