Comillas Modernista

Além de seu belíssimo centro histórico, a vila de Comillas possui um impressionante patrimônio arquitetônico relacionado ao Estilo Modernista. O edifício mais famoso é El Capricho, projetado pelo arquiteto Antoni Gaudí, que veremos no próximo post. Muitas outras construções do estilo podem ser vistas num passeio pela cidade. Um exemplo é a Fonte dos 3 Canos, realizada em pedra pelo igualmente famoso arquiteto modernista Lluís Domènech i Montaner, em 1889. Situada no centro, foi dedicada a Joaquín del Piélago, ilustre personalidade da cidade que financiou a instalação da rede de água de Comillas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERALluís Domènech i Montaner também foi o responsável da porta que permite o acesso à Universidade Pontifícia, outro edifício pertencente ao estilo. Conhecida como “Porta das Virtudes“, combina perfeitamente o tijolo, a cerâmica e a pedra como materiais construtivos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO edifício da Universidade Pontifícia foi projetado pelo arquiteto Joan Martorell, autor do Palácio de Sobrellano, que vimos no último post.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAJoan Martorell, dentro do contexto historicista da arquitetura no final do século XIX, realizou um edifício com influências tanto do gótico, quanto do estilo mudéjar. A construção foi iniciada em 1883 e seis anos depois foi decorada no estilo modernista por Lluís Domènech i Montaner.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO filho mais ilustre da cidade, o primeiro Marquês de Comillas, Antonio López y López, financiou a obra. Com sua morte, foi o filho, Cláudio López Breu, quem assumiu o compromisso de continuar com sua execução. Criada em 1890, a Universidade Pontifícia de Comillas inicialmente era um seminário para a formaçao de sacerdotes. Em 1904, o Papa Pio X concedeu ao seminário o direito de conferir graus acadêmicos de Filosofia, Teologia e Direito Canônico, convertendo-se em Universidade Pontifícia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADela saíram importantes figuras eclesiásticas, principalmente arcebispos, contribuindo de maneira fundamental para o título que ostenta a cidade, a “Vila dos Arcebispos“.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA instituição constitui uma universidade católica e particular, dirigida pelos jesuítas e atualmente com sua sede principal em Madrid. Dos jardins da universidade pude tirar algumas boas fotos com o mar de fundo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Primeiro Marquês de Comillas foi o principal responsável pela transformação urbana da cidade no final do século XIX, depois que seu amigo pessoal o rei Alfonso XII visitou a vila em duas ocasiões, em 1881 e 1882. Com apenas 14 anos emigrou a Cuba. Em terras americanas, ganhou uma fortuna e, ao regressar a Espanha, fundou um banco, uma fábrica de tabacos e uma companhia de navegação, negócios que o converteu num dos empresários mais ricos do país na época. Foi então que o monarca lhe concedeu o título de Marquês de Comillas. Apesar de viver em Barcelona, patrocinou a construção de vários edifícios emblemáticos em sua vila de origem. Comillas se transforma num local de moda para a aristocracia espanhola. Antoni Gaudí foi outros dos arquitetos de renome que contribuíram para a transformação urbana da cidade. Dele é a denominada Porta do Moro, que permite o acesso a um palacete da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAConstruída em 1900, a porta possui formas redondeadas e as esquinas com linhas onduladas. Está composta por três aberturas: a maior para carruagens, a de tamanho médio para pessoas e, em sua parte superior direita, vemos uma abertura circular que permite a passagem dos pássaros. Por este motivo, a porta é conhecida como a “Porta dos Pássaros“. Abaixo, vemos algumas fotos deste belo palácio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

Anúncios

Edifícios Art Decô – Gijón

Na primeira metade do séc. XX, graças ao desenvolvimento econômico de que foi protagonista, Gijón foi o centro, em Asturias, das chamadas correntes vanguardistas arquitetônicas que assolaram o continente europeu. A Art Decô foi uma das mais importantes, deixando uma grande quantidade de edifícios na cidade, que foram realizados neste estilo eminentemente decorativo, como vemos a seguir.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO movimento Art Decô desenvolveu-se principalmente entre os anos 20 e 40 do século passado, tendo a sofisticação exterior e interior como um elemento referente.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO arquiteto Manuel del Busto e seu filho Juan Manuel foram os pioneiros desta estética na cidade. Em 1929, por ex., realizou este edifício, marcado por uma concepção racionalista em voga na Europa, provocando uma mudança de seu estilo, anteriormente regionalista, para um conceito moderno, através da Art Decô. Destaca o geometrismo da composição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEste outro edifício, de caráter modernista, foi projetado pelo arquiteto em 1913…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo começo do séc. XX, a repercussão da arquitetura modernista catalã provocou um grande impacto e Gijón acabou brindada com alguns belos edifícios, como o de abaixo, construído em 1902 pelo arquiteto José Craner Prat, situado ao lado do edifício acima.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA primeira etapa de Manuel del  Busto esteve marcada por uma arquitetura regionalista, como dissemos acima. Um exemplo vemos a seguir, onde a decoração de azulejos foi encomendada a Daniel Zuloaga.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO conhecido Café Dindurra, o mais antigo da cidade (1901), foi alvo de uma reforma nos anos 30, cujo teto e colunas foram inspirados na Art Decô, encargo que Manuel del Busto e o escultor Pepín Morán assumiram com grande competência.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA20150721_221849Também neste período projetou a Estação Rodoviária da cidade, obra pertencente a última fase do Movimento Art Decô, que passa a incorporar critérios racionalistas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO estilo foi adaptado a muitos outros tipos de construção, que proporcionaram glamour antigamente e mesmo hoje em dia, como neste bar à beira da praia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm frente ao bar vemos o Hotel Alcomar, cuja fachada apresenta uma decoração tipicamente Art Decô

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO mesmo podemos dizer do Clube Náutico de Gijón

OLYMPUS DIGITAL CAMERANossa visita a cidade de Gijón está chegando ao fim. Antes, porém, de sua conclusão, veremos no próximo post um museu exemplar, que me impressionou muito, tanto pelo seu conteúdo, quanto pela amabilidade e simpatia de seus funcionários, o Museu Ferroviário de Gijón…até lá !!!

Palácio de Longoria – Segunda Parte

Neste último post sobre o Modernismo em Madrid, veremos, novamente, a mais célebre das construçoes modernistas da capital, o Palácio de Longoria. Digo isso, porque há quase três anos atrás, em 7/9/2012, publiquei a primeira matéria sobre este incrível edifício de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm 2012, comentei um pouco sobre a história do palácio, ressaltando seu aspecto exterior. Da mesma forma que antes, sua visita interna só é permitida em escassos dias do ano. No entanto, tive a oportunidade de conhecê-lo alguns meses atrás através de uma associaçao de arquitetos, que realizou uma visita guiada com um privilegiado grupo de interessados ouvintes. Antes de mostrar sua parte interna, publico uma vez mais alguns detalhes decorativos de sua fachada exterior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAPara nao ser repetitivo, nao pretendo colocar as mesmas informaçoes do post inicial, apenas recordar que o Palácio de Longoria possui esta denominaçao graças ao seu proprietário original, o banqueiro Javier González Longoria, que ordenou sua construçao tanto como residência, quanto como sede de seu negócio financeiro. Recorreu, entao, ao arquiteto catalao, residente em Madrid, José Grases Riera.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO arquiteto projetou um edifício singular e criativo, inspirando-se no Art Noveau com uma profusa ornamentaçao modernista, repleto de formas orgânicas, cabeças femininas, motivos florais e sinuosidades naturalistas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs variados elementos decorativos do Palácio de Longoria se devem ao gosto pessoal do proprietário, que solicitou ao arquiteto a incorporaçao de detalhes modernistas na construçao, numa época em que o Estilo Modernista estava em moda na Europa. Apesar de nao ser um arquiteto fiel ao estilo, Grases Riera, através da leitura de revistas especializadas daquele período, realizou uma construçao segundo o solicitado, com resultados surpreendentes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAApesar da riqueza e abundância da decoraçao modernista utilizada, sua estrutura é tradicionalmente eclética, manifestada na planta em L com uma clássica estrutura circular na esquina, como podemos observar melhor na primeira foto da matéria de hoje. Apesar disso, o que realmente impressiona no palácio é sua incrível parte decorativa, onde foi incorporado o ferro forjado e a cerâmica composta por peças irregulares, recordando o famoso Trencadís de Gaudí.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm sua parte traseira, impressiona um curioso suporte, realizado em forma de palmeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos outras imagens da parte traseira do palácio…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO interior do Palácio de Longoria é igualmente espetacular, como era de se esperar…OLYMPUS DIGITAL CAMERASeu destaque incontestável é a maravilhosa escada principal, uma das grandes obras do Modernismo Espanhol.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANela se combinou de forma magistral vários materiais construtivos, como o ferro, bronze, mármore, gesso e vidro (cúpula), segundo a concepçao modernista de integraçao de todas as artes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAJosé Grases Riera contou com a colaboraçao de artistas de primeira linha, mas infelizmente seus nomes sao desconhecidos. Construído entre 1902 e 1904, atualmente é a sede da Sociedade Geral de Autores, e em 1996 o Palácio de Longoria foi devidamente protegido, ao ser declarado Bem de Interesse Cultural. A seguir, vemos sua admirável cúpula.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo conclusao desta série sobre o Modernismo em Madrid, podemos dizer que a capital espanhola possui um belo e muitas vezes desconhecido patrimônio modernista, que deve ser conhecido e respeitado, para que nao desapareça no futuro, como infelizmente ocorreu no passado. Para aqueles (as) interessados (as) numa compreensao mais ampla do Modernismo Espanhol, recomendo a visualizaçao de muitas outras matérias, que tiveram o Estilo Modernista como tema, e sua data de publicaçao:

O Modernismo em Teruel: 25/10/2013

Albacete Eclética e Modernista: 14/10/2014 e 19/10/2014

Palácio Episcopal de Astorga: 26/9/2014 e 27/9/2014

Salamanca Modernista: 23/2/2015

Modernismo em Barcelona: série composta por vários posts: 4/4/2012, 11/6/2013, 12/6/2013, 13/672013 e 14/6/2013. Além disso, alguns dos principais monumentos modernistas de Barcelona receberam matérias especiais:

Sagrada Família: 29 e 30/10/2012

Palau Guell: 9 e 10/01/2013

Casa Milà: 11 e 12/01/2013

Hospital de Santa Creus i Sant Pau: 16 e 17/01/2013

Park Guell: 22 e 23/01/2013

Palau de la Música Catalana: 31/1/2013 e 172/2013

Casa Vicens: 24/01/2013

e muito mais….

Edifício da Companhia Colonial – Madrid

Outra Obra Fundamental do Modernismo em Madrid encontramos em plena Calle Mayor, no centro histórico da cidade. O Edifício da Companhia Colonial possui uma maravilhosa fachada, cuja recente restauraçao a deixou ainda mais bela.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta empresa dedicava-se a elaboraçao de chocolate e a importaçao de produtos como o açúcar, o cacau e o café. No alto do edifício, o ceramista Daniel Zuloaga, cujo trabalho vimos no dia 11/1/2015, realizou diversos painéis de azulejos, mostrando os produtos da companhia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA Este elegante edifício comercial foi projetado pelos arquitetos Miguel Mathet e Jerónimo Pedro Mathet, e recebeu o prêmio da Prefeitura de Madrid de melhor edifício construído na cidade em 1908.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASua composiçao simétrica, em que a verticalidade das estruturas laterais que servem como mirantes, se equilibram perfeitamente com a horizontalidade dos balcoes. Esta característica é própria da Arquitetura Eclética. No entanto, a enorme plasticidade decorativa de sua fachada incorpora vários elementos modernistas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA A ornamentaçao da fachada foi inspirada na Art Noveau, e apresenta uma abundante iconografia simbólica, referente á atividade mercantil da empresa, como por exemplo, a escultura de Mercúrio, Deus do Comércio, que adorna a fachada principal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA indústria também se representa com um de seus símbolos mais conhecidos, a Roda Dentada, que vemos acima e abaixo. A seguir, vemos outros detalhes escultóricos da fachada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm uma das laterais da fachada podemos ver o nome dos arquitetos construtores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADigno de nota é o incrível trabalho de ferro em seus balcoes, mirantes e portas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, muitos sao os que param diante do edifício e começam a tirar fotografias, pois sua beleza é realmente contagiante, e os detalhes decorativos, incríveis.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Obras Fundamentais do Modernismo em Madrid

Como conclusao desta matéria sobre o Modernismo em Madrid, reservei alguns posts enaltecendo as construçoes existentes na capital que contribuíram de forma significativa no desenvolvimento deste estilo artístico. Na matéria de hoje, veremos duas delas. A primeira é a denominada Colonia de la Prensa (Colônia da Imprensa, em português), considerado um dos melhores conjuntos modernistas da época, e construída entre 1911 e 1921 pelo arquiteto Felipe Mario López Blanco.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta espécie de condominio fechado de princípio do séc. XX foi a primeira cooperativa residencial subvencionada pela Lei de Casas Baratas, instituída em 1911, sendo construída  por iniciativa de uma associaçao de jornalistas que adquiriram uns terrenos no antigo município de Carabanchel, atualmente um bairro de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFelipe López Blanco trabalhou quase que exclusivamente na colônia até sua morte em 1921. Dentro do espaço diversos detalhes modernistas adornam nao só as casas construídas, como também a portaria principal, cujas fotos vemos acima. Mençao à parte merecem os painéis de azulejos do famoso ceramista Juan Ruiz de Luna, de Talavera de la Reina (para maiores informaçoes sobra este tipo de cerâmica e a cidade onde se desenvolveu, ver os posts publicados entre 30/9/2013 e 1/10/2013). Um discípulo seu, Julián Montemayor, realizou as cerâmicas da portaria principal.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAs casas da colônia combinam diveras tendências artísticas, desde o naturalismo da Art Noveau até o geometrismo do Modernismo Vienense, passando por detalhes do Modernismo Catalao e da Arquitetura Regionalista. Uma lástima que grande parte das construçoes perderam seu aspecto original, e apenas alguns detalhes recordam sua decoraçao do início do séc. XX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAUma das maiores contribuiçoes da arquitetura madrilenha para a História do Modernismo foi a construçao da denominada Necrópolis del Este (Necrópole do Leste, em português), um recinto que integra o Cemitério de Nossa Senhora de Almudena.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Necrópolis del Este foi considerada um dos melhores recintos funerários da Europa na época de sua construçao. Realizado pelo arquiteto Francisco García Nava entre 1905 e 1927, sob um antigo projeto de Fernando Arbós e José Urioste, ganhadores de um concurso para a construçao do cemitério em 1877. Francisco Garcia modificou o projeto anrterior, promovendo uma síntese inovadora, combinando aspectos do Modernismo Vienense, do Modernismo Catalao, além de detalhes autóctonos como lembrança à arquitetura local (neomudejarismo) e um simbolismo decorativo como recurso para caracterizar o espaço funerário.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO grande e monumental pórtico de entrada está composto por um conjunto de arcos levemente curvado em seus extremos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA maravilhosa capela é considerada uma verdadeira obra prima do Modernismo em Madrid

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua esbelta torre recorda alguns trabalhos do genial arquiteto catalao Antoni Gaudí.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Cemitério de N.Sra de Almudena é o maior de Madrid, e um dos maiores de toda a Europa Ocidental. O número de pessoas que nele receberam sepultura, cerca de 5 milhoes, é superior  à populaçao atual da capital espanhola. O recinto funerário recebeu o nome da Virgem de Almudena, padroeira da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo cemitério estao enterrados uma grande quantidade de personalidades ilustres que viveram na Espanha, além de outros notórios espanhóis destacados de sua cultura, como por exemplo:

Fernando Rey (1917/1994) – Ator, um dos mais importantes do Cinema Espanhol.

Santiago Ramón y Cajal (1852/1934) – Cientista Espanhol e Prêmio Nobel de Medicina. Um resumo de sua vida e sua importância na ciência foram abordados no post a ele dedicado, em 7/4/2014.

Benito Pérez Galdós (1843/1920) – Escritor Espanhol, que retratou em muitas de suas novelas a vida dos madrilenhos e a história de sua cidade.

Alfredo Di Stéfano (1926/2014) – Jogador de futebol argentino, durante a década de 50 e 60 transformou-se num dos maiores jogadores da história do Real Madrid, e um dos melhores de toda a história do futebol mundial. Recentemente falecido, ocupava o cargo de Presidente de Honra do clube madrilenho.

Valentín Roca Carbonell

Valentín Roca Carbonell foi um dos principais arquitetos partidários do Modernismo em Madrid, e muitos dos edifícios catalogados como modernistas na cidade foram projetados por ele. Em alguns, inclusive podemos ver sua assinatura…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERARealizou várias obras que se tornaram uma referência do estilo na capital, muitas delas para a classe burguesa, como o palácio construído para a Marquesa de Oliva, entre 1904 e 1906. Nele apreciamos um modernismo discreto, ornamental e circunscrito à fachada, como habitualmente ocorre em Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA plasticidade do edifício foi obtida com a introduçao de uma bicromia na fachada e sua continuidade, conseguida através de sua forma curva.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos conjuntos mais significativos da obra de Valentín Roca Carbonell foi realizado para a Duquesa de Fernán Nuñez, situado na parte de trás do Mercado de San Miguel. O edifício chama a atençao daqueles que entram no mercado, pela beleza de sua fachada e detalhes de sua ornamentaçao.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEm plena Calle de Alcalá encontramos um de seus edifícios mais belos, que sempre admiro, quando por ali passo…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAEste outro edifício foi a ele atribuído, sendo um representante da terceira e última fase do Modernismo em Madrid, construído em 1915.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASeu trabalho nao esteve limitado somente ao projeto de edifícios. Valentín Roca Carbonell foi o responsável também pela criaçao da primeira Vila Modernista de Madrid, construindo uma grande quantidade de casas na que ficou conhecida como Colônia do Madrid Moderno. Apesar da destruiçao de muitas delas no decorrer do séc. XX, ainda hoje podemos contemplar algumas casas, cujo conjunto foi construído entre 1905 e 1906. Sua singularidade foi o tema de uma matéria que publiquei em 12/4/2013 com o título de Madrid Moderno, quando entao coloquei várias fotos. Na sequência, vemos algumas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERA

O Modernismo em Madrid – Parte 5

Hoje veremos outros exemplos de edifícios construídos na fase dourada da implantaçao do Modernismo em Madrid (1905/1914), com diferentes graus na conservaçao de sua construçao e  decoraçao originais. O arquiteto José Carnicero Rodríguez, que já vimos em matérias anteriores, projetou o edifício abaixo, que conserva poucos elementos modernistas da época em que foi construído, exceçao feita a alguns detalhes ornamentais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAFrancisco García Nava, arquiteto e grande desenhista, projetou estes dois edifícios residenciais, com vistas ao Parque do Retiro, para a classe alta. Apesar de nao trabalhar sempre com o Modernismo, quando o fez demonstrou sua grande qualidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAAntonio Álvarez Redondo projetou, por sua vez, alguns edifícios curiosos, como o que vemos a seguir, onde destacam os balcoes de formato triangular, uma soluçao construtiva pouco habitual em Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERASantiago Castellanos Urízar construiu este belo edifício residencial, com alguns inspirados toques modernistas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAO Estilo Modernista se propagou nao apenas nos edifícios, como também em vários outros tipos de construçoes, como os estabelecimentos comerciais. No entanto, pouquíssimos sobreviveram ao séc. XXI. Um deles foi este comércio que se dedicava à venda de leite. Em muitos comércios deste tipo, o estábulo encontrava-se na parte traseira da loja, razao pela qual sao conhecidos como Vaquería-lechería. Em 2007, este testemunho de um comércio modernista na cidade, foi inexplicavelmente demolido, e o local foi totalmente reformado. Porém, graças à iniciativa dos alunos da Escola de Belas Artes de Madrid, foram reproduzidas as pinturas originais que decoravam seu interior, tanto nas paredes, quanto no teto.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs pinturas foram realizadas pelo artista Antonio Chaves em 1911, que representou diversas cenas de caráter simbolista e alegórico, como a que vemos abaixo, sobre o comércio do leite.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAs artes foram representadas alegoricamente através de figuras femininas, copiadas pelo artista de uma série criada em 1898 pelo famoso desenhista parisiense da Art Noveau, Afons Mucha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERATambém cenas pastorais foram pintadas…

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, o local funciona como um espaço para aluguel de forma temporária para empreendedores e comerciantes, que desejam expor seus produtos.