Teatros de Madrid

Neste último post sobre os Teatros de Madrid, veremos outros centros de difusao da atividade teatral na capital espanhola. Antes, porém, cabe mencionar que no período do Século de Ouro, existiam locais na cidade conhecidos como Mentideros, onde as pessoas se reuniam para conversar e discutir temas diversos. Um dos mais famosos da época era o dos Representantes, situado no Bairro das Letras, frequentado por aqueles que viviam do teatro (atores e representantes), além de literatos e entusiastas do mundo artístico. Uma placa celebra sua existência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém localizado neste bairro de grande tradiçao teatral, o Teatro das Comédias encontra-se na Calle del Príncipe. Construído no último quarto do séc. XIX pelo arquiteto Agustín Ortiz Villagos (também responsável pelo projeto do Teatro Maria Guerrero), foi inaugurado em 1875, com a presença do rei Alfonso XII. Desde finais do séc. XX, tornou-se a sede da Cia Nacional de Teatro Clássico. Porém, desde 2002 permanece fechado para reformas, mais uma das tantas que sofreu em sua longa história.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo séc. XX, um dos mais renomados teatros madrilenhos que se dedicaram ao gênero da comédia, além do chamado Teatro de Revista, foi o Teatro da Latina, localizado no bairro homônimo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuito interessante é a proposta desenvolvida pelo Teatro da Abadia, um centro de estudos e criaçao teatral. Fruto da iniciativa do governo da comunidade e José Luis Gómez, diretor teatral, inaugurou-se em 1995 e, desde entao, recebeu vários premios por suas atividades.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO teatro ocupa uma antiga capela que fazia parte de um internato, construído na década de 40. Possui uma planta de peculiar formato, com duas naves convergentes e independentes que, na época, servia para separar os meninos das meninas do internato.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADesde sua estréia como centro teatral, foram apresentadas cerca de 30 espetáculos de produçao própria, muitas delas exibidas tanto no âmbito nacional quanto estrangeiro, convertendo-o numa referência cultural de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos o post na Gran Vía, a Broadway Madrilenha (matéria publicada em 14/2/2013 e em 22/3/2013), cujas estréias das grandes produçoes provocam sempre grandes expectativas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

O Alcázar e o Eslava – Madrid

Hoje veremos mais dois teatros emblemáticos da cidade de Madrid, tao importantes como os vistos nos posts anteriores. Situado na Calle Arenal, que une a Porta do Sol com a Praça de Isabel II, o Teatro Eslava foi inaugurado em 1871. Sua construçao foi promovida pelo empresário Bonifácio Eslava, irmao do músico Hilarión Eslava,  que encarregou o projeto do edifício ao arquiteto Bruno Fernández de los Ronderos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom capacidade para 1.200 espectadores, no início foi destinado para sala de concertos. Dois anos depois, porém, sua parte inferior transformou-se num café, enquanto em suas plantas superiores eram apresentadas obras de caráter mais “atrevido”.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPosteriormente, o entao proprietário do local, José Leyva, decidiu mudar a imagem do teatro, que passou a incentivar estréias de Zarzuelas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1923, ocorreu um fato trágico no teatro, quando o dramaturgo Luis Antón de Olmet foi assassinado pelo escritor Alfonso Vidal y Planas, durante uma de suas representaçoes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO local sofreu reformas em 1950 e 1979, que nao impediram seu fechamento em 1981. Atualmente, o edifício foi transformado na Discoteca Joy Eslava, uma das mais badaladas da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém castigado por uma tragédia, o Teatro Alcázar situa-se na Calle de Alcalá, e foi construído segundo o projeto de Eduardo Sánchez Eznarriaga, que nao chegou a ver finalizada sua obra.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInaugurado em 1925, o Teatro Alcázar foi assim chamado até 1940, quando o regime de Franco proibiu locais públicos com nomes de origem estrageiro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo começo da década de 30, funcionou também como cinema, sendo uma das primeiras salas a incorporar projetores sonoros. No entanto, grande parte de sua história está ligada ao Teatro de Revista, no qual teve papel preponderante a atriz Celia Gámez (1901/1992).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO mencionado e trágico incidente ocorreu em 1983, quando funcionava na parte inferior do edifício uma sala de festas denominada Discoteca Alcalá 20. Um terrível incêndio assolou suas dependências, que estava lotada. O saldo de 82 pessoas falecidas provocou um escândalo nacional, que promoveu um debate a respeito das regras de segurança em locais públicos, tao deficientes no momento do ocorrido.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 2013, o teatro sofreu outro incêndio que afetou sua estrutura superior. Felizmente, desta vez, nao houve vítimas. Abaixo, vemos umas imagens do hall de entrada do Alcázar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA