O Touro de Lidia

O touro é o grande protagonista das touradas ou corridas de touros, junto com seu temível adversário, o toureiro.  O touro criado para sua apresentação nas touradas é chamado Touro de Lidia, e é criado nas chamadas ganaderías bravas, fazendas que se dedicam especialmente a esta finalidade. O touro nasce e cresce nos campos, nas denominadas dehesas, com abundantes pastos e árvores, principalmente encinas e robles. Dentre todo o pessoal especializado das ganaderías, destaca o “conocedor“, técnico agropecuário que conhece de forma pormenorizada os animais, sua genealogia e as características de sua raça.

20160611_164531Os touros bravos ou de lidia são classificados de muitas maneiras, principalmente por sua aparência (cor da pele, as manchas que possui, as características do tronco, patas, etc) e pelo formato dos chifres, além de seu tamanho e idade, entre outros aspectos. Desde seu nascimento e morte na Plaza de Toros, os touros constituem um dos animais melhor identificados e controlados que existem. Para que vocês tenham uma idéia, possuem cartão sanitário, com o registro de todas as incidências destacáveis de sua vida em relação à sua saúde. Este controle é realizado há séculos, e nos arquivos das grandes ganaderías a documentaçao existente a respeito dos touros que criam é enorme.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO antepassado do atual touro, o Uro, desapareceu dos bosques e campos da Europa no século XVII. Devido a criação seletiva dos touros de lidia, o touro selvagem sobreviveu na Espanha durante os últimos séculos. A principal diferença entre um touro selvagem e um domesticado é a forma de reação quando se sentem ameaçados. O touro bravo atacará de forma contínua enquanto algo ou alguém se move diante dele. No entanto, alguns estudos e ecologistas questionam a validade do touro de lidia como uma raça específica, devido a que as características dos animais e sua seleção varia de uma ganadería a outra.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA bravura é a essência da Tauromaquia, motivo pelo qual os pecuaristas espanhóis tratam de aperfeiçoá-la através de técnicas modernas como a inseminaçao artificial, por exemplo. Durante os 4 primeiros anos de sua vida, os touros levam uma vida tranquila nas ganaderías, onde todas suas necessidades são satisfeitas, até o momento decisivo quando são levados à arena. Apesar de que um touro bravo nunca viu um toureiro na vida, seu instinto o leva a atacar o objeto ou pessoa que se move, independente de sua cor.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm touro é capaz de matar até seus últimos momentos, como comprovou o toureiro matador José Cuberos Sánchez “YiYo” em 1985. No auge de sua carreira e popularidade, e com apenas 21 anos, deu uma estocada no touro e este reagiu com seus cornos, perfurando mortalmente o coraçao do toureiro. Depois, um monumento foi levantado em frente à Plaza de Toros de Madrid para recordar o acontecimento.

IMG_3454Muitos touros atingiram o status de celebridade pela bravura fora do comum demonstrada nas touradas. Em 1869, um touro chamado “Gordito” recebeu 30 varas e matou 21 cavalos. Em 29/3/1877, o touro “Churrero” chegou a Madrid com destino a Zaragoza, e conseguiu escapar da Estação do Norte de Madrid, ferindo a 6 pessoas e atropelando a muitas outras mais. Lamentavelmente, teve que ser abatido por um oficial do Ministério da Marinha. O touro “Barbudo” foi o responsável pela cornada que tirou a vida do toureiro Pepe-Hillo, e sua famosa bravura chamou a atenção do genial pintor Francisco de Goya, que imortalizou num gravado o instante de sua morte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADentre as ganaderías que se tornaram célebres pela bravura de seus touros, destacam a de Victorino Martín, criada em 1912 e cujos animais alcançaram altas cotas de popularidade, e a de Eduardo Miura, fundada em 1848 e considerada das mais admiradas e temidas, pois seus touros acabaram com a vida de ilustres toureiros, como Manolete, El Espartero e Dominguín, entre outros…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA