Museu Arqueológico Regional – Alcalá de Henares

Como vimos em matérias anteriores, um dos passeios mais interessantes que podemos fazer em Alcalá de Henares é visitar sua origem como a cidade romana de Complutum, nos diversos recintos arqueológicos existentes. Complementando o entendimento do seu rico passado, vale a pena conhecer o Museu Arqueológico Regional, situado na Plaza de las Bernardas, ao lado do Convento de San Bernardo e em frente a fachada lateral do Palácio do Arcebispo, que vimos em posts recentes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO museu foi criado em 1997 para acolher os restos arqueológicos encontrados na Comunidade de Madrid, com o objetivo de conservar, investigar e difundir o seu patrimônio, mas foi aberto ao público somente dois anos depois. Está situado no antigo Convento de Dominicanos de la Madre de Dios, fundado em 1565. O edifício atual se construiu entre os séculos XVII e XVIII, e seu exterior foi conservado, ao contrário do interior, cujos espaços conventuais foram adaptados a sua nova função como centro cultural. No antigo claustro do convento se realizam diversas exposições temporais de grande interesse. Abaixo, vemos o claustro vazio, sendo preparado para uma nova exposição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício teve uma história complicada, pois durante a invasão francesa no início do século XIX foi transformado num quartel de cavalaria. No entanto, funcionou como convento até a Desamortização de Mendizábal, em 1836. Depois, o imóvel foi adquirido pela prefeitura, que o converteu em prisão e depois em tribunal, momento em que sofreu uma importante reforma.Em 1987 se realizaram um novo processo de reabilitação devido ao avançado estado de ruína em que se encontrava. Apesar disso, se conservam pinturas murais de sua época religiosa…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO museu está composto por diversas salas organizadas cronologicamente, desde a pré-história até o século XVI, quando Madrid se torna a capital do reino. Mostrarei a vocês somente alguma das  partes dedicadas à Complutum romana, e sua relação histórica com a atual Alcalá de Henares. Um mapa nos mostra algumas das cidades mais importantes da Hispania e as diversas calçadas romanas que as comunicavam.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs vias romanas eram verdadeiras obras de engenharia, e muitas delas ainda se conservam ao menos em parte. Durante seu longo traçado, se colocavam colunas de pedras a cada milha (1481m) para informar a distância percorrida e o nome do governante responsável pela construção daquele trecho em particular.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa época romana, a produção de cerâmica alcançou um grande desenvolvimento técnico. Para tanto, existiam os denominados fornos rurais, que abasteciam a vila e os núcleos populacionais próximos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADa mesma forma que hoje, as mulheres e homens daquele período se adornavam com peças de grande beleza…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMuitas das residências aristocráticas em zonas rurais alcançaram um alto grau de luxo e riqueza, e algumas das dependências destas casas foram recriadas com os achados arqueológicos existentes no acervo do museu.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAComo não poderia ser de outra forma, o Museu Arqueológico Regional exibe uma bela coleção de mosaicos romanos, encontrados nas escavações realizadas na zona do antigo foro de Complutum. Estes mosaicos pertenciam às casas aristocráticas que ficaram conhecidas pelas cenas retratadas nos mesmos. A Casa de Baco, por exemplo, foi assim denominada pelos mosaicos com temática envolvendo o Deus do vinho, datados do século IV dC.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa mesma casa também foram descobertos mosaicos compostos por figuras geométricas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Casa de Aquiles, também situada próxima ao foro, recebeu este nome graças a um mosaico com a representação do mito de Aquiles e Pentesilea, em que o herói grego derruba a rainha das Amazonas do cavalo para matá-la.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Palácio do Arcebispo – Alcalá de Henares

Como dito em outras matérias, desde que Alcalá de Henares foi reconquistada no século XII, passou a pertencer ao Arcebispado de Toledo, condição que manteve até o século XIX. Transformou.se, portanto, numa cidade eclesiástica, e como símbolo e riqueza do poder dos bispos de Toledo se construiu um enorme palácio como residência do senhor da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO aspecto que vemos atualmente desta construção é fruto de várias intervenções e reformas, consequência das várias destruições e incêndios que assolaram o palácio ao longo dos séculos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAInicialmente, o Palácio do Arcebispo era uma fortaleza edificada no estilo mudéjar, cuja construção foi ordenada pelo Arcebispo de Toledo Rodrigo Ximénez de Rada, em 1209. Alguns detalhes deste estilo ainda podem ser contemplados na decoração do edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo século XIV, o bispo Pedro Tenorio reconstruiu o palácio, fortificando-o. Construiu um grande pátio de armas retangular e o conjunto foi cercado por uma muralha, que vimos no primeiro post sobre a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASe conservam algumas torres que lhe proporcionam seu caráter histórico de fortaleza. A Torre da Fonte é uma delas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos a Torre de Tenorio

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA fachada lateral do palácio dá para a Plaza de las Bernardas, presidida pelo Monastério de San Bernardo, que vimos na matéria anterior. Acima, vemos uma parte da praça com a Torre de Tenório. Esta parte do palácio nos mostra sua arquitetura gótico -mudéjar, principalmente nas janelas e elementos decorativos. Abaixo, vemos outras imagens da praça.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAVários fatos de grande importância histórica ocorreram no palácio, como o nascimento da filha menor dos reis católicos, Catalina de Aragón (1485/1536), Infanta de Castilla e depois Rainha Consorte de Inglaterra, graças ao seu casamento com Henrique VIII. Na praça podemos ver uma escultura em sua homenagem.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro acontecimento de grande transcendência histórica sucedido no palácio é que foi o cenário da primeira entrevista de Cristóvão Colombo com a rainha Isabel La Católica, personagem fundamental e patrocinadora das viagens do navegante genovês que resultou na descoberta do continente americano. Em frente a fachada do palácio foi colocada uma estátua de Isabel La Católica (1451/1504) como comemoração do V centenário de sua morte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA fachada principal foi realizada pelo arquiteto Alonso de Covarrubias em 1524 no estilo renascentista. No centro da fachada vemos o brasão barroco do Cardeal Infante Luis, filho do primeiro rei da Dinastia dos Bourbons na Espanha, Felipe V.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1939, o Palácio do Arcebispo de Alcalá de Henares sofreu um terrível incêndio durante a Guerra Civil Espanhola, destruindo boa parte de sua estrutura. Sua reconstrução finalizou-se somente em 1996. Atualmente é a sede da Diocese de Alcalá e continua sendo a residência do bispo da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Monastério de San Bernardo – Alcalá de Henares

Alcalá de Henares possui um verdadeiro tesouro arquitetônico do Barroco Espanhol, o Monastério de San Bernardo. Encontra-se situado entre outras duas construções emblemáticas da cidade, o Palácio Arcebispal e o Museu Arqueológico Regional, que em breve veremos no blog.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConhecido popularmente como “Las Bernardas“, foi fundado pelo cardeal Bernardo de Sandoval y Rojas (1546/1618), arcebispo de Toledo, a cuja diocese pertenceu a cidade e suas terras desde 1129, depois da reconquista de Alcalá de Henares, até a criação da Diocese de Madrid-Alcalá em 1885. Abaixo, vemos um retrato anônimo do cardeal, pintado no começo do século XVII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs obras do monastério iniciaram-se em 1617, e o cardeal quis que o convento fosse habitado por 24 freiras da Ordem Cistercense, sob a titularidade de San Bernardo de Claraval, grande impulsor desta ordem. Uma escultura do santo, atribuída ao escultor português Manuel Pereira, que viveu boa parte de sua vida em Madrid, adorna a fachada do templo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua construção foi projetada pelo arquiteto Juan Gómez de Mora, de grande importância naquele período. A fachada combina o tijolo com o granito, sendo que os adornos foram realizados com pedra calcária. Na parte superior da fachada, vemos o escudo do cardeal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior do monastério é uma verdadeira maravilha, pois possui uma inusual planta elíptica, circundado por 6 capelas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASete balcões colocados no nível superior permitem excelentes vistas do conjunto, como vemos acima. Toda a estrutura está coberta por uma enorme cúpula oval.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm frente a entrada principal situa-se a Capela Maior, com um espetacular altar-retábulo que se encontra separado do muro da capela, algo raro nos templos religiosos da Espanha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta grande estrutura combina de forma harmoniosa pintura com escultura, e foi executada pelo jesuíta Francisco Bautista. De planta octogonal, possui dois corpos, albergando em sua parte inferior as esculturas dos 4 evangelistas e seus atributos. Na parte superior, foram colocadas as esculturas de São Gregório, São Paulo, Santo Ambrósio, São Bernardo, Santo Agostinho, São Pedro e São Jerônimo. Todas as esculturas foram esculpidas por Antonio de Herrera.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor sua vez, o conjunto de pinturas retratam cenas da vida de São Bernardo e de outros santos e beatos da Ordem Cistercense, e foram realizadas pelo pintor italiano Angelo Nardi, que esteve ativo em Madrid no século XVII. As pinturas que decoram as capelas laterais também foram realizadas por ele.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém da igreja, o monastério contava com as celas, dois claustros, sala capitular, os coros alto e baixo, duas sacristias, além de outras dependências necessárias para a vida em clausura. Abaixo, vemos a cozinha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA comunidade religiosa se manteve no monastérios durante séculos, desde sua fundação até o ano 2000. Declarado Monumento Histórico-Artístico em 1924, o Monastério de San Bernardo se encontra atualmente num processo de restauração integral.

Casa-Museu de Cervantes

Miguel de Cervantes Saavedra (Alcalá de Henares – 1547/Madrid – 1616) é, inegavelmente, o filho mais ilustre de Alcalá de Henares. O autor do Hingenioso Hidalgo Don Quijote de La Mancha veio ao mundo em 1547, em plena Calle Mayor da cidade, numa casa pertencente ao seu avô, Juan de Cervantes. Esta casa foi aberta ao público em 1956 e, apesar das reformas realizadas, conserva partes originais do século XVI. Em frente a ela, vemos um monumento em homenagem ao Quixote e ao seu fiel escudeiro, Sancho Pança.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA casa recria os ambientes de uma residência familiar acomodada dos séculos XVI e XVII, com móveis originais da época. Um pátio interior, espaço bastante comum nas casas daquele período, serve como um eixo central ao redor do qual se distribuem as dependências da casa. O poço original feito de pedra que abastecia de água seus habitantes se conservou.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo nível superior do pátio, vemos as colunas de madeira, conhecidas como pé direito. Na parte inferior, as colunas são de pedras e decoradas com capitéis de estilo coríntio, procedentes do Palácio Arcebispal de Alcalá de Henares. Olhando detalhadamente, podemos observar as marcas de disparos que atingiram a coluna durante a Guerra Civil Espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte baixa se visitam várias dependências, como a sala de recepção da casa, e o inconfundível braseiro da época.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA sala de comer está decorada coma azulejos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA cozinha naqueles tempos eram utilizadas como um local de reunião familiar…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das salas estavam reservadas às mulheres, que se sentavam nas almofadas para ler, tocar algum instrumento e conversar. Esta prática e o modo como era realizado originaram-se com os mouros.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro espaço curioso estava dedicado ao pai do escritor, Rodrigo de Cervantes, que era cirurgião, na época um ofício que se situava entre o trabalho dos barbeiros (que realizavam o trabalho de dentistas) e o de médico. Nesta sala foram encontradas pinturas murais do século XVI…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANa parte superior da casa podemos ver os quartos…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguns móveis foram decorados de forma magnífica com episódios da novela universal de Cervantes…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguns espaços da casa-museu acolhem exposições temporais. Na última vez que lá estive, vi uma interessante exposição de desenhos, em que o autor satiriza a falta de cultura de um povo que não pratica o hábito da leitura, com divertidos diálogos imaginários de Don Quixote com Sancho Pança. Por exemplo, abaixo, vemos um diálogo entre o marido, que vê um jogo de futebol, e sua mulher. O marido pergunta onde está o livro e a mulher diz que o levou para encadernar, com o que o marido responde: “E agora, o que eu vou atirar no árbitro?”

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, cenas com o Quixote (creio que a tradução não é necessária…)

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Calle Mayor – Alcalá de Henares

Na matéria de hoje veremos uma das vias públicas mais importantes de Alcalá de Henares, a Cale Mayor. Em muitas cidades da Espanha, a Calle Mayor constituiu ao longo dos séculos sua via principal, e na cidade de Alcalá de Henares não foi uma exceção.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma de suas características mais destacadas é que a Calle Mayor de Alcalá de Henares está formada em sua grande parte por uma enorme extensão de soportales, como se denominam no país as residências sustentadas por colunas, criando um espaço público em seu nível inferior onde se desenvolvem uma intensa atividade comercial. Aliás, esta função comercial sempre representou um dos aspectos diferenciadores da rua, e na Idade Média a Calle Mayor transformou-se no eixo principal do bairro judeu, também chamado de Juderia. Abaixo, vemos o local onde antigamente se encontrava a Sinagoga Mayor da cidade, atualmente ocupada por um conjunto de prédios.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAs colunas de pedra que atualmente vemos por toda a rua antigamente eram de madeira, conhecidas como Pé Direito. No final do século XIV o arcebispo de Toledo Pedro Tenório ordenou a troca de materiais, pois os de madeira eram excelentes propagadores do fogo. Abaixo, vemos um detalhe dos encanamentos que descem pelas casas e desaguam na rua.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAIlustres personagens da história da cidade residiram na Calle Mayor, caso de Tomás de Villanueva, um dos primeiros estudantes do Colégio Mayor de San Ildefonso em ser canonizado santo, além de ocupar o cargo de Arcebispo de Valencia. Abaixo, vemos a casa onde morou durante sua estadia na cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das principais atrações turísticas da cidade, a Casa Museu de Cervantes, se encontra na Calle Mayor, e a conheceremos no próximo post. Outro local de grande importância histórica é o Hospital de Nossa Senhora de Misericórdia, uma instituição de caráter benéfico fundada em 1483.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEste hospital foi fundado por um nobre da cidade e sua esposa, Luis de Antezana e Isabel de Guzmán, no palácio que lhes serviu de residência no século XV. Este dado converte esta instituição no hospital mais antigo da Europa em funcionamento ininterrupto, pois continua exercendo a função para o qual foi criado. A seguir vemos o pátio interior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO papel de hospital na idade média diferia do conceito atual, funcionando mais como um local de acolhida de pobres, órfãos e pessoas idosas. Parece que o pai de Miguel de Cervantes, Rodrigo de Cervantes, trabalhou na instituição como cirurgião, ou seja, aquele profissional que realizava sangrias. Outra personalidade histórica de renome que trabalhou no hospital foi San Ignácio de Loyola, fundador da Ordem dos Jesuítas. Durante sua estadia na cidade, época em que foi estudante de teologia na universidade, o jovem Ignácio não tinha dinheiro para pagar uma residência, e trabalhou na cozinha do hospital, em troca de alojamento. Na imagem abaixo vemos o aspecto atual da cozinha e a cadeira feita pelo próprio santo, no lado direito da foto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior do hospital ainda vemos referências do casal fundador, como o antigo escudo de armas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo lado do hospital se construiu uma pequena ermita na qual foram sepultados os fundadores…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Calle Mayor, durante os dias festivos, é toda decorada com elementos medievais, ficando ainda mais bela…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Praça de Cervantes – Alcalá de Henares

Alcalá de Henares conserva um dos maiores conjuntos históricos de toda Espanha, razão pela qual foi incluída na lista dos lugares Patrimônios da Humanidade da Unesco. Um dos locais mais representativos do centro histórico é a Praça de Cervantes, ponto de encontro dos habitantes da cidade, e núcleo central ao redor do qual se localizam as principais atrações da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta belíssima praça possui uma origem medieval, já que nela se realizavam as feiras anuais da vila, privilégio concedido pelo rei Alfonso VII em 1184. Por este motivo, recebeu inicialmente o nome de Praça do Mercado e durante muito tempo esta foi sua denominação. Originalmente situada fora das muralhas da cidade, nos séculos XV e XVI a praça passou a integrar-se plenamente no seu urbanismo, com a ampliação do recinto de muralhas e com o desenvolvimento ocorrido com a fundação da Universidade. A partir de então, transforma-se no espaço público central da cidade, servindo de limite entre a jurisdição municipal e a universitária. No século XVI nela se instalou a sede do conselho, como antigamente se chamavam as prefeituras ou Casas Consistoriais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlcalá de Henares recebeu o título de cidade em 1687 durante o reinado de Carlos II e a Praça de Cervantes passou a acolher a sede da Prefeitura (Ayuntamiento) desde 1609. Num primeiro momento, a sede da prefeitura esteve no num antigo convento do século XVIII, chamado dos Agonizantes. Com a deterioração do edifício, se construiu um novo no final do século XIX (1870), atual sede do Palácio Consistorial de Alcalá de Henares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutra construção de relevância que encontramos no perímetro da praça é o Corral de Comédias, inaugurado em 1602 e considerado o mais antigo da Espanha. Este tipo de espaços culturais foram os precursores do Teatro Moderno, e sua estrutura estavam feitas de madeira. Em 1769, o Corral de Comédias foi reformado adquirindo um aspecto neoclássico e durante o século XX se transformou num cinema, atividade que durou até 1970. Depois de quase ser derrubado por seu péssimo estado, foi restaurado e atualmente se realizam excelentes visitas guiadas que mostram a beleza de seu interior e a importância de seu legado, que ainda perdura hoje em dia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANum dos extremos da praça observamos as ruínas da desaparecida Igreja de Santa María, lamentavelmente incendiada e destruída durante a Guerra Civil Espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo mesmo local existiu na Idade Média uma Ermita, dedicada a São João Batista. Em 1449, o arcebispo de Toledo Alfonso Carrillo decidiu trazer a Paróquia de Santa María La Mayor a este lugar e se construiu uma nova igreja em 1553, obra de Rodrigo Gil de Hontañón. Dez anos depois se levanta uma torre. No século XIX, esta torre primitiva foi derrubada e se ergueu uma nova, que acabou sendo uma das poucas partes que sobreviveu do antigo templo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs pessoas interessadas podem subir no alto da torre, com um dos melhores mirantes da cidade. Abaixo, vemos uma panorâmica da Praça de Cervantes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo interior da torre pude apreciar uma foto da antiga Paroquia de Santa María, quando ainda se encontrava de pé…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro resquício da antiga igreja que se conservou é a Capilla del Oidor (Capela do Ouvidor), cuja construção foi ordenada por Pedro Díaz de Toledo, que ocupava o cargo de Oidor do rei Juan II de Castilla, como panteão familiar.  Como Oidor se denominavam os juízes membros dos tribunais castelhanos, que tinham como obrigação ouvir as partes num processo judicial. Atualmente é utilizada como sala de exposição. Na Paroquia de Santa María foi batizado Miguel de Cervantes em 1547, e atualmente podemos ver a Pia Batismal onde a cerimônia foi realizada, além do belo espaço decorado no estilo mudéjar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Praça de Cervantes recebeu seu nome atual no século XIX, período em que foi embelezada com uma estátua em homenagem ao grande escritor nascido na cidade, inaugurada em 1879 e esculpida pelo italiano Pedro Nicoli. Está situada sob um pedestal em que aparecem cenas da grande novela de Cervantes, El Ingenioso Hidalgo Don Quijote de La Mancha, feitas pelo artista Pepe Noja. Em 2009 a estátua foi restaurada e se colocou uma pluma na mão do escritor…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo final do século XIX se construiu um belíssimo coreto, colocado no centro da praça…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAinda hoje a Praça de Cervantes continua sendo palco para as festividades da cidade, como seu interessante mercado medieval, celebrado anualmente, com a tradicional exibição de aves de rapina e brinquedos para a criançada…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANo outro extremo, a Praça de Cervantes desemboca na Calle Mayor, lugar de visita obrigatória num passeio pela cidade. Mas este é um local que veremos no próximo post…

Universidade de Alcalá de Henares – Última Parte

Encerramos a matéria sobre a Universidade de Alcalá de Henares com este texto, que alternaremos com algumas fotos da cidade. Com menos de 8 anos de idade, os alunos ingressavam nos Colégios Menores onde aprendiam gramática, latim e grego num curso com duração de 3 anos. Depois, aprendiam Lógica, Dialética e Física ao longo de 3 anos mais. Ao final deste curso, recebiam o título de Bacharelato, que habilitava o aluno para o Colégio Maior de San Ildefonso, onde deveria optar entre as carreiras de Teologia, Medicina, Direito Canônico e Arte num regime de internato que durava 8 anos. Outra característica diferenciadora deste programa de ensino é que estava aberto às classes menos favorecidas da sociedade, algo inovador no panorama cultural daquela época. Abaixo, vemos um retrato do Cardeal Cisneros.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Universidade Cisneriana ou Complutense de Alcalá de Henares tornou-se uma referência como instituição de ensino a partir de sua fundação no início do século XVI, englobando o século XVII e parte do XVIII. A partir de então inicia-se seu processo de decadência, e a universidade entra no século XIX marcada pela deterioração do ensino e a corrupção administrativa. Ao mesmo tempo, em 1821 se cria a Universidade Central de Madrid, que com o tempo se transformaria na Universidade Complutense de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1836, uma ordem real suprimia a Universidade de Alcalá de Henares, e suas cátedras foram levadas a Madrid. Junto com outros centros de ensino como o Real Estudios de San Isidro e o Real Museu de Ciências Naturais, se fundou uma nova instituição que reuniria todos estes cursos num só local, a Universidade Complutense de Madrid, que com o tempo se tornaria a universidade pública mais antiga da capital. Depois de 1836, os edifícios que faziam parte da desaparecida Universidade Cisneriana  foram vendidos e passaram a pertencer a proprietários particulares. Este período foi nefasto para o patrimônio da antiga universidade. O mais prejudicial proprietário das dependências da universidade foi Don Francisco Javier de Quinto Cortés, que expoliou (levou para outros lugares)  a maior parte de sua riqueza artística. A seguir, vemos uma excepcional maquete do centro histórico de Alcalá de Henares, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1998, que pode ser visto na própria universidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADiante da possibilidade de desaparecimento do patrimônio da cidade, foi criado uma comissão para a conservação e proteção dos antigos edifícios que pertenceram à universidade. Assim surgiu a denominada Sociedade de Condueños, fundada em 1851 pelos próprios habitantes de Alcalá, que compraram os edifícios dos antigos particulares. Atualmente, os herdeiros daqueles que formaram parte da sociedade continuam sendo proprietários de uma parte importante dos antigos edifícios universitários, muitos dos quais foram arrendados à atual Universidade de Alcalá. Um monumento pode ser visto no local onde se criou a comissão, em frente à residência do Bispo de Alcalá de Henares.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 1960, o Colégio Maior de San Ildefonso e sua igreja foram restaurados e se inaugurou o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Funcionários, que continua funcionando no interior do colégio maior. Em 1975 se estabeleceram em Alcalá de Henares algumas faculdades dependentes da Universidade Complutense de Madrid, para descongestionar o campus universitário da capital. Dois anos depois um decreto real assinado pelo monarca Juan Carlos I devolvia à Alcalá de Henares sua instituição mais querida, a Universidade de Alcalá de Henares, cuja nova denominação foi reconhecida em 1981. Atualmente, se oferecem os cursos superiores de Medicina, Ciências, Farmácia, Economia, Direito, Filosofia, letras e Artes. Finalizamos a matéria sobre a universidade, mas continuaremos conhecendo a cidade, e muitas outras histórias continuarão sendo contadas, e interessantes lugares mostrados, como o histórico Teatro Cervantes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA