Navalcarnero – Parte 3

Graças aos interessantes monumentos que possui, a cidade de Navalcarnero foi declarada Bem de Interesse Cultural (BIC). Sua Praça Maior, também chamada Praça Segóvia, é o centro comunitário do povoado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA Praça Maior, de um curioso formato irregular, é um exemplo da denominada Arquitetura Popular Castelhana.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUma parte de seu perímetro está formada por uma galeria de colunas, que sustentam as residências.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAPor sua vez, as casas apresentam uma bela fachada colorida com elementos figurativos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo fundo da praça vemos a silueta da Igreja de N. Sra. de Assunción, o principal templo religioso da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAMonumento Histórico-Artístico desde 1982, a igreja é a referência histórica mais antiga de Navalcarnero.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa realidade, sao duas igrejas construídas em épocas diferentes, que acabaram se unindo. Isso explica suas grandes dimensoes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA parte mais antiga data de 1520. A torre, construída dentro dos parâmetros da estética mudéjar, pertence a este período.

OLYMPUS DIGITAL CAMERACom o crescimento da cidade, tornou-se necessária a construçao de uma nova igreja. A fachada foi edificada no final do séc. XVIII. No interior, podemos apreciar as arcadas originais de sua época primitiva.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAbaixo, vemos o Retábulo Maior da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlém deste grandioso templo, Navalcarnero possui várias ermitas, entre as quais destacamos a de San Roque, fundada nos anos finais do séc. XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo vocês puderam ver nos últimos posts, Navalcarnero é um destino altamente recomendável para as pessoas que desejam conhecer uma Espanha diferente, mas igualmente interessante, com história, cultura e gastronomia típicas.

Mudéjar Toledano

Em 1085, Toledo, conhecida como a Cidade das 3 Culturas graças à presença de cristaos, árabes e judeus e centro eclesiástico da Espanha, foi reconquistada pelo rei de Castilla y León Alfonso VI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASéculos de dominaçao árabe haviam terminado e, a partir de entao, muitas mesquitas e sinagogas se converteram em templos católicos, como a Mesquita de Bab Al Mardum, que vimos no post publicado em 22/7/2014, ou a Sinagoga do Trânsito, cuja história vimos em 25/6/2012. Para tanto, muitos templos foram reformados, adaptados ou reconstruídos, sendo empregado o estilo arquitetônico autóctono do país, o Mudéjar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Mudéjar é um estilo heterogêneo e complexo, assumindo características próprias segundo a regiao do país. Em Toledo, contribuiu para que a paisagem urbana se tornasse homogênea, graças às muitas edificaçoes do estilo que podemos encontrar. O convívio entre as três comunidades acima mencionadas possibilitaram seu desenvolvimento, desde o séc. XII até o XVI.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Mudéjar Toledano apresenta elementos próprios, que se distinguem daquele apresentado em Castilla y León e em Aragón, outros importantes focos do estilo. Um deles é a presença de distintas formas de arcos, utilizadas como elementos estruturais e decorativos, principalmente nos ábsides das igrejas, como percebemos na foto acima. Aparecem, de baixo para cima, o Arco duplo cego de meio ponto ou semicircular, o Arco Polilobulado e o denominado Arco Túmido ou de ferradura apontado, na parte superior. O arco de meio ponto é característico da Arquitetura Românica, que serviu de base para o desenvolvimento do estilo, enquanto os outros dois formam parte da Arquitetura Islâmica. Outro exemplo vemos nos ábsides da Igreja de Santiago.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta paróquia já existia em 1125 e parece que foi uma das fundadas por Alfonso VI depois da reconquista. No entanto, a torre separada do corpo principal da igreja fez com que os estudiosos afirmassem que poderia ser o antigo minarete de uma mesquita. Nas fotos acima e abaixo, vemos o tríplice ábside composto pela superposiçao de arcos.

DSC09136Os templos mudéjares de Toledo foram construídos com uma base de alvenaria, que sustentam a estrutura geral. Outro dos aspectos singulares é a decoraçao dos muros, com elementos próprios da cultura islâmica, como podemos apreciar na mesma Igreja de Santiago.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERADa mesma forma, as portas de acesso ao interior do templo também sao mais islamizadas que as encontradas em outras regioes do país. Abaixo, vemos duas das três portadas de acesso da Igreja de Santiago.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERANas imagens acima, vemos outro tipo de arco no friso situado sobre as portas, chamado Entrecruzado. Franqueadas por pilastras,  as portas estao compostas por  Arcos de Ferradura e Polilobulados. Este modelo da Igreja de Santiago foi imitado em muitas outras construçoes da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA As torres sao uma referência do Mudéjar Toledano, estando profusamente decoradas, como no caso da torre da Igreja de Sao Tomé, considerada a mais bela da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEsta igreja foi reformada no séc. XIV sobre um templo anterior do séc. XII, e sua belíssima torre quadrada é a única parte sobrevivente desta reconstruçao. Cabe ressaltar que esta reforma foi realizada pelo Conde de Orgaz Gonzalo Ruiz de Toledo, cujo sepulcro situa-se debaixo do famoso quadro de El GrecoO Enterro do Conde de Orgaz“. O resto da igreja foi novamente reformado nos séculos XVI e XVII, substituindo as antigas formas mudéjares da construçao.

DSC09280Uma torre original do séc. XII pode ser apreciada na Igreja de San Bartolomé, provavelmente também edificada sobre um minarete islâmico. O ábside pertence ao séc. XIII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAFinalizamos comentando que o aspecto que vemos atualmente destas igrejas nao correspondem à sua fábrica original no aspecto cromático, pois estavam pintadas de branco e vermelho em sua parte exterior.

A Concatedral de Guadalajara

No plano religioso, Guadalajara conta com vários conventos e igrejas, que em breve veremos no blog. Seu principal templo é a Concatedral de Santa Maria, uma das mais peculiares do território espanhol. O termo concatedral designa um templo com nível de catedral, mas que divide a diocese local com outra catedral. Abaixo, vemos um plano geral da Concatedral de Guadalajara.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAComo acontece em muitos casos no país (Toledo, Zaragoza, etc) a igreja foi construída sobre a antiga mesquita da cidade. Originária do séc. XIII, foi edificada no estilo mudéjar, como podemos observar em sua sóbria torre.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua característica principal é a combinaçao de estilos artísticos, devido às reformas e ampliaçoes realizadas durante os séculos posteriores à sua construçao. O pórtico, por exemplo, rodeia todo o átrio e foi incorporado ao templo apenas no séc. XVI, dentro da estética renascentista.

DSC07862Um dos principais aspectos que chamam a atençao da Concatedral de Guadalajara sao as 3 portadas formadas por Arcos de Ferradura, que lhe conferem uma personalidade própria e um aspecto exótico. Cada uma delas comunica com as 3 naves do interior do templo.

DSC07857DSC07859Atualmente, o interior encontra-se bastante modificado em relaçao ao aspecto original que possuía no séc. XIV, quando foi finalizada sua construçao. Ainda assim, nos revela belas perspectivas, com um belo conjunto dde retábulos barrocos.

DSC07950DSC07959A seguir vemos um dos retábulos que decoram as naves laterais da igreja, com uma interessante estátua do papa Joao Paulo II.

DSC07955O Retábulo Maior foi realizado em 1624 pelo frade Francisco Mir no estilo barroco.

DSC07951Na sequência, vemos uma imagem da parte superior do Retábulo Maior.

DSC07958

A Catedral de Getafe – Comunidade de Madrid

Getafe é um município situado ao sul da Comunidade de Madrid, a somente 14 km da capital. Com cerca de 180 mil habitantes, é uma das cidades mais industrializadas de toda a comunidade. Sua importância estratégica se explica também por possuir uma das bases aéreas mais antigas de Espanha. Por este motivo, Getafe é considerada o berço da Aviaçao Espanhola.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa cidade, ocorreram fatos marcantes da história da aviaçao, como a primeira corrida aérea internacional, realizada entre Madrid e Paris em 1911. Em frente à base aérea, uma placa celebra o evento, colocada na data de seu centenário.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO momumento mais importante da cidade é a Catedral de N.Sra de La Magdalena. Localizada no centro, é considerado um dos templos renascentistas mais importantes de toda a Comunidade de Madrid.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua construçao iniciou-se em 1549 e foi finalizada somente em 1770. A Catedral de Getafe foi levantada sobre uma igreja mudéjar do séc. XIV. Com o crescimento populacional, esta igreja ficou pequena, sendo necessária a construçao de uma maior. Deste templo primitivo, se conserva a torre de base quadrada. Em sua parte inferior, vemos uma pequena janela, construída no estilo mudéjar. OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAOs arquitetos principais responsáveis pela obra foram Alonso de Covarrubias em sua fase inicial e Juan Gómez de Mora (arquiteto maior do rei Felipe IV) na parte final. O elemento mais tardio da fachada é a sóbria portada, realizada em 1770.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOs dois corpos inferiores da torre sao sua parte mais antiga, e a outra torre ficou inacabada, devido à falta de verbas para sua conclusao. Os sinos mais antigos datam de 1541. O alto da torre , como habitualmente acontece, tornou-se o habitat preferido para a fauna avícola da regiao.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA torre está rematada por um capitel barroco, instalado no séc. XVII. Abaixo, vemos o robusto ábside pentagonal da catedral. Nele, observamos os imponentes contrafortes da estrutura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA consagraçao do templo ocorreu em 1995, depois de criada a Diocese de Getafe. Em 1958, o templo foi declarado Monumento Histórico-Artístico.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, conheceremos o interior da Catedral de Getafe

Ocaña – Parte 3

Ocaña nos reserva ainda muitas surpresas por conhecer. Na Idade Média, era comum nos povoados  de Castilha a existência de uma estrutura de pedra denominada Rollo de Justiça, cuja funçao principal consistia em representar a categoria administrativa do lugar, e o regime ao qual estava submetido: Realengo (submetida diretamente ao Rei), Eclesiástico (submetido à Igreja) ou Senhorial (território pertencente à nobreza, caso de Ocaña). Normalmente, trata-se de uma coluna de pedra, rematada por uma bola ou cruz. Denominado também como Picota, os Rollos de Justiça comprovam o satus de plena jurisdiçao de uma vila. O de Ocaña, foi levantado em época gótica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA estrutura servia também como local de castigo, onde os criminosos eram açoitados e expostos a vergonha pública. Antigamente, o Rollo estava situado em plena Praça Maior, e posteriormente foi levado ao seu lugar atual. Além dele, outros dois monumentos compoem o espaço que observamos hoje em dia. O Teatro Lope de Vega foi construído em 1558, inicialmente como um antigo Colégio de Jesuítas, formador das famílias ilustres da cidade. Nele foi educado Francisco de Quevedo, um dos grandes nomes da Literatura Espanhola. Antes de transformar-se em teatro, foi ainda quartel de cavalaria. OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo lado do teatro, ergue-se uma imponente torre mudéjar, típica da Província de Toledo. O conjunto formado por estes três elementos (rollo, teatro e torre) nao deixa de ser curioso. No plano religioso, muitas sao as igrejas e conventos destacáveis da Vila de Ocaña. O templo paroquial é a Igreja de Santa Maria. Sua origem remonta a uma primitiva mesquita, construída no séc. XII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA igreja atual foi construída no séc. XV no estilo renascentista, e finalizada no séc. XVII.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutras igrejas nao resisitiram aos séculos, mas deixaram restos de seu antigo esplendor. Este é o caso da Igreja de San Martin, cuja esbelta torre foi um dos poucos elementos conservados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAo lado da torre, vemos a portada da igreja que, como o templo, foi construído no séc. XV, no estilo renascentista.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAUm dos exemplos de arquitetura popular de Ocaña é a singela Ermita de Jesus de Las Cuevas, construída entre os séc. XVIII e XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo e último post sobre Ocaña conheceremos o Convento de Santo Domingo, um dos mais importantes e conhecidos da cidade.

A Igreja de San Nicolás – Madrid

A Igreja de San Nicolás de Bari situa-se na praça homônima, em pleno centro histórico de Madrid. O templo já era mencionado no Foro de Madrid de 1202 como uma das dez paróquias existentes na época. Com o derrubamento da antiga Igreja de Santa Maria de Almudena, esta igreja passou a ser considerada como a mais antiga da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAlguns historiadores sustentam que a igreja pôde ter sido uma primitiva mesquita na época muçulmana. O grandioso arco de clara inspiração árabe que vemos no interior  poderia ser uma prova que respaldasse esta teoria.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO mais provável, porém, é que sua construção date do séc. XII, pois sua torre, declarada Monumento Nacional em 1931, apresenta todas as características de um campanário mudéjar daquele período.

OLYMPUS DIGITAL CAMERADe planta quadrada, a torre foi levantada em tijolo e decorada com os denominados Arcos Cegos. No séc. XVII, foi rematada por uma estrutura barroca. Do mesmo estilo é a portada, esculpida pelo famoso escultor Luis Salvador Carmona, com uma imagem de San Nicolás em sua parte superior (séc. XVIII).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA torre é a única parte que  se conserva da igreja original, já que o templo foi transformado nos séculos posteriores. O interior da igreja foi reformado no séc. XV e no XVII. Nele, vemos um retábulo com a imagem do santo titular, de constituição moderna.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOutro elemento destacável é uma escultura do Ecce Homo. De acordo com o Evangelho, estas foram as palavras pronunciadas em latim por Pôncio Pilatos, ao apresentar Jesus Cristo à multidão hostil. Traduzidas por “Eis o Homem”, esta imagem foi muito difundida pela iconografia católica ao longo da história.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANa cripta da Igreja de San Nicolás está enterrado o arquiteto real de Felipe II, e  responsável pela construção do Monastério do Escorial, Juan de Herrera. As características monumentalidade e sobriedade decorativa de suas obras tornaram-se uma referência do Renascimento Espanhol, e formam a base de um estilo próprio, o Herreriano. Abaixo, vemos uma placa comemorativa no exterior da igreja.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAtualmente, a Igreja de San Nicolás é a Paróquia da Comunidade de Italianos de Madrid, e templo da denominada Confraria dos Servos de Cristo, razão pela qual é chamada também dos Servitas. No portal da igreja, vemos o símbolo da instituição talhado em madeira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

As Igrejas Mais Antigas de Madrid – Parte 2

Como visto no post anterior, muitas das igrejas existentes durante o período da reconquista de Madrid desapareceram com o crescimento e as reformas urbanas. No entanto, algumas delas permaneceram, e podem ser admiradas atualmente, apesar de  terem sofridos reformas que alteraram seu aspecto original. A Ermita de Santa Maria La Antigua, porém, permaneceu praticamente inalterada, com todos seus elementos arquitetônicos primitivos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERASua localização periférica, afastada das grandes rotas turísticas, foi um obstáculo para seu conhecimento e valorização. Situa-se no bairro de Carabanchel, que na época da construção do templo era um distrito à parte de Madrid. A igreja foi construída como paróquia do então povoado no séc. XIII, constituindo-se no templo existente mais antigo que se conserva em Madrid. Com o despovoamento verificado na região nos séculos posteriores, a igreja perdeu esta condição no séc. XV e foi convertida numa ermita. Santa Maria La Antigua é considerada um dos templos de arquitetura mudéjar mais relevantes de toda a Comunidade de Madrid. Abaixo, vemos sua esbelta e estreita torre, de 20m de altura.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo ábside semicircular, admiramos um vão formado por um arco de ferradura ogival.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAOLYMPUS DIGITAL CAMERAA portada, feita inteiramente de tijolo, possui uma disposição levemente adiantada, em relação ao muro da igreja. Infelizmente, foi pichada por indivíduos que parecem não ter algo melhor para fazer….

OLYMPUS DIGITAL CAMERASe consideramos as igrejas sobreviventes construídas na época medieval em pleno centro histórico de Madrid, duas delas podem receber o título das mais antigas da cidade. A primeira delas é a Igreja de San Pedro El Viejo, cuja torre mudéjar é seu elemento arquitetônico mais destacado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO templo atual foi construído no séc. XIV, mas reformas realizadas ao longo do tempo transformaram o aspecto inicial, como a verificada no séc. XVII, quando alterou-se totalmente sua estrutura externa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA Igreja de San Pedro é conhecida também por albergar uma imagem muito venerada pelos habitantes de Madrid, a de Jesus El Pobre, esculpida por Juan de Astorga no séc. XVII. Uma das lendas relativas à construção da igreja nos conta que durante a edificação da torre, não conseguiam colocar os sinos no alto da estrutura, pequena para o tamanho dos mesmos. Cansados pelas constantes e inúteis tentativas, os trabalhadores desistiram de sua obrigação, e foram dormir, deixando para o dia seguinte a complicada resolução do problema. Quando despertaram, porém, ficaram atônitos, ao observar que os sinos estavam perfeitamente dispostos e colocados , em seu local natural…

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post conheceremos a Igreja de San Nicolás, que ostenta o título de  a mais antiga de Madrid.