Os Amantes de Teruel e a Igreja de San Pedro

Neste último post sobre Teruel, que será dividido em duas partes, conheceremos a história mais conhecida associada à cidade e o templo a ela vinculada. Trata-se da famosa história dos “Amantes de Teruel” e a Igreja de San Pedro. Conta a tradição que na Teruel do séc. XIII viveu o jovem Juan Martínez de Marcilla, mais conhecido por Diego. De origem humilde, apaixonou-se perdidamente pela nobre Isabel de Segura. A jovem aceitou casar-se com ele somente se obtivesse o consentimento paterno. Devido a diferença de classe social, Diego decide viajar, com a intenção de conseguir trabalho e dinheiro suficiente para que fosse admitido como marido de Isabel. Antes, porém, esta prometeu que esperaria Diego durante 5 anos. No entanto, finalizado o prazo e diante da pressão exercida pelos pais para que se casasse e vendo que Diego não regressava, Isabel finalmente casou-se com outro. Logo depois, Diego voltou e desesperado com a notícia, implorou a Isabel que o beijasse. Ante a negação de Isabel, que não queria desrespeitar o marido, Diego faleceu ali mesmo, aos pés do leito de Isabel. Depois de contar o ocorrido ao marido, este temeu que lhe acusassem de assassinato. Por sua parte, Isabel sentia-se culpada com a morte de Diego. A jovem decidiu, então, beijar-lhe antes que fosse realizado o enterro, como prova do amor que ainda sentia por Diego. Isabel foi à Igreja de San Pedro, onde se encontrava o cadáver, e o beijo foi tão ardente que também ela caiu morta, ao seu lado. Depois de conhecer o sucedido, o marido de Isabel contou a história de amor entre os dois jovens, que por decisão unânime foram enterrados juntos na Igreja de San Pedro. Esta história, que possui todos os ingredientes de uma lenda medieval, realmente ocorreu. Os restos dos amantes foram encontrados na igreja em 1555. A identidade dos corpos foi confirmada e todo o desenlace desta trágica e bela história de amor está documentado. Hoje em dia, podemos conhecer a história e visitar o Mausoléu dos Amantes, inaugurado em 2005 pelo arquiteto Alejandro Cañada.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO sepulcro é uma magnífica obra escultórica realizada por Juan de Ávalos. Situado na Capela do Sagrado Coração, anexa à Igreja de San Pedro,o monumento está coberto por uma maravilhosa cúpula.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm suas várias salas expositivas, podemos conhecer o contexto social da época em que sucedeu a história, bem como sua influência artística. Um exemplo é o quadro de Antonio Muñoz Degraín, realizado em 1884 e considerado sua obra mais importante.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAdoçada ao mausoléu, encontra-se a Igreja de San Pedro, um templo mudéjar construído entre 1319/1392, sobre os restos de uma primitiva igreja românica. A torre foi construída antes, no séc. XIII, estando considerada uma das mais antigas estruturas mudéjares da cidade, junto com a torre da catedral.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAIgualmente espetacular é o Ábside, construído no estilo gótico-mudéjar. Possui 7 lados e está decorado com frisos e os denominados Arcos Mixtilíneos, que combina as linhas retas e curvas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERAEm sua complexa estrutura, destacam as 7 pequenas torres, situadas em sua parte superior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERANo próximo post, conheceremos o interior deste belíssimo templo.

Anúncios

Uma resposta em “Os Amantes de Teruel e a Igreja de San Pedro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s